História Controvérsia do amor - Exo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, D.O, Kai, Suho
Tags Imagine - Exo
Visualizações 43
Palavras 2.388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💋

Capítulo 4 - Capítulo 4 - Não sei o que e isso , só sei que e estranho.


Fanfic / Fanfiction Controvérsia do amor - Exo - Capítulo 4 - Capítulo 4 - Não sei o que e isso , só sei que e estranho.

Engoli e seco uma duas ou três vezes, meus olhos estavam quase pulando pra fora, enquanto via aqueles sem vergonhisse na minha sala, minha expressão incrédula não estava crendo que eles estavam se beijando sem nem se conhecerem . Eu não sei o que acontece com esses jovens de hoje ! E a Joy também não perde tempo , o cara mal chegou e ela já vai marca território. Balançava minha cabeça absurdamente enquanto estava só com minha cabeça do lado de fora . Agora pronto ! Nem água eu posso bebê mas nessa casa, eles querem se agarrar Porque não no seus quartos ? Que horror ! Melhor volta para meu quarto, depois bebo água . 

Fechei a porta e voltei pra minha cama.


" O que isso ? Porque ela tá me beijando assim do nada ? Mas que tá bom não posso nega ... O beija dela é doce , e também tem os lábios macios. 

Tudo que eu pude sentir foi minha buchecha queimar com o tapa que ela me deu fazendo meu rosto virar em oito segundos. Coloquei a mão no rosto e a encarei com uma expressão assustado 

__ Tá louca ? - disse obviamente irritado , passando a mão na buchecha tentando abafar a dor ( Porque o tapa foi forte, e ela tem uma mão pesada diga-se de passagem ) voltei meu olhar pra ela que me olhava constrangida.

__ Des...des...desculpas - gagagei com um olhar assustado , e depois olhei minha mãe e o rosto do rapaz 

O que eu fiz ? Porque eu bati nele ? Tô louca ! Ou quê ... 

__ Ei você ainda não me respondeu , Porque me bateu se foi você que me agarrou ? - disse ele depois de me interroper 

Engoli a seco , e tentei me aproximar do mesmo que se afastava de mim , de medo ou sei lá o que , eu não queria fazer nada de mal só queria tentar fazer o a dor dele parar.

__ Foi o álcool , sim é claro o álcool... - tentei me explicar , confusamente e espero que ele me entenda , e vamos combinar neh, colocar culpa no álcool quando faz qualquer merda é a desculpa clássica dos bebos. Voltei minha atenção pra ele __ Juro não era pra acontecer isso, se eu estivesse completamente sóbria jamais te beijaria - soltei o riso sem graça e ele argeou a sombrancelha 

Me olhou de canto .

__ Hum... Vou perdoa só porque você tá bebida ! - disse indo em direção ao seu quarto , eu logo o chamei , não sei porque mas chamei ...

__ Heyy ! ! - ele voltou ao seu olhar pra mim __ E... Você poderia me ajudar a ir até o meu quarto ? Acho que tô um pouco zonza , prometo que não vou te beijar ! - olhei com medo de ele dizer não ou algo do tipo, ele se aproximou em passos lentos até a mim .

__ Claro que levo , Vem ! - deixei escapar um riso baixo, sem ele perceber e claro .

Ele delicadamente colocou meus braços em volta do seu ombro, e me levantou com todo o cuidado até o meu quarto, abriu a porta e caminhamos juntos até a cama, e lá ele me deixou depois me deu um leve sorriso, é que Sorriso maravilhoso, não conseguia parar de olha-lo , então sorrir de volta quando aos poucos ele foi caminhando até a porta. Não sei porque mas não queria que ele fosse em hora, então pensei em algo rapidamente até que o chamei 

__ He-hey ! - ele se virou pra me aolhar , me deixando com um leve frio na barriga __ Diga ! - disse parado com as mãos no bolso, então eu pisquei algumas vezes antes de dizer qualquer coisa. __ E... Será que você pode abrir o zíper do meu vestido ? É que não sei abri sozinha - soltei um riso sem jeito. 

Suho levantou levemente seu olhar, me encarando incrédulo. 

Eh impressão minha ou ela tá me provocando ? O que será que ela quer ? 

Era só isso que eu conseguia pensar, ela é linda e tem um corpo perfeito e tudo mas, mas seja lá o que ela teja querendo eu não vou ceder. Jamais me aproveitaria de uma mulher bêbada, espero que realmente ela não esteja mal intencionada . Me aproximei ainda pensativo e ela deu as costas pra mim é lentamente e tremendo um pouco de nervoso abri o zíper dela. Abri até em baixo deixando a mostra a lingerie sexy vermelha, encarei corado e sem jeito e logo me levantei antes que eu não me responde-se por mim. Ela se virou pra mim é me encarou com um olhar malicioso e deixando a mostra seu sutiã pela frente, me deixando ver  um pouco do seus seios fartos. Engoli a seco , cocei a nuca tentei o máximo não olha-la . 

