História Conto de Fadas. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Tags Festa, Hentai, Luan Santana, Romance, Traição
Exibições 202
Palavras 1.281
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Negas/Negos eu vou tentar publicar os capítulos, por dia. Mas não prometo nada.
Foto dos irmãos Santana ❤
Acabei de fazer. Perdoem os erros.
Beijos 😘

Capítulo 2 - 3 de maio.


Fanfic / Fanfiction Conto de Fadas. - Capítulo 2 - 3 de maio.

"Trouxe essa flor de plástico pra te presentear. Eu vou te amar, até a flor morrer" _ Luan Santana.

      [...]

          Point Of View Luan

4 anos antes...

    A música alta, embalava todo o ambiente. Pessoas dançavam e bebiam por todos os lados. As festas da Bruna nunca me desapontaram.

_ Parabéns caçulinha! _ abracei a mesma. Eu tinha um copo de vodka em mãos, ela o tomou de mim e virou o mesmo em sua garganta. _ Calma! Calma ae ne Bruna.

_ Qual é Pi, não se faz 17 todos os dias! _ ela gargalhou alto.

   Ela me puxou para a pista de dança. Abracei a mesma, enquanto dançavamos. Olhei por todo local, até que vi uma moça. Não uma moça qualquer. Ela tinha cabelos médios de tonalidade Castanho, as luzes refletiam sobre a pele dela, ela sorriu; Ah que sorriso!

_ Quem é? _ apontei discretamente para a garota. Bruna riu.

_ Beatrice Müller! _ ela sorriu. _ Minha amiga. _ eu estava babando. Literalmente. _ Ela não é pro teu bico Luan! _ Bruna piscou, saindo daquele local.

Beatrice Müller. Algo me diz, que essa garota vai virar meu mundo, de ponta a cabeça.

    [...]

   Eu caminhava pelo centro da cidade. Um presente perfeito para Bruna, era o que eu procurava. Eu definitivamente não sei o que comprar para a mesma, Bruna tem uns gostos tão excêntricos.

   Então decidi que eu pediria para a minha secretária comprar algo para a Bruna. Mulheres se entendem.

  Peguei meu celular. Hum! Uma mensagem.

"Deu positivo! O que eu faço agora?" _ Camilla.

   Que droga!

   O que eu vou fazer agora? Minhas mãos soavam. Fui em direção ao meu carro. Liguei o motor e fui em velocidade máxima.

          Point Of View Beatrice

    Estou definitivamente cansada! Mas eu prometi a Bru que iria comemorar com ela. Eu conheci o Luan, no aniversário dela. Não vou esquecer dia 03 de Maio. Sorri com meu pensamento, eu vivia assim, no mundo da lua.

_ Beatrice? _ ele estalava os dedos em minha face. _ Acordou? _ fui tirada dos meus devaneios. Nossa a sala de aula estava literalmente vazia. _ A anos estou aqui!

_ Desculpa Cacau! _ falei me levantando. _ Tava pensando na Bru, no Luan..._ Suspirei pesadamente.

_ Ih não curti não! _ eu gargalhei com a careta que Cauê fez. _ Olha se o bofe do Luan te machucar. Eu. Dou. Na. Cara. Dele. _ falou pausadamente. Ele era uma figura e eu o amava. _ Vou te dar uma carona. Mas vamos almoçar no Starbucks. E depois vai me ajudar a escolher uma roupa.

_ Pra dar a Bru? _ perguntei entrando no carro. Eu não tinha muitas opções, ou entrava ou entrava.

_ Pra Bruna comprei uma langerri. Eu quero uma roupa magnífica pra mim! _ eu ri. Ele acelerou na curva, estamos a três quadras da Starbucks. _ Preciso de um B.M.! Tô na seca menina.

    B.M. definição para Boy Magia. O Cauê, é o rei das siglas. É como um código morssa que só nós, amigos entendemos.

   Cauê, estacionou o carro, seguimos a entrada do estabelecimento. Já tinhamos nossos lugares marcados. Sempre vinhamos aqui, além de nos ter conhecido aqui.

_ E eu preciso saber o que Luan tem! _ falei, retomando o "assunto" do carro. Eu estava relembrando a frieza dessa manhã.

_ Falta de sexo! _ eu ruborizei instantaneamente. O garoto, não tem papas na língua. Falou em alto e bom tom, fazendo todos ao nosso redor nos olhar. _ Nem me olhe assim! Todos sabemos que você é uma moça recatada! O Luan é homem, e claro que ele quer algo a mais.

