História Coração Gelado, 40 Graus Apaixonado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Aries, Bickslow, Bisca Connell, Cana Alberona, Carla (Charle), Charlie, Droy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Frosch, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Jellal Fernandes, Jet, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Lector, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Pantherlily, Ren Akatsuki, Romeo Conbolt, Sherry Blendy, Sting Eucliffe, Virgo, Wendy Marvell
Tags Coração, Fairy Tail, Natal, Visco
Visualizações 184
Palavras 3.695
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


1: Fairy Tail não é de minha autoria.
2: As imagens usadas nesta fanfic não me pertencem, mas eu traduzi palavras de algumas delas e as montagens dos capítulos 3 e 4 foram feitas por mim.
3: Palavras em negrito (letras escuras) são para enfatizar algo no diálogo. Palavras em itálico (letras inclinadas) diferenciam nomes de origem estrangeira. Palavras maiúsculas (A-B-C) servem como grito para os personagens. Palavras entre aspas (") representam uma leitura, conversa por telefone, um pensamento ou referências a coisas já mencionadas. Palavras entre parênteses [( )] são acréscimos para a história, como comentários meus sendo narradora/personagem ou informações relevantes.
4: Aconselho assistirem ao anime ou acompanharem o mangá, ou as duas coisas, pois alguns fatos da série serão retratados nesta fanfic.
5: Esta fanfic só está disponível para tradução em outras línguas. Sua publicação em outras áreas sem os direitos autorais é um caso de plágio.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Esta é minha primeira fanfic oficial com muito hentai, publicada originalmente em julho de 2013 e agora repaginada. Foi uma vergonha fazer, mas acredito que tenha ficado boa. Divirtam-se!

Capítulo 1 - Que Comece o Jogo


Fanfic / Fanfiction Coração Gelado, 40 Graus Apaixonado - Capítulo 1 - Que Comece o Jogo

Cap. 1

Que Comece o Jogo

- Muito bem pessoal, vamos festejar!

E com este grito de alegria do mestre Makarov, a Fairy Tail entra para mais uma celebração: a festa de Natal. Bem-vindos pessoal! Eu sou Machene, repórter da Sorcerer Magazine, cobrindo com exclusividade o maior evento da guilda mais famosa de todos os tempos! É dia 24 de dezembro e a Fairy Tail está enfeitada de cima a baixo, com uma majestosa e colorida árvore reluzente em destaque abaixo da sacada do andar de cima.

Todos os membros estão aqui reunidos, conversando, brindando, rindo e pregando peças uns nos outros. Na verdade... Não está diferente do habitual. Mais parece primeiro de abril do que véspera de Natal! Bem, o que importa não é a guilda em si. Em parte, a festa é uma fachada. Sim, uma bela cilada arquitetada por Mavis, a primeira mestra da guilda, e Mirajane, a ilustre maga Take Over e atual noiva do neto de Makarov, Laxus.

Para quem? Para os únicos homens com total índice de lerdeza daqui, localizados a alguns metros de distância de frente para o balcão. Eles estão sentados junto ao irmão da balconista, Elfman, o pistoleiro Alzack e o garoto-mascote da guilda, Romeo. Natsu, Gray, Gajeel e até o atual membro da família, Jellal, deviam ter vergonha! Isto porque, como dizem Mavis e Mira, toda garota deve celebrar a festa natalina bem acompanhada.

É um momento do ano pra estar com todos que ama, e, se possível, um namorado, e pretendentes não faltam. “Até Wendy e Evergreen concordaram em sair em respectivo com Romeo e Elfman! Por que Lucy, Juvia, Levy e Erza devem ficar solteiras?”, a Primeira questionou. Pensando nisso, as duas planejaram a festa na véspera de Natal e convenceram Makarov a aceitar, o que não deu muito trabalho.

Bastou o lembrarem de convidar as outras guildas para vir à celebração mais cedo e assim terem mais mão de obra com a organização. Foi só enviar convites de expresso exceed com a hora errada e voilà. Mesmo aborrecidos por terem sido enrolados, boa parte dos homens não está tão irritada pela armação. Isto porque as fadas da Fairy Tail estão lindas! A fama que cresceu logo sobre os feitos de alguns membros, claro, ajudou.

