História Continuarei Amando Você! - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 12
Palavras 692
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


desculpe a demora

Capítulo 22 - Quem disse que quero


Fanfic / Fanfiction Continuarei Amando Você! - Capítulo 22 - Quem disse que quero

- oi – ele falou. Respirei aliviado

- oi

- bebida para os meninos – Nina chegou com dois copos Long Drink com algum liquido dentro. Eu e João pegamos, Nina sorri e sai. Dei um gole era batida de frutas com vodca.

- não tenho ideia do que fala – digo sem olha-lo – eu passei várias vezes conversas na minha cabeça, mas agora... não consigo lembra de nenhuma. – escutei ele respira fundo

- podemos ir pra um lugar mais calmo? – olhei pra ele e ele me olhava esperando resposta, concordei e ele se levantou o segui. Subimos a escada, entramos no quarto de Nina – ela disse que poderíamos conversar aqui – ele entrou e esperou que eu entrasse fechou a porta.

O quarto de Nina era até grande uma cama de casal guarda roupas, uma mesinha de cabeceira tinha banheiro, no meio do quarto havia um tapete e várias mofadas. Sentamos um de frente pro outro.

- você está bem? – perguntei, e ele me olhou

- não. Não estou nada bem – ele falou – e você sabe disso – ele disse com frieza

- desculpa eu...

- me responda só o porquê? Por que fez isso comigo? – seu rosto ficou triste, e aquilo me doeu

- não sei, não quero mentir pra você mas ele mexeu comigo. Eu fiquei confuso milhão de coisas passou pela minha cabeça

- você beijou ele outras vezes?

- não – menti

- não minta pra mim

- sim....- o olhei ele abaixa a cabeça – mais foi por raiva, eu estava com raiva de mim mesmo pelo o que estava sentindo, por ter traído você de uma forma tão... eu só tive raiva, você não me ligava não queria nem olhar na minha cara, e eu orgulhoso fazia o mesmo.

- e por que resolveu só ligar na quarta? Você me contou que beijou outro cara, te mandei ir embora e você nem me ligou no outro dia, nem para ter a cara de pau de pergunta se eu estava bem. Por que não me ligou?! – sua voz começa a ficar mais alta – sabia que eu esperei? Sabia que eu esperei você ligar até no domingo mesmo? Sabia que naquela noite eu não dormi? E sabe... – ele respira fundo – sabe o que doía mais? – fiquei calado, apenas o observando – você estava lá, estava la, na mesma casa do cara que você disse que beijo. E minha cabeça não deixa eu para de pensa: ele ta te traindo mais ainda. Eu perdi a confiança em você.

- não... – digo já sentindo um nó se formar – não diz isso por favor...

- digo. Sabe por que? Foi por sua culpa mesmo. Minha única culpa nisso tudo é apenas não deixar te amar. – o olho – é eu te amo. E acho que nunca vou deixar de amar.

- me desculpa, me desculpa por favor eu nunca quis te fazer sofre, nunca, nunca quis.

- eu talvez saiba disso. Mas você fez, me fez sofre, você me magoou Rafael. Por que veio aqui hoje?

- precisava conversar com você

- será mesmo? Onde está seu primo?

- foi embora

- isso não é muito sarcasmo, você vim conversar comigo depois do seu primo ter ido embora....

- não! Não, ele foi embora já faz uns dois dias, e agente se beijo duas vezes apenas, e ele sabia que eu não queria ele que nunca foi ele que eu quis, foi sempre você. E sempre vai ser, desculpa por eu ter feito isso, a última pessoa que queria magoa era você. Me desculpa, me desculpa acho que não posso pedir outra coisa. E acho que não posso explicar o que aconteceu, mais tenho certeza que nunca deixe de te amar. Você deve estar me odiando...

- não, nunca te odiei e acho que nunca vou conseguir. Não posso odiar alguém como você. – fiquei calados apenas o olhando - você pensou em como essa noite terminaria? – olho confuso – hum?

- não?

- eu sim, pensei em sair daqui brigado com você, ou chorando, e jurando que nunca mais queria te ver ou ficar com muita raiva.

- e como você quer sair daqui? – perguntei

- quem disse que quero? 


Notas Finais


desculpe os erro estava com presa, espero que gostem. deixe um comentário :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...