História Corações paralelos - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Topaz10

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 2.532
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capitulo dessa historia... desculpa pela demora pessoazinhas...

Capítulo 5 - Dança das Lutas


Depois de ajudar a Turquesa achar o seu aposento, fui procurar o meu. Aparentemente eu fico no último andar dos dormitórios, os que chamam de “especial” só porque não é para duas e sim para uma gem. Pego o transportador para subir para meu andar, vejo vários quartos, mas todos aparentemente vazios. Caminho até a porta do meu quarto quando eu ouço algo.

- Hum?

Olho para os lados procurando alguém, mas não vejo ninguém ou qualquer movimento. No momento que abro a porta, meus ouvidos são destruídos por um grito de uma adolescente muito feliz.

- Haaaaaaaaa... Eu não acredito que você realmente está aqui!

Eu, limpando meus ouvidos ainda sangrando, respondo:

- É.... Nem eu estou acreditando….

Fui altamente sarcástico, mas pelo jeito ela estava muito ocupada arrumando sua maquiagem. Quando ela termina ela começa a se introduzir fazendo o que eu acho ser sua melhor cara de.... Fofa? Não sei dizer ela estava forçando demais...

- Bom meu nome é Red Gold Topaz Imperial, mas pode me chamar Red... sou sua vizinha e se você quiser passar lá no meu quarto... minha porta vai sempre estar aberta...

- ...Ok então tá.... É bom te conhecer Red mas eu preciso arrumar meu quarto agora, então com licença por favor...

Ela parecia meio magoada, mas não se importou. Depois dela sair começo a desfazer minha mala. Quando termino já são dez da noite.

- Afe... que canseira, acho que vou tirar uma soneca

Eu deito na cama e me maravilho... é a cama mais macia que deitei na minha vida. Se bem que eu só deitei em duas camas diferentes na minha vida..., mas agora é relaxar e descansar um pouco.

Eu tento dormir, mas algo fica me incomodando. Aquele beijo... ninguém nunca consegui me calar tão rápido como aquela turquesa e ninguém nunca me.... ah por que eu estou pensando nisso não é como se ela fosse gostar de mim, ela e aqueles olhos verdes... começo a corar. Afe talvez uma caminhada vai me ajudar. Saio do meu quarto em silêncio e caminho pela a academia sem saber onde ir, quando percebo eu estou na frente da porta da Turquesa prestes a bater nela. Mas o que? Quando eu... eu ouço a porta se abrindo e corro para não ser visto. Era a gem de quarto dela... a Methyst... ela está acordada ainda? Vejo ela saindo de fininho e indo em direção a sala de combate avançado.  O que será que ela vai fazer? Bom não importa... continuo andando desta vez me certificando de que não vou para o quarto da Turquesa.

Fico caminhando sem curso por um tempo até amanhecer. Às, que eu acho ser, 7:00 vejo as primeiras gems saindo dos seus quartos para o refeitório. Decido ir para o refeitório, já que uma certa Pérola acabou interrompendo meu café da manhã ontem. Eu chego lá e entro na fila não passa nem dois minutos e a Red chega também no refeitório. Ela chega fazendo uma cena bem ridícula....

- Sai da frente.... Vem perfeita passando….

Ela acaba esbarrando em mim “sem querer”. Eu olho para ela com uma cara de indiferença e percebo que ela está bem brava, mas ela tenta disfarçar….

- Ai minha Santa Diamond.... Amore, não acredito que você está aí na fila... Vem... Alguém como você não pode ficar em pé e esperando!

Ela agarra meu braço e começa a me puxar para a frente da fila. Normalmente eu seria contra isso.... mas estou com preguiça demais para ficar brigando logo cedo. Então eu deixei essa passar... chego na frente e começo a pegar o que eu quero. Eu acabo pegando uma maçã e um copo de cappuccino, já que era uma manhã fresquinha. Eu decido me sentar numas das mesas e a Red me segue até ela. No momento que eu e ela nos sentamos, eu vejo a Turquesa entrando... ela abana com a mão um “oi”, tento fazer o mesmo, mas a Red acaba deitando não meu braço como se não quisesse que eu desse um “oi”. Nesse momento eu trava afim de perguntar se a gravidade aumentou nela ou se era o peso do orgulho excessivo dela.

Noto que Turquesa fica um pouco decepcionada com minha falta de educação. Afe... o dia mal começou e ele já começa ruim. A Turquesa tenta vir sentar comigo, mas a Methyst acaba parando ela e falando algo no ouvido dela e com isso a Turquesa senta em outro lugar com ela. E com isso eu acabo comendo meu café da manhã no silêncio e com uma parasita no meu braço.

