História Contos eroticos XIV - orgia 2 - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hentai, Orange
Visualizações 1.092
Palavras 4.476
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Orange
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capitulo que gosto muito pois reune varias personagens de contos anteriores! Espero que gostem é a primeira vez que o postei aqui no AS, e eu particularmente gostei muito ^^

Capítulo 1 - Capitulo unico


Era um sábado a noite e como os pais de Yuki estavam viajando a garota chamara suas amigas para passarem a noite em sua casa para fazerem o tipo de coisa que se fazem quando não tem nenhum adulto por perto. Yuki era oriental, tendo longos cabelos negros ondulados. Sua casa não era muito grande, mas era perfeita para elas e suas amigas.

As garotas combinaram de se reunir na casa de Yuki as dezoito horas e de lá só sairiam no outro dia de manha. Eram ao todo seis amigos, contando com a própria Yuki. Lethicia tinha cabelos castanhos lisos levemente ondulados, era a mais simpática e energética do grupo e quem sempre tinha as melhores histórias para contar, era o tipo de pessoa que animava qualquer festa e que todos se lembravam de chamar quando queriam sair para se divertir. Sempre colada com Lethica estava Beatriz, sua melhor amiga, ela era uma linda loira de cabelos lisos e usava óculos. Beatriz era do tipo nerd e super inteligente, normalmente era mais quieta e discreta, mas quando estava com Lethicia se soltava mais e as vezes acabava se empolgando tanto que fazia coisas que ninguém esperaria de uma “garota certinha” como ela. Recentemente ela começara um namoro com uma colega de classe chamada Sophia, mas a menina não estava ali naquela noite.

Faziam parte do grupo também Luana e Amanda, eram namoradas e as únicas ali que eram lésbicas, pois todas as demais eram bissexuais. Eram bem parecidas fisicamente, cabelos negros longos e mais ou menos da mesma altura. Se davam super bem e já namoravam a um bom tempo, Luana era mais tímida e carente já Amanda era mais ousada e ela era quem muitas vezes tomava as iniciativas. A idéia de ir para aquela festa havia sido dela, Luana hesitara e recusara muitas vezes, mas no final acabou aceitando.

A ultima integrante do grupo era Jessica, era a mais deslocada dali visto que não estava no colégio como as demais. Jessica já cursava a faculdade e conhecia apenas Beatriz que a chamara de ultima hora para a saída. Jessica aceitara na hora, adorava sair e estar com muitos desconhecidos não era problema. Ela se enturmava rápido. Jessica era baixa, seus cabelos também eram negros e longos, possuía seios pequenos, mas era atraente e do tipo aberta a novas experiências.

Quando todas se reuniram na casa de Yuki sentaram-se na mesa da sala e começaram a conversar. Amanda trouxera algumas garrafas de cerveja para animar a conversa e Jessica complementara com três garrafas de vinho. Sentaram-se todas ao redor da mesa e ficaram a conversar e beber.

            Mais ou menos as sete da noite o grupo decidiu que seria bom ter algo para comer também, Yuki sugeriu que pedissem pizza pelo telefone, mas Luana se dispôs a fazer brigadeiro e todas concordaram. A garota foi para a cozinha acompanhada de Yuki e Lethicia enquanto as demais continuaram a conversar animadamente na sala.

            - Tem leite condensado naquele armário. O chocolate fica naquela estante ao lado da maisena esta vendo? – por ser a dona da casa Yuki ajudava a amiga a se orientar na cozinha, depois de alguns breves minutos de conversa ela se foi desculpando-se em não poder ajudar.

            - Não precisa se desculpar aqui tem tudo que preciso – respondeu Luana com um sorriso carinhoso – vá ficar na sala conversando com as meninas deixe tudo aqui comigo.

            Yuki se foi pedindo desculpas mais uma vez e dizendo que qualquer coisa era só chamar. Luana logo começou a separar os ingredientes e Lethicia a ajudava com muita gentileza.

            - Se quiser pode ir lá também Lé, eu posso fazer tudo sozinha, serio – disse Luana a verdade é que gostava de cozinhar sozinha, mas não queria ser grosseira expulsando a outra.

