História Contrato - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Mençao A Jikook, Menção A Namgi, Menção A Taejin, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Exibições 95
Palavras 2.279
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, a fic tá na reta final (só pra avisar :c)
Depois que essa aqui acabar, eu escreverei apenas shortfics (de até 5 capítulos, mas todos bem longos) e oneshots, com direito à shipp flop, shipp não famoso, shipp que eu não shippo (eu não shippo VKook, por exemplo), shipp que me faz sofrer, shipp de anime, vai ter de tudo, e imagine também. Shotacon e ABO são meus temas preferidos então vou usar muito ^-^ enfim, é isso!
PANFLETEM ESSA FIC TÁ OBG mentira só recomenda prozamigo se ozamigo num gostar não tem problema, eu não posso agradar todo mundo né?
Boa leitura ❤
Música pro capítulo:
Want It - Jay Park (a batida dessa música é sensual, a letra não muito. Whatever.)

Ps.: LEIAM FICS KAISOO E CHANBAEK PRA CHORAREM COMO EU

Capítulo 16 - Debut pt. 1 (18+)


Fanfic / Fanfiction Contrato - Capítulo 16 - Debut pt. 1 (18+)

Yoongi P.O.V.
-flashback on-




Nervoso. Era isso o que eu estava. Minha mente estava a mil. Jin hyung chorava de nervosismo, dizendo a todo instante que não dançava bem o suficiente, e Jimin e Taehyung faziam de tudo para tentar acalmá-lo. Nosso maknae parecia cansado ao extremo, e sua cabeça pendia para frente enquanto ele tentava controlar o seu sono. Como o mais velho de nós estava descontrolado, caminhei até meu dongsaeng, mas esbarrando em RapMon no caminho.

_ O-oh, desculpe líder. - falo.

_ Meses no trainee e você não perdeu a formalidade. Não se preocupe, foi só um esbarrão Suga. - ele diz e dá um tapinha em meu ombro, indo para a direção oposta. Ele também parece abatido, apesar dos seus óculos escuros esconderem parcialmente sua expressão. Porém, mostra-se feliz e animado ao mesmo tempo. Enfim, BTS vai sair do "papel".

Sacudo a cabeça e vou até Jungkook, ficando em cócoras na sua frente.

_ Pequeno. - chamo e ele rapidamente desperta. - Sente-se ali se quiser descansar melhor, eu lhe chamo quando precisar. Temos ainda alguns minutos pra nos preparar antes da próxima apresentação.

_ Obrigado, hyung. - o maknae diz sorrindo e eu aceno pra ele, que se senta onde indiquei à ele. Logo, sinto uma mão tocar o meu ombro, me dando um leve susto.

_ Aigoo, Jimin. - falo e sorrio pra ele, que sorri de volta - O que foi?

_ Eu é quem pergunto, o que foi? Está tudo bem?

_ Sim, só estou cansado, mas muito feliz também. E o Jin?

_ Está melhor. Taehyung está ali fazendo graça pra ele. Veja, Jin ás vezes parece criança. - Jimin diz e eu sorrio em concordância. - Ei hyung, qualquer coisa é só chamar.

_ Você está a todo vapor, não é?

_ Com certeza! Bom, eu vou indo ver se V está conseguido animar nossa princesa da Disney. Até a hora da apresentação, hyung!

_ Até, Jimin-ah. - falo e o observo ir, suspirando em seguida. Jimin mudou muito desde que começamos a ensaiar para nos tornarmos em "garotos a prova de balas". Seu corpo estava cheio de músculos, suas pernas eram grossas e pareciam ser macias. Fora a sua barriga, extremamente bem definida e malhada. Aish, eu estou mesmo devaneando sobre o corpo do meu dongsaeng? Sim, eu estava. Era o que eu fazia todos os dias.

Olho para trás e vejo Namjoon massageando suas têmporas, com o óculos escuro pendurado em um de seus dedos. Caminho devagar até ele.

