História Contos Vol. 1 - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 839
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Super Power
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - M.A.P.S. Cap. 1


Fanfic / Fanfiction Contos Vol. 1 - Capítulo 4 - M.A.P.S. Cap. 1

Você sabe quem são eles?

Marry MaCalister, advogada, 31 anos, mora em Athens, Ohio. Atualmente está de férias por três meses, tem um irmão chamado Ian Simmons, herdeiro das empresas Arc, uma das maiores empresas do país. Marry tem seus gostos, ela até tem um canal no YouTube, é desnecessário? Sim, mas né.

Luna Lancaster, detetive policial, 31 anos, mora em Athens, Ohio. Mãe de do filhos, Helena de 17 e James de 18, atualmente está no exército. Luna é meio que diferente, não gosta muito de sair, a fica a maior parte do tempo com a sua filha.

Jeffrey Simmons, 31 anos, mora em Athens, Ohio com Cristian seu irmão mais velho. Jeffrey atualmente está servindo ao exército, mas pouco antes de entrar no campo de batalha, acaba levando um tiro na perna e perde o movimento permanentemente.

Algumas das vezes esses mesmos amigos acabam brigando por coisas tão desnecessárias, que acabam me envolvendo sem eu ter feito nada. 

Falam de mim em orações, cantam para mim, escrevem sobre mim, mas eu não tenho forma, Quem Sou Eu?

Quero respostas válidas, mas vou dar uma dica, eu ja fui assim, eu não tinha uma forma física, mas divina. por algum motivo 10% da população sabia da minha existência, agora esses 10% tem toda razão. Eu existo, eu sou um criatura divina, e sou mulher.

Eu sou tipo Deus, mas estou um degrau abaixo dele. Eu sou um ser humano. Eu sou mulher, e tenho um nome. Quando é o meu nome?

Agora vou repetir, Quem Sou Eu?

Há quantos anos de amizade você e seus amigos tem?

Bom, eu conheci boa parte dos meus amigos a partir do 2° ano do Ensino Médio, mas um deles eu tenho praticamente 4 anos, que pra mim não é muita coisa. PRECISO DE MAIS! Mas falem pra mim quanto tempo você conhece seu amigo, adoro ler e ouvir histórias das pessoas sobre sua vida, dar boas risadas. Quem sabe alguma pessoas já passaram pelo o que você passou ou está passando agora, neste EXATO momento.

Mas, três seres humanos fantásticos me chamaram a atenção, Mary MaCalister, Luna Lancaster e Jeffrey Simmons, amigos desde os 14 anos de idade, uma amizade que até hoje prevalece, mas que cada um seguiu um trabalho diferente, claro. 

Marry é advogada, ganha bem, mora sozinha, ma sempre que pode visita seus amigos, Luna, uma detetive policial e que é mãe de dois filhos lindos, mas que puxaram o lado da mãe quando mais jovem, Já Jeffrey seguiu um caminho obrigatório para os homens da idade dele, aos 18 se alistou no exército, e parece que gostou mais gostou tanto que só um tiro pra fazer ele sair. Pois é Jeffrey acabou levando um tiro acidental em sua perna esquerda que acabou perdendo o movimento da mesma, permanentemente e por sua "deficiência física" acabou sendo afastado, triste, não?

Bom, vida que segue. Marry encontra - se, pelada pra variar, a noite dela foi boa pelo o que parece, bom acho que não é dá conta de ninguém, mas Marry namora faz uns anos, tipo uns 3 anos, e ela parece feliz com esse namoro, logo depois, há três casas dali, vemos Luna e sua filha tentando preparar algo pra comer, que eu estou tentando identificar, mas o cheiro é de matar, não, é literalmente de matar, tá muito ruim isso, acho melhor elas pedirem algo do que fazer . . . macarrão com queijo? Sério, não está parecendo. Em seguida, temos Jeffrey que mora há um quarteirão dali, com e perna esquerda apoiada na mesa de centro, parece desanimado, claro, por que não estaria? Mas mesmo se eu levasse um tiro na perna (que é impossível de acontecer tal atrocidade) também ficaria assim, mas sem exagero.

- Jeffrey - Christian chama. - vou no mercado e já volto. - diz batendo o porta.

- agora que eu to sozinho, posso fazer o que quiser - ele realmente pode.

Com a tecnologia mais avançada, uma perna robô (tipo uma capa para proteger o celular da queda) fica em volta de qualquer parte do corpo, para melhor movimento da perna, que não se move.

- chorar num cantinho no escuro. - seu celular toca. - mais que droga! - ele tem o mesmo celular que o meu, interessante. - Alô.

- oi Jeff, tudo bem? - é a Luna. Jeffrey desde pequeno gostou da Luna, mas decidiu manter a amizade caso ele se declarace estragaria.

- agora eu to bem - ele diz se levantando. - meu irmão acabou de sair. - ele ri. - isso é muito legal. - Luna concorda.

- eu e a Marry estamos planejando fazer um encontrou semanal, já que ela tá meio que sem tempo. - escuto alguém ao fundo, talvez a filha brincando. - tá afim? - claro. - diz ficando animado.

- que horas? - perguntou.

- umas 10 horas - diz Luna com a mão na testa. - ok?

- Ok entáo.

Sabe quando você está muito feliz, nas não sabe descrever essa felicidade? Então, como ja tinha dito, Jeffrey gosta da Luna, isso era bem visível para todos, e ainda é. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...