Me levanto para ir para minha primeira e única aula do dia, mas é claro que quando eu me levanto a Red me segue que nem um cachorrinho atrás do seu dono. Sabe odeio gente que não se toca… como fazer ela ir embora? Fico pensando em algo para me livrar dela mas o que? Eu olho para a cafeteria e vejo uns pedaços de bolo… bom isso pode funcionar mas será que ela vai cair? Me viro para a Red e peço para ela:

- Nossa aquele bolo parece tão bom… você não pode pegar um pedaço para mim por favor?

Ela me olhou tão feliz que eu finalmente falei com ela de jeito tão fofo com ela. Que ela saiu para ir pegar o bolo sem pensar duas vezes. Saio rapidamente do refeitório e vou direto ao ginásio básico que aparentemente era enorme já que todas as gems podiam se exercitar aqui.

- Bem cheguei aqui muito cedo. Bom pelo menos eu posso descansar um pouco.

E assim eu fui tirar uma soneca. Alguns minutos se passam antes de uma gem verde e monocromática me acordarem, aos chutes da monocromática.

- Ei dorminhoco acorda… a aula já vai começar. - dizia a Turquesa

- Tsc, é levanta… você não quer causar outra treta com esse professor, né?- perguntava a Methyst.

Eu me levantei e olhei para as duas dizendo “oi”. Bom eu me estiquei bem antes de perguntar para a Methyst.

- Por acaso tem alguém aqui que é forte ou o povo aqui é novato?

Ela me olhou com uma cara fria de como se eu tivesse insultado ela… não tenho culpa que a verdade dói. Mas ela parecia ter ignorado minha falta de respeito.

- Tsc, bom... a gem mais forte que eu conheço que tem aula com a gente… como a peste ali, ela é bem forte...-aponta para a Red- … mas não mais forte que eu. Eu ainda arrancarei a cabeça dela.

A Turquesa deu uma risada achando que a Methyst estava só brincando. Mas eu olhei para ela não tinha certeza se ela estava brincando ou falando sério… porém ignorei essa raiva dela por que se tivesse que conviver com um parasita como ela, eu já teria esganado ela.

A professora entra na uma Jasper Sanguínea enorme… ela encara cada um como um ser insignificante. Até parar na Red, ela parecia estar com…. Medo? Porque a professora teria medo dela…. Antes de eu poder pensar em uma razão, ela inicia a aula.

- Escutem me aqui seus pedregulhos. Hoje teremos aula de combate com os novatos e alguns veteranos. Para os novatos e espero o melhor de vocês… e os veteranos… espero que vocês não percam senão vocês vão lavar esse lugar inteiro…

Coitado dos veteranos que tiverem que limpar o ginásio inteiro. Ela criou uma chave de lutas para que quem vencesse ficasse na próxima aula de folga e é claro que não passaria uma chance de ficar de folga. A primeira luta aconteceu… era a Red contra um Ruby. A luta foi bem rápida já que ela só mandou o Ruby desistir e ele obedeceu. E para piorar no final ela mandou um beijinho para mim… Minha primeira reação era pula no chão e me proteger do beijo explosivo dela, mas me contive.

A próxima luta era minha contra uma gem que de acordo com a Turquesa se chama Pieter. Uma gem azul qualquer, com nada de diferente ou ameaçador. Ela me olha com uma cara de felicidade.

- Ha… isso vai ser fácil, já que você é um novato.- Pieter diz sorrindo

Ela se prepara para atacar sem invocar sua arma. Acho que ela realmente crê que eu nunca lutei antes e está sendo boazinha… Dá até dó de lutar com ela. A gente espera o apito da professora. Quando ela apita, a Pieter corre em minha direção e me tenta dar um soco. Eu me desvio com cuidado já que ela é mais rápida do que aparenta ser. Vou dando passos lentos para trás até chegar a borda do ringue. A Pieter percebe e dá um sorriso e se prepara para o seu último golpe. O soco dela voa para o meu rosto, e ela teria me acertado… se eu fosse um novato, mas eu não sou. O soco dela começa a vir para mim quando eu desvio para a esquerda e em seguida eu peguei o pulso dela e puxei ela para fora do ringue. Acho deixei ela surpresa por que ela ficou sem reação de tão rápido que eu fui, por que ela acaba caindo de cara no chão. Eu com um pouquinho de pena dela, mas só um pouquinho. Eu ajudo ela se levantar, já que as gems em volta dela estavam rindo sem parar.

- Desculpa… era só para te tirar do ringue…

- Tudo bem… eu é que não prestei atenção. – Pieter deixa ser ajudada pelo Obsidian.

- Tá... novamente desculpa....

E assim minha primeira luta acaba. Eu tento voltar para o meu lugar, mas a Red me para no meio do caminho. Sinceramente essa gem não sabe quando desistir... Ela me olha com aprovamento.

- Tenho que admitir... eu não esperava que você fosse tão habilidoso e tão misericordioso. Sabe a próxima luta sua será contra mim... e eu espero que você me dê uma lição, porque eu andei sendo uma má gem....