            A morena apenas sorriu em resposta e ligou o forno. Lethicia vestia um tomara que caia e uma saia preta bem curta, estava estonteante. Misturou o leite condensado com o chocolate em pó e começou a mexer.

            - Com duas pessoas fica mais fácil e é melhor ter companhia não concorda? – disse piscando o olho jogando a simpatia e carisma que só ela tinha.

            Luana corou um pouco e não respondeu, voltou a se concentrar no chocolate e Lethicia fez o mesmo. Ficaram trabalhando em silencio enquanto ouviam o murmurinho da conversa que vinha da sala. Em um dado momento ouviram alguém rir bem alto, Luana se incomodou ao perceber que era sua namorada. Ela percebeu que Amanda estava se divertindo muito bem sem ela, talvez nem notasse sua ausência.

            - Tudo bem? Você parece meio seria demais... – perguntou Lethicia se aproximando um pouco e acariciando os cabelos da amiga. Luana corou um pouco mas gostou, sempre gostara de gestos carinhosos.

            - Eu não gosto muito de sair com muita gente... não me sinto a vontade só isso – disse tímida – quem gosta desse tipo de coisa é a Amanda, ela insistiu para virmos para cá e eu acabei cedendo... erro meu pelo visto.

            Lethicia ficou pensativa. Olhava fixamente para a amiga enquanto suas mãos continuavam a acariciar-lhe os cabelos, como Luana não mostrava objeção alguma ela continuou com o gesto. Sutilmente desceu as mãos pelo pescoço da amiga e aos ombros, massageando-os, já havia se esquecido completamente do chocolate.

            - Acho que você deveria aproveitar mais e tentar se divertir...

            Luana estava ficando mais calma com a massagem e ate mesmo um pouco sonolenta, o momento estava mesmo agradável, mas o clima todo se foi quando Jessica entrou na sala sorrindo com um copo de cerveja nas mãos e uma chama indecente nos olhos. Ela vestia um blusa curta e um short jeans minúsculo que deixava bem a mostra as suas pernas.

            - Esse chocolate sai ou não? Se eu soubesse que demoraria tanto teria ficado com a pizza – ela riu com gosto se aproximando das duas, estava visivelmente sob o efeito do álcool embora ainda estivesse bem consciente de suas ações.

            Luana olhou para a garota com a cara fechada, mas não disse nada. Lethicia parou a massagem e sutilmente afastou as mãos dos ombros da amiga. Ela sorriu para Jessica e falou com seu charme habitual.

            - Estamos acabando Jessica, como estão as coisas na sala? Me pareceu que estavam se divertindo muito!

            Jessica se aproximou com um andar atraente ate ficar bem próxima de Lethicia, olhou-a de cima abaixo imaginando como seria aquele corpinho despido. A bebida a fazia se tornar ainda mais ousada que o normal.

            - Estávamos conversando sobre garotos... e garotas – sorriu para Lethicia em uma cantada bem explicita – você deveria vir logo, tenho certeza que tem ótimas historias para contar – Jessica se aproximou ainda mais, praticamente colando seu rosto no de Lethicia. Como era baixa precisou ficar na ponta dos pés, aproximou bem seus lábios dos da garota, quase beijando-a, Lethicia se surpreendeu e gostou da ousadia da garota, podia sentir o hálito doce de vinho que vinha dela.

            - Você gostaria de ouvir...? – Lethicia provocou se divertindo com aquela brincadeira perigosa. Acariciou os cabelos de Jessica e sua bochecha e ela sorriu ainda mais. A tensão sexual estava tão forte que era quase palpável.

Lethicia ansiou pelo beijo, fechou os olhos sutilmente para recebe-lo, mas no ultimo momento Jessica se afastou com um sorriso faceiro, embora ainda estivesse bem próxima.

- Depois você me conta, quando estivermos a sós... pode contar no meu ouvido – Jessica se afastou dando passos lentos para trás, acariciando com a mão direita os próprios seios em um ato claramente sedutor. Ela fez biquinho, maliciosa e subitamente se virou para Luana, só nesse momento dando-lhe atenção.

