História Coração de gelo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 6
Palavras 1.924
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá serumaninhos lindos (Não disse que voltaria logo kk?) ...como vão?
Voltei com mais um Cap, espero que gostem...
Sem mais delongas e ótima leitura💙

Capítulo 5 - Mudanças


Fanfic / Fanfiction Coração de gelo - Capítulo 5 - Mudanças

-Kate, posso falar com você minha querida?- Kate já estava prestes a entrar no carro, quando ouviu a voz de Gina ao longe, chamando por ela, ela tinha acabado de sair do cemitério, depois de muitos olhares de piedade e "pêsames", por isso achou estranho Gina estar lhe chamando
-Claro que pode senhora Gina.- Kate respondeu enquanto olhava pro teus pais dando a entender que era pra eles lhe esperarem no carro, os pais de Kate sorriram e se afastaram
-Eu queria dizer que eu e o Stuarth decidimos ir na casa do...Noah amanhã  pra pegarmos as roupas e doa-las, não vamos mexer em nenhum móvel ou objeto pessoal de vocês ,é só as roupas e os calçados mesmo...gostaríamos de doar as roupas dele pra uma instituição de caridade...ele ia ficar feliz com isso, se você quiser passar lá amanhã...ou qualquer outro dia vamos deixar as chaves no vaso de orquídea em frente a porta...não tenha pressa, tudo no seu tempo...- A senhora Gina disse triste, Kate ficou "feliz" em saber que que as roupas do Noah seriam doadas
-Fico feliz com isso senhora Gina, ele ficaria feliz...- Kate disse- Pode deixar que eu vou ver se consigo...ir lá amanhã
-Você acha que vai conseguir morar na casa de vocês...?- Gina perguntou, Kate sentiu um nó na garganta, não havia parado pra pensar nisso, será que conseguiria viver na casa onde passou os momentos mais felizes com Noah? Será que seu coração gelado aguentaria de tanta dor?
-Não sei senhora Gina, sinceramente não sei
-Seja qual for a sua decisão vamos estar do seu lado- Gina se referiu a ela e ao Stuarth- Por mais que o Noah não esteja mais entre nós quero que não perder o laço de amizade que tenho com você
-E a senhora não vai...- Kate disse com convicção, elas se abraçaram e então Kate entrou no carro rumo a sua casa
           [...]
Já em casa e no se antigo quarto? Kate arrumava o seu armário com as poucas roupas que tinham lá, havia tomado um banho e trocado de roupa, vestiu uma blusa preta e um short jeans azul, enquanto dobrava suas roupas pensava   nos acontecimentos dos dias passados, inevitavelmente se lembrou do acidente, ela conseguia se lembrar de cada detalhe daquele maldito dia, cada minuto que ela passava relembrando e remontando a cena era como uma nova facada no coração, ela não entendia como as coisas podiam usar tão rápido, como em um momento você é completamente feliz e em outros está no fundo do poço da tristeza? Seja qual for a resposta pra essa pergunta não alegrava Kate, ela só conseguia pensar na saudade que sentia do Noah, era tão grande e doía tanto saber que nunca mais veria o amor da sua vida de novo, sem pensar ou se importar começou a chorar, não podia controlar, terminou de guardar suas roupas e secou as lágrimas, foi até a sala e viu que seus pais não estavam lá, ouviu o barulho do liqüidificador na cozinha e deduziu que eles deviam estar fazendo algo pra ela comer, seu estômago embrulhou com tal possibilidade, não seria capaz de tomar um copo de água naquele momento, já ia voltar pro quarto quando a campainha tocou, ela foi atender (meio emburrada mas foi), assim que abriu a porta viu a figura de Mag na sua frente, a amiga a abraçou, simplesmente isso, não disse nada, elas andejaram abraçadas pra dentro de casa e então Kate fechou a porta
