História Coração Dividido - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Meu Coração é Teu
Personagens Ana Leal, Fernando Lascuráin Borbolla
Exibições 12
Palavras 1.601
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Capítulo 12


Quando encontra Elisa se surpreende.

— Nossa! Valeu a pena ficar tanto tempo sem ver você princesa, está muito mais bonita que a última vez que a vi, maravilhosamente linda.

Elisa sorri e se derrete com os elogios, fica olhando a delicia de homem que estar a sua frente, realmente ela esta deslumbrante, ela está com  um vestido vermelho justo evidenciando sua cintura, o vestido é bem curto decotado na parte de trás sandálias alta dourada com um colar invertido nas costas bem longo seguia o decote do vestido até a sua bunda magnifica, Fernando aproxima-se dar um suave beijo em seus lábios à guia até o carro, se certifica que ela pós o cinto, da à volta entra no carro e vão direto para a boate, ele escolhe Maxim’s muito badalado, é restaurante embaixo e no andar de cima é boate, assim eles não perderiam tempo, ele não pretende ficar muito tempo ali. 

Cosmopolitan pra ela, e um whisky pra ele, começa a tocar a música Disclosure Feat. Mary J Blige- F For You, ele a pega pela mão e vão para pista de dança, Fernando a segura por trás e ela começa a rebolar colada no corpo dele roçando sua bunda em suas coxas, ela levanta os braços acima da cabeça e desce o corpo rebolando esfregando a bunda nas pernas dele, quando ela sobe Fernando a segura e morde o lóbulo da sua orelha dizendo:

— Princesa faz isso não! Já estou duro só com você esfregando esse traseiro em mim, se fizer isso novamente não respondo pelos meus atos.

Elisa continuou se esfregando, Fernando a gira fazendo-a ficar de frente para ele, segura sua cintura com um braço e com a outra mão pega sua coxa e a coloca entre suas, solta sua cintura e agarra seus cabelos com força sem dó puxa sua cabeça pra trás e a beija com fome ficam ali se roçando até a música acabar, eles vão direto para o carro e direto para o motel.

Fernando não consegui soltar Elisa dos seus braços entram no quarto sôfregos de tesão, ele a segura firme beijando-a com fome ela tira sua camisa com pressa e necessidade, sem largar a boca dele, Elisa praticamente arranca a camisa dele. Ele a segura pelos braços:

— Calma neném! Temos a noite toda, pra que a pressa? Quero saborear cada pedaço de você.

Fernando a pega pela cintura e a beija ela geme em sua boca quando ele aprofunda o beijo, fazendo-a subir enquanto a toma possessivamente. Quando ele a puxa para o colo, ela se derrete contra sua ereção que cutuca em seu quadril a excita ainda mais. Ela levanta os braços para ajudá-lo em seus esforços quando ele começa a tirar o seu vestido enquanto ele expunha seus seios para seu olhar. Sua mão o segura, e ela sente o mamilo endurecer em sua palma.

Sua sensibilidade aperta com a necessidade de ser preenchida. Separa as coxas, ansiosa para que a tocasse enquanto caí sua cabeça para trás no braço de Fernando. Ela ofega em sua boca, as mãos o aperta desesperadamente quando sente Fernando abrir suas coxas e se mover para ajoelhar entre elas. Fernando levanta a cabeça, estuda sua expressão e sorri para ela com indulgência ele espalha suas dobras e diz:

— Você sabe o que vou fazer com você, neném?

— Oh Deus. Sim. — Ela clama ao primeiro toque da boca de Fernando em sua carne delicada, ciente de que ele continua a observar seu rosto atentamente.

Seu clitóris incha e pulsa enquanto ele continua a provoca-lo, sacudindo-o com a língua. Ela tenta se contorcer longe de sua boca provocante sem sucesso. Ela não consegue se mover para mais perto ou fechar as pernas. Seus ombros largos mantem suas coxas bem abertas. Ofega um grito, ela cava os calcanhares nas costas de Fernando e se agarra desesperadamente nele.

Fernando continua sua investida a devora com a língua, morde, chupa lambe seu botão rosado, suga com força, ela se contorce aperta ele com as pernas, vendo seu desespero Fernando  introduz um dedo na sua abertura molhada, ela arqueia as costas e geme. Elisa entra em delírio arqueia o corpo todo para trás e dar um grito gemendo alto ela aperta a cabeça de Fernando com as pernas, foi um gozo profundo e longo. Fernando  levanta e fica olhando para ela...

— Você é tão linda! Ele tira os sapatos, desafivela o cinto, desabotoa a calça e a retira rapidamente livrando-se da boxes, Elisa arregala os olhos quando viu o seu tamanho.

— Nossa! Fernando é muito grande eu não vou suportar isso tudo! - Elisa vai a sua direção enquanto Fernando segura o seu membro com a mão massageando sua extensão até a cabeça inchada já gotejando de tesão.

