História Continuarei Amando Você! - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 4
Palavras 766
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


tai o ultimo cap. espero q gostem :)

Capítulo 25 - Surprise


Passava das seis horas corri pro banheiro tomei banho. Vesti uma calça preta e uma camisa cinza e sapatos, mandei uma mensagem para João dizendo que já estava saindo de casa.

- pronto! Já sabe né? Fique na frente da porta e quando parecemos você vai parecer nervosa e diz que quer falar comigo – Nina concorda

- então você vai dar a chave a ele e dizer que o celular ta no sofá

- isso ótimo – eu estava eufórico. Olhei para meu pai – e o resto e com você – ele sorriu

- vai, vai logo. – deixei meu celular no sofá e sai.

Fui o caminho todo sorrindo feito bobo. Subi até seu apartamento, e quando bati a porta, ele estava lá com um sorriso enorme na cara... de calça preta tênis branco camisa social azul com mangas erguidas até o cotovelo, cabelos ainda úmidos e barba feita.

- boa noite! – ele falou

- uau...- suspirei – aonde acha que vamos?

- creio que seja algo especial... mesmo que seja em uma lanchonete de esquina

- então... vamos! – peguei em sua mão entrelaçando nossos dedos.

Chegamos na frente do prédio

- tem certeza? – olhei pra ele sem entender. Ele olhou para nossas mãos dadas

- nunca tive tanta.

Já havíamos andado um bocado.

- merda! – falei, ele me olhou

- que foi? – coloquei as mãos nos bolsos

- meu celular esqueci... droga!

- clama é só o celular

- não eu fiquei de falar com a Nina agora pela noite ela disse que tinha algo importante para mim dizer... vamos ter que passa na minha casa

- que? Mais seu pai?

- não ta em casa... vem vamos estamos perto da minha casa – puxei ele pelo braço e saímos rumo a nossa grande noite

Chegamos de frente para eu prédio, entramos e pegamos o elevador, assim que as portas se abriram demos de cara com Nina

- onde você estava? Liguei várias vezes – ela falava serio como se realmente quisesse falar comigo – ah oi Joao – ela sorri pra João, mas logo volta a olhar para mim.

- vim pegar o celular... – falei

- João se não se importa pode nos dar licença? – João assentiu

- toma. – entreguei a chave pra ele – ta em cima do sofá – ele pega e sai em direção a minha porta

Nina me olhou e deu um sorriso, olhei para trás, ele estava brindo a porta e entrou, eu e Nina fomos nas pontinhas dos pes e ficamos olhando pela beiradinha da porta,  a cena que iria acontecer

- oi. – meu pai falou se aproximando de João que quase deu um pulo para trás

- e-é... oi... eu eu...

- você é o João?

- sim... sou a....

- namorado do meu filho – naquele momento eu daria tudo para ver a cara do João. Limpei a garganta ficando de frente para porta, João se virou seu rosto ainda estava surpreso, mais quando encontrou meus olhos e viu eu sorrindo ele relaxou um pouco, Nina se encosto em mim ele olhou para meu pai que sorria discreto.

- surprise! – falei sorrindo e ele abriu um sorriso enorme e pude ver seus olhos brilharem. Ele voltou-se para meu pai

- prazer...- ele estendeu a mão, meu pai aperta

- Paulo.

– Sr. Paulo sou João Pedro, namorado do seu filho! – e ele disso aquilo com um orgulho

- É um prazer conhece-lo também – meu pai diz – então vamos jantar?

Me aproximo de João que coloca o braço ao redor do meu ombro sorrindo

- só vocês mesmo para fazer isso comigo, quase me mataram do coração – ele olha pra Nina, que ri e dar de ombros – amo vocês, e estou muito mais muito feliz de ter contado para seu pai. – ele me beijou na bochecha

 

Nos jantamos e conversamos, e vi como João estava feliz como ele conversava com meu pai e ria das piadas sem graça dele. Lembrei quando o vi pela primeira vez naquela loja de eletrônicos, e que me fez duvidar de tudo que já senti. Lembrei da nossa primeira conversa o quanto ele foi cauteloso, e ficamos apenas nos olhado por um bom tempo. Das primeiras brigas, e quando terminamos, e de como eu fiquei mal com aquilo, principalmente por ta fazendo ele sofre. Mas quando voltamos foi como se uma parte de mim voltasse a vida. João apareceu na minha vida do nada, e aos poucos foi me fazendo ser mais confiante, a ter a coragem que ele tinha de dizer o que era sem medo. E eu aprendi muito com ele e quero continuar aprendendo. Eu o amo e continuarei amando. 


Notas Finais


bom gente é isso, talvez tenha sido fraco mas...
obg a todos q leram ate aqui. Obrigado mesmo! amo vcs!!! <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...