-Eu sinto muito minha amiga...- Mag disse em seu ouvido enquanto ainda estavam abraçadas
-Eu também.- Kate respondeu, elas se sentaram no sofá pra conversar
-Como você está? - Mag perguntou
-Mal...- Kate respondeu, sincera- Desculpe, não quero que sinta pena de mim
-Não sinto pena, estou triste por você, só queria dizer que estou aqui pro que você precisar, eu e todos da redação
-Eu sei Mag, e agradeço muito, a todos vocês que estão me ajudando nesse momento
-O pessoal mandou um abraço pra você e pediram pra dizer que...
-Sentem muito.- Kate a interrompeu- Eu sei, essa foi a frase que eu mais ouvi hoje, mas eu preferia que não tivesse ouvido
-Ninguém gostaria de ouvir essa frase...mas nem sempre podemos escolher o que queremos ouvir
-Eu sei...
-Você pretende voltar quando pra redação...- Mag perguntou, mas depois se arrependeu- Me desculpe por ter perguntado assim
-Não se preocupe Mag...ainda não sei quando voltarei, tenho que resolver umas coisas, acho que vocês terão que cuidar das coisas enquanto eu não estiver...-
Mag deu um sorriso confortante pra Kate
-Fique tranquila, cuidaremos de tudo até você voltar, saiba que estaremos aqui pro que você precisar, seja o que for que você precisar não exite em falar com a gente ok?
-Ok Mag, obrigada...- Kate disse
-Não agradeça Kate, somos amigas e é isso que as amigas fazem...- Mag sorriu e Kate também, em seguida a acompanhou até a porta e se despediu, Kate voltou pro seu quarto se sentindo cansada, fechou as cortinas que revelavam o pôr do Sol do lado de fora, se deitou na sua cama e pensou sobre o que a senhora Gina havia dito sobre a casa, decidiu que iria na SUA casa amanhã, com isso em mente acabou adormecendo...amanhã seria um longo dia
           [...]
Kate já estava em frente a sua casa e a do Noah, havia pegado o carro de seu pai emprestado e ido pra lá. Saiu do carro sentindo seu coração palpitar, era  a primeira vez que voltava ali depois da tragédia, não sabia se conseguiria mas tinha que tentar, caminhou até a porta e pegou a chave no vaso da orquídea roxa, respirou fundo antes de abrir a porta e assim que abriu entrou, fechou a porta atrás de si e deu o primeiro passo, tudo ali lembrava ELE, a coleção de carrinhos que ele tanto gostava, as fotografias espalhadas pela casa, tudo tinha a essência de Noah e isso machucava Kate mais do que nunca, sua respiração se acelerou, o peito encheu e quando deu por si já estava chorando, uma tonelada de lágrimas insistia em sair de seus olhos, ela não conseguia raciocinar, só chorar e chorar e chorar, sentiu suas pernas bambearem e ela caiu no chão de joelhos, era avassaladora a tristeza que ela sentia, não conseguia controlar, se lembrou de tudo, todos os momentos, todos os beijos, abraços, sorrisos, carinhos, tudo que podia se lembrar, era como se a felicidade nunca mais fosse sorrir pra ela...era muita dor... Kate não aguentou ficar mais ali, iria explodir de dor e tristeza qualquer momento, se levantou meio tonta do chao e saiu da casa, suas maos estavam tremendo mas ainda assim conseguiu trancar a porta e deixar a chave no vaso da orquídea, entrou no carro com as lágrimas aumentando em seu rosto mas não podia fazer nada pra impedi-las, ligou o motor e foi embora estrada a fora. Kate pensou que não seria tão fácil assim voltar naquele lugar sem chorar e ela tinha razão