— Você vai neném! Agora chupa ele todinho - ordenou Fernando. Ela obedece, ele fica olhando de cima admirando os movimentos dela, por um momento ele viu a Ana no lugar dela, fechou os olhos e aumenta a pressão dos movimentos.

Fernando vai aumentando mais rápido o entra e sai do seu membro na boca de Elisa. Ela não precisa de mais nenhum encorajamento. Levando-o mais fundo para sua garganta em um só golpe, usa a língua na parte inferior sensível e começa a chupar a sério. Ele a recompensa imediatamente com um grito rouco, e suas coxas apertam sob suas mãos. Elisa ouve as maldições rosnadas e abafadas de Fernando e soube que seu controle tinha ido. O membro pulsa em sua boca e ela ouve o grito rouco enquanto ele jorra sua porra em sua garganta. 

Ela traga repetidamente, provocando mais gemidos roucos dele. As mãos varrem suas costas enquanto ela o lambe limpando tudo. Fernando pega Elisa pelas mãos e a levanta a abraça e lhe dar um beijo longo e profundo, tomando sua língua pra si enquanto a leva para cama os dois caiem, ele a segura pela cabeça olha para ela, foi beijando o contorno do seu rosto, queixo mordendo-o, pescoço, pega um dos seios com as mãos e com a língua circula o mamilo depois o morde fazendo com que ela grite de prazer, foi se ajustando entre suas pernas, pega um travesseiro e coloca embaixo do seu quadril, assim ele fica erguido e as estocadas são mais duras, ergue o corpo e a olha veste o preservativo.

— Gostosa vou comer você agora duro e profundo como nunca foi comida antes, estou com uma fome. Fernando fala isso com os olhos famintos e brilhante ele coloca o seu membro na entrada de Elisa e começa a brincar roçando a cabeça na abertura já encharcada de tesão, introduz a cabeça e aperta à investida Elisa fica tensa ela tem noção do seu tamanho e aquilo não seria fácil, ele a olha e entende, sorri para ela e a beija profundamente enquanto a penetra de uma vez, sem dó, ela arqueia o corpo quando sente a dureza do golpe, ele começa a fode-la, lentamente e fundo e para, fica beijando-a suga sua língua depois sai com o membro quase que totalmente da sua entrada, volta a penetra-la com força e para dentro dela mexe um pouco os quadris isso esta deixando-a louca.

Não demora os dois gozaram Fernando cai exausto em cima dela, a beija na boca, vira para o lado e fica olhando para o teto, para acalmar sua respiração. Fernando toma seu banho sem pressa, ouve a voz da Elisa no quarto, ele sabe que ela esta falando sobre ele pra alguma amiga, ouve a gargalhada dela e quando ela fala “Ele é demais, muuuuito gostoso”, ele ri.

Quando Fernando chega em casa todos já estão dormindo, ele vai até a cozinha, sente o cheiro da Ana, cheiro de flor inconfundível, ela esteve há pouco tempo aqui, seu peito acelerou e os pelos do seu corpo arrepiaram “Porra! Essa mulher ainda vai me deixar louco, só em pensar nela fico desse jeito, caralho!” Resolve ir para o quarto, dizendo a se mesmo que não vai parar no quarto do meio, ele não consegue, a porta do quarto da Ana esta aberta e o abajur ligado ele se aproxima e fica na porta a observando dormir, não resiste e entra, encosta a porta e vai até a cama, sente o seu cheiro, “Caralho ela é fodidamente linda!” Ana esta dormindo serenamente, Fernando  pode ver sua camisola através dela ele consegue ver nitidamente o desenho dos seus mamilos duros, seu membro lateja, ele abaixa ao lado da cama e não resiste, toca de leve um dos mamilos com os dedos, ela se mexe, Fernando retira a mão e aproxima o rosto do dela, inspira forte o seu cheiro toca seus lábios nos dela e a beija suavemente:

— Boa noite bebê! Sonha com anjos femininos! Estou louco por você! - Fernando fala bem baixinho, beija a testa dela, a cobre e sai Fernando sabe o inferno que esta passando por causa deste sentimento, mas não vai desistir disso, mesmo que tenha de brigar feio com o irmão, ele sabe que o caminho será longo, Rafael tem a vantagem, mas Fernando nunca entra em uma briga sem lutar, ele a quer como nunca quis mulher nenhuma, por ela ele abre mão de todas as outras mulheres desde que ela seja só dele e ela será, faria tudo pra merecer o seu amor. Ele sabe que a Ana é especial diferente de todas as mulheres que ela já conheceu ela desperta nele o seu melhor ela consegue faze-lo Amar. Está decidido ele não abrirá mão desse amor, lutará por ela até o fim.






❤❤FerAna❤❤

Bjos💋💋💋💋💋

Continua..... 😘😘😘😙

Espero que vcs esteja gostando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...