Vencer os Jogos Mágicos, salvar o mundo (de novo, diga-se de passagem) e, de quebra, passar o rodo com o Grande Conselho para soltarem Jellal, sendo que a própria princesa Hisui, coroada rainha, concedeu o perdão real a ele e ao grupo de renegados do qual fazia parte?! Já valia por toda a glória pública que a guilda recebe, mas nem de longe tudo isso dá à Fairy Tail tanto prestígio quanto as belíssimas magas.

Elas desfilam graciosas no meio dos machos cheios de testosterona pelo salão. E falando em belas fadas, lá vêm as mais chamativas de todas: Lucy, Juvia, Levy e Erza. Aqui inicia a nossa emboscada. Lembra-se do que eu contei no começo? A ideia de Mira e Mavis inclui cenas de ciúme coletivo, mas se eu contar mais do que isto vai estragar o plano. Vamos esperar para ver o que acontece...

E acredite: pelo que elas já me disseram, você vai querer é correr para pegar uma câmera e registrar todos os momentos comigo! Minha filmadora tá ligada!

- Natsu, por que você não me ajuda a colocar a estrela na árvore?

- Agora não Lisanna! – ele puxa o braço da mão de seu melhor amigo/rival e os dois levantam das cadeiras – Ei Gray, se atreva a repetir o que você disse!

- Com todo prazer. Você é um grande bundão! Não sei se tem cérebro de menos ou covardia de mais, mas uma coisa é certa: você desperdiça muito tempo!

- Olha só quem fala! Pelo menos eu não pareço um comedor de gelo gay!

- Do que me chamou, oh carvão ambulante?! – Gray o encara assustadoramente.

- Você me ouviu! Todo mundo tá de prova que você é mais frouxo do que eu!

- Ah Natsu, acho que isto não melhora a sua situação. – Jellal comenta aos risos.

- Ora Natsu, pare de brigar com o Gray! – Lisanna tenta chamar sua atenção de novo – Qual o motivo da discussão afinal? Não me digam que é outro desafio?!

- Sim e não. – Gajeel responde de braços cruzados e morrendo de tédio – Desta vez esta briga é por causa da gincana que a Mirajane e a Primeira planejaram.

- Ah, a competição de casais? Então Natsu, jogue comigo!

- Mas eu já ia com a Lucy. – ele está fazendo uma cara tão fofa de sem jeito que dá vontade de apertar, o que infelizmente não posso fazer porque certa loira me mataria.

- A Lucy parece já ter companhia. – a maga aponta para frente, onde ela conversa animada com Sting enquanto as amigas estão cercadas pelo bando da Blue Pegasus.

- Que espalhafato é aquele? – Jellal ou não deve ter percebido ou não está disposto a esconder seu nervosismo diante o assedio daqueles homens com Erza.

- Eles estão atrás delas desde que entraram na guilda. Nenhum de vocês percebeu? Talvez as garotas já tenham aceitado o convite de algum deles para ser sua parceira na gincana. Então, você e eu podemos fazer uma parceria Na... – Lisanna mal tem tempo de terminar e ele sai andando apressado.

Logo atrás de Natsu, os outros se armam como pavões e se aproximam do grupo, cheios de ciúme. Com certeza serão cenas engraçadas! A filmadora tá mesmo ligada?

...

- Sting! – Natsu chama a atenção do rival e seu rosto não está nada amigável.

- Ora, olá Natsu! Parece que não nos vemos há séculos. Já devolveu a coroa?

- Como sabe que eu peguei a coroa do rei? – ele questiona e Lucy revira os olhos.

- Você expôs para toda Magnólia ver quando voltamos! Além disto, eu contei.

- Vocês parecem muito amiguinhos. Sobre o que estavam conversando?

- Na verdade eu estava convidando a Lucy para ser minha parceira nesta gincana...

- Não vai! Quer dizer, você não pode, porque a Lucy já é a minha parceira! – o Salamandra agarra o pulso da desorientada loira sem prévio aviso e aperta com força.

