História Cool Kids - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Colegial, Hopemin, Jihope, Namjin, Romance, Taekook, Vkook, Yaoi
Exibições 122
Palavras 1.589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá leitoras <3

Estou com este capitulo pronto desde ontem a noite, porém quando fui postar, aconteceu de a minha internet cair ;-;
Então se tudo der certo hoje terá 2 cap. Espero que gostem ^^

Capítulo 3 - Mudança total


-PUTA QUE ME PARIU JUNGKOOK! –Hobi estava em pé batendo palmas. Todos da loja estavam nos olhando, mas ele não se importava.  Ele nunca se importava, dava o seu pit e que se foda o mundo.

 Olhei- me bem no espelho e sinceramente não vi o motivo para aquele escândalo todo. Era uma calça de couro. Muito vulgar por sinal.

-Parece que foi feita exclusivamente para você, sinceramente. –Me olhou de cima abaixo e pousou seu olhar sobre certas partes que ficavam explicitas com tal calça, e então soltou uma risada nasalada. –As crianças crescem tão rápido... –Complementou –Menino Jeon, fiquei até emocionado –Passou um de seus dedos sobre o rosto como se estivesse limpando alguma lágrima do mesmo e riu bobo. –Quer saber? Depois dessa eu mesmo pago.

O olhei confuso, mas fiquei feliz por não ter que pagar o que eu nem queria comprar.

-É mesmo? –Soltei um sorriso de canto de lábio

-Claro! – Se aproximou e passou o braço sobre meu ombro. –Me dá o dinheiro, que EU mesmo vou lá e pago.

Filho de uma...

-Você é mesmo um vadio,Hobi hyung.

-Eu sei, eu sei –Riu largamente –Mas eu ainda te amo viu viado? –Puxou meu rosto para perto fazendo biquinho para beijar minha bochecha.

 -Esta bom, acredito com você. Apenas pare com isso - lutei contra seu beijo.

-Aish! –Resmungou. Depois voltou ao seu lugar e ficamos em silêncio, enquanto continuava a me olhar no grande espelho da loja e Hobi continuava a analisar-me. O silêncio então foi rompido.

-Olhem só para isso! –Jimin que até então estava procurando por peças de roupa, apareceu segurando um cabide preso a uma longa blusa preta de mangas compridas e gola aberta. Hoseok olhou a blusa atentamente e então virou-se para o lado e pareceu pensativo. Logo após o mesmo levantou-se e trouxe uma calça jeans clara rasgada ao joelho e colocou a baixo da peça de roupa que Jiminnie segurava.

-É a combinação perfeita Jungkook! –Hobi exclamou.

-Hm... Vocês vão me falir.

-Olha você não me vem de graça que eu sei muito bem que seus pais podem bancar tudo isso. –Meus pais eram grandes empresários, mas sinceramente não me importava com isso. –Agora pega isso aqui –Me entregou as peças –E vista, antes que eu mesmo vá ai e faça.

-Okay - Revirei os olhos.

-Bom garoto. –Ele agora tinha se sentado, estava de pernas cruzadas, enquanto um de seus cotovelos estava apoiado em suas pernas e sua mão fechada sobre seu queixo. Estava engraçado, não pude evitar de rir antes de fechar as cortinas do provatório.

Após ter provado muitas coisas, fomos ao caixa e eu usei o cartão que meu pai me deu, exatamente para comprar coisas como essa. Mas até então nunca o havia usado, não havia necessidade, afinal o que havia de errado com minhas blusas de bandas e de personagens de anime?

-Bom, agora vem a parte do cabelereiro. –Jimin olhou para Hobi que voltou seu olhar para Jimin.

Oh droga, eles estavam tramando algo...

- E o que tem de errado com meu cabelo? – Disse enquanto caminhávamos pelo shopping.

-Bem, nada querido. Se esquecermos das pontas duplas, franja ultrapassada e essa cor escura que é de doer os olhos, acho que não tem nada de errado com ele.

-Oh... Você me tira do sério. –Tombei meu pescoço sobre seu ombro.

Entramos num pequeno salão e o mais velho já foi me empurrando sobre a cadeira, onde cortam os cabelos.

-O que vai querer? –Um cara baixo e um pouco gordinho, de vestes brancas me perguntou.

-Eu...

-Ele vai querer que desfie um pouco e deixe mais batidinho dos lados. Também pode descolorir e pintar de uma cor mais light, ninguém merece esse preto, pinte de um castanho claro.

Olhei-o pelo espelho a minha frente e o xinguei de todos os nomes que pude, mentalmente. Ele nem sequer havia me perguntado o que eu achava e já tomou a frente, mas deixei por assim mesmo. Apesar de tudo, Hoseok tinha bom gosto.

O cara assentiu aos pedidos feitos por Jung e iniciou o processo.

É bom, isto ficar impecável.

                                                         

 

                                                            [Quebra de tempo]

 

Olhei-me no espelho e apreciei o resultado. Realmente estava ótimo. Sai daquele local e enviei mensagem para Jimin, perguntando onde eles estavam já que eles não tinham ficado lá comigo.

A pedido deles fui de encontro a um estúdio de tatuagem.

Afinal o que eles estavam fazendo lá?

Sorrisos enormes foram abertos, assim que pisei no local.

- AI MEU DEUS! OLHA SÓ PARA VOCÊ! – Sorri. –Não precisa agradecer –Riu também – Quer saber? Agradeça sim. Eu mereço.

