História Coração de Yandere - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mirai Nikki
Personagens Yuno Gasai
Tags Amano Yukitero, Gasai Yuno, Yandere
Exibições 16
Palavras 1.000
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu quis escrever um resuminho do que se passa na cabeça doentinha da Gasai,espero que entendam e não achem que sou a favor de Yanderes ou assassinatos O.o
Bem,boa leitura.

Capítulo 1 - Capitulo único - Meu amor.


Fanfic / Fanfiction Coração de Yandere - Capítulo 1 - Capitulo único - Meu amor.

Yuno Pov's on. 

Adentrei o recinto ao empurrar para o lado as grades pesadas que estavam agora entre mim e meu amado.O rangido foi alto,o que fez meu prisioneiro erguer um pouco a cabeça na intenção de descobrir o que estava acontecendo.Sorri de lado,ele apenas fechou os olhos por um instante antes de me encarar e eu me aproximei.

Ele me olhava com tamanho terror enquanto eu sorria com satisfação,um sorriso travesso que o assustava ainda mais.Toquei seu rosto pálido,segurando em seu queixo,o que fez ele se encolher em instantâneo,desviando o olhar,agora sem vida e perdido enquanto encarava a parede escura daquele quarto.

Agora ele era meu,somente meu e exclusivamente meu brinquedinho.Tão doce e ingênuo,tão incrivelmente puro e inocente,tão indescritivelmente sexy e irresistível.Amano Yukitero,meu amado Yuki,meu mais novo prisioneiro do amor nesse mundo de injustiça onde todos tentam me impedir.Claro,sem sucesso.

Y-u-k-i,murmurava baixinho mais para mim mesma do que para ele enquanto o tocava,acariciando seu rosto com tamanho carinho.O que uma Yandere apaixonada não faz,não é mesmo? Talvez seja mesmo uma "amor doentio",uma doença... mas eu não ligo, nem eu e nem ele,ao menos não mais.

Tudo que eu quero para mim,para ele,para nós dois,é um final feliz.O meu amor e desejo por ele só crescia,e como uma garota comum,queria ser notada e correspondida por meu Senpai,então por que tentar me impedir? Querem mesmo me impedir de amá-lo? Querem mesmo me afastar do meu Yukizinho?

Ninguém entende,ninguém ama como eu o amo para entender de verdade.Ameacei, assustei,enganei, induzi,persuadi,matei.E faria tudo de novo e um pouco mais se assim preciso.Meu coração se reconfortava a cada corpo caído a minha frente,a cada golpe de faca ou machado,a cada tortura.Aquilo era tão bom,tão bom saber que aquela alma perdida não me incomodaria.

Seus olhos violetas e brilhantes estavam agora profundos,como se ele estivesse vendo através de mim.Ele não falava,estava amordaçado.Seus pulsos e tornozelos agora acorrentados com pesadas corretes presas na cabeceira da cama,e ele estava imóvel e pálido,sem vida aparentemente.

Era o efeito de variadas drogas de uma vez.Ele estava a semanas com substancias correndo em suas veias para mantê-lo calmo e indefeso a mim, já que se recusava a ser meu.Ele tinha medo,ele estava confuso,não entendia o porque daquilo tudo,não me entendia... Ele se recusava a me entender a mim, ele tinha medo via isso em seus olhos assustados.

O acomodei na cama,em seguida sentei ao seu lado,tocando seus pulsos ainda acorrentados e os acariciei.Ele suspirou baixo e piscou algumas vezes, encarando a parede atrás de mim,onde estavam varios corpos enfileirados e ensanguentados preso com correntes de qualquer maneira.Seus amigos.

Segurei em seu queixo e o fiz me encarar novamente,apesar dele não me olhar nos olhos e não me dizer nada.Ele custava a entender que era tudo por nós dois,não percebia que todas aquelas pessoas estavam nos atrapalhando com suas mentiras e histórias sem sentido que agora não eram nada.

Fiquei sobre ele num instante,impedindo a sua visão e sentando em seu colo.Ele então,forçado a me olhar,fechou os olhos,pois sabia o que eu queria.Toquei seu peito para me apoiar e deitei meu corpo sobre o dele,o olhando com tamanho desejo e luxúria,mesmo assim não o fazendo mudar de expressão ou falar algo.

—Yuki,porque não brinca comigo?—Sorri ao falar manhosamente,sem obter resposta do mesmo,que continuava em silêncio.

Eram quatro paredes.Uma garota com desejo e um garoto parcialmente sem vida.Ele então agora a pertencia,e seria dela para sempre,seu brinquedo.Um sorriso psicótico então brotou no rosto da garota e o garoto permaneceu calado,assistindo ao seu próprio corpo ser tomado pela sanguinária Yandere que o aprisionava em sua jaula.

Aquilo era bom como se fosse a nossa primeira vez.O cheiro de sangue e o lugar escuro só ajudava nas doces lembranças,e os corpos caídos me eram satisfatório.Yuki já não reresistia,me entregava seu corpo por inteiro,para meu prazer e delírio.Usar seu corpo era incrível,e as satisfações eram maravilhosas. Ah,eu amo esse garoto.

Deslizei minhas mãos a partir de seu peito,passando por seu corpo e cariciando o mesmo,e por fim o olhando com um sorriso malicioso.Ele virou o rosto,eu sorri com aquilo,e logo comecei com ambos os papéis,não deixando de aproveitar nada e nem nenhuma parte de seu corpo a minha disposição,para minha alegria e satisfação.

***

Fechava minha blusa com calma e um sorriso estampado no rosto,de costas a ele que estava sem expressão alguma.Sim,terror psicológico não podia faltar,e como sempre,estava com calor em meu corpo.Assim que me vesti por completo o olhei,deitado e despido sobre a cama com lençóis bagunçados. Que cena maravilhosa de se ver,tanto que não conseguia conter um sorriso.

Me aproximei e apertei sua bochecha como se ele fosse uma criancinha e eu fosse sua superior,o que o fez corar de leve.Dei uma gargalhada e baguncei seus cabelos que já estavam em mal estado. Aliás,não só os cabelos,como também todo o seu corpo arranhado e marcado com vermelhidões e marcas roxas em seu pescoço.Segui a saida depois de lhe dá mais um beijo e deslizei as grades do recinto para sair,assim o fazendo.

O olhei uma última vez e acenei enquanto sorria em automático,passei uma corrente prendendo as grades e tranquei o cadeado em seguida.Dei um tchauzinho para ele e caminhei para fora do recinto a passos lentos,sorrindo bobamente.Yuki não teria mais sossego em minhas mãos,tanto que já pensava em quando iria voltar para brincarmos novente.

Meu coração saltitava,nunca estive tão feliz.Poderia não ser da maneira tradicional,mas de qualquer forma eu o possuía.Para muitas pessoas isso não faz nenhum sentido, para quem não entende um amor como o meu isso é loucura,mas para mim é algo bom,pois agora ele era meu, exclusivamente e apenas meu.

Para você que está lendo isso... Cuidado.Nunca se sabe quando uma Yandere com um amor doente e inseguro irá te esfaquear pelas costas, afinal,todas temos alguém a amar, alguém que é nosso e não seu.E se você tem uma dessas atrás de você agradeça aos céus,pelo menos ela te defenderá.E o lado ruim?bem... Yuki.

"Elas estão por toda a parte,elas nós espreitam e atacam como se fossemos sua presa,sem dó e nem piedade.Por isso tome cuidado com o que fez e com quem provoca,porque caso contrario... Meus pesames."~Amano Yukitero.



Notas Finais


Fim! :3
sei lá,veio essa ideia do nada *^*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...