História Contos de Mitw - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Mike, Pac
Tags Capítulo Único, Compilado, Contos, Contos De Mitw, Lemon, Mike, Mitw, Oneshot, Pac, Sexo, Yaoi, Youtubers
Exibições 78
Palavras 2.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Lírica, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


PRA QUEM NÃO TÁ ENTENDENDO PORRA NENHUMA, ESSA FIC É UMA ONESHOT CADA CAPÍTULO, TENDO ATÉ HISTÓRIAS DE TRÊS CAPÍTULOS NO MÁXIMO.

TUDO DE MITW.

É ISSO.

Capítulo 1 - I Hate U, I Love U.


Fanfic / Fanfiction Contos de Mitw - Capítulo 1 - I Hate U, I Love U.


                       View: Tarik.

O som irritante do despertador fez-me despertar. Um pouco dopado, pisco algumas vezes para tentar focar minha visão. O Sol ainda não havia nascido completamente.
Passo minha mão sobre o criado-mudo, na esperança de encontrar meu celular e acabar com aquela tortura. Não o encontro, então decido levantar.
Olho bem ao meu redor. Tudo estava uma tremenda bagunça. Roupas e cobertores espalhados pelo chão, sapatos jogados, alguns objetos caídos. O lençol sujo por esperma e um pouco de sangue.
Recordei da noite anterior. Me sentia sujo e usado. Encontrei meu celular em meio as cobertas. Haviam algumas mensagens nele. O joguei na parede com toda a força que consegui.

Me direcionei até o banheiro. Liguei as luzes e me encarei no espelho. Meu estado estava crítico. Olheiras fundas, cabelo embolado, marcas roxas por todo o corpo e um pequeno corte em meu lábio inferior.
Toquei a ponta de meus dedos no corte. O contato me fazia lembrar os lábios do homem com quem dormi esta madrugada, e, para ser sincero, sua boca era o que eu mais desejava naquele momento.
Com algumas lágrimas nos olhos, entrei no box do banheiro. Já estava despido, então não foi preciso esforço. Tomei um banho gelado para ver se me sentia mais animado e vivo.
Um detalhe importante: eu deveria estar no colégio dentro de 45 minutos. Terminei minha ducha rápida e me sequei. Vesti um moletom rosa, sem nenhum estampa, e uma calça jeans branca, um pouco colada ao corpo. Coloquei um par de vans azul bebê e tentei secar o cabelo.

Minha aparência estava finalmente agradável. Peguei minha mochila e saí de casa. Levaria pouco tempo até o colégio, então não tive tanta pressa.

                               [...]

O intervalo havia chegado e eu não sabia o que fazer. Vê-lo rodeado por garotas, rindo com outras pessoas, sorrindo sem ao menos lembrar da minha existência.
Babaca da parte dele. Sua namorada não o satisfazia, então ele sempre corria até mim. Eu sempre soube o agradar.
Sentei num banco qualquer do pátio. Me machucava toda vez que o via, saber que precisava dele. Já fui de várias pessoas, mas não conseguia colocar ninguém num lugar acima de si.
Sinto sua falta e talvez esse seja o motivo por eu não conseguir dormir, ou comer. Ainda tenho um pouco de areia no meu suéter, da noite em que passamos naquela praia.
De longe avistei uma figura conhecida. O moreno sentou-se ao meu lado, com o mesmo sorriso encantador de sempre.

_Oi, Pac! /Felps.

_Oi, Felps...

                    View: Mikhael.

Dormimos juntos e me apeguei a ti. Amigos também podem quebrar seu coração, apesar de que o culpado sou eu.
Estou sempre cansado, mas nunca de você. E é uma droga saber que apenas uma noite não será o suficiente. Que uma transa só irá aumentar o sentimento. Mas nós não podemos.
Você não deveria apostar nessa merda. Eu tento digitar um texto que te agrade, mas depois eu não me importo e que se foda o sentimento. Eu tenho esses problemas e você não deveria dar importância.
Não queria te prejudicar. É possível ouvir seus sentimentos gritando no peito. Aquele pedido de casamento era só uma distração para meu coração confuso.

Eu não vou me casar com ela.

A observava enquanto meu braço envolvia sua cintura. Ketlin nunca foi tão boa quanto você. E se eu dissesse que há coisas boas nela que não há em você, eu estaria mentindo.
Sempre foi difícil aceitar que... Eu sou completamente maluco por você, louco, apaixonado... Tenho crises de ciúmes, odeio te ver sendo de outros.
Mas você não será meu se eu não assumir, e, bem... Temo que já seja tarde.

                        View: Tarik.

Vou manter em segredo. Ele está apaixonado por mim, mas seus amigos não sabem. Se ele quisesse, apenas diria.

E se eu fosse ele, nunca me deixaria ir.

