História Cores da vida. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Gaaino, Itadei, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema
Exibições 150
Palavras 3.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Uma noite no hospital. Sai, para. Fui cantada ou não?


Fanfic / Fanfiction Cores da vida. - Capítulo 14 - Uma noite no hospital. Sai, para. Fui cantada ou não?

Sakura -A patricinha

Nós ficamoos com a Ino até a hora de visitas acabar. Só que, Temari e Tenten estão batendo boca com a moça até agora, para persuadir a moça a nos deixar ficar aqui. 

-Você sabe quem eu sou? A herdeira dos Mitsashi. H-E-R-D-E-I-R-A. -Soletrou Tenten e eu ri da cara de assustada da moça. 

-E olha aqui, eu sou filha de Sara No Subaku. F-I-L-H-A! -Colocou pilha na fogueira, eu estava meio assustada com a insistência delas.

-E-Eu entendo que vocês queiram ficar com a amiga de vocês, mas eu não posso permitir. São regras.

-Que regras que o quê.  É só um dia, trás o dono do hospital que a gente conversa com ele.

-Mas ele não está…

-Então, nós deixa aqui. Juro que não contamos pra ninguém.  Vamos ficar em silêncio.  Por favor. -Apelou Tenten,  a moça suspirou e assentiu, Temari e Tenten se abraçaram em um surto de felicidade. 

-Tudo bem, mas só hoje e fiquem em silêncio. 

-Obrigada moça, você é demais. -Bajulou Tenten a moça sorriu e fechou a porta do quarto. Eu e Hinata nos encaramos meio sem acreditar.

-Mas eu não vou ficar aqui…

-Deixa disso Hinata. É só por um dia. -Falou Tenten e Hinata deu de ombros e pegou o celular dela, indo pro canto da sala, Ino dormia na cama, ela parecia estar muito cansada e eu só conseguia encarar o curativo em sua barriga.

-Sai me paga! Como ele teve coragem de fazer isso com a Ino?-Perguntou Tenten, com raiva. Eu fiz sinal de silêncio. 

-Para, Ten. Vamos dormir, se não vamos acordar a Ino, e ela precisa descansar. -Falei, me ajeitando na cama ao lado da de Ino, ficou eu, Hinata e Tenten em uma cama e a Temari foi pra de Ino.

---*---

Temari -A madura;

Eu acordei com o som de algumas risadas baixas, no começo só me remexi, sem me importar, mas quando elas voltaram mais altas eu tive que acordar.

-Poha… parem de rir… -Pediu Tenten com a voz sonolenta, eu abri os olhos com dificuldade e olhei pra Hinata e Sakura que tampavam a boca para abafar o riso.

-O que foi?-Perguntei, sonolenta.

-Tenten, assim que acordou, caiu da cama, aí logo depois, ela deu de cara com a parede. -Diante de tais palavras eu ri.

-Meu deus…

-Parem com isso, eu sou lerda quando acordo.

-Você é lerda sempre. -Ajustei a frase. Ela me olhou com raiva e meu deu língua. 

-Tenho que concordar com a Temari.  -Ino falou do nada nos fazendo tomar um susto.

-Ino?

-Hã… sabe, essa frase é minha. O que estão fazendo aqui?  -Falou nos olhando com a sobrancelha arqueada.

-Longa história.  Conta, você ta bem?-Perguntou Sakura, se aproximando da cama que eu estava com a Ino junto a Hinata e Tenten. 

-To sim, já falei pra vocês, mas nenhuma me ouve. Não precisava disso, é sério. -Emburrou fazendo bico.

-A gente só ficou aqui por quê sabemos do seu medo de dormir sozinha.

-Isso Sakura… Me engana que gosto. E não mintam pra mim!-Pediu e ficamos em silêncio.  Até que resolvi me pronunciar.
-Ino, a gente ficou aqui mais por medo. Medo do Sai vir aqui e… Bem, você sabe. -A informei, as meninas assentiram e ela suspirou e se sentou na cama.

-Meninas, acho que vocês não sabem da história toda. -Falou e massageou as têmporas.  -Vamos lá,  eu vou contar…

---*---

-Você o QUÊ? -Perguntou Sakura de forma incrédula, eu estava da mesma forma. Como ela pode fazer isso?

