História Corazón - Gastina - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Luna Valente, Matteo, Nina, Personagens Originais, Ramiro, Simón
Tags Agustín Bernasconi, Carolina Kopelioff, Gastina, Lutteo, Sou Luna
Exibições 256
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse capitulo é cheio de mistérios, no decorrer da fic, voces entenderam todos, mais alguns capitulos, e a fic entrara numa nova fase, ficara mais intensa e vocês conheceram um outro lado dos personagens...
Mais um
Boa leitura!

Capítulo 29 - Not this way.


Fanfic / Fanfiction Corazón - Gastina - Capítulo 29 - Not this way.

Nina on

Abri lentamente os olhos, encarando uma parede branca com alguns detalhes azuis, totalmente desconhecida por mim, olhei redor e percebi que estava em um hospital. Vi mamãe entrar alegremente pela porta e sentar ao meu lado.

- Mamãe o que houve? – Perguntei tentando me levantar, mas estava muito fraca para isso.

- Você desmaiou – mamãe sorriu singelamente.

- Tem haver com... – Fechei os olhos me recordando.

- Sim, tem a ver com o acidente que sofreu quando tinhas  quinze anos.

- Droga!

Fechei os olhos sentindo todo meu corpo voltar ao passado, a exatamente dia quinze de outubro, o pior dia da minha vida, é um dia que eu preferia apagar da minha memória para sempre, lembro o  quanto chovia, parecia que a chuva estava lavando toda a alma da cidade de Buenos Aires aquele dia.

- Mamãe já esta quase na hora? – Eu estava impaciente, pois iria à festa de meus amigos, agora não me recordo de todos eles e não me lembro  quem era o aniversariante.

Só me lembro do garoto que gostava, ele tinha um sorriso tão lindo, seus olhos e seu cabelo dourado, ele era tão lindo, não consigo me lembrar de seu nome, e tudo isso é devido ao meu terrível acidente.

- Calma filha – Mamãe sorriu – Esta quase.

As horas passavam lentamente, eu fiquei sentada olhando o relógio de minuto em minuto, não aguentava de ansiedade, estava muito ansiosa para desfilar pela festa com meu novo vestido, cor de abobora,  tão lindo.

- Vamos filha – Mamãe sorriu.

Aquele dia tinha tudo para ser perfeito, mais tudo mudou quando botei os pés na casa e vi algo  que não me agradou em nada, infelizmente eu não lembro do que vi, só sei que sai correndo sem olhar para trás.  E senti todo meu corpo ser jogado ao chão, eu estava tão destruída naquele  momento que não me importaria se morresse.

Eu fui atropelada, lembro que passei por uma cirurgia traumática e o médico contou que eu havia passado por uma cirurgia delicada, minha cabeça havia sido arremessada contra o chão, então provavelmente eu se esqueceria de tudo que aconteceu antes daquela droga de acidente.

E bem por isso não me lembro de nada desde meus quinze anos, as vezes alguns flashes me veem a cabeça mas são lembranças muito confusa, sempre percebi que mamãe me escondia algo, mas nunca tocava nesse assunto, pois ela chorava rios, só de lembrar que quase me perdeu.

Depois desse acidente tudo na minha vida mudou, eu não lembrava de meus amigos e eles não tiveram o trabalho de me ajudar a lembrar, me abandonaram e eu mudei de escola, virando a garota que vocês conhecessem agora, fechada totalmente sem sentimentos, sem vontade de viver, bom quer dizer eu era tudo isso até Gaston Perida a parecer e bagunçar totalmente minha vida.

- Nina, alguém quer vê la – Mamãe sorriu e eu sai rapidamente de meu transe.

- Quem? – Perguntei, mas entendei de quem se tratava quando a porta foi aberta.

- Gaston? – Perguntei surpresa.

- Vou deixar vocês conversarem.

Mamãe sorriu  eu assenti sorrindo fraco.

- Você me deu um susto, garota – Ele colocou a mão no peito se fingindo atingido.

- Foi mal, eu não lembro que me aconteceu – ri sem humor.

- Esta brincando né? – Gaston quase gritou.

- Não – O olhei confusa.