- Oi Lu, sua namorada é legal – deu as costas e se foi.

Luana ficou vermelha de raiva, mas não disse nada, ela percebeu que havia muita coisa por trás daquele “legal”, sabia que Jessica estava doida para transar com Amanda e ainda mais doida para fazer o mesmo com Lethicia. Quando Jessica havia saído Luana não se conteve.

- Que garota atirada. Quem a trouxe para cá?! Ela não conhece ninguém e fica dando em cima de todo mundo.

- Beatriz trouxe... – respondeu Lethicia um pouco aérea e sonhadora, ainda sentia o cheiro de Jessica e se deleitava em imaginar como seria o gosto dos seus lábios – ela é atirada mesmo... – completou com um sorriso bobo.

As duas voltaram a cozinhar, Luana ficou calada e seria e não disse uma palavra sequer, já Lethicia ficara mais animada e as vezes sorria sem motivo com um olhar de malicia no rosto. Vinte minutos depois elas terminaram de fazer o chocolate e foram para a sala, encontraram todas as meninas conversando, todas pareciam ter bebido bastante e estavam bastante soltas, ate mesmo Beatriz que pouco bebia havia tomado alguns copos de cerveja.

Luana ficou vermelha de raiva quando viu que Jessica estava bem confortável sentada no colo de Amanda, a garota envolvia a cintura dela com uma das mãos e com a outra acariciava-lhe os cabelos, pareciam bem a vontade e Amanda estava adorando a companhia da outra.

- Amor estávamos falando de você – Amanda sorriu animada – esse chocolate parece ótimo traga já ele para ca!

A contra-gosto Luana obedeceu. Colocou o chocolate na mesinha da sala e todas começaram a comer. Ainda tinha muita cerveja e vinho, Lethicia sentou-se ao lado de Beatriz e encheu um copo de cerveja. Luana não era de beber, mas estava tão enfurecida que encheu um copo de vinho e o esvaziou em um gole só.

A reunião continuou animada e Luana não parava de olhar para Amanda e Jessica um minuto, seus olhos queimavam de raiva, mas ela prometeu a si mesma não causar nenhum barraco ali. Depois teria uma seria conversa com a namorada. Yuki e Beatriz conversavam animadamente, Jessica estava sentada no colo de Amanda de lado, com o rosto apoiado em seu ombro. Estavam tão próximas que pareciam que iam começar a se agarrar e beijar a qualquer momento.

- O que acham de jogarmos verdade ou consequência? – propôs Yuki com um sorriso maldoso no rosto.

- Adoro esse jogo, principalmente as consequências – disse Jessica se escorando ainda mais no corpo de Amanda.

- Eu tenho uma ideia de um jogo mais interessante... querem ouvir? – os olhos de Lethicia brilharam ao falar aquilo, ela estava esperando desde o começo da festa para ter essa oportunidade.

Todas ficaram curiosas e pediram para que ela explicasse qual era o jogo. Animada Lethicia tirou dois baralhos de sua bolsa, não eram cartas comuns e ela explicara que havia comprado aqueles baralhos em um sex-shop. O jogo era bastante simples cada uma tirava uma carta e devia fazer o que estava escrito nela. As cartas tinham teor sexual e envolviam que quem as tirasse fizesse algo bastante... indecente. A diferença entre os dois baralhos era que o primeiro continha um conteúdo mais suave em relação ao segundo. As garotas optaram por começar o jogo pelo primeiro baralho para irem “esquentando”. Sentaram-se todas no chão e colocaram os dois baralhos no centro. Por sorteio ficou decidido que Luana iria começar.

- Não se quero jogar isso... – disse hesitante, queria apenas uma saída normal com a namorada e já estava bastante irritada com o comportamento de Amanda.

- Eu quero, sempre quis fazer algo excitante como isso. Mal posso esperar para chegar a minha vez – disse Amanda com um sorriso cheio de desejo, aquele sorriso incomodou Luana e mais por teimosia do que por vontade ela resolver entrar no jogo, rapidamente puxou uma carta e a leu mentalmente.