-Me joguei na frente de Shikamaru. Isso mesmo. -Tornou a falar. -E não venham querer me falar que eu não devia, por que ele é meu amigo e se for preciso faço tudo de novo por ele. -Falou levemente irritada.

-Calma Ino… Nos entendemos seu lado. Eu também faria a mesma coisa pela Hanabi. -Falou Hinata e Ino sorriu pra ela.

-Gente…

-Que foi, ten?

-Eu… Eu tenho que contar uma coisa pra vocês também. 

Lá vem. Antes que Tenten abrisse a boca, a moça da noite passada abriu a porta com uma sacola enorme em mãos. Ela sorriu para a gente e veio até a Hinata.

-Você é a Hinata, né? -Perguntou simpática.

-Sou sim! É pra mim, né?

-Sim, um homem chamado Sebastian veio lhe entregar. Toma. -Falou e deu o saco a Hinata que o pegou.

-Obrigada. Se o homem ainda estiver lá, agradeça a ele por mim. Por favor.

-Claro. Agora, com sua licença… -E saiu do quarto. Nós viramos curiosas pra Hinata.

-Ei, quem é esse tal de Sebastian?

-Meu motorista, nem pense besteira Ino.

-Isso é melhor que qualquer besteira que eu possa pensar. Fala sério! Seu motorista se chama Sebastian! É o meu sonho! -Nós entre olhamos e começamos a rir.

-Deixa de ser besta, Ino.

-Você é uma chata, Sakura.

-Parem as duas!-Me intrometi antes que aquilo piorasse. -O que tem nesse saco, Hina?

-Hã?  Roupas, pedi para ele trazer pra gente. -Falou e sorriu. Sinceramente, como ela podia ser tão fofa? -São roupas minhas, não sei se vão gostar do estilo, mas…

-Mas você pediu algumas roupas da Hanabi né?

-Não. Por quê?

-É que se a Sakura colocar suas roupas, vão ficar muito folgadas… -Falou, apontando pros seios, eu não aguentei e comecei a rir junto a Tenten.

-INOOOOOOOOOOOOOOO!!!!-Berrou Sakura com raiva.

-Briga, briga, briga!

-Parem já com isso! Tenten e Temari parem de incentivar, Sakura saia de cima da Ino, ela está machucada e também… Isso é verdade. Pode ficar folgado.  -Agora sim começamos a rir, se até a Hinata falou isso é por quê a situação tá feia.

-Até tu, Brutus?

-Vamos nos vestir logo vai. Espero que aqui tenha banheiro. -Comandou Tenten e seguimos ela ainda rindo da cara de Sakura.

-Parem de rir! Os peitos da Hinata são anormalmente grande, em qualquer uma ficaria folgado!

-Sakura, você não tá entendendo,  as MINHAS roupas em você ficariam folgadas.

-QUEREM PARAR? EU TENHO MAIS BUNDA QUE AS TRÊS JUNTAS.-Berrei e depois que notei o que falei eu tampeo a boca. Eu não acredito nisso!

---*---

Sakura -A patricinha

-Ai adivinha só? A Sakura berrou no meio de todo mundo: "QUEREM PARAR? EU TENHO MAIS BUNDA QUE AS TRÊS JUNTAS!" -Eu bufei ouvindo todo mundo dar risada.

-F-Fala serio testuda…

-Me erra. Me erra. -Repeti de saco cheio dos risos alheios.

-Qual o motivo das risadas?-Ouvimos a porta ser aberta e nós viramos vendo os meninos entrarem.

-Haaaa, Shika, você não sabe… -Antes de Ino completar eu tampei a boca dela.

-Hm?

-Nada, deixe quieto. -Respondeu Temari sorrindo. Bufei e cruzei os braços. 

-Que foi, Sakura-Chan? -Naruto chegou ao meu lado.

-Ha, as meninas me pertubando. -Falei enchendo as bochechas de ar. Que saco!

-Ata… Bem, só revide. Vocês são amigas, não deve ser tão difícil assim.

-Hm… Pode ser. Aliás o que fazem aqui? Shikamaru e Gaara até entendo mas o resto…

-Ha, sim… A gente saiu hoje pra ir em um lugar, e como passamos por aqui, Shikamaru e Gaara decidiram entrar. E pra não ficarmos esperando sem nada pra fazer, resolvemos subir também. -Sorriu e eu retribui o sorriso.

