História Contrato Insano - Capítulo 36


Escrita por: ~

Exibições 524
Palavras 1.409
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Harem, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarde!!!
Boa leitura :D!

Capítulo 36 - Just dance


Fanfic / Fanfiction Contrato Insano - Capítulo 36 - Just dance

 

— Vocês têm certeza que hummm isso está tudo bem?

  Baek encarou o primo um pouco assustado e riu.

  Estavam na limusine que pediu e quase chegando na boate mais badalada da cidade. Afinal tinham que comemorar a dupla gravidez das meninas.

  Chan continuava curioso, mas Min era o mais ressabiado. As meninas sorriam, Jess curiosa porque nunca foi em nada parecido e Mimi porque estava louca para voltar. Ghan parecia eufórico, ele só tinha ido uma vez, porém disse que agora queria aproveitar a experiência completa. Tao continuava bebericando o vinho e sorrindo para a algazarra deles e ele claro, estava louco para dançar até o dia nascer, afinal há anos não fazia aquilo direito, sabendo que tinha o lugar quase todo para si para se acabar...

  Tinha alugado a casa toda para eles aquela noite e nenhum marido, nenhum deles poderiam entrar até ele dizer que pode. Sabia que os meninos estavam meio loucos com aquilo, mas nem ligava, era a comemoração dos babys e eles iam engolir.

  Baek fez eles engolirem.

  Sorriu se lembrando que agora que tinha a declaração de amor de todos os maridos eles andavam bem mais mansinhos. Era sua vitória, além de poder torrar um pouco da fortuna deles e dar uma festa a altura para os amigos. Uma festa bem da merecida ao seu ver.

— Tem certeza que só nós vamos entrar? Sabe como os seus maridos são e os da Jess e do Chan, eles vão dar uma de missão impossível e invadir a nossa noite.

  Tao perguntou olhando para ele de lado e com um sorrisinho de quem queria ver o circo pegar fogo, olha só isso!

— Aonde está meu amigo todo responsável, Zitao?

— Ficou em casa – Ele se voltou para as meninas e sorriu doce - Lembrem-se, nada de bebidas para as duas hein!

— Ok, mamãe!

  Michelle disse com voz infantil e depois gargalhou. Baek sorriu, gostava daquela louca irritante!

— Ok pessoal! Vamos nos divertir!

  E eles estacionaram na frente do local iluminado e dois seguranças vieram abrir a porta para eles. Baek saiu e sorriu orgulhoso. Diversão! Ai iam eles!

 

 

 

 Jeongmin entrou no lugar que parecia realmente aquele tipo de danceteria luxuosa e escandalosa que já vira em canais de fofocas de celebridades, com direito a globo espelhado no teto e tudo.  Se sentia meio culpado por aceitar a “noite só de babys” que seu primo inventou e quase deixou seus daddys de cabelos brancos, mesmo Baek dizendo que só eles estariam lá – Seu primo fechou a casa toda para os sete – e fora o DJ, o pessoal que trabalhava lá e os seguranças mais restritos, tudo era deles aquela noite. Só deles!

  Ele estava feliz, na verdade mais do que feliz com a gravidez da Jess e da Tia Mi, muito mesmo e empolgado porque elas adoraram o presente, contudo ainda se sentia meio deslocado. Quer dizer, nunca foi em uma casa noturna nem nada parecido... Era tudo tão brilhante e...

— Uau, eles têm palco com corrimão de bombeiros...

  Ele ouviu Chan falar rindo baixinho enquanto apontava para um pedaço de pau que ia até o teto em cima do palco que era em T e com luzes pequenas ao redor... Eram dois ali. Ele já tinha visto algo daquilo na TV...

— Corrimão de bombeiros Channy? – E Baek foi até o lado do mais alto e cutucou ele rindo – Isso é barra de pole dance seu sem noção!

— Aquela que a pessoa fica dançando ao redor e faz umas coisas estranhas? Uau! – E ele sorriu de orelha a orelha se voltando para ele – Ouviu isso Min! Vai ter dancinha para nós!

— Sim vai, minha dancinha!

  E Jeongmin quase ficou sem queixo do tanto que ele caiu quando tia Mi, que verdade fosse dita, estava linda em um shortinho jeans curto e mini blusa colada branca e botas de salto alto, subiu no palco e fez sinal para o DJ segundos antes de uma música muito animada começar a tocar... Ele conhecia aquela mús...

— Olha só Tao, nossa música!

  Baek gritou, Jess riu:

— Mas Mimi tudo bem você...

— Claro que sim! – E Tia Mi piscou indo para a tal barra - Vamos lá crianças, assistam os profissionais!

