História Contra-ataque (Yoonmin) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, V
Tags Amor, Bts, Exo, Vhope, Vmin, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 170
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite meus lindos ❤

Boa leitura ;)

Capítulo 9 - Jimin, você tem um parafuso a menos.


A chuva ficou mais forte e Taehyung se sentiu mal por mandar Jimin embora, então ele o deixou dormir lá. Ele podia ir para o trabalho direto de lá, evitar o trabalho de ir e voltar.

Os dois se apertaram em uma cama de solteiro, deixando nenhum espaço entre eles. Eles tinham que colocar suas mãos sobre suas barrigas enquanto deitavam retos de costas.

Taehyung virou a cabeça e olhou para Jimin. Esse cara parecia completamente diferente do primeiro encontro deles. Seu rosto submerso na noite escura, fazendo seus contornos mais evidentes. Os olhos marejados tinham o reflexo do teto neles e estavam limpos como cristal.

— Que data é hoje?

O comentário de repente interrompeu instantaneamente as fantasias de Taehyung.

— Dia 30.

De repente, Jimin se sentou. Ele pegou o telefone de seu bolso e discou o número de Yue Yue. Um tempo depois, a voz sonolenta de Yue Yue veio do outro lado da linha.

— Alô? O que foi?

— Hoje é dia 30 — Jimin disse. — Nosso pacote de ligações de casal ainda tem 877 minutos restando. Você pode deixar o telefone ligado e dormir. Não podemos deixar a Coréia Mobile se aproveitar de nós.

Uma mistura de xingamentos furiosos, irritados, mudos e histéricos veio do outro lado da linha.

— IDIOTA!

Isso acordou a melhor amiga dormindo ao lado de Yue Yue.

— O que houve?

A voz preguiçosa de Yue Yue estava cheia de irritação.

— Meu ex-namorado. Totalmente único! Eu já terminei com ele três vezes, mas ele me ameaça com suicídios todas as vezes.

— Aquele colar de platina foi dele? — A melhor amiga dela perguntou.

— Porra! Eu tô mais furiosa com a menção disso! Ele comprou aquele colar pra mim e já o deu pra mim. Então eu só o critiquei um pouco, ele quer de volta. Não é ridículo?

— Sério? ... Ele é um homem ou não?

— Eu não liguei pra ele e, enquanto ele estava quebrando a cabeça com aquele tijolo, eu peguei o colar.

— É. Por que não pegar? Use isso para ensinar uma lição a ele!

— Eu vou encontrar algum lugar para vendê-lo amanhã. Olhar para ele me deixa doente.

Jimin ficou sem palavras do outro lado da linha.

Não podendo continuar ouvindo, Taehyung desligou o telefone para ele.

— Na verdade, ela cancelou o pacote de casais há muito tempo, eu só queria ouví-la respirando — Jimin resmungou.

— Você já ouviu o suficiente agora? — Taehyung disse em um tom frio.

— Sim — os olhos de Jimin estavam vagos. — Eu posso aceitar o término agora?

— Você deveria ter aceitado há muito tempo!!! — Taehyung saltou em fúria e bateu na placa da cama com o punho. — O que foi que eu te disse no começo? Ela não te levou a sério em momento algum! E você desperdiçou aqueles tijolos por nada!!

— É o mesmo o tempo todo.

O peito de Taehyung subiu e desceu com sua fúria. Gotas de suor se formaram em sua testa. Ele não podia evitar de criticar a si mesmo por dentro: ** Por que eu estou tão estressado?

— TaeTae, repensando agora, suas palavras são todas bem racionais.

— Jimin, você deve ter um parafuso a menos por não ter percebido isso antes.

Jimin caiu em silêncio. Ele estava frio como gelo pelo corpo inteiro, como se a chuva do lado de fora desabasse diretamente sobre o corpo dele.

Seu telefone tocou de novo. Jimin o segurou como se fosse o último sopro de vida. Seus olhos grudaram na tela. Infelizmente, não era Yue Yue ligando para explicar, era seu chefe.

— Eu liguei para o seu telefone ainda agora. Você... Por que sua linha está sempre ocupada? — a voz parecia cansada.

— Meu telefone estava estragado. O sinal é ruim — Jimin respondeu.

— Venha até aqui, rápido. A máquina está ruim. Nós precisamos dela para amanhã de manhã.

Baixando o telefone, Jimin começou a calçar seus sapatos automaticamente.

Taehyung se sentou olhando para ele.

— É tarde, você vai mesmo assim? Ainda está chovendo lá fora. Sério, por que o seu chefe não procurou por um técnico quando a máquina quebrou? Além do mais, você está machucado. Como ele pode ficar te dando ordens?

Jimin estava acostumado com isso. Ele podia ser considerado o técnico faz-tudo em seu emprego. Fosse luz, computadores, máquinas... todos procuravam por Jimin se estivessem com problemas. No total, tinham quatro empregados na empresa. Ele era o único que fazia o trabalho, os outros três ficavam olhando, mas todos eles recebiam mais do que ele. Mesmo assim, Jimin se sentia bastante orgulhoso de si mesmo.

— Ei. Você vai mesmo? — Taehyung o seguiu até a porta.

— Seu quarto está um pouco frio. Eu vou sair para me aquecer um pouco.


Notas Finais


Alguém shippa Vmin? Sei lá, Taehyung tá meio estranho xD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...