- Natsu, está cortando a circulação dos meus dedos! – ela estapeia sua cabeça com a outra mão – E que história é essa? Não combinamos nada! Você nem me convidou!

- Ah, se não convidou, eu sinto muito Natsu, mas eu pedi primeiro.

- Espera aí! – o Dragneel fica frente a frente com a Heartfilia – Lucy, nós sempre fazemos tudo juntos! Por que não quer jogar comigo agora?

- Não é que eu não queira... – a moça cora e desvia o olhar, ainda massageando a mão dormente – Você não me chamou para ser sua parceira, então...

- E precisava de convite? Achei que já era certo que nós íamos jogar juntos.

- Como assim “já era certo”? Você tá sempre com o Happy! Tudo que você vai fazer chama o Happy primeiro, até mesmo naquele exame classe S! Por que eu deveria achar que você me convidaria logo agora?

- É uma competição para casais! Happy não é uma garota!

- Mas eu também não sou sua namorada! – opa, as coisas estão esquentando!

- E o que isto importa? Nem todo mundo aqui namora, inclusive o cueca gelada!

- Mas não é por falta de opção, porque a Juvia é louquinha por ele.

- Não interessa! Você é a minha companheira! – os dois coram e Sting levanta sua sobrancelha no visível interesse – Quer dizer... Não nesse sentido, ou...

- Bom Natsu, eu lamento, mas a Lucy já concordou em competir comigo. – o loiro interrompe e a agarra pela cintura – Por que você não convida aquela garota que estava conversando com você agora há pouco?

- É, a Lisanna. – vichi, a Lucy quase cuspiu no chão (mas não deve ser por ela)!

- Quer saber, vou convidar mesmo! Bom jogo pra vocês! – ele sai bufando e gira os punhos, talvez para tentar segurar uma repentina vontade de bater no senhor Eucliffe.

...

- Tudo bem Lyon-sama, Juvia aceita. – uma sombra tenebrosa surge atrás dela.

- Aceita o quê? – ela se vira contente, mas parece estar contendo a alegria súbita.

- Ah, Gray! – Lyon sorri de braços abertos, colocando a mão no ombro da mulher chuva – Juvia acaba de aceitar ser minha parceira na gincana da Fairy Tail.

- Como é? – pobrezinho, parece atônito – Por quê?

- Como assim “por quê”? Precisa de razão? – Gray o fita como se fosse retardado.

- É claro que precisa! Juvia não gosta de você!

- Quem disse? – o sorriso confiante dele parece enfurecer ainda mais o adversário.

- A Juvia pode dizer na sua cara! Né, Juvia?

- Na verdade... – ela desvia o olhar – Juvia não desgosta do Lyon-sama.

- Viu? – o mago do gelo solitário cerra os punhos e infla o peito (mais parece que vai pular nele como um sapo).

- Ela disse que “não desgosta”, seu idiota! Não quer dizer que ela prefira te aturar!

- É um começo. De qualquer forma, eu vou jogar com a Juvia. Está com ciúme?

- “Ciúme”? – esta pausa dramática vai ficar registrada – É claro que não! – close no rosto todo vermelho para comprovar a mentira – É que eu achei que...

- Por acaso estava esperando que ela te convidasse? Melhor desistir. Juvia já deve estar cansada de você. – doeu como um soco no estômago.

- “Cansada”? – ele repete desconfiado e a encara, mas ela desvia o olhar.

- É claro! Se você fosse um homem de verdade, já teria a pedido em casamento!

- Ninguém faz isto de qualquer jeito! E do que você está falando afinal?

- Simples: foi à roça, perdeu a carroça! Se você não deu o devido valor à Juvia, fique certo de que eu darei! E mandarei o nosso convite de casamento pelo correio.

- VOCÊS VÃO SE CASAR? – pelo grito, Gray faz pelo menos umas dez cabeças girarem na sua direção, mas ele não está preocupado com isto agora.

- Não! – Juvia se apressa em negar e ainda balança a cabeça e as suas mãos – Mas Juvia concordou mesmo em ser parceira do Lyon-sama na gincana, então Gray-sama vai ter que convidar outra pessoa. Sinto muito.