Bom com ela falado isso e depois ido embora eu não pude parar de pensar em algo... o quão desesperada essa gem está? Bom eu fui tirar uma folguinha até minha próxima luta, que eu não estava nem um pouco entusiasmado para ele, tanto que nem prestei atenção nas outras lutas. Quando percebo a professora já está me chamando para subir. Eu volto até o ringue para encontrar a Red me esperando lá já, como cara feliz demais. Eu subo tentando manter o mínimo de contato visual com ela. Ela me manda um beijinho antes de começar a luta, eu viro meu rosto para ignorar ela. O que foi porque assim que virei a professora apita e inicia a partida. Nets que eu perceba a Red já está prestes a me bater. Tive que bloquear o ataque dela. Ela olha para mim e diz:

- O que foi Obsidian eu não fui uma garota má o suficiente?

Antes que eu possa responder ela tenta jogar uma bola de fogo no meu rosto. Eu consigo desviar, mas por pouco. Ela está começando a dar nos meus nervos.

- Nada pessoal amore... é que não posso perder minha reputação... nem mesmo para você...

Odeio gem que nem ela. Que só se importam com ela mesma. Tento manter a calma, mas após vários ataques e falas dela eu simplesmente perco um pouco a cabeça e decido revidar. A Red vem mais uma vez tentar me dar um soco flamejante, mas desta vez eu uso meus poderes para desviar dela rapidamente e dou uma rasteira nela fazendo ela cair eu me levanto sebre ela e pergunto:

- Desisti?

- Eu desistirei... se você me der um beijo...

Isso foi a gota d’água para mim. Antes que possa pensar em que fazer, eu bato o meu pé no chão e o solo sobe em diagonal de baixo da Red lançando ela para longe. Eu me retiro do ringue antes de qualquer um se recompor da cena, pelos menos é o que eu acho. Porque a minha espera estava a Methyst e a Turquesa as próximas a lutar a Methyst me olhava com muito ciúmes de que não foi ela que fez isso, já a Turquesa com um olhar preocupante.

- Você não exagerou demais Obsidian? – pergunta a Turquesa

Antes de eu responder a Methyst acaba respondendo para mim.

- Tsc.... Nah... Ela ganhou o que merecia...

As duas sobem no ringue para lutarem. E o final me surpreende... quem diria que a Turquesa podia paralisar as pessoas tão facilmente.  E assim as lutas se passaram até a última do dia que era eu contra a Turquesa. Quem diria... mais uma ironia do universo.

Nós subimos no ringue e esperamos até o som do apito. De repente nossa luta começo ela veio para cima de mim com a marreta dela tentando me acertar, mas a cada tentativa de acerto dela contra mim eu desviava. E a luta foi assim por um tempo. Eu comecei a brincar de mais com ela a ponto de ficar falando com ela.

- Ah Turquesa..... assim não dá... ficar me dando chances de desviar... assim a luta fica fácil demais...

Ela me olha com um sorriso de que acabei de aprovar ao nela. Ela vem em mim com ataque mais precisos e rápidos. Mesmo assim eu desviava com graça, nossa luta virou uma dança entre ataques e esquinas... passaram se vários minutos até que eu decidir que eu já tinha me divertido a suficiente. Eu ia atacar ela depois do próximo ataque dela, mas algo aconteceu porque assim que eu e ela percebemos ela escorrega para trás.

Eu não sei o que deu em por que assim que eu vi ela caindo eu corro para segurar ela. E com uma mão eu seguro a mão dela que estava para o alto e com a outra eu seguro a cintura dela. Peguei ela deitado no ar e eu em cima... ela olha para mim e agradece, mas eu nem escuto porque estou perdido nos olhos dela e ela nos meus porque ficamos imóveis por um bom tempo. Na minha cabeça não há nada além do desejo de sentir seus lábios de novo. Eu começo a puxar ela para mim e ela hesitar, porém depois se deixar levar pela emoção também. As írises dela mudam para formatos de coração, o que eu achei fofo e algo peculiar. Estávamos milímetros do lábio um do outro... prestes a nos beijarmos pela segunda vez. E iriamos se...

- Coff..

......não tivéssemos lembrado que a sala inteira estava nos assistiam. Nós dois demos um pulo um para cada lado de susto e vergonha. Como eu pude fazer isso. Eu nunca tive vontade de fazer isso antes.... porque agora. Eu olho em volta e percebo que alguns estavam filmando isso. Não... porque eles estavam filmando.... Eu olho para Turquesa e vejo que ela estava corando e olhando para mim. Aaaaaahhhhhhhh.... eu não sei o que fazer. Tenho que sair daqui para eu poder pensar. Eu me viro para a Turquesa e falo alto demais.

- Eu desisto....

E saio rapidamente do ginásio antes que alguém perceba o quanto eu estou corando. 


Notas Finais


Até a próxima pessoal...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...