- O que diz? – perguntou Yuki curiosa e ansiosa – pela sua cara deve ser algo bem indecente.

Luana corou, não era algo tão indecente assim, ela apenas não era do tipo que gostava desse tipo de jogo. Respirou profundamente duas vezes notando os olhares ansiosos que todas lançavam para ela. Sabendo que era teria que levar aquilo adiante de um jeito ou de outro Luana falou a todas sem muito animo.

- Diz que eu devo ficar despida da cintura para cima – e logo após falar aquilo retirou a blusa exibindo um sutiã rosa claro.

Todas sorriram e Lethicia assobiou em aprovação. Luana tinha seios bonitos e o sutiã caia muito bem nela. A garota corou de leve, era o centro das atenções ali, ou melhor seus seios eram.

- Agora tira esse sutiã para vermos seus seios Lu, aposto que são lindos! – disse Lethicia que enchia mais um copo de cerveja para si.

- Ah eles são sim, e são uma delicia de chupar! – disse Amanda aos risos. Luana fuzilou-a com o olhar e sem muita vontade retirou o sutiã.

Os seios eram de tamanho médio e os mamilos castanhos, a visão agradou a todas, a única visivelmente descontente ali era a própria Luana. Cansada de toda aquela atenção voltada para si ela fez questão de mudar o assunto.

- Não é a sua vez amor?

Amanda, que estava a direita de Luana, era a próxima, pois todas haviam decidido que a ordem seria decidida da esquerda para direita. Ela puxou uma carta e quando a leu um sorriso brotou em seus lábios.

- “Você deve escolher uma pessoa para dar um beijo muito intenso” – disse lendo o que estava escrito em voz alta.

- Que fofo então vamos assistir a um beijo romântico do casal! – disse Yuki animada.

- Por falar em casal, porque não chamou a sua namorada para participar vir essa noite Bea? – perguntou Lethicia ainda com o copo de cerveja nas mãos.

Beatriz apenas riu suavemente e respondeu de forma delicada.

- Gosto muito da Sophia, mas tem certos lados da minha vida que não pretendo compartilhar com ela, pelo menos não agora – disse com sinceridade e então completou – começamos a namorar a pouco tempo e Sophia é muito certinha e recatada jamais iria aceitar vir para uma encontro desse tipo e se aceitasse não se sentiria bem.

Luana teve vontade aplaudir ao ouvir aquilo, queria que Amanda tivesse a mesma sensibilidade e empatia da garota. Luana porem tentou deixar de lado a raiva que sentia, se inclinou para mais perto de Amanda preparando-se para o beijo, mas a garota o impediu com um gesto.

- Desculpa Lu, posso te beijar quando quiser, hoje quero experimentar um gosto diferente.

E dito isso olhou para Jessica e esse olhar foi o bastante. Jessica se aproximou com um sorriso no rosto e sentou-se de frente no colo de Amanda, foi um gesto impositivo e ousado que fez todas se surpreenderem. As duas ficaram com os corpos bem colados, os seios pequenos de Jessica eram pressionados pelos de Amanda que eram maiores, elas se olhavam intensamente e só tinham olhos uma para a outra.

- Esteve esperando por isso a noite toda não é safada? – perguntou Jessica provocativamente envolvendo os braços ao redor do pescoço de Amanda.

- Você nem imagina o quanto, gostosa.

Amanda abraçou Jessica e a puxou mais para perto. As duas colaram os lábios em um beijo demorado e cheio de desejo, suas línguas se enroscaram. As duas se envolveram completamente naquele ato se esquecendo do que acontecia ao redor. Silenciosamente Amanda desceu uma das mãos ate a bunda de Jessica, acariciando-a por cima do tecido do short. A outra mão afundou-se nos cabelos negros da garota.

- Ah... assim... esta ótimo... – disse Jessica meio desnorteada com o desejo e o prazer que sentia. Ela acariciou as costas de Amanda lentamente e beijou-lhe o pescoço, lambendo-o logo em seguida.

- Ok, ok meninas era para vocês se beijarem não começarem a se comer aqui! – Lethicia disse meio rindo e Jessica se afastou lentamente, parando o beijo mais ainda continuando sentada no colo de Amanda.