— ...I've had a little bit too much, much,  All of the people start to rush, start to rush by...

  Baek começou a cantar alto enquanto Tia Mi saltou para a barra e girou antes de ficar de ponta cabeça presa por uma das pernas. Chan gritou junto da Jess fazendo bagunça como se fossem um fandom da mais velha e Ghan se juntou ao Baek cantando alto.

— Just dance, gonna be okay (da-da-doo-doo-mmm), Just dance, spin that record babe (da-da-doo-doo-mmm)

—Vamos lá Min querido, vá brincar! – E Zitao virou o copo que estava bebendo com algo azul, ele já tinha pegado outra bebida? – E saltou para o palco também dançando uma coreografia que ele nem saiba que a música tinha.

  Minha nossa!

  Eles enlouqueceram? Aquilo estava parecendo despedida de solteiro isso sim e de repente riu quando Baek subiu no palco também e passou a dançar com o Tao enquanto Tia Mi mostrava que puxa... Ela tinha mesmo elasticidade no corpo!

  Se o Woo visse ele ia ficar louquinho...

  Sorriu e antes que percebesse estavam pulando com a Jess e o Chan.

 

 

 

 

— Dae seu idiota, me solta!

  Bambam viu Dongwoo puxar Daehyun da frente enquanto tentavam enxergar pela porta dos fundos - Que nem deveriam ter invadido para início de conversa - Alguma coisa do que os babys faziam... Ele já tinha ouvido o Baek cantar a Lady gaga lá dentro então só imaginava a algazarra que ele ia inventar para entreter os outros... Seu marido era um doidinho...

  Embora Bambam o amasse enlouquecidamente.

  Mas a verdade era que dava para contar nos dedos quem era normal entre eles, sinceramente...

— CARAMBA!!! A Mi nunca dançou isso para mim, droga! Como assim!? Eu quero também!

— Oi? O quê? Sai Dong, sai daí cara, eu quero ver!

 E Dae quase avançou nele empurrando o loiro para enxergar pela fresta e em cinco segundos deu dois passos para trás e o encarou meio pálido.

— A Michelle sabe dançar pole dance! Será que ela vai ensinar a Jess? Se a Jess fizer isso eu morro do coração! – Daí ele sorriu de orelha a orelha – Eu quero morrer do coração!

— Eu sabia que ia encontrar vocês aqui seus intrometidos! Combinamos em não invadir o lugar, não foi?

 Kim Jongin disse de braços cruzados no corredor e com cara irônica. Bambam deu de ombros. Fazer o que, já estavam lá mesmo né?

— Minha mulher dança pole dance.

  Dongwoo disse de olhos arregalados, ele estava hiperventilando? Bambam quase riu... A cara dele era impagável!

— Bom para você, agora vamos sair já!

— CARA, ELA TEM QUE ENSINAR A JESS! – Dae andava de um lado para o outro – Eu vou lá pedir, tipo assim na discrição, claro!

— Para com isso Daehyun! - E Jongin deu um peteleco na cabeça dele – Surta em casa, vamos embora, deixe eles se divertem!

— VAI JESS, VAI JESS, VAI JESS!

  Bambam arregalou os olhos e em segundos Dae corria para a porta como um alucinado possuído e insano e nem se deu conta que abria mais a porta até Bambam correr e tentar fechá-la e congelar no lugar porque cara, não era só a Jess e a Michele no pole dance. Baek também estava lá e ele só conseguiu engolir em seco ficando excitado em segundos ao ver que seu marido estava em uma barra e as duas na outra enquanto os outros quatro gritavam de baixo do palco. Seu marido estava de salto alto agulha e transparente... Senhor, primeiro de onde ele arrumou aquilo e segundo, como ele sabia dançar naquilo?

  Talvez a parada cardíaca seria sua...

  Ele não tinha estrutura para assistir aquilo, não mesmo... Não... Por que o Baek tinha que ser tão lindo e sexy, ele queria matá-lo?

 Então viu com o canto da visão, Dae cair no chão com a mão no peito repetindo que ia morrer, que ia morrer e que estava vendo a luz.

  Kai resmungou que eles eram loucos e acabou arrastando os três dali sem resistência porque né, eles ainda estavam em choque...

 Contudo sua mente estava mesmo em pane porque ele só conseguia pensar em como pedir para o Baek fazer aquilo em casa... Como ia tocar no assunto?

Será que se comprasse uma barra para pôr na sala de casa ajudava na sua causa?

 

 


Notas Finais


E é isso amores!!!
Beijocas!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...