História Coração Dividido - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Meu Coração é Teu
Personagens Ana Leal, Fernando Lascuráin Borbolla
Exibições 13
Palavras 1.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Capítulo 8


“C-A-C-E-T-E”, Rafael para tudo que estava fazendo há afasta um pouco, pega o rosto dela com mão e olha sério pra ela, ele precisava vê-la, ele não conseguia acreditar no que acabava de ouvir, ela nunca ter beijado já era difícil de acreditar, mas ele sabia que era verdade, agora aquilo foi demais precisava confirmar, ele precisava ouvir dela.

– Ana, vou te perguntar algo, quero que me responda com toda sinceridade, não importa o quanto fique com vergonha, me responda ok? Ela assentiu, já com o rosto corado.

– Você já se masturbou alguma vez? Sabe o que é isso não sabe? Já se tocou e gozou?

Ana olha para mim, responda. “Deus! Quero enfiar minha cara na terra, como vou responder isso, ai que vontade de sair correndo, porque fui falar essas coisas para ele, agora ele vai pensar que sou uma garota fácil”.

Rafael fica esperando a resposta, ela fica lá olhando pra ele vermelha igual a um tomate, ele não tem outra escolha, a sacode pelos ombros e exige a resposta.

– Vamos Ana estou esperando!

– NÃÃO!... NÃO eu nunca me masturbei nunca me toquei e nunca gozei e sei o que é masturbação, e sei também que é errado fazer isso, moças não podem se tocar porque ficam com fogo e podem perder a virgindade.

Ela diz isso com lágrimas escorrendo pelos olhos desce do colo dele e sai correndo, ela nem olha pra trás, só consegue ouvir os gritos dele a chamando. Não demorou muito Rafael a alcança e a puxa pelo braço, ela tenta se soltar, mas ele a segura com força nos braços, ela luta, mas ele a contorna com os braços e a prende firme.

– Sehhhh ! Calma meu anjo, esta tudo bem, porra Ana nunca mais faça isso, nunca mais fuja de mim assim. Ele pega o rosto dela com as duas mãos e olha pra ela.

– Eu acredito em você, prometo que vou te ensinar tudo, que vou ser paciente, lembra-se da música The Promise, então eu prometo, e tem outra coisa masturbação não tira a virgindade, se masturbar é saudável o menino e a menina começa a conhecer o corpo se masturbando. Rafael beija sua testa ela se acalma e eles voltam pra festa.

– Você quer comer alguma coisa? Ela assentiu com a cabeça.

– O que? Diga que vou pegar para você.

Realmente ela esta com fome, mas o que ela quer mesmo é os beijos dele já esta se viciada a ele.

– Quero um pouco de Paella. Ana não via a hora de experimentar isso, achou o nome saboroso. Rafael a olhou, como quem queria perguntar “você já comeu isso” ela riu.

– Qual foi à graça? Ele faz cócegas nela, ela da um beijo nele ele levanta e vai preparar dois pratos de Paella.

No caminho seus pais o chamam e ele faz um aceno pra ela ter paciência que ele voltaria logo. Fernando que a observava não perde a chance de se aproximar e chama-la pra dançar, precisa sentir o cheiro dela, precisa estar com ela ou ele ia enlouquecer não parava de pensar nela no seu sorriso nos seus olhos.

– Posso me sentar aqui com você? Fernando pergunta olhando nos seus olhos,“merda ela é perfeita, daria minha vida por um beijo nessa boca linda”.

– Mas é claro, fique a vontade, você já comeu? Onde estava? Não te vi mais desde que chegamos.

Agora é que deu porque o Rafael me deixa tão nervosa e ao mesmo tempo tão tranquila, me sinto solta com ele. Ele esta tão sex nestes trajes, Fernando  veste uma calça social preta uma camisa azul e um blazer azul marinho, sapatos de pelica. "Nossa e que cheiro chega me tirar à concentração, esses homens dessa família adoram me atormentar pelo olfato”. Fernando percebe que ela esta sorrindo e ri de volta.

– Já “comi” sim, em todos os sentidos... Fui dar uma volta e aproveitei bem o passeio, por isso você não me viu. Ele fala rindo pra ela, será que ela entendeu o que quis dizer! Às vezes a acho tão inocente.

– Vamos dançar? Você prometeu uma dança, lembra?

Ele levanta e oferece a mão, sem dar a ela a chance de recusar. E agora o que vou fazer o Rafael foi falar com os pais dele, o Fernando intimando para dançar, é não tem jeito eu prometi vou ter que cumprir a promessa, não vou conseguir dizer não a esse homem.

– Ok! Vamos agora cuidado com minha mão e eu não sou muito boa dançarina. Ana brinca com ele para se descontrair, porque ele tem o dom de tirar ela do chão.

A intenção do Fernando não era leva-la para pista de dança, queria ficar com ela sozinho onde ninguém pudesse atrapalha-lo ou o Rafael tira-la dele. Ele já tinha planejado tudo, já sabia bem onde a levaria e havia combinado com o DJ pra colocar uma musica que ele mesmo escolheu para dançar com ela “ I'll Wait For You -P9“, ele sabia que no final do campo tinha uma espécie de lago com um chafariz, costumava levar as meninas para dar uns pegas na época da adolescência, ficava mostrando os peixes e dava os nomes delas aos peixes elas ficavam emocionadas com isso era só jogar a rede e pronto.

