História Conte até 10! - Apocalipse Zumbi. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse, Resident Evil, The Walking Dead, Twd, Zombie, Zumbi
Visualizações 38
Palavras 245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Resolvi fazer esse capítulo, e eu não sei bem o porquê.

Capítulo 12 - Desabafo de Karol.


KAROL NARRANDO: 

Já se passaram duas semanas, duas semanas que o diabo em forma de homem, feriu-me mais do que o corpo, mais do que o psicológico, feriu-me a alma. Já se passaram duas semanas e mesmo ele estando absolutamente longe, eu não tenho paz. Os pesadelos são constantes, os gritos durante a noite, o lençol e as roupas ensopadas de suor, o coração acelerado, e o nó na garganta. 

Maldito seja meu ventre, minha vagina e meu corpo! Malditos sejam. 

Eu fui estuprada, na alma, meu corpo invadido, meu sexo violado. Eu fui estuprada duas vezes, e eu sou estuprada toda noite, o estupro, não acontece só na hora. Todo dia, sinto minha alma se rasgando como uma folha de papel. Sinto meu peito sendo penetrado pelo medo. E eu não consigo correr de toda essa merda que me foi reservada. 

A alma enlaçada pelo espírito do desespero, encontro-me novamente diante desse espelho, nesse mesmo banheiro, com três ou quatro cortes novos no quadril. Faço uma prece para quem estiver me ouvindo, dê-me forças, eu preciso continuar. Os cortes mais profundos, me foram feitos na alma, e esses são como pontos mal dados, hora ou outra, arrebenta e volta a sangrar. Minha alma sangra, mais do que um dia meu corpo, ou qualquer outro corpo, já tenha sangrado. Sejas quem fores, cuide de minha alma e dai-me paz. 

"E Deus permita me vingar!

E eu corro, pra onde eu não sei.

Socorro, sou eu dessa vez."


Notas Finais


Gente, eu precisava fazer, sei que tá pesado, porém, foi necessário.



Música citada em "itálico", Mulamba- puta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...