_ Podemos mudar de assunto?

_ Boa tarde! Qual o pedido? _ um rapaz moreno de olhos azuis disse gentilmente.

_ Seria você mas não ta incluso no cardápio. _ meu Deus, o que ele está fazendo. Cada dia uma vergonha a mais. _ Isso é uma pena.

_ Perdoe meu amigo. Ele só estava brincando. _ falei envergonhada. _ E-eu quero... _ gaguejei. Ainda estava com vergonha. _ Uma poção de fritas e um milk shake.

_ Um cheeseburguer e uma coca! _ ele piscou para o garçom. O rapaz estava vermelho, creio que ele não está acostumado com esse tipo de comentário. Logo ele saiu. _ Que bofe!

_ Seu gay assanhado! _ falei gargalhando. _ Semana passada foi o médico. Segunda forá o taxista, e agora o garçom! _ ele fez careta. _ Você é louco Cauê.

_ A loucura faz parte baby! _ ele me lançou uma piscadela. _ Aliás eu sei que você queria jogar cantadas também.

_ E-eu? _ eu estava incrédula. O loiro apenas franziu o cenho e balançou a cabeça. _ Não sei por que pensas isso!

_ Se estivesse solteira caia de boca no pobre garçom. _ ele riu e eu neguei.

_ Sou moça de família! E aliás... Eu amo o Luan! _ ele revirou os olhos. Por mais que ele goste do Luan o mesmo, não aprova nosso namoro.

  Logo nossos pedidos chegaram, e claro eu paguei a conta e fomos para o carro.

   [...]

_ Cauê, essa roupa ta ótima! _ eu dizia pela milionésima vez.

_ Não ta Bi! _ ele bufou. _ Sei que está me iludindo!

_ Cauê! Você trouxe uma mala para minha casa, já vestiu todas as peças de roupas aqui... _ suspirei. _ Essa ta ótima. Tá um gato. E todos já devem estar na casa da Bruna.

_ Me convenceu sua chata! _ eu sorri vitoriosa. _ Vamos para a festa.

         Point Of View Luan

  A casa não estava tão cheia. A Bruna fez algo só para os íntimos. Melhor assim, eu não estou com muita cabeça para uma festa grande.

   Logo ouço a campainha soar, meu pai abriu a porta. Pude sentir meu estômago revirar, com que cara olharia para a Beatrice agora?

   Ela estava tão linda.

   Eu a olhei de canto, pisquei inúmeras vezes, até que a mesma parou em minha frente.

_ Oi amor! _ taquipariu. A voz dela é tão suave. Ela era sem dúvidas a criatura mais angelical desse mundo. Meu coração palpitava. Era uma mistura de amor, vergonha, irresponsabilidade e outros sentimentos que me faziam sentir dor de cabeça. _ Luan?

_ Oi Bea! _ falei sem olha-la nos olhos. Ela não merecia isso. _ Vem cá. _ puxei a mesma para meus braços.

  Dei um selinho na mesma, acabei puxando-a para um beijo. Um beijo calmo. Pedi passagem e ela cedeu, nossas línguas estavam em perfeita sincronia. Era como uma orquestra, porém só havia eu e ela. Beija-la já não era mais uma luxuria, mas sim uma necessidade.

_ Eu te amo! _ ela falou assim que nos separamos. Meu coração gelou. O arrependimento bateu, ou não.

_ Eu tam...

_ Beaa! _ antes que eu terminasse a frase Bruna me cortou. Abraçou a mesma. _ Que bom que veio.

_ Own me ama! _ ela sorria. Ela abraçou novamente a Bruna, entregou a mesma um presente. _ Te amo Brubs, feliz vintão pra você!

_ Obrigadaaa. _ Bruna apertava a Bea e vice-versa.

   A noite estava saindo bem. Tudo fluindo numa boa até o momento seguinte. Todos no jardim, alguns nadavam, outros dançavam, havia bebidas, petiscos por toda parte, estavamos apenas familia e amigos mais próximos.

   A Bea estava sentada no meu colo. Seus cabelos castanhos estavam jogados de lado, sua pele contrastava com a noite e os olhos castanhos claros que ela tinha transpareciam pureza.

  Logo vejo a porta de vidro da cozinha ser aberta. Uma morena sai de dentro da casa. Taquipariu. Agora sim, eu estou literalmente fodido!

_ Boa noite!

                                Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...