- O que... – mesmo chocado por ouvir a Juvia o rejeitando (e ele não é o único), o mago dá meia volta e segura um resmungo – Tudo bem então. Bom jogo pra vocês e um feliz casamento! – acho que ele não absorveu toda a resposta dela...

...

- E então Erza, com qual de nós você vai querer competir na gincana?

- Comigo é claro! Não vale dizer não, senhorita Erza!

- Ela vai ser minha parceira, claro! – os machões da Blue Pegasus estão atiçados.

- CALEM-SE TODOS! – o grito da titânia arrepiou até os meus pelos do corpo – Não adianta ficarem discutindo! Eu não vou jogar!

- O QUÊ? – vários homens exclamam ao mesmo tempo – POR QUÊ?

- Ela quis dizer que não vai competir com nenhum de vocês porque já é a minha parceira. – o mago celestial aparece de repente.

- Jellal?! – a ruiva se vira surpresa e envergonhada, e ele parece firme na decisão que tomou por conta própria – Está me convidando?

- Estou. Quer ser a minha parceira, Erza? – ele estende a mão e ela sorri.

- Eu... – oh, que fofa a Erza corada – Eu aceito. E fico feliz por ter me chamado. – a ruiva pega a mão de seu príncipe e, juntos, vão cavalgar para o amanhã – A Mira disse que a vencedora ganha flores, um bolo de morango e uma fonte de emagrecimento com energia inesgotável! – ou não.

...

- Bom Gajeel, você pode me contar agora por que espancou aqueles homens que estavam perto de mim e me trouxe como um saco de batatas para a biblioteca? – opa, eu preciso desligar logo o flash da filmadora para não dar bandeira, senão serei descoberta atrás da porta e as coisas vão ficar feias!

- Eu quis te ajudar e você ainda briga comigo? Nunca mais vou te salvar! – coisa meiga esse grandão de braços cruzados fazendo beicinho.

- Tudo bem, desculpe. – Levy ri e suspira, sentando no sofá perto da janela – Eu agradeço por esse seu salvamento estranho e inesperado. Veio bem a calhar, por que eu não sabia mais como falar para aqueles rapazes que eu não ia competir na gincana.

- Você não vai? E por quê? Aqueles dois esquisitos não te chamaram?

- Não chame Jet e Droy de esquisitos Gajeel, tadinhos! E sim, na verdade eles me chamaram, mas eu queria ir com outra pessoa. – epa, eu vejo com os meus olhinhos um Dragon Slayer ciumento – Acontece que a pessoa em questão não me convidou para ser sua parceira, então eu não vou competir nesta brincadeira de Natal. – ele olha para todo lado, menos na direção dela, e parece querer disfarçar um leve rubor nas bochechas.

- E... Quem era essa pessoa com quem você queria jogar? – Levy franze o cenho.

- Não conto. – a resposta certamente só não é óbvia para ele.

- Tá bom, então não conte! Eu também não ia participar dessa gincana idiota.

Ele dá as costas e... Merda! O Gajeel tá vindo! Rápido, saída pela lateral!

- Espera Gajeel! – parou tudo, segura o coco Julieta – Eu só queria dizer que... Eu gosto quando você me defende, então, por favor, continue me salvando. – oh gente, que gracinha o marmanjo envergonhado!

Mas ele não respondeu, só resmungou e acenou para ela ao dar as costas. Chato!

...

Bom, o primeiro estágio do plano de Mirajane e Mavis já se foi. Parece ter corrido tudo bem com a Erza e o Jellal, mas quanto aos outros... Natsu convidou a Lisanna para competir e Gray chamou a Meredy. Gajeel e Levy não vão jogar. Prevejo tretas. Vamos ver como isto vai terminar... Ou melhor, começar.

- Atenção pessoal! – Mira sobe no palco em todo o seu glamour com um vestido decotado e vermelho, chamando atenção no microfone – Vamos começar a competição de Natal da Fairy Tail! – enquanto o público vibra e os competidores se juntam bem na frente, Laxus pega uma Caneta de Luz e fica ao lado da noiva pra escrever as anotações que ela e a primeira mestra planejaram – A gincana é muito simples. Os competidores só precisarão dar a volta no Monte Hakobe.