-Entendi… -Falei e mudei meu olhar para Ino, que se encontrava rindo da briga de Shikamaru e Temari.

Hinata -A tímida

-Deixa de ser problemática!
-Deixa de ser preguiçoso!

-Os dois! Parem com isso! -A enfermeira interromoeu a briga, atraindo a atenção de todos pra ela. -A paciente está debilitada, podem por favor, não brigar e muito menos gritar perto dela? -Suspirou, Temari e Shikamaru se calaram, ainda olhando feio um pro outro. -Um homem deseja falar com você. Aliás, dois.

-Quem será?

-Não sei Sakura. Pode mandar um entrar, mas, só um. -Esclareceu e a moça assentiu, logo um homem que me lembrava muito a Ino, apareceu.

-Pai?

-Ino! Ha, olha o que você fez comigo. Desapareceu sem ao menos me falar nada.

-Pai…?

-Cale a boca, você não está em direito de falar merda nenhuma, Ino. E pensar que sua mãe…

Ino se levantou em um pulo, e foi pra frente do homem que ela chamou de pai.

-Não.Fale.Da.Minha.Mãe.

Ela recitou, pausadamente. O homem engoliu em seco e pareceu ficar mais irritado ainda. Antes que eu pudesse raciocinar o que estava acontecendo, o som de um tapa estalou. Eu arregalei os olhos.

-Ei… O que você pensa que está fazendo com minha amiga?-Sakura se levantou de forma violenta e pegou ele pela gola, Ino estava com a cara normal. Como se nada tivesse acontecido.

-Quem é você?

-Alguém que tem um soco ótimo pra idiotas que nem você. -Largou ele no chão que foi pra fora da sala. Eu corri até a Ino, a abraçando.

-Ino? O que diabos foi isso? -Minha pergunta foi ignorada por um tempo, até que ela levantou os olhos e parecia mil vezes mais cansada.

-Um distúrbio de personalidade do meu pai. Não se preocupe. -Bufou. - A preocupação deve ter mexido com algo no cérebro dele que desencadeou a personalidade agressiva dele. -Ela voltou a se deitar e sorriu. -Vamos, odeio clima tenso.

Isso não ajudou ele a esvair. Shikamaru estava ao lado de Ino e Tenten foi procurar a médica para ela ver o tapa que ela havia levado.

-Bem… Não sabia que nerds podiam bater. -Quebrou o clima tenso, Sasuke. Quando Sakura notou que ele tinha se referido a ela, ela ficou corada e olhou ao redor.

-A Sakura sabe bater muito bem! Ela é a melhor nisso! Vocês precisam ver um soco da Sakura!

-Ino! Isso é coisa que se diga?

-E por quê não? Você é forte, Sakura. Não sei por quê não usa essa força.

-Deixe eu e minha força em paz. Sem falar que, nem sou tão forte assim.

-Quê?  -Berrou, Naruto que avia vindo para o meu lado. -Você faltava me matar com aqueles socos.

-Não acredito que levava socos de uma garota, Naruto.

-Qual o seu problema com levar socos de garotas, Shikamaru?

-Chegou a problemática.

E eu sorri. Logo o clima já estava melhor e eu conversava com Naruto, as vezes ele falava coisas que me fazia corar, mas, na maioria das vezes, ele viva me fazendo rir.

Sakura, agora tentava calar as meninas sobre seus socos, enquanto Sasuke e Neji pareciam interessados no assunto.

-Fale você mesma, Sakura. Estou interessado em saber como um garota pode ser tão forte.

-O que você quis dizer com isso, Uchiha?

Mas, logo nossa alegria acabou quando Sai entrou pela porta.

-Sai?!

-Sai…

Shikamaru:

Quando eu vi aquele idiota aparecer ali, com a cara mais limpa do mundo, eu senti meu rosto ferver de raiva. Eu iria acabar com a raça daquele imbecil. E iria mesmo, se Ino não tivesse me impedido de continuar.

-I…

Antes dele continuar eu me soltei de Ino e fui até ele.

-Acho bom ficar longe dela. -Fui segurado de novo, dessa vez pela problemática da amiga de Ino.