- Eu não me importaria em transar com você aqui mesmo – disse Amanda ao ouvido de Jessica que sorriu satisfeita com a atração que causava na outra.

- Nem eu, mas vamos esperar o jogo continuar, sinto que vai ficar mais interessante. Pense nesse beijo como uma amostra do que esta por vir, ok? – piscou e voltou ao seu lugar.

Luana estava louca de raiva e teve que se controlar para não gritar com Amanda. Ela não sabia com quem estava mais irritada se com a namorada ou com Jessica. Tinha vontade de esganar as duas ali mesmo, desejou que tirasse uma carta que a ordenasse fazer isso, obedeceria com prazer.

Yuki era a próxima no jogo, ela aproximou hesitante a mão do bolo de cartas, sentia uma mistura de medo e ansiedade pelo que poderia vir. Rezou mentalmente para que fosse uma boa carta e então puxou a carta do topo do bolo.

- E ai o que saiu? – perguntou Beatriz ao notar as faces de Yuki ficarem vermelhas.

- D... diz que eu tenho que contar minha fantasia erótica mais secreta... isso... é muito constrangedor!

- Só se sua fantasia for bem indecente – rebateu Jessica com malicia.

Yuki corou ainda mais, preferia beijar qualquer uma ali, ou mostrar os seios para todas do que ter que fazer algo como aquilo.

- Não posso tirar outra carta meninas?

- Não! – disse Amanda empolgada.

- Conte logo Yuki, todas adoraríamos saber! – Lethicia riu e bebeu o ultimo gole de sua cerveja.

Yuki baixou a cabeça e corou ainda mais, se é que isso era possível. Ela queria sumir dali, ou simplesmente ter tirado uma carta mais simples. Lethicia encheu um copo de vinho e ofereceu a garota.

- Beba tudo, bêbada você fala qualquer coisa!

Yuki aceitou aliviada e bebeu o vinho em alguns goles. Quando acabou sentiu a cabeça mais pesada, mas sentiu-se mais solta para falar o que tinha que falar. Ela pediu mais um copo de vinho para ter mais coragem, após bebe-lo em goles rápidos começou a falar.

- Bem... eu sempre me imaginei sendo possuída amarrada como uma escrava sexual... sendo tomada com muita força sabem? - Yuki sorriu sem jeito ao falar aquilo, nem acreditava que estava contando esse tipo de coisa para alguém.

- Sei como é, eu já imaginei o mesmo – disse Amanda com um sorriso cumplice.

- Mas possuída por homens ou mulheres...? – perguntou Beatriz que grudava os olhos em Yuki totalmente interessada na conversa.

- Homens e mulheres... muitos e por muito tempo, queria que transassem comigo ate eu implorar para que parassem... ate eu desmaiar de exaustão. E depois, quando eu acordasse... queria que fizessem tudo mais uma vez – quanto mais falava mais Yuki gostava disso. Todas ouviam interessadíssimas. Beatriz mordia o lábio inferior e nem sequer piscava.

- Como você é pervertida, adoro isso – disse Jessica, ela estava amando a brincadeira e louca para que chegasse sua vez – vamos continuar isso esta ficando cada vez melhor, mas vamos usar o outro baralho que tem cartas mais interessantes.

Todas concordaram, estava mesmo na hora de deixar aquele jogo mais interessante. Lethicia era a próxima, ela trocou os baralhos e pegou a sua carta.

- Diz que vocês devem transar comigo, todas vocês, ao mesmo tempo – ate Lethicia que era bem aberta a novas experiências ficou vermelha ao falar aquilo. Na verdade porem a ideia a excitava bastante, seus mamilos haviam ficado duros só de imaginar o que fariam com ela.

- Tem isso mesmo escrito ai?! – Yuki puxou a carta das mãos de Lethicia e a leu em pensamento – nossa... esse outro baralho é bem mais ousado, que bom que não puxei uma carta dele.

Lethicia despiu-se jogando as peças de roupa por toda a sala, em seguida deitou-se com a barriga para cima, todas a cercaram e a observaram bem, cada uma imaginando o que faria com aquele lindo corpinho.

