História Contos de terror - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Mitologia Chinesa
Personagens Personagens Originais
Visualizações 77
Palavras 612
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Mistério, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


gente farei alguns relatos , caso vocês queiram compartilhar algum deixe nos comentários

↘ leiam importante ↙

Capítulo 4 - Relato 1


Meu nome é julia tenho dezenove anos e moro no Rio de Janeiro mais sou paulista, vou contar pra vocês um relato que aconteceu comigo quando eu tinha apenas sete anos. Eu era uma criança muito solitária, quando eu tinha um ano meu pai me abandonou e a minha mãe entrou em uma depressão profunda e minha tia Clara foi morar conosco, com a ajuda de minha tia minha mãe se recuperou e voltou a viver, trabalhar e cuidar de mim.

        era volta às aulas e eu não estava nem um pouco ansiosa diferente das outras crianças, eu não era uma criança de muitos amigos pra ser sincera eu não tinha amigo nenhum. Tinha tocado o sinal é todos entraram para suas salas, a professora estava passando o deve quando entrou um menino do meu tamanho vestindo um terno, era bem branco e pálido, loiro e de cabelos cacheados e olhos bem azuis. O que mais me chamou atenção foi que a professora não o apresentou para a turma, mais deixei pra lá e voltei a me concentrar no meu dever, mais ele ficou lá em pé é a professora nem chamou a atenção dele. Fiquei com pena dele e o chamei para sentar comigo ele veio até a mim com os ombros encolhidos e todos da sala nós olhavam já aviam se passado duas horas e ele não havia dito um só palavra, tomei coragem e perguntei seu nome é ele respondeu Heitor fui dizer meu nome é ele disse que já sabia aquilo me deixou bastante confusa. Finalmente a aula havia acabado e Eitor foi até a minha rua comigo mais igual na escola ele não deu uma palava, quando fui me despedir ele não estava mais lá. Entrei para casa é para variar minha mãe não estava lá, tinha um recado sobre a mesa dizendo: filha terei que dormir essa noite no hospital deixei sua janta no forno é sua tia Clara irá passar com você se comporte!, havia se passado uma hora e minha tia avia chegado fui para o meu quarto após a janta quando entrei em meu quarto tive uma surpresa das grandes! Heitor estava lá sentado no chão brincando com meu carrinho, fiquei tão apavorada, logo perguntei o que ele fazia em meu quarto e ele disse que minha tia tinha o deixado entrar, intão me sentei no chão e fui brincar com ele. Não sei por que mais minha mãe veio em minha mente, e fiquei chateada e Heitor percebeu e disse:_ você está chateada com sua mãe não é? e eu disse:_sim. É ele disse que tinha a solução para o meu problema é eu perguntei qual é ele me deu um pontinho Bem pequenininho com um pó preto dentro, eu perguntei pra que servia é ele disse que era só colocar em um copo de água e dar para minha mãe, e disse que era para deixa-lá mais feliz e disse que precisava ir.

No dia seguinte fiz o que Heitor disse coloquei o pózinho na água e deixe para minha mãe beber em minha inocência achando que era para o bem de minha mãe... Minha mãe foi ficando com sonolenta e adormeceu fiquei sem entender nada fui no banheiro e quando voltei Heitor estava estrangulando minha mãe eu fiquei em pânico só conseguia gritar " pare pare" quando ele parou já era tarde demais devido aos gritos os vizinhos chamaram a polícia que apareceu é quando eu disse que tinha sido o Heitor me trataram como louca e me disseramque ele já avia morrido a mais de vinte anos, minha tia me internou em uma clínica psiquiatra é só sai ano passado.





Notas Finais


Espero que tenham gostado!
😱😱😱


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...