- Ah, eu conheço bem esse lugar! – Natsu grita da multidão – Eu já fui fazer uma missão lá com... – a sua voz diminui gradativamente quando olha de banda para Lucy – Com os meus amigos. – ele frisa, fazendo uma cara feia e colocando as mãos atrás da cabeça, o que aborrece a loira.

- Pessoas desatentas se perderiam fácil no Monte Hakobe. – Erza comenta – E tem vulcans, blizzardverns e outros tipos de monstros naquela região.

- Sim. – Mirajane acena e sorri, movimentando a mão conforme o seu dragão dos raios escreve – Por isto que todos estão fazendo duplas. Além do mais, não basta apenas atravessar a montanha. É preciso trazer um visco junto. – ela levanta para o alto a planta na mão direita – Existem vários ramos que foram escondidos do frio em regiões quentes no pico, uns próximos aos outros, então onde houver um visco deve ter outro não muito distante. É um ramo por dupla e não vale chegar aqui sozinho! O prazo encerra quando o relógio der doze badaladas. Se alguém não regressar depois do fim da competição, o nosso Grupo de Busca Exceed estará pronto para procura-lo. São cinco membros com a ajuda dos voluntários. – Happy, Charlie e Phanterlily surgem flutuando ao lado dela e Lector e Frosch param aos seus pés – O jogo começa em cinco minutos. – então todos terão doze horas para voltar seguros quando saírem daqui – Lembrando que os prêmios incluem: um belo buquê de rosas coloridas, um bolo de morango feito à mão por mim mesma e sua própria fonte de emagrecimento com energia ilimitada!

- Então, que tal fazermos uma aposta? – Natsu propõe à Gray e Jellal – Vamos ver quem dá a volta no Monte Hakobe mais rápido. A primeira dupla que chegar vence.

- E qual seria o prêmio? – o mago do gelo questiona e o Salamandra, pensativo, cruza os braços, mas o mago celestial parece ter um plano melhor.

- E se fizermos assim: o vencedor ganha 70.000 jewel, 35 de cada um.

- Quê?! Mas isso é quase o aluguel todo da Lucy! – Happy se aproxima por trás.

- Natsu, isso é exatamente o aluguel da Lucy. Ainda não sabe o que “exatamente” quer dizer? – o amigo o ignora e volta à conversa.

- Quem ficar em segundo lugar vai se declarar em público para a garota que ama.

- Agora você já tá apelando! – o Fullbuster reclama rubro, mas Jellal só ri.

- O último a chegar terá que conseguir um beijo da sua parceira. – Natsu e Gray olham para o lado, vendo a maga estelar e a da chuva papeando com os seus parceiros, e ficam emburrados, provocando um sorriso no outro – Parece que Lucy e Juvia estão fazendo parceria com seus rivais. Mas isto não deveria ser um problema.

- Como assim “não deveria ser um problema”? Eu não vou beijar a Meredy!

- Então está confirmando que preferia beijar a Juvia? – o rapaz cora bem mais.

- Eu vou ter que beijar a Lis? – o Dragneel pausa para refletir – Eca! Seria muito estranho. Ela é quase minha irmã.

- Mirajane não disse que estamos proibidos de trocar de duplas. – Jellal lembra – Vocês ainda podem mudar de parceiras. Seu único trabalho será convencer Sting e Lyon a mudar de ideia. Acham que conseguem?

Uou! Isto ficou mais interessante. Quem venceria esta disputa? Bem, os exceeds são o grupo de resgate e eu sou uma curiosa da monitoração. Vamos espionar?

...

{Lucy e Sting}

- “Ai, que frio! Mesmo aqui dentro eu sinto meus ossos congelando!”, ela disse.

- Você é mole neste tipo de terreno, heim Lucy! – o dragão da luz tira sarro – Esse seu relógio não serve para mais nada?