Sei que controlo meus pensamentos e que deveria parar de lembrar. Mas eu aprendi que é bom ter sentimentos quando o amor e a confiança se vão.
Isso é seguir em frente. Toda noite solitária eu imagino um futuro nosso, confesso. Minhas bebidas e todos os meus pensamentos estão misturados.

O que fazemos bêbados é o que sonhamos em fazermos sóbrios.

Se eu o embebedar conseguiria saber o que ele sente por mim? Ainda me lembro de quando transamos pela primeira vez. No banheiro da festa de formatura, no nono ano.
Ele sempre dizia coisas absurdas no calor do momento. Eu sempre mantive meus pensamentos guardados. É por isso que meu coração sempre foi mais iludido que o dele.

Ele quer ela, ele precisa dela e eu nunca vou ser ela.

Completamente sozinho, eu o assisto observá-la, como se ela fosse a única garota que ele já viu. Ele não se importa, ele nunca se importou.

Ele não dá a mínima para mim.

Eu sinto sua fala, mas não deveria. Precisava ter escutado os conselhos de que ele era homem de uma noite só.
Felipe sempre foi perfeito para mim, por que não consigo criar sentimentos por ele?!
Eu estou errado. Eu gosto da pessoa errada. Meus sentimentos estão todos errados.
As vezes precisamos queimar algumas pontes para criar uma certa distância... Mas ele sempre gostou de barcos de pesca, me apelidou de mermaid.

_O que foi? /Felps.

_Nada...

_...Tarik... Você sabe que precisa conversar com ele, não sabe? /Felps.

_Sim... Eu sei...

Felipe me olhava preocupado. Parecia sentir muito mais que eu. Era doloroso saber o quão mal ele ficava em relação a tudo isso.

Ele não merecia.

                               [...]

_Nosso casamento está chegando! Fale com Mikhael depois, eu quero muito que você vá! /Ketty.

Ela não tinha culpa. Nem se quer sabia de tudo que se passava. E... Para ser sincero... Tenho pena dessa garota.
Ketlin vive num conto de fadas, fantasiando sua vida perfeita, numa família perfeita, com um noivo perfeito.

As coisas não são bem assim.

Eu queria poder contar. Dizer a ela o que aquele desgraçado faz nas madrugadas, enquanto a pobre garota está esgotada de tanto estudar para ter uma vida boa.
Mas ela não merece. Não merece saber disso, não merece ter a felicidade rompida, não merece namorar aquele desgraçado.

                               [...]

                      View: Mikhael.

Entrei naquele beco já sabendo que sairia mal. O mais simples e singelo beco, onde tudo começou. Onde nos beijamos pela primeira vez.
Ainda me recordo do primeiro dia em que senti o sabor daqueles lábios tão pecaminosos. O gosto doce, a maciez, o hálito de menta. Era tudo tão perfeito.
Me perderia mais de mil vezes naquelas sensações. Seus toques, seus movimentos, seus sons. Ele é um menino de ouro.

_Linnyker. /Tarik.

_Pacagnan...

E eu não saberia o que dizer. Nem se me dessem dias para escrever um discurso. Ficar frente à frente com ele sempre me tirava o ar, o chão, a consciência.
Estava tão lindo quanto qualquer outro dia. Ele sempre soube combinar suas roupas perfeitamente. Era tão simples no visual, porém tão bela a sincronia. Os tons pastéis destacavam a vermelhidão das maçãs do rosto e dos lábios finos, que faziam um tremendo estrago.

_Você já se perguntou o que poderíamos ter sido?

                    View: Narrador.

_Você já se perguntou o que poderíamos ter sido? /Pacagnan.

Seu tom de voz não era triste. Carregava frieza e desprezo. Ele não mantinha contato visual com Mikhael. Ao menos não conseguia.

_J-já... /Linnyker.

_Você disse que não faria... e você ferrou com tudo. /Pacagnan.

_Tarik... /Linnyker.

Mike não tinha o que dizer. Ele agiu como um babaca. Tarik não merecia aquilo.

_Mentir para mim, deitar-se comigo... CONSERTE ESSA MERDA! /Pacagnan.

Pac não iria deixá-lo falar, muito menos daria atenção às desculpas esfarrapadas do moreno. Ele estava cansado. Cansado de ser usado.

_Eu vejo você observá-la. Como se ela fosse a única garota que você já viu. O que ela tem de melhor que eu? /Pacagnan.

_... /Linnyker.

_RESPONDA! POR QUE NÃO É ATRÁS DELA QUE VOCÊ VAI QUANDO ESTÁ NO TÉDIO?! EIN?! DIGA! /Pacagnan.

_E-eu... /Linnyker.

_Você não presta nem para arranjar uma desculpa. /Pacagnan.

_É-é... B-bem... /Linnyker.

_Diga. DIGA ALGUMA COISA! /Pacagnan.

_... /Linnyker.