_ Ei, tá tudo bem? - pergunto cautelosamente e ele me olha parecendo preocupado.

_ Suga, como vai ser daqui pra frente? Digo... iremos agradar muitas pessoas? Chegaremos ao ponto de ter agendas lotadas? E quanto as nossas sexualidades? Apenas o Hobi é hétero, pelo o que eu saiba. Aish, estou terrivelmente nervoso. Me sinto desgastado. Se eu tiver falando demais, me desculpe.

_ Não tem problema. Só fique calmo, ok? - peço. - Tudo vai entrar nos eixos. Já está entrando. - sorrio e ele me acompanha - Seu sorriso é bonito e contagiante, Monster. Sorria. E não pense tanto nos problemas. Pensar só pode fazer as coisas piorarem. - Dou um tapa nas costas do líder e volto até Jungkook. Doía ter que acordá-lo, ele parecia morto de cansaço, mas já era quase hora da última apresentação.

_ Jeongguk? - pergunto baixinho e ele já desperta. Fico impressionado com o quão leve é o seu sono ás vezes - Desculpe... está quase na hora, vamos. - Jeon coça os olhos levemente pra não borrar a maquiagem e sorri, com os olhos levemente inchados.

_ Você é legal, hyung. Obrigado por me deixar dormir. - ele fala e me deixa sem reação, tudo que faço é que sorrir levemente pra ele.

_ Eu sei como é chato estar com sono, então está tudo bem. - falo e ele sorri mais abertamente.

Passaram-se uns dez minutos e a staff veio nos chamar, dizendo que deveríamos nos preparar para ir ao palco. Todos nós respiramos fundo e sorrimos um para o outro, nos posicionando e indo para a última etapa do debut.

(...)

_ Isso foi demais! - Hoseok diz animado quando chegamos (finalmente) ao dormitório, exaustos.

_ Você se saiu bem, Jin-ah. - Namjoon diz sorrindo para confortar o mais velho de nós. - Todos vocês se saíram muito bem. Tenho orgulho de vocês, de serem a minha família agora.

Todos vibramos e abraçamos nosso líder de uma só vez, o esmagando como se fôssemos o pão, e ele fosse o recheio do sanduíche. Depois de uma longa noite, fomos todos para os nossos dormitórios.

Eu dividia quarto com Namjoon, Jimin ficava com Hoseok e Tae com Jin e Kook. Eu estava quase pegando no sono quando senti o olhar de Namjoon sobre mim.

_ Aigoo. O que foi? - pergunto sonolento.

_ Não é nada Suga. Só... não sei. Me sinto vazio de certa forma. Não vazio... me sinto insatisfeito.

_ Com o quê?

_ Sinto uma dor carnal horrível. - ele diz e eu ergo uma sombrancelha.

_ Você não fica com ninguém a um bom tempo, não é? - pergunto, já sabendo a resposta.

_ Não temos muito tempo.

_ E não vamos ter tão cedo. Agora nossos trabalhos vão aumentar.

_ Eu espero que sim. Yoongi? - ele chama. - Você não sente falta de ser tocado?

_ Eu nunca fui tocado de maneira mais íntima, Namjoon. Era incerto da minha sexualidade.

_ Você é virgem, Yoongi?! - ele pergunta chocado. - Você é o segundo mais velho de nós!

_ Sim. Mas é como eu te disse, eu não tinha certeza do que queria, do que gostava. Foi isso que me levou à não perder minha virgindade. Embora agora eu saiba que sou gay, não temos mais tempo pra nada.

_ E como foi que você percebeu que gostava de homens?

_ Jimin. - falo e ele arregala os olhos. - Digo, me sinto atraído por ele.

_ Ah, mas isso é normal. Jimin é realmente bonito.

_ Não é só isso... eu sinto algo a mais.

_ Oh... você gosta dele. Mas ele gosta de você?

