História Coração de Fada - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Fairy Tail, Guerra, Mundo Alternativo
Visualizações 44
Palavras 1.236
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 23 - Visita desejada


-Infelizmente eu não sei te responder, eu também queria que minha mãe não estivesse morta. Mas sabe, seus pais podem estar vendo você de algum lugar, devem estar orgulhosos, porque você conseguiu chegar até aqui.

-Mas eu sinto falta deles- ele falou ainda chorando.

-Eu sei que o destino ainda vai fazer você feliz. Todos aqui.

-Que... deixa pra lá- eu sabia que ele iria falar Deus te ouça, mas nós não conseguimos acreditar nessa crença, era difícil ver que as pessoas morriam e nada acontecia para acabar, a não ser uma grande tragédia e esse ser divino não interferia.

-Pelo menos meu amigo voltou, mas eu acho eu ele se vai também. Não conta pra ele.

-Eu acho que ele já sabe disso, pelo menos ele não está mais louco como antes, é uma pena ele ter ficado assim. Finalmente se achou entre a gente, Erza também sabe o que vai acontecer com ele, ela já está preparada. Eu a preparei.

-Mas, ele já tem sofrido demais na vida dele e agora não vai poder nem se mexer. E todos os planos?

-Ele vai tentar cumprir agora, pelo menos eu acho.

-Jure que cuidará das minhas coisas, caso eu também fique doente.

-Eu faria isso sem precisar jurar. Você não acha que esse livro já foi lido de mais?

-Eu vou parar por hoje, isso me assustou muito.

-Agora você sabe como anda a mente de Levy 24 horas.

-Até hoje eu me pergunto porque ela quis no salvar? Ela poderia vir a Fairy Tail com qualquer outro fugitivo.

-Ela deve saber de alguma coisa que nós não sabemos.

Natsu bocejou, mas continuamos sentados no sofá e acabamos dormindo por lá mesmo. O barulho do pessoal chegando a sala nos acordou.

-Hoje tem mais não é mesmo?- Gray disse.

-Só foram dois dias e estou exausta, mas os iens valem muito a pena- Levy disse.

-Vou buscar o pão lá na porta- Erza falou.

- Eu não sinto o meu braço esquerdo- Jellal disse.

-Espere, tenho que preparar a injeção- Levy disse.

-Onde foram parar aqueles dois, Natsu e Lucy?- Erza perguntou.

-Pois é, passei pelo quarto deles e nada- Gray disse.

-Vou olhar na sala- Jellal falou- olha, eles aqui.

-Cuidado pra ele não te enforcar também- Gray disse.

-Gray, sério, você merece um soco-Natsu disse.

-Vocês se amam, assumam- eu disse.

-Eu? Gostar dessa geladeira ambulante, nunca-Natsu disse.

-Pf! E você se parece com uma fogueira.

Todos foram saindo da sala depois que Natsu e Gray começaram a brigar então depois de um tempo tudo parou. Decidi que só ficaria somente esse dia lá em Fairy Tail recepcionando os novatos, depois desse dia estaria tudo mais calmo. Ainda estava tudo cheio e havia algumas confusões, mas não tanto quanto o primeiro dia. Passei o dia todo naquilo e organizei algumas coisas que estavam fora de ordem por lá. O dia foi menos cansativo, mas eu não achei Juvia para me levar de volta, então tive de esperar um transporte público, o que me fez ficar uma hora num lugar que conhecia, com pessoas que não conhecia. Mas eles me conheciam e perguntavam: ”Como é estar lá fora”?”“ Como você conseguiu esconder isso a tanto tempo?” e coisas desse tipo, mas no final um ônibus chegou e eu tive de me despedir. Como ele não parava exatamente na porta  eu tinha de andar um pouco.  Incrivelmente nesse dia todos estavam em casa antes de mim. Fui tomar banho e depois aproveitei para continuar as aulas com Natsu e Jellal que já tinha melhorado, eles se corrigiam, o que um não sabia o outro respondia ou vice-versa, só tive o trabalho de explicar o conceito. Não gastei a noite inteira para que eles tivessem um tempo livre pra se distrair. No outro dia ficaríamos de folga então acertei com todos que íamos a casa de Jude passar dois dias. No outro dia nos levantamos um pouco mais tarde que o normal e novamente tivemos que pegar um ônibus. A recepção a mansão foi muito melhor que antes e a casa parecia mais viva e alegre. O grande momento o qual eu temia, o encontro de Natsu e Jude.