Foi Jessica quem tomou a iniciativa, inclinou-se ficando de quatro ao lado de Lethicia e beijou-lhe os lábios com desejo. Lethicia sentiu um calafrio percorrer todo o seu corpo, aceitou o beijo e inseriu a língua, foi um beijo demorado e quando terminou Jessica lambeu sua bochecha e depois sua orelha.

- Você vai gostar disso e eu vou gostar mais ainda – disse com uma voz cheia de malicia e desejo ao pé do ouvido de Lethica. Para ela aquelas palavras haviam sido tão excitantes quanto o beijo.

Seguiram-se alguns beijos depois daquele. De vez em quando Jessica acariciava os seios, barriga e ombros de Lethicia sutilmente ao mesmo tempo que sua língua se enroscava com a dela. Todas as outras observaram a cena excitadas ate que, cansadas de apenas observar resolveram participar. Amanda chupou um dos seios de Lethicia com gosto e Beatriz fez o mesmo com o outro, movendo a ponta de sua língua no mamilo. Yuki caiu de boca na intimidade de Lethicia, abriu-lhe bem as pernas e chupou sua vagina com avidez. De todas apenas Luana continuava de fora, estava em um dilema, pois embora a razão lhe disse-se para ficar fora disso a emoção lhe fazia desejar entrar naquele jogo cada vez mais. O desejo falou mais forte e ela começou a beijar e lamber a vagina de Lethica, dividindo-a com Yuki.

- Ahhhh!!! – Lethicia gritou, seu corpo se debatia de tanto prazer, não entendia bem o que acontecia apenas sentia mãos e línguas explorando seu corpo e seu prazer parecia não ter limites. As vezes ouvia Jessica lhe dizer algo no ouvido, mas as palavras se perdiam com seus próprios gemidos.

Enquanto se beijavam e tocavam cada uma se despiu para se sentir mais a vontade. Lethicia observou seios e vaginas de todas as amigas e elas ofereciam suas intimidades para que ela chupasse e assim foi feito. Ela fez oral em todas, estava vermelha de exausta e mal conseguia pensar direito pois por nenhum momento seus seios ou vagina haviam deixado de ser estimulados com toques e caricias. Todas aproveitaram bastante e depois de algum tempo Lethicia acabou ficando tão exausta que nem mais conseguia responder aos estímulos e toques.

Com cuidado ela foi deitada no sofá por Yuki e Beatriz e logo depois adormeceu. Todas estavam muito excitadas e não precisavam de jogo nenhum para continuarem a transar, mesmo assim Yuki perguntou dando um olhar as cartas que pareciam esquecidas no chão.

- Não vamos continuar com o jogo?

- Não vejo porque, vamos continuar... só nos duas – sussurrou Beatriz e a puxou para fora da sala saindo dali com ela.

Luana queria fazer o mesmo com Amanda, mas desde o começo da noite sua namorada só tinha olhos para Jessica. As duas saíram juntas para outro cômodo da casa. Indignada Luana sentou-se ao lado de Lethicia e ficou ali o resto da noite, deitou a cabeça da amiga em seu colo e ficou a acariciar-lhe os cabelos sem fazerem nada mais do que amigáveis carinhos.

 

*****

 

            - Aonde estamos indo? – perguntou Amanda enquanto Jessica seguia a sua frente com um sorriso malicioso no rosto. Amanda gostava de admirar a bunda da amiga que rebolava sensual a cada passo.

            Jessica se virou e puxou Amanda para um abraço seguido por um beijo cheio de paixão, a bebida e o desejo haviam retirado todo o bom senso das duas e elas pensavam apenas em se divertir.

            - Eu não sei, a casa não é minha – respondeu aproveitando para deslizar sua mão na bunda da amiga – mas não importa o lugar, quero transar com você – Jessica apertou a bunda com força arrancando um gemido de Amanda.

            E esse desejo era de ambas, Amanda pouco se importou com Luana, no momento ela parecia mais um incomodo. Sentia atração por Jessica, desejo, tesão, gostava do jeito ousado da garota, daquela coragem maliciosa, daquele veneno de luxuria que ela emanava em cada frase indecente, em cada olhar provocativo, em cada gesto, em cada toque.

