História Contrato Insano - Capítulo 37


Escrita por: ~

Exibições 542
Palavras 1.551
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Harem, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa tarde!
Boa leitura :D!

Capítulo 37 - Maridos endiabrados


Fanfic / Fanfiction Contrato Insano - Capítulo 37 - Maridos endiabrados

   

 Baek soube que alguns deles estiveram bisbilhotando ele e os amigos na boate, quando ao chegar em casa de manhã, viu Key, Yoongi, Jackson e V espalhados pela sala de braços cruzados.

  Chegou a duas óbvias respostas para aquilo.

  Uma era que seus Doms deviam estar àquela altura muito, mas muito excitados mesmo - O que era seu plano secreto inconfessável – Embora ele não soubesse se só ouviram ou viram o que ele fez escandalosamente lá de propósito e outra talvez, só talvez eles caíram da cama cedo ou algo assim...

— Dançando pole dance de salto, Baekhyun?

  Yoongi disse sorrindo de canto e Baek bufou, e lá se ia a segunda hipótese.

— Alguém aqui lembra que eu disse que era para não invadirem lá!? Isso incluía não bisbilhotar também seus endiabrados!

  Fuzilou os quatro com olhos chispando, mas por dentro ria enlouquecidamente. Sabia que eles iriam dar um jeito e bisbilhotar, claro. A curiosidade era marca registrada dos seus maridos, na maioria deles.

— Estávamos preocupados com a sua segurança amor -  Jackson começou vindo para ele lentamente como um leão para dar o bote, contudo ele nem se moveu, estava curioso para ver o que fariam... – Mas daí a você fazer aquilo já é um pouco demais, não?

— Decepcionado Jackson? Esperava algo menos exagerado?

 O marido sorriu todo safado e chegou a sua frente puxando sua cintura até colar ambos os corpos e sussurrar em seu ouvido:

— Pelo contrário, amor, estou muito interessado em assistir também.

— Me convença que merece, daddy.

  Respondeu no mesmo tom e ergueu os olhos só para ver Key ir até o sofá da sala enquanto abria a camisa e se sentava de pernas abertas. V foi para o bar e Yoongi permaneceu de pé no mesmo lugar o encarando com cara de pôquer.

— Nos convença você, Baek, que o que fez lá essa noite não foi só para nos provocar – Key disse baixo e sério – Venha engatinhando para mim bebê, eu quero ver. Me convença.

— O que eu ganho com isso Key? Ou acha que vai colocar coleira em mim só porque descobriu meu segredo? Você me quer de submisso daddy? Vai ter que trabalhar para isso – Disse sorrindo irônico antes de descer pelo corpo do Jackson e ainda dar uma mordidinha a coxa dele antes de cair de quatro no tapete e piscar para o Key.

  Ele ofegou e Baek sabia que tinha ganho.

— O que você quer?

  Disse uma oitava abaixo da voz normal. Baek fez bico falsamente confuso...

— Não sei... Talvez um iate só para mim e os meninos passearem? Ou quem sabe documentações adiantadas para adoção de crianças para o Chan? Eu vi que ele ficou meio chateado com as meninas grávidas embora disfarçasse bem... Heechul pode agilizar isso que eu sei, e ahh – Ele se ajoelhou e puxou a camiseta colada que usava até arrancá-la de si - Quero passagem aérea e tudo pago para mim e todos os babys para o show da lady gaga em Xangai. Acho que é isso... Por agora.

— Meu marido é tão caro!

  Jackson disse rindo, mas Key assentiu, em seguida ele o chamou com um dedo e Baek assentiu sorrindo suave.

— Estou indo... Dono.

  E piscou. Key sorriu e Yoongi se curvou no encosto do sofá para assistir, óbvio. Duas mãos abriram suas calças justas de couro e recebeu um tapinha de encorajamento. Em seguida Jackson também foi para lado de Yoongi e V os imitou.

  Hora do show de verdade!

  Pensou se engatinhando lentamente para o marido sentado no grande sofá até colocar as duas mãos, uma em cada joelho e a cabeça sobre o membro duro.

— E agora, meu dono?

— Agora a gente te devora bebê, simples assim...

  Tae se despiu e foi o primeiro a vir sobre ele o curvando mais por entre as pernas abertas de Key e terminado de despi-lo também. Suas pernas foram afastadas e seu membro envolto por dedos macios...

— Você vai dançar para nós amor, agora.

  Baek deitou a cabeça no colo do Key e ofegou manhoso.

— Não tem barra...

— Eu serei a sua barra - Tae respondeu em seu ouvido antes de usar a outra mão e puxar seu corpo para o dele até suas costas colar ao peito nu e as mãos percorrem seu corpo lentamente – Você vai se esfregar em mim igual fez na barra daquele palco Baekhyun, bem daquele jeito gostoso e eu direi se vai mais rápido ou mais devagar.

