História Contos Soltos - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Mitologia Japonesa, Originais, World of Darkness (Mundo das Trevas)
Personagens Personagens Originais
Exibições 8
Palavras 298
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Ooooooiiiieeee

Hehe

Aqui eu pra provar que eu não tenho textos só de vampiros 😋

Esse texto é bem poeticozimho, é sobre o lamento de um anjo caído.

Pra entender melhor vou explicar como eu uso os anjos.

São seres divinos, todos ligados pela glória do Pai. Todos sendo parte de um UNO (Não é o jogo não tá )

Enfim, eles são guerreiros que destroem demônios em guerras espirituais basicamente.


O personagem dessa história é /era um desses.


Enfim, leiam e digam ai o que acham ^^

Capítulo 3 - Vermelho e Negro


Fanfic / Fanfiction Contos Soltos - Capítulo 3 - Vermelho e Negro

Eu sempre fui um soldado perfeito. Sem questionar ou ponderar. Existia a ordem, e eu era apenas o seu executor. Puro e altivo. A gloria não era minha, mas coletiva. Todos como parte de um mesmo ser. Unidade e comunhão. Minha vida se pintava com duas cores:

 Vermelho e branco

 Sangue e Honra


Então você surgiu na minha vida. Redenção e pecado. Uma missão como todas as outras, até então. Contudo, você me abriu os olhos, como o fruto proibido. Viciante e casta. E tudo o que eu quis foi você.

 A primeira coisa que EU quis 

A única coisa... 

Minha vida se encheu com diversas cores e cada uma em vários tons. Azul celeste. Cuidado e amor. Você me ensinou a ver que até o vermelho difere em si. Ardor e paixão. E riu da minha estranheza. Confusão e alegria.

Ainda lembro da promessa que lhe fiz, no momento em que eles entraram em nosso lar.  Amor e dor. No momento em que tiraram você dos meus braços. Gritos e lágrimas. Eu jurei que iria lhe alcançar. Desespero e fé. Eu jurei que iria me vingar. Ódio e revolta.


E eu faria qualquer coisas por você, meu amor.

 Com todas as minhas forças.

Eu cairia por você, meu amor. 

Em vermelho vivo.

Eu caí por você, meu amor.


Meu pomo do Éden, você foi a única escolha que foi minha. Você me mostrou todas as cores, tantos tons que eu não conhecia. Mas Eles, que me prenderam sempre ao vermelho, quando você se foi, me mostraram uma nova cor. Dolorosa e sombria. 


Agora, eu não sou mais um soldado perfeito. Decaído e sujo. Não faço parte de nenhuma gloria coletiva. União rompida. Mas minha vida ainda se pinta de apenas duas cores: 

Vermelho e negro.


Nos vários tons que eu aprendi a pintá-las.












Notas Finais


Eeeee ... foi!
Bom, espero que tenham gostado.

Nos vemos pelos coments ou no próximo capítulo ^^

Beijinhos
Ss


Ps: o provimo terá uma trova digna de um bardo Hoho. (Nem se acha a garota kk)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...