            Elas beijaram-se varias vezes enquanto trocavam caricias. Amanda sentou Jessica em uma cama que havia no cômodo e abriu as pernas da garota que sorriu com ansiedade.

            - Vai me chupar? Você é tão safada.

            Amanda começou a masturbar a amiga devagar, com toques lentos e precisos, queria deixa-la bem molhada antes de chupa-la. Jessica gemia baixo em aprovação e seus olhos se colavam nos de Amanda como se atiçando-a a ir mais longe.

            - A safada aqui é você! – penetrou dois dedos e o gemido que Jessica deu foi como musica para seus ouvidos – uma putinha safada.

            Jessica riu com gozo e, colocando a mão na nuca de Amanda, empurrou a cabeça da garota contra sua vagina, forçando-a a chupa-la, coisa que Amanda fez com gosto.

            Ela chupou bem, distribuindo lambidas em todo o sexo da amiga. Jessica gemia alto, arfando e pronunciando o nome da amiga. Ela sentia o prazer queimando-a por dentro, estava completamente entregue aquela língua molhada que brincava com sua vagina.

            - Ah...ahh... isso, sim... sim! – teve finalmente um orgasmo forte. Amanda se afastou satisfeita e observou que Jessica sorria, igualmente, ou provavelmente mais, satisfeita.

            Jessica puxou Amanda para cama, elas se abraçaram enquanto se beijavam com muito desejo e uma pitada de ternura. Deitaram-se na cama, Amanda por cima dominando a outra, trocando beijos e caricias cada vez mais rápidos. Jessica aproveitou aquilo, gostou de ser dominada, mas logo quis inverter as coisas, colocou-se por cima da amiga, sentando-se sobre ela.

            - Vou transar com você a noite toda, não sei como é sua namoradinha na cama, mas eu sou muito exigente.

            - Você é bem melhor que a Luana – Amanda acariciou os cabelos da amiga – faça logo o que disse que ia fazer, estou ansiosa.

            Jessica beijou Amanda, deitou sobre ela e esfregou sua vagina na dela em uma massagem gostosa. As duas gemeram em uníssono e aquilo as satisfez por algum tempo, mas Jessica queria mais. Ela virou Amanda de costas e pediu para que ela empinasse a bunda, ao que foi obedecido rapidamente. Jessica demorou-se em observar aquela bunda linda, totalmente esperando para ser dela. Sorriu e deu um tapa nela, Amanda apenas se contorceu um pouco, depois de um segundo tapa ela soltou um gemido sensual.

            - A putinha aqui é você – rebateu provocativa – dando a bunda para mim e feliz com isso.

            - Sim, estou amando! - Amanda nem tentava esconder seu contentamento. Para ela o sexo com Jessica era bem mais prazeroso do que com Luana ou com qualquer outra garota que tivesse ficado.

            Jessica caiu de boca na bunda da outra, lambendo-a rapidamente. Simultaneamente inseriu dois dedos na vagina da amiga e penetrou-a rapidamente. Amanda gemia mais e mais e foram precisos apenas alguns minutos para que chegasse ao orgasmo.

            Mas Jessica não estava satisfeita, virou a amiga novamente e deitou-se sobre ela, chupando sua vagina com gosto enquanto apertava com as duas mãos os seios macios. Continuaram o sexo com firmeza embora sem o mesmo vigor, estavam já cansadas. Após mais alguns orgasmos acabaram dormindo ali mesmo.

            Beatriz e Yuki também tiveram uma noite agitada. Fizeram amor de forma mais lenta e romântica. Dormiram depois de algum tempo, abraçadas. E assim terminou aquela noite que, para todas embora de forma diferente, foi inesquecível.


Notas Finais


Foram uma chuva de capitulos todos de uma vez, em um unico dia! 24 (coincidencia ou não esse numero? rs) espero que tenham gostado, este é o ultimo capitulo que tinha escrito, talvez eu poste mais no futuro, mas não é nada certo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...