  Baek arregalou os olhos e viu Yoongi sorrir mais. Aqueles pervertidos!

— Esse jogo é para todos, certo?

 Disse tão safado quanto eles e então viu Jackson se curvar ainda mais no encosto.

 — Vamos amor, nos mostre isso.

  A é? Ia ser assim? Então ok!

  V o soltou e ele desceu pelo corpo do loiro e subiu sentindo em como ele ficou duro em segundos. Piscou para os três e contornou o corpo se esfregando bem, bem evidente, tanto de frente quanto de costas e acabando por arrancar um gemido baixo do V. Depois se agachou de novo abrindo as pernas e passou a mão pelo seu próprio corpo antes de se virar e se curvar bem, bem erótico mesmo, enquanto quase encostava a boca no pênis do V que ofegava estremecido.

— DROGA BAEK!

Jackson resmungou antes de xingar de novo. Baek se virou e piscou:

— Quer mais, daddy?

  E então ele pulou o sofá e o pegou no colo fazendo com que Baek se sentasse de frente para ele e ao mesmo tempo de pernas abertas em seu colo. Ele não respondeu, ao contrário disso, o beijou esfomeado puxando seu corpo para o dele e o agarrando quase bruto, porque bem, aquele era Jackson.

  As mãos o agarravam de tal forma que Baek começou a ficar tão excitado quando ele estava, passou a agarrá-lo também puxando os cabelos curtos e sentar mais forte sobre o membro ainda coberto. Deviam estar protagonizando um pornô desenfreado, mas Baek não se importou em nada. Na verdade, passou a quase rasgar as roupas do mais velho até ter ele meio despido debaixo de si e o pênis livre das roupas, ele prendeu seu pênis ao dele e esfregou ambos até ter o mais alto rosnando em seu ouvido.

— Se continuar isso eu vou fazer você desmaiar nesse sofá, Baekhyun!

— Faça o seu pior daddy!

— Droga.

  Ele se virou e o deitou no sofá para terminar de arrancar as roupas e Baek viu que todos os outros três já estavam nus também. Key veio para ele com o frasco de lubrificante e apenas deitou de pernas abertas preguiçoso.

  Key se curvou sobre ele e colocou uma das suas pernas presas a cintura dele e penetrou seu corpo o preparando com paciência. Key era a epítome da paciência. Primeiro um depois dois e depois três dedos até que Baek gemia alto.

  Sexo com os maridos estavam há anos luz de tudo o que fez antes deles. Estava viciado, era um fato. E ele queimava sempre de desejo por todos e cada um deles... Então Key o libertou e Jackson o colocou de quatro ali mesmo no sofá e invadiu seu corpo calmo embora Baek sentisse que o membro pulsasse excitadíssimo enquanto entrava nele sempre no limiar do cuidado e da selvageria.

— Você gosta, não é seu pequeno selvagem!

  Ele disse baixo. Baek rolou os olhos e riu.

— Não se responde perguntas óbvias, daddy, e... – Baek ofegou quando ele terminou de se enterrar dentro dele o prendendo mais em si e mordendo seu ombro quase forte demais – Jackson!

— Não se responde seu dom assim, baby rebelde!

  Rebateu antes de passar a se mover dentro de si frenético.

  Baek adorou e gritou, porque escândalo era maravilhoso quando se tem maridos que o fazem enlouquecer daquela forma. Baek gemia e quase levou a mão ao seu próprio sexo quando ele saiu de si e outro tomou o seu lugar. V surgiu a sua frente e o beijou de forma muito obscena.

— Deixa eu fazer isso amor, minha mão é bem mais gostosa que a sua, certo?

  E Baek foi assaltado pela dupla Min enquanto perdia a noção de controle ou realidade. Se tinha algo a se dizer de Yoongi era que ele o dominava completamente na cama o que era delicioso e também inconfessável. Assim, logo estava sentado no colo dele de frente para o V tendo seu membro e boca assaltados pelo mais novo enquanto era penetrado forte e firme pelo irmão mais velho. Com tudo quando ele estava quase lá, quase lá ambos pararam e Baek quase choramingou amaldiçoando ambos. Contudo Key o pegou no colo, o deitou de costas no sofá e penetrou tranquilo em seu corpo fazendo amor com ele lento e gostoso e foi assim que ele atingiu o orgasmo, nos braços do seu dono que por fim saiu dele e deixou para gozar como os outros três, em cima dele, marcando território como quase todos eles faziam.

  As vezes o irritava em nível absurdo como eles agiam com ele, como se fosse posse, mas daí, dava de ombros, no fundo quem mandava neles era ele e não o contrário.

  Baek riu quando eles caíram em volta dele e fez um som de enfado proposital.

— Só isso?

  Então Yoongi o beijou suave e sorriu piscando:

— Os outros estão te esperando no quarto Baek, boa sorte!

 

 

 


Notas Finais


E é isso amores!
Beijinhos!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...