- “O Horologium é muito útil, principalmente nestas horas!”, foi o que ela disse. Ora, obrigado mestra Lucy! – o espírito agradece envaidecido e Sting dá de ombros.

- Eu posso dizer que acredito. A Fairy Tail tem muitos membros fortes, e você não parece fraca, ao contrário do que acredita. – a loira cora e se encolhe mais no cobertor – Vocês se protegem, então é engraçado, pelo que você me contou, que nem o Natsu ou o gato dele te deem o devido valor! – Lucy leva um tempo para responder.

- “Eles podem ser chatos muitas vezes, mas são os meus amigos, meus nakamas. Eles nunca me decepcionaram e Natsu sempre vem me salvar quando realmente preciso de ajuda.”. – oh, que sorriso doce!

- Sei... – Sting parece pensativo, com um sorriso enigmático – Ei, vamos naquela direção. Eu acho que vi uma luz na... – MEU DEUS, o dragão caiu precipício abaixo!

- “Sting!” – o relógio se aproxima do penhasco, que realmente não parece muito grande, pois deu para ouvir o loiro cair no fundo bem rápido – “Horologium, por favor, volte e eu vou procurar o Sting!”, ela disse. – de repente o espírito entende o recado e se envergonha – Ah sim, eu vou embora mestra Lucy. Boa sorte! – dito isto ele some e a moça se agasalha morrendo de frio antes de descer a ladeira, então acaba escorregando e caindo de bunda no chão, por sorte, fofo.

- Que droga! – ela massageia as nádegas e começa a procurar o parceiro no meio da neve – Ei, Sting! Responda se estiver me ouvindo! Cadê você?

- Aqui Lucy! – ele grita de volta e a maga olha para trás, dando alguns passos até dobrar o morro e ver o rapaz segurando a perna esquerda com cara de dor – Parece que eu caí feio. – ele tenta rir (e a gincana começou bem até agora).

- Pelo Criador, o seu tornozelo está inchado! Nós precisamos procurar um abrigo.

- Não, está tudo bem. Eu posso continuar andando. – ele tenta levantar, mas pisa em falso e cai de novo (claro que não vai conseguir andar sem ajuda) – Acho que não...

- Não mesmo! Você vai descansar sim! – Lucy diz em definitivo e coloca o braço dele ao redor do seu pescoço para servir de apoio – Nós vamos procurar um lugar onde você possa ficar sentado sem pegar esta friagem.

Assim os dois continuam caminhando até encontrar uma caverna. A maga estelar senta o parceiro no chão e o agasalha com seu cobertor, se preparando para juntar lenha e fazer uma fogueira. Mesmo o loiro dizendo que não precisa, ela insiste em cuidar do seu machucado. Como estarão os outros agora? Bem, eu tive permissão de mandar uma lacrima pra espionar cada casal antes de começar o jogo. Vamos checar as informações.

{Natsu e Lisanna}

- Natsu, por favor, vamos descansar um pouco! Já estamos andando há quase duas horas! – tão nova e tão sedentária, que triste.

- Então você pode descansar Lis, que eu vou atrás do visco que a Mira falou.

- Mas não pode me deixar aqui no frio! Nós precisamos achar algum lugar quente, e deve ser lá que o visco vai estar! Pode até ser numa cabana, ou em...

- Um chalé. – o rapaz de repente para e Lisanna tromba com suas costas.

- É, poderia ser um chalé também. Qualquer lugar quente está bom.

- Não. Um chalé, bem ali! – ele aponta para o topo do monte, onde quatro chalés bem perto de onde eles estão se agrupam próximos um do outro.

- Ah, nós estamos salvos! Vem Natsu, vamos ver se tem alguém lá!

- Espera aí. – ela para de andar e o observa olhando ao redor – Não ouviu algo?

- Como o quê? Ai não, você acha que pode ser um monstro?!

- Não. Era um som parecido com um grito, ou sei lá.

- Deve ser sua imaginação. Não vemos ninguém desde que saímos de Magnólia.

- Mas a nevasca só desapareceu tem alguns minutos, e não deve demorar a voltar.

- Por isso devemos nos apressar e chegar naquele chalé o quanto antes! Vamos!

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...