__ Obrigada ! - disse ela com um sorriso nos lábios, e em seguida deu uma mordia nos lábios inferior , como provocação. 

__ Bom! Já fiz minha boa ação do dia , opa da noite  - ela me encarava com aquele olhar pidão , me deixando ainda mas nervoso __ Eh... É sério ... Pre-preciso dormir ... Tô cansadão , can-cansado mesmo - comecei a gageja e ao mesmo tempo atropelar as palavras , na verdade nem sabia mas o que estava falando, tudo que eu queria era sair dali o mas rápido possível. 

Ela soltou um riso soprado, quando percebeu o meu nervosismo. 

__ Tudo bem ! Pode ir descansar. - riu de canto __ Muito obrigada mesmo ! - deu uma piscadela, vendo ele sumir do meu campo de visão feito um garoto tímido. __ Bobo - disse depois de deitar na cama 

Provocar os homens e a minha especialidade, esse daí já tá no papo ! 

Cheguei no meu quarto , e já dentro me emconstei na porta , respirando pesado meu peito subia e descia parecendo que eu tava perdendo o ar. Respirei pra dentro e saltei de vargazinho e repeti esse processo algumas vezes na tentativa de me acalma . Tô surpreso comigo mesmo, consegui me controlar , foi difícil mas consegui , fui direto para banho Porque tudo que eu precisava agora era tomar banho mesmo não fazendo calor eu estava soando igual a cuscuz . Sai do banho novinho em folha, já mas calmo e me joguei na cama coloquei as mãos atrás dá nuca e tudo que veio na minha mente foi ela, o beijo vinha em câmera lenta , aquele corpo , aquela lingerie sexy vermelha , aquela boca , fechei os olhos e saboreie aqueles pequenos momentos. 

Minha ficada nessa casa promete, acho que eu Joy vamos nos dar muito bem - soltei o sorriso soprado


***

O dia raiou e depois de banho e tudo mais peguei minha bolsa e pastas fui pra sala, pelo silêncio Joy é o inquilino estavam dormindo , fui até a cozinha e me servir um café quente, entre gole e outro vejo a porta abri e dela sai Joy, se espreguiçando enquanto vem até a minha direção. 

__ Bom dia ! Wendy ? - disse bocejando 

__ Bom dia ! - coloquei um biscoito na boca 

__ Nossa estou com uma ressaca danada , minha cabeça parece que vai explodir - disse fazendo umas caretas

__ Viu.. ninguém mandou bebê demais ! - dei de ombros

__ Nossa, você é muito insesivel ... Eu hein ! - fez cara de indiferença , apenas dei de ombros enquanto bebia mas um gole de café. __ Sabe me dizer do morador novo , ele está dormindo ou saiu ? - não respondi , pergunta mas absurda, ela me encarava esperando resposta é nada __ Hein Wendy ? Respondi . 

__ Ah ... Eu não sei ! 

__ Grossa ! - me mostra a língua e eu faço o mesmo 

__ Que coisa feia vocês dois se pegando ontem aqui na minha sala hein ! - disse balaçando a cabeça

Vixe ela viu ... 

__ Então você viu né ! Foi o álcool ! ? - disse de uma vez , um pouco constrangida

__ Vocês bebos e suas menias de fazer as merdas e colocar a culpa no álcool ! Por isso que eu odeio bebidas alcoólicas. Que ridículo usa essas desculpas , tsc...tsc... - balaçava a cabeça em decepção 

__ Yahh ! Wendy ! Vai me jugar por isso !? Apenas aconteceu no calor do momento e realmente só ajo assim quando estou bebada, se eu tivesse sóbria jamais faria isso ! - ela dizia atropelado as palavras , movimentando as mãos a todo tempo demostrando nervosismo. 

__ Calma , a vida é sua você faz o que quiser ! - disse em indiferença __ Bom o trabalho me espera . Fui ! - soltou um beijo de longe e saiu porta a fora , me deixando mal por ter feito tal coisa.

Eu já tinha me esquecido do acontecimento de ontem, na verdade não queria lembra, agora depois de lembrar de tudo me sinto envorganhada. Pensando o que esse cara vai achar de mim ? Vai me achar oferecida demais , ou safada , ou aqueles tipos de mulheres que bebê pra consegui sexo ou dinheiro. Se ele estivesse pensando isso de mim estou ferrada ! Juro que não queria deixa essa primeira impressão pra ele - abaixo minha cabeça e dou leves tapas na tentativa de me punir por fazer besteria . Se eu pudesse volta atrás ... Faria diferente, menos o beijo porque eu gostei ! Pensei enquanto estava de cabeça baixo ainda dando soquinhos em minha própria cabeça , quando ouço uma voz familiar...