_ Eu não sei. Sei que ele gosta bastante de Jeon, mas não sei se é na intensidade que eu gosto dele. Espero que não seja.

_ Mas o Jeon não gosta do Tae?

_ Sim, e o Tae gosta do Hoseok.

_ O Hoseok é hétero. - Nam diz.

_ Exatamente.

_ Meu Deus, que bola de neve. - Namjoon diz.

_ Imagino que todos devem estar com essa dor carnal que você mencionou. Uma hora vão acabar se comendo. - falo e olhar de Namjoon muda, me deixando meio envergonhado. - O que foi?

_ Hyung - ele diz baixinho e eu fico nervoso. - Posso fazer uma coisa?

_ Fazer o quê?

Quando menos espero, Namjoon pula em cima de mim, se ajoelha na cama e segura meus pulsos, cada um de um lado do meu corpo. Sua perna esquerda se enfia entre as minhas, abrindo espaço entre elas, então devagar ele me puxa pra baixo, fazendo meu membro encostar na sua perna. Ele solta as minhas mãos e levam as suas na minha cintura, erguendo e abaixando meu quadril, fazendo meu membro se friccionar em sua coxa. Meu corpo relaxa e eu me deixo ir em seus braços longos, sentindo um êxtase se aproximar, junto de um gemido que saiu da minha boca. Os lábios carnudos de Namjoon se aproximam dos meus, de onde saem arfares. Meu rosto está bastante corado, eu sei disso. Me sinto indefeso, mas ao mesmo tempo, quero mais toques dele por agora. Bem próximo do meu rosto, Nam toca minhas bochechas, acariciando-as.

_ Você dá uma de durão, Yoongi... mas é fofo. - ele sussurra isso e passa a língua vagarosamente nos meus lábios. Por impulso, sugo sua língua e a puxo pra dentro da minha boca, fazendo ele apertar minha cintura com força. Enrolo as minhas pernas no seu tronco e o puxo pra mim, fazendo nossos membros se chocarem, nos fazendo gemer. Namjoon começa a fazer movimentos de vai e vem com seu quadril, provocando uma fricção gostosa dos nossos membros, o que me deixa desejoso e ansiando por mais.

Com pressa, retiro sua camiseta e a jogo longe, enrosco os pés na sua calça e impulsiono a peça para baixo, deixando-o apenas de cueca. Observar sua ereção marcada pelo tecido fino da peça fez o meu membro pulsar e doer, então repeti o processo anterior com a peça íntima de Namjoon e o deixei nu, invertendo nossas posições em seguida.

_ Uau, você parece tão apressado. - ele diz sorrindo de forma perversa enquanto eu me abaixo, ficando de cara com o seu membro.

_ Só geme, Namjoon. - falo ignorando seu comentário e abocando o seu membro de uma só vez, fazendo com que ele realmente gemesse.

_ Owww, Yoongi - ele sussurra, abrindo a boca e fechando-a em seguida, mordendo o lábio com força para não gemer. Com isso, tiro o seu membro da boca e começo a masturbá-lo, olhando fixamente pra ele.

_ Geme. - falo rouco e volto a chupá-lo com rapidez e precisão, ainda usando minha mão, pois o seu membro é grande demais e não cabe todo em minha boca. E porra, isso é bom demais. A quanto tempo eu não fazia isso... a sensação da glande passando pela língua... é simplesmente ótima.

_ H-hyung, pára... - ele diz gemendo em volume médio. - Pára, pelo amor de... uhhh... - ele tenta me parar puxando meu cabelo mas eu continuo trabalhando duro - duro mesmo - no membro pulsante e cheio de veias saltadas que está na minha frente, até sentir que seu orgasmo está mesmo chegando. Aí, eu paro. - Porra, Suga. Você está vestido demais.

