História Conversando com um Suicida - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Lu Han
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Crack!fic, Hunhan, Texting
Exibições 159
Palavras 946
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Self Inserction
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente.. bom por onde eu começo
Finalmente a fanfic está no seu fim, fico até triste em ter que colocar no "Terminada", mas tudo que começa tem que ser terminado, não é?
Eu queria agradecer por cada favorito, cada comentário me motivando, cada visualização que vocês me deram. Isso me deixou muito alegre porque essa é a primeira fanfic que recebo tanto carinho. Então, meus sinceros obrigada!
Hoje o capítulo foi maior e diferente e também saiu mais tarde RSS mas enfim, boa leitura a todos!
*antes que vocês tirem da biblioteca, saibam que vão ter extras, eu acho*.

Capítulo 15 - Final: O tão esperado encontro


Enfim chegou o grande dia.

Sehun e Luhan não conseguiram dormir a noite por causa da ansiedade, mas nada que os impediria de se encontrarem.

[7:50]

Serrun: EU TO MUITO ANIMADO BICHO


Eu: EU TAMBÉM AI MEU DEUS


Serrun: NOSSA SE PREPARA QUE EU VO TE MATAR DE TANTO TE BEIJAR


Eu: E EU VOU TE MATAR DE TANTO TE ABRAÇAR

— Ownnnnn. — Rex disse fazendo um biquinho. — Vocês são uns nojo — disse logo fazendo uma cara de tédio.

— Vai dormir Rex seu chato.

E de fato ele foi.

Eles ficaram conversando o dia inteiro até a hora de se arrumarem. Luhan não sabia que roupa por e entrou em desespero, já Sehun colocou uma camiseta de botões social na cor branca com uma calça preta rasgadas na altura do joelho.

Depois de tantas roupas jogadas em cima da cama, Luhan decidiu colocar uma blusa branca e por cima colocou uma camiseta social xadrez na cor vermelha aberta e uma calça jeans.



...




[14:00]

Eu: SEHUN ONDE VOCÊ TA


Serrun: EU TO PERTO DA RODA GIGANTE

Luhan caminhava até o local indicado com um frio na barriga porque cara, ele iria encontrar seu crush virtual, nem parecia realidade. Sehun não estava diferente. Inquieto, brincava com os próprios dedos.

Quanto mais chegava perto, mais o coração batia desregulado no peito.

E foi aí que ele viu.

Eles estavam a alguns metros de distância. A primeira coisa que Luhan pensou foi "meu Deus, ele é mais lindo pessoalmente" e "nem acredito que me apaixonei por um poste". Depois de observar-lo por um tempo, tomou coragem para dizer algo:

— Sehun?

— Não, o Rex. — Sehun disse com um sorrisinho de lado — Tralei.

Luhan soltou um risinho baixo. Algumas coisas nunca mudam, né?

Se encararam por alguns segundos até que Sehun puxou Luhan pela cintura, logo juntando os lábios. Ele ficou um pouco surpreso, mas depois passou os braços ao redor do pescoço do outro, sentindo o gosto e a maciez das quais sonhou.

Eles ganharam alguns suspiros de garotas leitoras de yaoi mais olhares nada amigáveis, mas nem ligaram, estavam concentrados em mostrar o amor que tinham pelo outro através do beijo que trocavam. Era algo calmo e apaixonado.

Logo o ar faltou e tiveram que se separar.

— Meu Deus tu é muito bonito. — Sehun disse encarando Luhan como se visse a mais bela obra de arte.

— Digo o mesmo. — sorriu mostrando todos os dentes.

— Eu te amo, Luhan. — disse com brilho nos olhos.

— Eu te amo, Sehun. — encarava o brilho.

Logo depois Sehun ganhou um selinho seguido de um riso que na sua opinião, era super fofo.

Eles foram em vários brinquedos e também comeram bastante, Sehun quase passou mal. Em nenhum momento pararam de se admirar, era como se eles sentissem que tudo aquilo não era real. Mas para a felicidade dos dois, era.

Estava quase na hora de fechar o parque de diversões. Resolveram sair e ficar deitados no gramado da praça ao lado observando as estrelas. O tempo tinha passado muito rápido, nem tinham percebido.

Luhan escutou Sehun se remexer ao lado de si, mas não virou para ver o que acontecia.

— Luhan

— Sim? — perguntou ainda olhando as estrelas.

— Olha pra cá

Então Luhan virou e a visão que teve quase o fez se engasgar. Sehun estava ajoelhado no gramado segurando uma caixinha enquanto fazia um sinal para que o outro levantasse, sendo atendido.

— Bom..— disse incerto — eu queria pelo menos tentar fazer algo romântico, mas eu não sou bom para essas coisas. Eu sei que talvez você já nos considere namorados, mas eu queria fazer isso do jeito certo. — suspirou — Sabe Luhan, é tão estranho como você, que entrou a pouco tempo na minha vida me causa sensações assim. Eu sempre te via ir para o trabalho da faculdade, mas eu não sabia que era você. Quando eu vi sua foto de perfil, eu tive certeza que era o garoto que eu sempre via passar pela rua e me senti o cara mais sortudo do mundo. Isso me fez acreditar que fosse o destino querendo juntar a gente.

Luhan estava com lágrimas contidas nos olhos. Tudo se encaixava perfeitamente.

—...então estou eu aqui, tentando ser um cara legal que sabe fazer as coisas bem e te pedir algo. — engoliu em seco — Luhan.. você aceita namorar comigo?

— S-sim...é claro que eu aceito — disse deixando as lágrimas escaparem.

Após isso, Sehun sorriu de orelha a orelha enquanto colocava a aliança no dedo do seu novo namorado. Luhan logo pulou no seu pescoço, dando um abraço bem apertado e demorado.

Depois disso eles foram para casa e você, caro leitor, pode imaginar o que eles fizeram (insira aqui uma moon face).

Isso mesmo, eles jogaram Uno porque o Rex estava lá e eles não podiam avançar nas carícias. Luhan até descobriu que o dinossauro era bem legal, contando os podres de Sehun e as caras de bobo apaixonado que fazia quando conversava consigo. Mas depois ele foi embora e eles conseguiram se pegar loucamente.



...



Depois desse dia, tudo mudou. Sempre que Luhan ia trabalhar, Sehun corria até ele e eles trocavam algumas palavras e até abraços, mas nunca deixavam de se falar. Se tornaram mais próximos e se apaixonaram cada vez mais pelo outro, mesmo que parecesse impossível. Durou até Sehun se formar, ele conseguiu um emprego na mesma empresa que a de Luhan, ficando mais perto do seu namorado.

No final, um amor virtual se tornou real. Uma conversa que era só pra ser um passatempo gerou um sentimento.

Sehun ainda iria se matar, mas só depois de vários anos, pois ele não conseguiria deixar Luhan e Luhan nunca deixaria Sehun se matar, mesmo com seus vacilos.

E tudo isso Luhan ganhou, conversando com um suicida.

Você pode tentar, quem sabe não acha a sua alma gêmea?


Notas Finais


Vejo vocês nos extras?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...