História Contos da imaginação - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 15
Palavras 1.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Presente pro meu namorado


Fanfic / Fanfiction Contos da imaginação - Capítulo 3 - Presente pro meu namorado

Meu nome é Ju, tenho 22 anos, faço faculdade de direito, namoro o Bruno há um ano e 3 meses. Sempre fomos cúmplices e nos damos muito bem, e por isso sempre percebi os olhares que ele lançava pra Verônica, morena, cabelo preto até a cintura, olhos grandes e castanhos, cheia de curvas e uma bunda de chamar a atenção. Mas eu nunca tive ciúme, até porque a Verônica é lésbica. Tanto que ela sempre me deixou claro que é minha amiga, mas se eu quiser a gente se pega. Faltava uma semana pro aniversário do Bruno, e eu queria fazer uma surpresa inesquecível pra ele, e como ele tinha vontades em relação a Verônica resolvi juntar o útil ao agradável. Falei com a Verônica de fazer uma menage e ela topou com a condição de só transar comigo. Não era à minha praia, mas se eu disser que a Verônica não é gostosa e atraente, estarei mentindo. Então acertei tudo com a Vera e no dia do aniversário dele pedi pra ele ir até a minha casa. Botei uma lingerie preta rendada, meias e cinta liga. A Vera estava com uma bem sexy também. Ouvir a campainha tocar e ao abrir a porta vi sua expressão surpresa por me ver vestida daquele jeito. O puxei pra dentro selando nossos lábios com um beijo demorado

- Feliz aniversário.

Disse entre o beijo, ele segurou minha cintura me puxando pra mais perto de si, com um sorriso safado entre os lábios.

- Você vestida tão fodidamente sexy pra mim, é o melhor presente de aniversário.

- Na verdade, estar vestida assim só faz parte do seu presente, meu amor. Vem comigo!

Peguei a sua mão e o conduzir até o meu quarto, onde a Vera estava nos esperando. Ao entrar no quarto ele levou um susto com a presença dela.

- Amor, eu sei que você acha a Verônica gostosa e tem tesão nela. Então decidi realizar um sonho seu e a Vera topou me ajudar. Hoje você e ela vai me foder!

Ele ainda estava sem acreditar, com os olhos arregalados e a boca aberta, mas logo que assimilou aquelas palavras abriu um sorriso largo e assentiu.

Sei que a vontade dele era perguntar e questionar, mas ele não iria fazer isso. Não quando está preste de ter o que pra ele seria impossível, duas gostosas que ele tem tesão fudendo na frente dele.

Me aproximo da Vera, subindo em cima da cama, ela me puxa passando a mão na minha nuca e me beija. Seus lábios são macios, fui dando espaço pra sua língua adentrar minha boca, e nossas línguas travaram uma briga gostosa. Seu beijo era bom, com desejo. Apoio minhas mãos em seus braços e aperto em resposta aquele beijo. Quando paramos de nos beijar já sem fôlego, olho pro Bruno que parece maravilhado com o que acaba de assistir. Ele agora está sentado na cadeira da minha escrivaninha, e posso perceber que seu membro já está ficando duro por baixo do calção. Dou um sorriso e volto a beijar a Vera, mas dessa vez eu realmente me entrego, passando a mão por toda a extensão do corpo dela e ela faz o mesmo até chegar a minha bunda e aperta com força. Passo a mão por seus seios e aperto massageando-os, ela arfa contra minha boca ao sentir minhas mãos em seus belos seios. Para o nosso beijo e começa a descer beijos pelo meu pescoço e morde minha orelha me deixando arrepiada. Me joga na cama ficando por cima de mim e começa a percorrer beijos por toda a extensão do meu corpo, sinto sua língua em meu seio direito, sinto ela chupá-lo e passar pro seio esquerdo, isso me faz gemer e me contorcer toda. Ela vai descendo e sinto seus lábios macios em minhas coxas, entrando na verilha. Sim, ela vai me foder e porra, eu quero muito. Ela dá um selinho no meu clitóris

- Porra Ju, você tá tão molhada.

Passa a língua pela minha boceta e começa uma sequência de lambidas e sugadas que fazem contorcer e gemer de prazer. Sinto dois dedos da Vera dentro de mim, num vai e vem sincronizado enquanto lambe meu grelo.

- Isso, me fode. Chupa vai, chupa.

Falo com a voz descompassada, fazendo ela aumentar as estocadas com seus dedinhos na minha entrada e a sucção no meu clitóris ser mais intensa. Finco minhas unhas nos lençóis da cama e reviro os olhos de tanto prazer. Olho pro Bruno e o vejo batendo uma punheta enquanto assiste a Vera me chupando. Não aguentei essa cena.

- Chupa sua puta, eu vou gozar.

- Goza na minha boca Ju.

Gemi alto de prazer enquanto gozava na boca da Vera, enquanto ela sugava todo meu líquido. Olhei pro Bruno e o chamei com o dedo, ele veio e logo comecei a beijá-lo. Desci ficando de joelhos e logo comecei a chupar o seu pau, o enfiei todo na boca provocando um engasgo. Começo a lamber toda a extensão do seu pau enquanto a Vera chupa meus seios. Envolvo aquele cacete com minha boca e a Vera pressiona minha cabeça em direção a virilha do Bruno, me fazendo engolir todo aquele pau, engasgo algumas vezes tirando gemidos do meu namorado. Ele me levanta e começa a me beijar, paro o beijo e começo a beijar a Vera e faço ela beijar o Bruno. E ela parece estar bem excitada o beijando. Ele me deita na beira da cama e bota o seu pau dentro da minha boceta, seus movimentos e entra e sai fic cada vez mais rápidas me fazendo gemer alto.

- Deixa eu te chupar, senta na minha cara.

A ver o se senta e começo a chupar aquela bocetinha molhada, sugo aquela boceta com vontade e paço a língua pelo seu clitóris inchado fazendo-a gemer, cravinhos unhas com delicadeza em sua bunda e a arranho de leve enquanto continuo chupando aquela boceta deliciosa. Ela rebola na minha cara enquanto a chupo e goza pra mim, seu gosto é doce. Porra como a Vera é deliciosa! Ser comida pelo bruno e fazer a minha amiga gozar ao mesmo tempo, me levou ao êxtase e gozei de novo. O bruno me botou de quatro e começou a sequência de estocadas.

- Mais rápido, me fode amor. Vai!

O bruno metia forte e fazendo gritar, a Vera deitou na minha frente com as pernas abertas e comecei a chupar aquela gostosa, entre uma lambida e outra eu gemia com a velocidade das estocadas do Bruno, então comecei a foder a Vera com minha mão. Enfiei três dedos dentro da sua entrada encharcada numa sequência rápida de vai e vem a fazendo gemer, fui aumentando a velocidade dos meus dedos dentro da Vera enquanto o Bruno bombava minha boceta com seu caralho.

- Eu vou gozar de novo Ju, porra. Você fode gostoso.

A Vera disse ofegante e então começou a  gozar na minha mão. Lambi aquele líquido da minha mão e a fiz lamber também, e a beijei com seu gosto em nossas bocas.

- Ajoelha Ju, eu vou gozar!

O bruno falou, tirando seu pau rápido de dentro de mim e me fazendo ficar de joelhos. A Vera também ficou ao meu lado e ele começou a gozar em nossas caras. Ao terminar de nos encher de porra eu a Vera nos beijamos.

- Feliz aniversário, amor!

Tenho certeza que ele nunca irá se esquecer desse presente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...