História Coração Dividido - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Meu Coração é Teu
Personagens Ana Leal, Fernando Lascuráin Borbolla
Exibições 13
Palavras 1.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capítulo 7


Quando eles chegam à festa, Ana fica surpresa com a quantidade de carros e gente que já se encontra no local, ela não tinha visto a decoração finalizada e ficou completamente encantada com a riqueza de detalhes e a sofisticação do ambiente, segundo Dona Carol seria só uma reunião de amigos para comemorar a mudança de idade do Rafael, mas estava parecendo uma festa de casamento.

Logo ana entrada ela se surpreende com as tochas feitas de luzes espalhadas com várias palmeiras formando um caminho iluminado até a ala principal, tinha vários quiosques espalhados pelo gramado com três mesas redondas cada uma com seis cadeiras as mesas eram forradas com toalhas brancas sobreposta com outra mais curta em seda azul o arranjo das mesas são feitos de vaso de rosas amarelas com flores amarelas e azuis com uma luminária no meio, vários puffs e sofás espalhados pelo local, na quadra foi montado à pista de dança com DJ, a cozinha tem visão panorâmica onde todos podem ver o que se esta sendo preparado, o cardápio que será servido da água na boca só de falar uma diversidade de frios, saladas, caldos acompanhados com croutons, canapés frios e quentes, sushis, quiches, espetinhos, massas, risotos, uma linda mesa de doces outra de chocolates e uma deliciosa Paella.

Os parabéns foram cantados assim que eles chegaram Rafael não gostou muito, ele pediu para pularem essa parte, mas não teve jeito, caiu no é “É pique é pique” ela riu muito com a cara de zangado dele. Finalmente os cumprimentos acabam e eles podem se sentar.

– Nossa ficou lindo Dona Carol não imaginei que ficaria tão fantástico. Ela falou dirigindo-se a Dona Carol. – Está tudo tão perfeito...! Dona Carol concorda com a cabeça fazendo carinho no braço dela, ela e o marido pedem licença e vão se misturar aos convidados.

Ana fica com o Rafael  e o Fernando  na mesa, ela percebe que o Fernando não tira os olhos dela isso a deixa sem jeito, Fernando  percebe pede licença e saí. Quando Rafael nota que Fernando saiu, ele se vira para Ana de uma forma que eles fiquem frente a frente.

– Não via a hora de ficar a sós com você, caramba Ana, você com esse vestido parece uma luz quente que veio me aquecer numa noite fria, minha vontade é tocar você começando pelos teus cabelos, rosto, ombros e depois te pegar pela cintura e me encaixar em você te apertar ao meu corpo de uma maneira que nem brisa passe entre nós dois. Rafael não consegue esconder sua emoção, sua necessidade por ela.

– Quero beijar você, abraçar o seu corpo, quero dizer pra todo mundo que é minha, não posso controlar mais meus sentimentos, não depois do que aconteceu hoje. Ana fica olhando pra ele apertando o vestido com a mão. Rafael percebeu que está indo depressa demais, e relaxa um pouco.

– Ana vem comigo tenho uma surpresa para você. Ele a pega pela mão e a leva até a pista de dança. Rafael deixou-a em pé e vai à direção do DJ, conversa ao ouvido dele, e percebe que ela o olhava meio sem jeito. Ele retorna e a pega pela mão.

– Dança comigo? Quero que preste atenção nessa música depois a traduzo para você. Rafael olha DJ e faz positivo com o dedo.

– O nome da musica Ana, é The Promise de When In Rome significa a Promessa.

A música começa a tocar ele a pega pela mão vai ao centro da pista e começa a dançar e cantar para ela, Ana fica vermelha de vergonha fica parada o observando dançar e cantar, Rafael não resiste e a agarra, cola seu corpo no dela e começa a dançar juntos, ela olha para ele, Rafael a levanta no colo fazendo com que sua boca fique na mesma direção que a sua, lentamente encosta seus lábios nos dela e a beija suavemente com toda a ternura que sua alma consinta, foi um beijo doce cheio de amor e cumplicidade, Ana recua sem fôlego e o olha nos olhos, então ele fala: – Eu P-R-O-M-E-T-O, você me aceita? O coração do Rafael está tão acelerado que mesmo com o barulho da música ele consegue ouvi-lo, ela sorri se afasta e começa a dançar de uma maneira tão leve tão sensual, ele fica louco a pega de volta e cola o corpo dela ao seu.

– Responde você me aceita? Ana fica na ponta dos pés e o beija nos lábios...

– Aceito! Aceito! Aceito! Eles começam a dançar, ele não consegue mais manter a distância, ela é tudo que ele quer, tudo que sempre quis, sempre foi ela, Rafael olha para ela e embalado pela letra da música encosta sua testa na dela e traduz uma parte da música olhando nos seus olhos: "Me desculpa, mas eu estava pensando nas palavras certas pra te dizer Eu prometo. Eu sei que elas não soaram do jeito que planejei, Eu prometo. Mas se você esperar um tempo, eu farei você apaixonar-se por mim, Eu prometo, eu prometo pra você que farei isso."

Ela fica olhando para ele com os olhos cheios de lágrimas, isso parte o coração dele, o quebra, ele a pega pelos ombros e fala com firmeza.

— Ana não preciso de mais nada, você é o meu melhor presente.

— Ele pega o que é dele e saem da pista de dança. Rafael a leva para um local mais tranquilo para ficarem mais a vontade, por ele a levava embora dali, iam para casa, mas não podia era a festa dele e sua mãe não o perdoaria se fizesse isso. Eles ficam num local perto da quadra de tênis, têm uns bancos e de lá eles podem ouvir a música Breakaway um remix de Danna Summer.

Ana começa dançar segurando o seu pescoço, se ela soubesse que aquele inocente ato estava o deixando duro, Rafael a segura pela cintura e começa beija-la, a timidez dela estava ganhando confiança e ela já aceita sua língua sem restrição, ele começa a roçar seu corpo no dela, aquilo estava o matando, sua boca foi descendo pelo pescoço e aperta sua cintura, ela faz massagem na sua nuca e puxa seu cabelo, morde a orelha dele e seu pescoço.

– Merda Menina você vai me deixar louco, desse jeito Ana eu perco o juízo, estou morrendo de fome por você são meses sentindo necessidade sua.

Rafael a aperta firme, começa percorrer seu corpo com as mãos, mesmo através do vestido sente sua carne tremer, o desejo dela por ele era tão grande quanto o dele por ela.

– Caramba Ana, eu não estou aguentando, você me deixa fora de mim.

— Ana olha para ele com os olhos cheios de desejo, ela quer explicar o que está sentindo.

– Rafael, você me deixa tonta, quando me toca meu corpo queima, eu perco meu controle, minhas pernas tremem, fico pensando coisas que antes não pensava, sinto coisas que antes não sentia.

E era verdade, ele a deixava delirando, ela sentia o corpo ardendo, como se estivesse com febre, ela ficava rezando para que ele a tocasse, queria que ele a beijasse em lugares que nunca pensou em ser beijada. Ana olha pra ele timidamente, ele senta no banco e a coloca no colo.

– O que você sente que antes não sentia meu anjo, me conte não quero segredos comigo. Rafael pergunta a ela sem deixar de beija-la, morder sua boca e pescoço. Ela esconde o rosto no seu pescoço e fala baixinho.

– Fico com a calcinha encharcada, lá embaixo dói de tanta vontade de ser tocada por você, tenho uns pensamentos da sua boca nos lugares não muito apropriados.




 ❤❤FerAna❤❤

Continua....... 😘😘😘😘

Bjos... 💋💋💋💋💋💋



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...