-Convencido - Abri um sorriso. –O que vocês estão fazendo aqui? –Olhei ao redor.

-Acho que a pergunta correta é “o que você vai fazer aqui” - O mais baixo respondeu.

-Como assim? –Observei-os confuso. –Você não quer dizer que... Ah não, não, não. NÃO mesmo. –A ficha caiu.

-Jungkook é puro estilo, todos os garotos legais tem. Não dói nada, e além disso e só em uma orelha. –O acinzentado respondeu.

-Hm... Não acham que estão passando dos limites? –Cruzei meus braços.

-Não, na verdade não. Agora senta na porra da cadeira e faz isso, porque comigo não é só umas comprinhas não querido, sou o esquadrão da moda inteiro. –Ri da fala do ruivo, embora quisesse pular em seu pescoço.

Cedi mais essa, e ou eu sou trouxa ou... É, realmente sou trouxa.

E só para deixar claro, doeu pra caralho. Os infelizes falaram para o cara o que teria que fazer, mas eu estava tenso de mais para perceber que a PORRA DE UMA AGULHA de 5mm entraria na minha orelha.

-Poxa, eu achei que só seria um buraquinho – Falei manhoso, embora não fosse intencionalmente enquanto passava a mão pela orelha.

Os dois apenas riram alto da minha cara, enquanto novamente andávamos pelo edifício. Até que houve outra troca de olhares, e eles entraram na minha frente. Jimin tirou meus óculos.

-Quantos dedos têm aqui? –O ruivo falava infantilmente. Estava tudo embaçado.

-Caralho, eu não sei! Vocês tinham mesmo que tirar meus óculos para sacarem que não enxergo praticamente nada? Porra olha a grossura disso. –Falei irritado, apertando meus olhos como se isso fosse adiantar em algo.

-AAAH! –Hobi exclamou, como forma de entendimento – Mais ainda sim você vai ter que se livrar dessa porra. –Me entregou de volta.

-Não, não vou. Não, eu não precisava de nada disso. Porque não, eu não vou ter um encontro com Kim Taehyung, só vamos enfiar uns livros na cara. Entende o grau de desnecessariedade de tudo isso?

-Você inventou essa palavra? – Perguntou.

-É, eu acho que ele inventou. –Jimin completou. Risos foram soltos.

-Vocês estão tirando uma com a minha cara. –Completei não achando nada aquilo mais tão divertido.

-É estamos. –Admitiu. – Mas, Jungkook... Você já parou para pensar que você tem 17 anos? E que... Todos estão aproveitando suas vidas enquanto você está trancado em sua própria bolha particular? Jungkook, você ainda é bv, e está tudo bem... Mas isso é porque você ainda não quis beijar alguém ou está desligado demais para pensar sequer sobre isso?  –Ele falou sério, pela primeira vez no dia.

E ele estava certo. Ele sempre estava. Eu realmente estava desligado

-Está bem então, faça o que quiser. Não vou questionar.

-Hm...  Fique com seu óculos, já foram muitas mudanças por hoje. Mas amanhã você trate de me aparecer impecável, ouviu? E passe maquiagem, não seja tão descuidado.

-Okay hyung... –Ri.

-Agora vai para casa vadio e trate de contar as horas para amanhã, porque nem que eu tenha que te jogar em cima de Tae, você vai dar uns beijos. –Dei uma corada.

-Hyung! –Dei um soco em seu braço.

-Mas é verdade ué. Você acha que perderia todo esse tempo no shopping com você se não fosse por isso?

-Mas você ama shopping - O olhei de canto de olho.

-Exato. Amo shopping quando é para comprar coisas para mim, dessa vez eu vim te ajudar, e que eu saiba um certo dongsaeng não me comprou nada. Ou seja, ou você vai dar uns beijos ou eu terei uma tarde que será sido desperdiçada.

-Entendi  –Ri.

                                                     

                                                      [Quebra de tempo]

 

No caminho de casa, Jimin e Hoseok estavam tendo um debate sobre super heróis, Jimin defendia o Batman e Hobi defendia o Superman. Eu não estava dando tanta atenção a conversa, mas ainda sim era incrivelmente engraçada.

-Cara, Batman é um gênio.

-Se eu fosse um órfã rico também seria.

-Não é simples assim.

-É super simples, Superman poderia explodir cús com seu raio laser, não dá para discutir contra alguém capaz de explodir cús.

Após chegar em casa e explicar para minha mãe toda essa mudança, joguei minha mochila que ainda estava comigo e as compras, em algum canto do meu quarto e me esparramei pela cama.

Comecei a pensar se realmente tudo isso valia a pena, mas dai lembrei-me das palavras de Hobi. Eu tinha 17 anos já estava na hora de me preocupar com isso, já está na hora de estar em alguns relacionamentos, de frequentar festas e de ser um jovem comum em seus 17 anos.

Já estava na hora de ser um jovem legal.

Continuo me perguntando apenas o que o Tae pensaria de mim, e se ele me acharia tal como um cara que ele gostaria. Eu não vejo a hora de ir para escola amanhã, neste exato momento sinto um misto de alegria e tensão, e esse sentimento é tão ótimo...

Estou estupidamente, demasiadamente ansioso.


Notas Finais


Amo a personalidade de Hoseok ashuashua

~Bjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...