-Não faz isso, Sai é perigoso. E ele nunca machucaria a Ino. -Falou no meu ouvido, me virei pra ela totalmente irritado.

-Não foi o que pareceu.

-Ele não queria machucar a Ino! Queria machucar você.

-Não se trata só disso. Sabe do que ele ameaçou a Ino?

A esse ponto ela já havia me puxado pra longe dele, dando espaço pra ele ir até a Ino.

-Sei. Acredite, preguiçoso. Ele não vai machucar a Ino. Ele não seria maluco. -Suspirou e sorriu maliciosa. -Quando terminar toda essa confusão, prometo que junto vocês dois.

-Ta maluca? Eu e Ino somos irmãos.

-Sei… Ahã. -Sorriu ainda mais maliciosa e eu revirei os olhos, me apoiando nela. -E a intimidade? Pegou aonde?

-Posso te perguntar o mesmo. -Nos olhamos e rimos.

-Gente, quero que me deixem sozinha com o Sai. -Eu arregalei os olhos diante do pedido de Ino.

Ela queria mesmo ficar sozinha com ele?

-Vamos. -Falou Temari, me puxando. Eu iria me soltar mas quando me virei pra ela, ela só me olhava seria. Eu suspirei e a segui.

Não conhecia esse Sai, nem o relacionamento dele com a Ino, e ela sim. Não custava tanto acreditar nela.

-Como você é problemática.

-Me erra, preguiçoso. Me erra.

Ino -A estilosa.

Eu estava com a maior carranca da minha vida. Eu não queria olhar na cara do Sai, mas eu já sabia que ele ia pedir isso. Eu não estava com raiva do que ele fez comigo, sei que foi um acidente ele ter me machucado, mas, eu estava realmente brava com o fato dele ter tentado machucar meu amigo.

Meu melhor amigo, meu irmão. Eu puxei meu braço quando ele tentou encostar em mim.

-Ino… Por favor… Me desculpe, eu não queria te machucar.

-Eu não estou brava com isso, Sai. -Suspirei e finalmente o encarei. -Estou irritada por você ter tentado machucar meu amigo.

O rosto de Sai continuava o mesmo, sem emoção ou qualquer tipo de traço que eu pudesse ler. Mas, as sombrancelhas estavam levemente curvadas.

-Me desculpe por isso também Ino. Eu poderia tentar pedir desculpas a ele, mas, ele avançaria em cima de mim.

-Shikamaru não faria isso! Ele é alguém de bom coração! Ele evita qualquer tipo de luta, ele odeia machucar as pessoas! Shikamaru é diferente de você! 
Gritei, sem me importar com qurm iria ouvir.
Ele não podia falar assim de Shikamaru, não mesmo.

-Você é muito inocente Ino. -Disse e se levantou. -Não vou ficar mais tempo aqui, vim aqui para te pedir desculpas. Eu realmente não queria ter te machucado. -E saiu.

Fiquei em silêncio e sozinha. Comecei a pensar em como eu poderia ter evitado preocupar minhas amigas e Shikamaru… Até mesmo o próprio Sai. Eu sempre faço tudo errado…

-Ei, loira. -Tomei um susto quando vi Gaara na porta.

-Oi, palito de fósforo.

-Ele te fez alguma coisa?

-Não. Ei, não venha pra cá achar que eu não sei me defender sozinha. Eu deixei você me proteger, mas eu não preciso de proteção.

-Baixinha do jeito que é, precisa sim.

-QUEM AQUI É BAIXINHA, GAARA? Baixa é a Hinata, infeliz.

-Ahã…

-Idiota.

-Besta.

-Chato.

-Insuportável.

-Feio.

-Mentirosa.

-Estrupicio.

-Burra.

-Abestalhado.

-Horrorosa.

-Brocha.

-Vaca.

Nos olhamos com raiva e ficamos assim por alguns segundos, até que eu sorri e mandei dedo pra ele.

-Besta. Vai, sai daqui.

-Me obrigue.

-AGOOOORA!

-Tudo bem, eu ia falar sobre Naruto e Hinata ma…

-Me conta.

-Sabia. -Revirou os olhos.

Ele veio até mim e se sentou ao meu lado e começou a falar que Naruto estava tentando acalmar Hinata.

-Aí teve uma hora que ela caiu por cima dele, e os dois foram pro chão. Eu juro que não dava pra saber quem tava mais vermelho.