dois meses se passaram e pra Kate foi como se não tivesse se passado nenhum dia, era como se Noah tivesse morrido ontem, ou até mesmo hoje, Kate quase não comia, e quando comia vomitava, seus pais já estavam preocupados, pensaram até em chamar um médico mas Kate disse que não era necessário, que era ridículo, depois do episodio da casa Kate se sentiu acabada, se sentiu fraca por não aguentar suportar a dor, mas o destino estava preparando uma mudança pra ela.
Kate estava se preparando pra dormir, assim que vestiu seu pijama caiu na cama e então sonhou
{sonho on}
Kate estava em um jardim florido, e o dia estava bonito, ela estava sozinha mas de repente viu uma sombra se aproximando, não precisava olhar duas vezes pra saber quem era
-Meu amor...- Ela disse o abraçando, ela se surpreendeu que o tivesse feito já que ele estava...morto
-Oi meu amor...você está linda...- Noah disse, ela sorriu
-Você faz tanta falta meu amor...volte pra mim
-Você sabe que não posso...só vim aqui pra dizer adeus, do jeito certo...
-Eu não quero que você diga adeus...
-Eu sei que não quer...mas é preciso... eu estou em um lugar lindo, eu juro pra você, é maravilhoso aqui...não sinto dor, não sinto nada de ruim, eu estou em paz e quero que você fique também, você tem que se esforçar...eu sei que está triste, eu sinto a sua tristeza mas você precisa se esforçar pra manda -lá pra longe, devia estar feliz por EU estar feliz...você é tão sortuda Kate, você está viva...você pode acordar todos os dias e ver o pôr do Sol, você pode dormir olhando pras estrelas e no seu sono pode sonhar comigo, uma estrela que nunca se apagará no seu coração...a minha partida foi uma etapa que você precisa ultrapassar, você precisa seguir em frente
-Mas eu não quero seguir em frente sem você
-E você não vai, eu estarei no seu coração, na sua mente, nas suas lembranças, nunca te abandonarei
-Você promete?
-Prometo...mas só se você prometer que ficará feliz, por mim, que também estou feliz
-Eu prometo...por você
-Eu preciso ir...mas antes quero que você me dê o sorriso mais lindo que puder...-
Kate estranhou o pedido dele mas nem se quer passou pela sua cabeça recusar, por isso agreganhou os dentes e deu o melhor sorriso que pode, era um sorriso verdadeiro, feliz
-Que sorriso mais lindo...quero ve-lo no seu rosto de agora em diante...
-E você verá...eu vou fazer o possível pra realizar o seu desejo e ser feliz...
-Kate uma que eu aprendi e quero compartilhar com você...Não importa quantas vezes você caia, não importa quantas vezes o destino te derrube, não é a queda que te define e sim como você se levanta da queda...você é forte e eu sei que você se levantará...AMO VOCÊ
-Eu também...- Kate falou, ela guardou bem as palavras de Noah...de agora em diante faria o possível pra sorrir e ser feliz
{Sonho off}
Kate acordou com uma sensação boa, incrível na verdade, se levantou da cama e olhou no relógio eram 7:00 da manhã, era cedo mas ela tinha algo pra fazer que não podia esperar.
            [...]
Passou a mão pela orquídea antes de pegar a chave no vaso, ela estava em frente a porta da sua casa mas dessa vez seria diferente, abriu porta e entrou, os móveis estavam meio empoeirados, mas ela não se importava com isso, viu as fotos sobre a cômoda e seu coração apertar, segurou as lagrimas, olhou o seu lar com outros olhos, eles tinham sido felizes ali mas aquela estapa da vida dela já tinha acabado, foi até o seu quarto e viu que as roupas do Noah não estavam lá, nem as suas (pois ela havia pedido pro pai buscar seus pertences), olhou pro álbum de fotos em cima da escrivaninha, o pegou, saiu do quarto e pensou no sonho, Noah havia dito que ela viveria outra etapa de sua vida e ele estava certo, Kate nunca seria a mesma de antes, ela reivemtaria uma nova Kate, com outras idéias, outras alegrias, outros momentos, concluiu que não importava a onde estivesse, nao importava a onde morasse, precisava fazer mudanças em sua vida e faria, pegou seu celular no bolso da calça e ligou pra mãe do Noah, deu na caixa postal então ela pediu que a Gina retornasse a ligação, saiu da casa, a trancou e ficou surpresa que não havia chorado... A primeira mudança havia começado.


Notas Finais


Uffa, até perdi o ar com tantas palavras kkk. Espero que tenham gostado, ficou grande, eu sei, mas eu gosto assim kkk, bom esse capítulo foi muito emocionante pra mim, gostei muito de compartilhar com vocês...Então é isso serumaninhos grandes do meu coração, logo posto o próximo capítulo, só posso adiantar que...Não posso adiantar nada... leiam e tirem suas próprias conclusões a próxima 😍❤💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...