História Contos Eróticos - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Contos Eróticos, Sexo
Exibições 700
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá meus safadinhos , vim com um gosto bem gostoso ! acho que e o primeiro conto grupal ! EBA !!

pra quem gosta , gosta né Rs


brigadinha por 60♡ , não esqueçam de comentar porque vou saber a opinião sobre os contos e etc . . .


BeiijuuS

Vamos ao conto . .

Capítulo 13 - Uma patricinha e dois negões dotados I


Ola taradinhos  , Eu Sou a Isabelly , carioca sapequinha , loirinha teenzinha e doida das ideias  , Hahaha

O conto de hoje se passou num feriadão , meus pais haviam viajado e como sou filha unica , fiquei com a casa vazia só pra mim , numa quinta , sexta , sabado e domingo. . .

Que periiiigo !! rs . . .

Aproveitando a casa vazia , combinei com um peguete negão , pra marcarmos uma farrinha e como ele já insistia há um tempo na ideia de chamar um amigo , eu topei , desde que esse fosse também um belo e safado negro de pau grande . .

No dia combinado havia preparado a casa para receber as minhas visitas e esperando os dois de micro calcinha enfiada na bunda e blusinha de alcinha que mal tapava o meu umbiguinho . ..  

       '' Adoro fazer o estilinho ninfetinha teen rs ''

A campainha toca e desse jeitinho em que estava vestida fui abrir a porta (por enquanto só a porta) para os meus convidados . .  Rs

Feriado , sol , calor , dia de folga , dia de lazer e farra , e era isso que iamos aproveitar .  Vestidinha de ninfeta , no meio de dois negões caralhudos e ninguem em casa pra me defender !! Vou acabar cheia de porra ! Haha
A minha festa estava montada , só resta saber se tudo acabaria mesmo em festa , pelo menos pra mim ,  Porque pra eles já seria garantido !

Acho que era quase que a festa de peão de Barreto , de tanto que eles me olhavam com cara de quem queria montar em cima da potranca e sair cavalgando pela casa toda , Rs

Cervejinha na mão dos meus convidados , radio da sala tocando uma musiquinha , nos três no sofa e eu sentada no colo do meu peguete , batendo o maior papo com os 2 e dando risadinhas maliciosas , acho q não tinha coisa melhor pra se fazer num dia tão bonito .

Papo descontraido rolando , meu peguete contando pro amigo historias de como ele havia me comido , clima de sexo e descontração no ar e uns pagodes de pobre embalando o ritmo da nossa festinha . Eu particularmente sou fã de pagode , essa trilha sonora seria inevitavel . . .

Até que começou a tocar no radio a musiquinha do sorriso maroto ,  '' Assim você mata o papai ''  ,  que não sei se pelo alcool da cerveja que eu ja tinha tomado , se pela empolgação dos apretões e bolinações nas minhas coxas que eu estava levando dos meus negões , ou se pela batida da musica , só sei que dei um pulo do colo do meu peguete e comecei a sambar , ou tentar algo assim , no meio da sala na frente dos meus dois negões tarados . . .

Com aquela pouca roupa que eu estava ,  blusinha de ninfetinha , calcinha atolada no rabo , eu dançava , rebolava e empinava a bunda na cara dos meus tarados , que com um sorriso maroto na cara ,  cantavam , batiam a mão marcando o ritmo da musica e davam tapas na minha bunda mandando a loirinha sambar . . . 

       PLAFT PLAFT

Isso tudo sempre cantarolando o refãozinho

    '' Ai Ai Ai Ai Ai . .  Assim VoMata O Papai Ai Ai Ai  '' .

Dancinhas , reboladas e palmadas na bunda não eram nada perto do que estava por vir . .   Já que era pra matar o papai ,  a coisa tinha que ser no lugar certo . . 
E assim nesse ritmo de musiquinhas e aprtões , levei os 2 pro quarto dos meus pais . Fuder ali com dois negrões ,
aí sim era pra matar o papai . . . de desgosto talvez Rs

Dai por diante nem tenho palavras tão perfeitas para descrever , não tinha mais consciência de tudo que acontecia por ali , minha blusinha já havia sido arrancada , meus peitos chupados , nem sei por qual dos 2 , ou pelos 2 !!
Jogada na cama de barriga pra cima , enquanto um enfiava a cara no meio das minhas pernas , o outro me dava uma surra de pica na cara , dois negrões daquele tamanho contra ma loirinha princesinha como eu era uma verdadeira covardia , mas quem se importa ? Eu não ! Rs

Já de 4 , entre os dois deitados na cama , alternando umas chupadas no pau de cada um , enquanto engolia gostoso o pau de um deles , escutava o meu peguete conversando com o amigo

- Não te falei q essa putinha gostava de chupar uma rola

Esse tipo de palavras só me incentivavam mais a lamber e me babar todinha na rola daqueles tarados , olhando pra eles com a maior cara de puta possivel com um pau na boquinha ! Era pra matar o papai mesmo rs

Virada de volta deitada na cama , barriguinha pra cima , pernas abertas , o primeiro negro tarado foi se encaixando na minha bucetinha cor de rosa e sem a menor cerimônia foi me fudendo todinha socando forte e me arrancando gritinhos e gemidos de menininha inocente .

- Ain ain ain me fode seu cachorro safado ! Ain caralôôôô

Eu gemia ofegante sem controlar mais as minhas palavras . .
E ele me fodia todinha . .  e como fodia viu !

Gemidos , xingamentos , mordidas no pescoço , chupadas no peito , cama sacudindo , um negro em cima de mim , uma vara na minha xota , um outro cara no quarto que eu nem sabia mais aonde estava e o que estava fazendo , era tanta coisa acontecendo de uma vez só , que nem consigo descrever aqui pra voces . . 

Não sei nem dizer em qual momento o primeiro saiu de cima de mim e quando comecei a sentir o peso e a pressão do segundo safado me comendo .  O que posso destacar
(e que não foi algo simples acontecendo) foi quando o bip do meu celular começou a apitar . . . 

Com algum sexto sentido era o meu pai me ligando . . . 

Como era o bip do rádio do cel , meu telefone ficava apitando um pouco , sem ninguem dar bola pa ele , até que entrou em alto e bom som no viva voz os chamados do meu papai :

- Filha ta podendo atender ?

- Não !!!

Impossivel poder atender numa hora dessas hehehehehe

Nem preciso dizer o susto que eu levei e a risada debochada dos 2 safados que estavam me fudendo

- Hahahaha vai loirinha , atende o papai . . 

Num tom de deboche , o tarado que não me comia no momento , pegou o meu cel e me dava na minha mão . .
Era tentador atender aquela porra ! Rs

O bip continuava apitando , mas larguei o meu cel ao meu lado na cama , enquanto o FDP que estava em cima de mim , nem se importava com nada e continuava socando gostoso aquele caralhão preto na minha bucetinha . . .


continua . . .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...