_ Não seja por isso. - me levanto e começo a retirar minhas roupas. Camiseta, calça, meias, ficando apenas de cueca na frente de Namjoon. O mesmo se aproxima de mim, me puxando pelo cós da minha peça íntima e começa a acariciar meu membro por cima do pano.

_ Grande. - ele diz simplesmente, me virando de costas pra ele e me empurrando na sua cama, me fazendo cair de barriga no colchão. Vejo o corpo grande e moreno de Namjoon ficar inclinado sobre mim, e sinto uma ardência em uma das minhas nádegas. Havia levado uma palmada.

Com o tapa, arqueio a coluna e empino a bunda. Namjoon segura meu quadril antes que ele possa tocar o colchão novamente e o leva pra mais perto dele, me deixando de quatro. Suas mãos seguram o cós da minha cueca e a puxa para baixo, deixando-me totalmente nu e exposto.

_ É uma bela visão, Yoongi. - ele diz com a voz rouca e sinto meu corpo se arrepiar por inteiro. Sem aviso, a língua de Namjoon toca a minha entrada, fazendo os meus gemidos saírem quase como um ronronar. Ele começa a simular uma penetração com ela, me fazendo morder o lábio inconscientemente.

_ Aargh, isso é tão bom! - falo entre gemidos e sinto o sorriso dele contra a minha bunda. Depois, sinto o dedo de Namjoon me penetrar, me fazendo gemer um pouco mais alto. Quando eu já estava rebolando em seu dedo, ele penetra outro e inicia movimentos de tesoura, o que me deixa desconfortável, mas logo me acostumo e volto a gemer de prazer. Mais um dedo entra dentro de mim e eu gemo ainda mais alto, dessa vez de dor, enfiando a cara no travesseiro para abafar meu quase grito. Depois de alguns minutos, ele se move, socando os dedos dentro de mim com brutalidade, e eu estava adorando aquilo.

_ N-N-Namjoon! - gemo alto.

_ O que?

_ Me fode. Anda! - falo e os dedos dele saem de dentro de mim rapidamente.

_ O que disse?

_ Só me come com toda a vontade possível. Desconta logo essa merda de dor carnal em mim. Por favor... - começo a me masturbar e solto um gemido manhoso. Em seguida sinto uma mão de Namjoon em minha cintura, me apertando. Ele então vai me penetrando lentamente, o que faz meus olhos lacrimejarem. Isso dói pra cassete.

_ Hyung... m-me desculpe, s-sim? - Namjoom fala com dificuldade atrás de mim e eu tento tranquilizá-lo.

_ E-está tudo bem. - falo baixinho e Namjoon entra todo dentro de mim, dando selares na minha coluna e na minha nuca. - Mexa-se...

Namjoon começa a me estocar devagar, me fazendo suspirar e gemer baixinho. A cada movimento, a dor vai se tornando prazer. Logo, estamos nós dois gemendo baixo e falando obscenidades um pro outro.

_ R-rápido Namjoon... e forte também... - falo e ele ri baixinho, começando a se movimentar mais rápido e com movimentos mais fortes. Sua mão vai até meu membro e começa a tocá-lo, me fazendo gemer mais alto, com os olhos fechados.

_ Você nem parece virgem, Suga. - ele diz e eu sorrio, ainda de olhos fechados. Nam acerta a minha próstata e eu gemo alto, sem controle algum sobre o meu corpo. Ele chega ao seu limite rápido, por estar a muito tempo sem sexo, mas eu chego ao limite com ele, simplesmente por aquilo ter sido extremamente gostoso.

Caímos na cama exaustos, Namjoon com o braço na minha cintura e eu, com o rosto ainda meio enfiado nos travesseiros. Aquilo havia sido bom demais. Não houve conversa em seguida, apenas deixamos o sono nos dominar.

Afinal, apesar de tudo, não haviam sentimentos.

Apesar de tudo, não era o Jimin.


-flashback off-


Notas Finais


Os próximos dois capítulos são lemon
E só

Até a próxima! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...