Ela o seguiu foram conversando e Ana nem percebeu a direção que estavam indo, ele a guiava segurando-a com delicadeza pelas costas, quando eles chegaram ela viu o lago e ficou encantada, o lago estava iluminado e a água que saia do chafariz era colorida por causa das luzes, ele a pegou pelos braços, ficou de frente pra ela, e a fez olhar pra ele segurando seu rosto.

– Ana, só me ouve, não fala nada, preciso lhe dizer algo que esta me sufocando, esta pressionando o meu peito... Olha, eu nunca me senti assim em relação a uma mulher, nunca nenhuma mulher me tirou o chão como você esta me tirando... Eu não entendo como em tão pouco tempo em menos de 12 horas você conseguiu arrumar o meu mundo torto... Não paro de pensar em você, sinto uma necessidade tão grande de você como sinto necessidade de respirar... Sim, é exagero eu sou exagerado o que sinto por você não poderia ser diferente.

Fernando toma fôlego ele não pode voltar a trás, agora tinha que por pra fora tudo o que estava sentindo, ela tentou falar, mas ele a impede colocando dois dedos em sua boca e prossegue.

– Eu nunca gostei de ninguém, quanto mais amar, porém acho que o que estou sentindo por você é o mais perto do amor e não duvide se não for o próprio... Eu sei Ana que você e o Rafael estão tendo um relacionamento e sei que ele sente o mesmo que sinto por você ou talvez até mais, pois ele convive com você há mais tempo que eu, não me importo... Talvez agora você me ache um cafajeste um canalha... Talvez eu seja mesmo, não me importo com rótulos, costumo lutar por aquilo que quero... E eu quero você, mesmo que tenha que lutar contra o meu irmão... Ana eu não estaria aqui lhe dizendo isso se eu não soubesse que você também sente algo por mim, eu sei que sente eu vejo no seu olhar na sua boca no seu corpo e eu também sei que você sente algo pelo o meu irmão... Eu sei isso é doido, algo incontrolável nasceu e vamos ter que aprender a conviver com isso. Fernando percebe que ela esta em choque depois de tudo isso jogado em cima dela, ele sente o tremor dela.

– Ana... Não fica assim, olha pra mim, você é o mais perto de Deus que vou conseguir chegar, preciso tanto do seu calor preciso derreter o gelo do meu coração, eu preciso sentir a emoção de ser amado no sentido mais completo da vida e preciso amar desesperadamente no sentido mais louco e insensato do amor.

Fernando aproxima o rosto do dela e foi cheirando cada parte do seu rosto, passou o nariz delicadamente no rosto e inspira o seu cheiro, olhos, nariz, boca, testa, maças do rosto, ela treme ele a segura com um braço a cerca pela cintura e com a outra mão pega o rosto dela e a manda fechar os olhos e se concentrar só na voz dele, fala um verso para ela e a cada estrofe ele beija uma parte do seu rosto faz círculos sem tocar na sua boca. "Não tenha pressa. Deixe chegar a hora... Eu sei que em breve você será minha. Sim, está tudo bem. Nós vamos sossegar... Não esta noite, mas, por favor, fique por perto, quando o céu desabar. Eu estarei aqui... Quando você abrir seu coração. Eu estarei esperando. Esperarei por você. Sim, é fácil como 1,2,3 Por favor, acredite em mim. É o nosso destino... Enquanto você coloca a cabeça no lugar. Eu permanecerei aqui... Sem nenhuma montanha pra escalar. E eu estarei esperando.. Eu esperarei por você”.

Quando Fernando termina, ele cola sua boca na dela a segura firme seu rosto, e a beija como nunca beijou outra mulher, ele a ergue e a aperta contra si, e toma sua boca, exige dela tudo, rouba sua língua, faminto devora seus lábios os morde, chupa com fome e sede, a solta no chão e prende seu pequeno corpo com um braço e com a outra mão a pega pelos cabelos levando sua cabeça pra trás e devora seu pescoço com a boca, dentes e língua, Ana geme, ela o segura pela camisa e aperta firme, ele passa as mãos em todo o seu corpo, massageia invade sua intimidade sem pedir licença, ela faz barulhos com a boca que desconhece, segure ele pelos cabelos e puxa com força morde seu queixo coloca seus braços por baixo do blazer sente seus músculos. Ele olha para ela e ofegante de desejo diz:

— Preciso sentir seu sabor seu cheiro de mulher, estou tão duro por você que quebraria aquele chafariz com uma só porrada do meu membro. Por favor, não me negue isso Ana eu estou louco por você estou febril de fome... Uma música começa a tocar, Fernando olha para ela e diz essa música é pra você... Ela fecha os olhos e fica sentindo a música e a boca de Fernando.







❤❤FerAna❤❤

Bjos.... 💋💋💋💋💋💋

Continua..... 😘😘😘😘😘😘

É Ana tá difícil escolher entre os irmãos bonitões👬💋



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...