_VOCÊ NÃO SE IMPORTA! VOCÊ NUNCA SE IMPORTOU! /Pacagnan.

Os olhos do menor se encheram das mais dolorosas lágrimas. A raiva já não conseguia incobrir a tristeza.

_Você não dá a mínima para mim... /Pacagnan.

_Isso não é verdade! /Linnyker.

_É! É... Como é que você nunca nota? /Pacagnan.

Olhou indignado no fundo dos olhos de Mike. O maior engoliu seco, quase se engasgando.
A realidade era que Mikhael não conseguia imaginar sua vida sem Tarik. Ele respirava a essência do garoto, vivia no caminho da luz que eram o brilho de seus olhos.
Pacagnan era melhor que Ketlin em todos os sentidos. Nenhum cara em sã consciência deixaria aquele garoto perfeito escapar.
Mas talvez fosse tarde. Tarik estava farto. Farto em saber que, apesar de fazer as melhores noites de Mikhael, nunca seria ele a ser escolhido para participar das viagens em família dos Linnykers, nem iria ser escolhido para ser o par de Mike na quadrilha do colégio, não seria ele que casaria com o moreno, nem que daria a luz a um fruto da árvore do amor de ambos.
Pac merecia. Merecia aquele lugar na mesa de jantar. Ao lado de Linnyker, em frente a sogra, rindo das piadas bobas do sogro.
Ele sabia exatamente o que deixava Mike bravo. Sabia também como o deixar feliz. Cuidava de seus machucados quando se envolvia em brigas desnecessárias.

Tarik sempre estaria lá, mas até quando?

_Você está me matando lentamente... /Pacagnan.

_Escut... /Linnyker.

_CALADO! Ela é a única coisa que você já viu! Você quer ela, você precisa dela... /Pacagnan.

O pequeno levantou o olhar. Enxugou as lágrimas e bufou uma vez. Apertou os olhos e encarou Mike.

_Eu nunca vou ser ela... /Pacagnan.

Disse num sussurro. Qualquer um sentiria a tristeza e a decepção em sua voz. Virou as costas e se foi, ignorando os chamados do rapaz que um dia pensou em amar.









                                  [...]









                     View: Mikhael.

Ele havia ido e eu não pensei duas vezes em ir atrás. Não me importava se estaria acabado, eu corria entre os carros que passavam freneticamente na rua.
O perdi de vista. Meu coração doía, mas não mais que o peso da consciência.

O que eu tenho na cabeça?!

Tarik sempre foi perfeito para mim. Sempre me aturou, me fez bem, me deu prazer, cuidou de mim... Agora ele me odiaria para o resto da vida.
Eu não iria casar com a Ketty. Nem fodendo. O único nome que pode estar em minha aliança é o de Tarik.

Ele precisava esfriar a cabeça. Voltei para minha casa, tomar banho, trocar de roupas, me alimentar.
Pensava em uma forma de acabar com o relacionamento entre Ketlin e eu. Mas esse não era o maior dos problemas, não agora.
Sentei na beirada da cama, observando cada canto daquele quarto. Algumas roupas dele ainda estavam aqui.

                                [...]

Vi Felipe sentado na calçada, em frente à porta da casa de Tarik. Ele parecia abalado, de cabeça baixa, ainda conseguia ver algumas lágrimas que pareciam insistir em cair, mesmo ele não querendo.
Parei por um segundo, me perguntando o motivo dele estar do lado de fora. Imaginei, por outro segundo, o quão difícil seria para eu entrar naquela casa, se nem o amigo mais proximo do dono está na rua.

Deixei esta questão de lado e fui até o portão, tocando a campainha. Uma, duas, três vezes. Nenhum sinal de vida.
Bufa e olhei para as janelas da casa. Todas estavam fechadas, inclusive as cortinas.

_Desiste... /Felipe.

_O que?

_DESISTE, PORRA! /Felipe.

_Mas...

_NÃO TÁ VENDO QUE NÃO TEM NINGUÉM NA MERDA DA CASA? ELE FOI EMBORA! /Felipe.

_Por que ele iri...

_A CULPA É SUA! VOCÊ NÃO O MERECE! ELE... Ele... - pausou, enxugando algumas lágrimas - ELE TE AMAVA... /Felipe.

_AGORA ELE SE FOI! ME DEIXOU AQUI! Eu sempre soube no que isso tudo ia dar... /Felipe.

_EU O AMAVA! SEMPRE AMEI!... Muito antes de você aparecer... /Felipe.

Me encarou, virou as costas e foi embora.



                               End.


Notas Finais


É izu ae.

DAQUI UNS DIAS SAI OUTRA HISTÓRIA AÍ.

MAS VAI TER LEMON, RELAXA.

Dá uma olhada nas minha outra história:

Obsessed - Mitw: https://spiritfanfics.com/historia/obsessed--mitw-7021952


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...