__ Assim você vai ficar maluca da cabeça ! - disse ele ironicamente, eu não o encarei de cara por vergonha 

Pensei comigo mesma. Se ele me fala qualquer coisa de ontem vou fingir que não lembro .... Isso ! Acho que vai funcionar , agora é só agir naturalmente

__ Hey você tá bem ? - ele perguntou quando percebeu que desde de quando ele apareceu nem pra cara dele eu olhei, então aos poucos voltei meu olhar pra ele sem graça 

__ Eu ... Tô sim , quer dizer nem tanto ! - ele me encarou confuso __ Ressaca de ontem - soltei uma risada fraca e ele franziu a boca __ E você tá bem ? - encarei 

__ Tô sim , e falando de ontem você lembra do que aconteceu ? - fez um cara tipo : " quero vê você responde essa " , e eu fiquei meio " oi " querendo me fazer de esquecida 

__ Eu ? Na-não ... Não lembro de nada , Porque eu fiz algo ? Quer dizer Aconteceu algo ? - dei de ombros como quem não se ligava em nada ele se sentou no banco e fez um expressão pensativa 

__ Então , foi o seguinte .... - depois que ele me contou tudo me fingi de chocada e envorganhada , cobrindo o rosto com as mãos __ Aí meu Deus, não acredito que eu fiz isso ! - disse sem encara-lo " caraca ele lembra de tudo " pensei comigo mesma 

__ Você deve tá pensando malzão de mim né ? - perguntei esperando uma resposta boa, ele deu meio que uma enrrolada e Respondeu. __ Magina, eu sei que estava bêbada e sei que se tivesse lúcida não ia fazer isso , tô certo ? - me encarou sério 

__ Tá sim ! - disse sim com a boca mas pensei não __ então tá tudo bem entre agente? 

,__ Claro que sim !  - deu um sorriso lindo. __ Cadê a sua amiga ? 

__ Ela já foi trabalhar ! E aí o que achou dela ? 

__ Maluca , mal educada e grossa! - disse direto e reto me deixando pasma 

__ Sério que você acha isso tudo dela ? - ele assentiu , pisquei algumas vezes incrédula __ Mas... Porque ? 

__ Aquela garota só me tratou mal, me deu varia patadas ... Eu hein ! Ainda bem que você é diferente dela se não tinha arrumado outro lugar pra ficar ! 

Eu entendo ele.  Porque conheço a peça que é Wendy. 

__ Olha ela é assim, mas só com quem ela não conhece , te garanto que com um tempo ela te tratará bem , esse jeitão dela só uma casca pra se proteger, por dentro ela é mas mole que gelatina pode aposta ! 

__ Sei não hein ! Mas porque ela é assim ? 

__ Xiii é uma longa história , outra hora te conta , Porque minha cabeça tá me matando . 

Ele me encarou a abriu um sorriso. 

__ Já sei ! Vou te fazer uma sopa que cura qualquer ressaca do mundo , e uma sopa especial , receita da minha avó - sorriu __ No que você tomar vai ficar boa na hora - piscou enquanto ia em direção a cozinha 

__ Sério ? Vai conzinhar pra mim ? - encaro incrédula

__ Sim ! Sente-se e espere , daqui a pouco está pronta - disse enquanto separava os ingredientes.

O encarava de longe , ele de eventual e depois cortando os temperos com tanta experiência e fazendo uma sopa pra mim . Me senti especial agora, nenhum homem nunca cozinhou ou se preocupou comigo muito menos meu ex. Isso certamente mexeu comigo, eu não conseguia parar de olha-lo a visão era linda daqui ele parecia aquele chefe de cozinha chic - inspirei encarando

Minutos depois lá vinha ele com um prato na mão e me deu com um sorriso de satisfação no rosto.

__ Prontinho ! Agora trete de tomar tudo em mocinha ? - desse no tom de altoridade e eu apenas Assenti , não consegui fala acho que tava um pouco emocionada com tal gentileza dá parte dele __ Vou tomar banho , tenho que dá uma saída depois você me diz se ajudou ... Okay ? - Assenti com a boca cheia.

Ele entrou no quarto , e entre uma colher o outra com meus olhos marejados meu coração acelerou de uma forma estranha porém boa, realmente não sei o que é isso só sei que é estranho ... 


Continua...? 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...