- Havíamos acabado de ver o vídeo de sue acidente e nele provava que a Delfi te empurrou.

- Eu sei – sorri vitoriosa.

- Sabe?

- Estava apenas zombando de você Gaston – sorri debochada.

-Ufa, por um momento achei que teria que te provar que não fui que eu causei seu acidente.

- Você sabe que antes de ver o vídeo eu já confiava em você – sorri fraco.

- Obrigado – ele se aproximou e acariciou meus cabelos.

Era estranho estar no mesmo ambiente que Gaston, sem beijos, sem malicia, sem toques, sem provocações sem briga e sem nos odiarmos. Cada vez mais meu mundo estava virando de cabeça para baixo.

- Parece que dessa vez, eu ganhei – Me referi a ter o enganado.

- Não deveria contar vitória antes do segundo tempo Simonetti – Gaston sorriu.

O encarei por um longo tempo, analisando sua beleza mais de perto, desde seus cabelos dourados alinhados perfeitamente em um topete aos seus olhos castanhos intensos e sua boca carnuda tão convidativa.

- Não deveria encarar as pessoas dessa forma – Ele corou sorrindo.

- Desculpe – senti minhas bochechas queimarem.

- Eu gosto – Ele sorriu.

- Gosta? – perguntei confusa.

- De você

Eu arregalei os olhos.

- Quer dizer... Eu gosto que você me encare – ele tentou concertar.

- Gosto de apreciar o que é bonito – Sorri.

Naquele momento, quem entrasse naquela sala acharia que eramos amigos, colegas ou até mesmo namorados.

- Gaston, é... – Merda! As palavras não saiam.

- É? – ele focou seus olhos em mim.

Respirei fundo e soltei de uma vez.

- O que nós somos? – Abaixei a cabeça.

- Como assim?

- Nos odiávamos, depois nos beijamos, agora eu não consigo resistir a voce e eu não sei o que somos.

- Amigos? – Ele sorriu

Neguei com a cabeça.

- Colegas?

- Neguei novamente.

- Que tal... Rivais? – Ele sorriu abertamente.

- Rivais? – Sorri – Gostei, somos rivais.

- É mais leve do que inimigos.

- Sim.

Ouvi algumas batidas na porta, Gaston se levantou a abriu.

- Você sta bem?

- Estraga prazeres – Gaston sussurrou e eu segurei o riso.

- Sim, Xavi estou obrigada – sorri fraco.

Gaston só revirava os olhos enquanto nos observava.

- Ele esta te incomodando? – Xavi se referiu a Gaston.

-Não – sorri.

- Não? – Xavi quase gritou.

- Não Xavi – Repeti.

Hum – Ele deu de ombros.

- Então Nina, espero eu fique bem,s e cuida viu – Gaston sorriu e depositou um beijo em minha cabeça.

Sorri com seu ato de carinho e lhe mandei um beijo no ar.

- Por que ele esta te tratando assim? – Xai perguntou aparentemente irritado.

- Gaston é um enigma. – sorri pensando no Perida.

- Eu não gosto dele.

- Nem eu – Rebati.

- Então por que quase fodeu com ele Nina – Xavi levantou-a  voz e parecia que um peso havia saído de suas costas.

- Que? – Quase gritei.

- Ele me contou, vocês quase  foderam na biblioteca, merda, Nina!.

- Desculpe – abaixei a cabeça.

- Não tem que se desculpar, não temos nada.

- Não me sinto bem, o vendo nesse estado.

- Como você quer que eu fique? Eu te amo porra!

- Eu também te amo Xavi – Sussurrei.

- Não da forma que eu queria que amasse. – Ele sussurrou e virou indo embora. Antes de sair pude ver algumas lagrimas no canto de seus olhos.

Respirei fundo  encarei as paredes brancas, segurei todo meu ar e sussurrei para mim mesma.

- Desculpe, mas mesmo não querendo, mesmo lutando, mesmo fazendo toda a força possível, eu amo o Gaston Perida, talvez o ame até mais do que imagino.

 

 

 

 


Notas Finais


Não deixem de comentar
Jaja tem mais e ai respondo todos os comentarios
Beijos no core
Amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...