-Meu deus! Muito a Hinata. -Ri e falei que achava suspeito a relação de Neji e Tenten, resolvi não mencionar Shikamaru e Temari, já que talvez ele fosse ciumento.

-Ha, eu realmente notei que Tenten tira Neji do sério, mas não acho que role alguma coisa.

-Quer apostar?

-Quero. Mas, sem dinheiro.

-Ótimo. Quer apostar o quê, então?

-Hm… Uma ordem?

-Perfeito. Apostado. -Demos a mão e eu sorri, ele não parecia muito a vontade para sorrir, então soltei minha mão da dele e puxei seus lábios pra cima, formando mais uma careta do que um sorriso.

-AHHHHHHHHH!!!!! -O grito agudo me fez tomar um susto e olhar na porta, as meninas estavam ali, com um celular na mão e me encarando maliciosas.
-Meu deus… Shikamaru vai me matar se ver isso. -Suspirou e eu ri.

-Ele tem ciúmes de mim, né?

-Ciúmes? Ciúmes ainda é pouco.
-Ele tem seus motivos. Agora, sai, sai. Antes que elas comecem a pensar coisas nada a ver.

-Ha, vai dizer que não me pegaria?

-Não.  Você é meu guarda-costa. Não pegaria meu guarda-costa.

-Então quero meu salário.

-Besta, sai.  -Ri dele que saiu do quarto e antes disso, bem na frente das meninas, piscou o olho pra mim.

Claro que elas não deixaram passar e começaram a berrar e gritar e me exigir explicações.

Ha, Gaara… você me paga.

----*---

Sakura -A patricinha.

Já estava de noite e os meninos ainda não haviam saído, pelo que ouvi de Naruto, eles não precisavam mais ir pro tal lugar. Fiquei tentada a perguntar, mas, deixei quieto.

Mas, já estava na minha hora de ir.

-Ino, porquinha, já vou. -Sorri pra ela que assentiu e me deu joinha, me despedi do resto das meninas e do Naruto, o resto, só acenei. Mas, fui parada por um homem lindo, que se chama Sasuke.

Meu senhor, multiplica.

-Eu também já vou. -Anunciou e se despediu dos meninos e acenou para as meninas que retribuiram. -Quer que eu te leve? -Eu ia falar que não, mas, pensando bem, que mal faz?

-Pode ser. -Tentei ser discreta, mas claro que isso não escapou de Temari. Que me olhou daquele modo:

"Vou te encher de pergunta. Se prepara. "

E eu suspirei só de pensar no que aconteceria. Logo eu estava saindo pra fora do hospital junto a Sasuke, mas, ele parou e soltou um chingamento, ficando irritado.

-Que foi?

-Esqueci a chave do carro com Naruto, tenho que voltar.

-Não precisa, se não se importa, podemos ir a pé. Mas, minha casa é longe. Então se não quiser, me fala.

-Não, tudo bem, se não se importar mesmo, podemos ir a pé.

Eu sorri e voltei a falar que aquilo não era nada e fomos caminhando, saímos conversando pelas ruas a noite. Estava com um pouco de medo, mas, Sasuke me tranquilizou, falando que não havia nada demais.

-Olha, Sasuke, que fofo! -Disse, apontando pra um gatinho, ele me olhou e foi até o gatinho e o pegou sem custo. -Como é fofo!

-Prefiro você.

Na hora meu rosto queimou, eu fiquei sem saber o que responder ou mesmo falar, ele tinha me cantado?

Ele riu e me deu o gatinho.

-Calma, calma… foi só uma brincadeira.

Brincadeira? Sério isso?

-Não que seja feia, mas não precisava fazer cosplay de um tomate.

Bufei e fiz bico. Pelo menos era um tomate e não a Hinata.

-Eu só fiquei surpresa. Pensei que estava me cantando.

-E se eu estivesse?

Meu rosto voltou a produzir o que parecia extrato de tomate.

-Surpresa de novo?

-SASUKE! -Gritei, totalmente envergonhada e ele começou a rir.

-Calma…

Fomos o resto do caminho conversando, as vezes ele fazia algo que eu corava ou ria, mas até que foi bem divertido passear com Sasuke.

É… Talvez eu tenha algo pra falar a elas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...