- Olá pessoal!- Jude disse.

-Oi- disseram os outros desanimados.

-Oi Jude! Trouxe seus livros- eu disse.

-Eu sabia que você ia me devolver- Jude disse- gostou?

-Como não?

-Bem... Você deve ser o Natsu.

-Sim- ele respondeu com desdenho- e você deve ser o cara que largou Lucy no meio dessa guerra.

-Meu rapaz, foi tudo tão rápido que não tenho como me explicar e Lucy já me perdoou por isso.

-Tá, tá- ele disse querendo acabar com a conversa.

-Lucy, me leve onde sua mãe está- Erza disse.

-Jude, vou leva-la no jardim- eu disse.

-Está bem, e vocês se quiserem a casa é para todos só não entrem no meu escritório-Jude falou se referindo aos outros.

Eu não sabia onde ficava, foi apenas uma vez, então decide dar a volta na casa até chegar lá e acreditem foi o mesmo tempo que gastei para ir de pé do ponto de ônibus até a casa. E lá estava o túmulo com a foto dela, estava com mais flores agora que Fairy Tail sabia onde ela estava. Erza ficou meio sem jeito para falar comigo.

-Ela se parecia muito com você- ela disse.

-É, eu já ouvi isso várias vezes.

-Mas não é só de rosto, até seu jeito de ser é parecido. Você ajuda as pessoas não querendo nada em troca, sente pena das pessoas, vive como uma pessoa normal. E eu aqui, nem deveria estar falando ainda.

-Você especial do jeito que é, se não fosse você a gente não teria se safado de poucas e boas e Jellal não teria melhorado tanto, ele foi de agressor, a eu vou onde ela for.

-Ai Lucy, você e suas idiotices que fazem as pessoas rirem, pare com isso, está feio.

-Você e seu jeito de me colocar pra baixo em instantes.

-Mas você sabe que eu te admiro, faço isso para não parecer a mais nova e a mais frágil.

-E conseguiu. Vamos entrar.

-Até logo Layla, até daqui a uns anos. Vamos.

E um vento um pouco forte passou pelo nossos ombros, e eu sabia que era ela. Fomos almoçar,  a mesa era imensa e cheia de comida, a cozinheira devia ter exagerado, mas eu tinha certeza que ia sobrar menos da metade. Todos comeram tão vorazmente que nem conversamos, apenas Jude ficou olhando para nossa cara. Como consequência ficamos muito cheios para fazer alguma coisa que precisasse de esforço. Então decidimos assistir um filme, na verdade eu ainda não sabia o que era filme, então era uma novidade pra todos. A televisão era mil vezes melhor que a nossa, tinha uma maior resolução. O gênero do filme foi comédia romântica, que pelo que achei, foi escolhido por Jude(que não estava assistindo) achando que um drama, ação ou aventura só ia fazer nos lembrar dos “tempos ruins”. Jellal, Gray e Natsu pareciam mais distraídos possível, Erza xingava os personagens enquanto ele passavam seus perrengues, eu estava normal, somente impressionada por pessoas que agem daquele jeito em frente a uma câmera e Levy estava suspirando, mas não um suspiro feliz, um suspiro de tristeza enquanto os personagens se beijavam. Estávamos mais descansados quando o filme acabou. Eu fui falar com Jude que estava no escritório.


Notas Finais


Oi pessoas! Eu vim falar com vocês aqui no finalzinho porque não tinha nada pra avisar no inicio e porque tem um aviso. Se você olharem, os gêneros da fanfic, tem Ecchi, não tive como evitar de colocar, eu sei que Fairy Tail não é tão...sei lá, Ecchi, mas a história. Não vou falar o resto, spoiler :X, mas já estão avisados.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...