História Corporação Batman - A Origem - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Asa Noturna, Batman, Liga da Justiça, Mulher Maravilha, Novos Titãs (Teen Titans), Supergirl, Superman
Personagens Alfred Pennyworth, Asa Noturna, Barbara Gordon, Barry Allen (Flash), Bruce Wayne (Batman), Canário Negro, Ciborgue, Clark Kent (Superman), Comissário James "Jim" Gordon, Damian Wayne, Diana Prince (Mulher Maravilha), Dick Grayson, Donna Troy (Troia), Dr. Thomas Wayne, Estelar, Hal Jordan, Helena Bertinelli, Jason Todd, Kara Zor-El (Supergirl), Lucius Fox, Martha Wayne, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Richard John "Dick" Grayson, Robin, Roy Harper (Arsenal), Stephanie Brown, Timothy "Tim" Drake, Wally West (Kid Flash)
Tags Alfred Pennyowth, Arsenal, Batgirl, Batman, Bruce Wayne, Capuz Vermelho, Clark Kent, Corporação Batman, Damian Wayne, Dick Grayson, Donna Troy, Drama, Estelar, Família, Gothan, Guerra, Jason Todd, Jim Gordon, Lex Lutor, Lucius Fox, Quadrinhos Dc, Red Robin, Robin, Salteadora, Stephanie Brown, Superman, Talia All Ghul, Tim Drake, Wayne
Exibições 70
Palavras 811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii meus leitores, agradeço pelo carinho de vocês e espero que continuem curtindo a fanfic rsrs "beijins"

Capítulo 23 - "Acidentes acontecem"


Fanfic / Fanfiction Corporação Batman - A Origem - Capítulo 23 - "Acidentes acontecem"

"Que merda foi essa?"-Arsenal resmungou olhando para a porta que Capuz havia entrado minutos antes.
"O que houve?"-Robin perguntou aparecendo na escada.
O garoto olhou para a mãe que estava acordando e para o homem amarrado a ela que parecia desacordado.
"Ouviu isso garoto?"-Arsenal perguntou ignorando a pergunta do Robin,
"Parece que foi um disparo"-O Robin caminhou até a porta entreaberta.-"Eu vou lá".
"Não"-Arsenal segurou seu ombro.-"Fique com eles... Mas saiba que sei que Jason prendeu muito bem esses dois..."-O ruivo disse com uma certa desconfiança para o menino.
Mesmo relutando Robin ficou.
"Aproveita que ele saiu, pegue a katana e me solte"-Tália murmurou.
Damian caminhou até a arma da mãe, a segurou e olhou de volta para Tália... Ficou parado a observando.
"De que lado você está Damian?"-Ela perguntou entredentes.
"Não do seu"-O menino se afastou-"Por que não me disse que isso era uma armadilha? Por que queria que eu soubesse disso tudo?"
"Para você escolher seu lado nisso, você nasceu para ser um líder e não responder a ordens.
Não devia estar com eles"
Damian deu mais um passou para trás.
Sua cabeça estava um turbilhão.

****

O som ecoou por todo o corredor.
Identificando de onde era, Superman rapidamente e literalmente voou para lá.
Batman o seguiu, claro que não na mesma velocidade, os outros acompanhavam batman, ou tentavam.
Nesse momento o morcego imaginava que alguma tragédia já havia acontecido.

****

"O que você fez?"-Capuz desarmou o homem e apontou a 9mm para este.
"Se eu fosse você chamaria o socorro"-O homem disse sorrindo e com as mãos para o alto.
John não gritou, não chorou, não resmungou, afinal nem sentira a dor.
Apenas sentiu algo quente por sua blusa.
Assustado o menino segurou a hemorragia com as mãos, mas isso não impedia o sangue de descer pelo seu corpo e manchar o chão de madeira.
Capuz vermelho mesmo relutante, abaixou a arma e foi até John, ajoelhou e apoiou o menino em seu braço.
John tinha dificuldade de falar, e o brilho que antes havia nos olhos... Agora estavam opacos.
Capuz olhou em volta.
O homem havia sumido.
Agora não importava mais.
Jonathan em um momento de força apontou para algo atrás de Jason.
Ele olhou, e viu um tubo de ensaio transparente de vidro entre dois livros... Juntos de outros tubos vasios.
"Imagino que seja o antídoto, ok garoto, mas agora tenho que te levar daqui"-Capuz disse com o menino ja desfalecendo em seus braços.
"Capuz..."-Arsenal entrou e chocado ficou sem reação.-"Cara o que você fez?"-Ele disse olhando para o menino desmaiado.
"O que? Não foi..."
"Ele não deveria ter uma resistência a armas comuns não?"-Arsenal interrompeu desesperado ainda parado na porta.
Uma das  portas que o Capuz havia percebido na sala antes, foi totalmente destruída.
Superman estava diante daquela cena.
Olhou para o filho, e se aproximou com uma mistura de cautela e desespero.
Tirou o garoto dos braços de Jason e observou no tórax do filho um projétil de 9mm perfurando seu pulmão.
Então olhou para a arma com sangue na mão de Jason.
"O que aconteceu?"-A voz que mais parecia um rugido de de Batman fez Jason despertar para o que parecia ser.
Não havia provas de quem era o local, Tália e Luttor não falariam, não havia mais ninguém, e Jason segurava a arma que causou o ferimento de Jonathan, sendo ele ainda considerando suspeito.-"Eu..."
"É melhor você se manter calado."-Superman disse.-
"Leve Jonathan até a caverna, Alfred pode cuidar dele"-Batman disse.
O homem de aço concordou aconchegando o filho que respirava com dificuldade em seus braços.
"Onde está Kara?"-Ele perguntou.
"Donna a levou para a caverna"-Capuz disse olhando para o garoto feliz e ativo que conhecera, e que agora mal conseguia inspirar o ar a sua volta.
Antes de sair, Superman olhou para Jason com um olhar que quase não usava.
Naquele momento tudo o que sentia era raiva.
"O que houve?"-Batman perguntou.
"Se eu disser que não fui eu você vai acreditar?"-Capuz vermelho se levantou olhando para o sangue em sua roupa, mãos e na arma que largou encima da mesa.
"Posso tentar, mas depois de tudo..."
"Esquece... Não vou me esforçar mais pra você confiar em mim... Você não é o detetive? Descubra sozinho Batman"-Capuz disse esticando as duas mãos.
"Jason..."-Arsenal chamou o amigo que apenas olhou para ele e sorriu, um sorriso cansado.-"Não vou ficar lá muito tempo."
Capuz olhou para a estante de livros e para o ruivo que não tirava os olhos dele.
Arsenal acompanhou o olhar e depois assentiu.
"Você não está me dando opções Capuz Vermelho."-Batman murmurou.
"Existe sempre várias opções"-Jason sussurrou para si mesmo. De forma inaudível para os outros dois.
A equipe que chegara agora no local não entendia muito bem o que havia acontecido.
Mas não contestaram ao saber que Jason estava indo no batmóvel de Batman... Para o Asilo Arkhan.

   


Notas Finais


Logo logo o mais desenrolos rsrs boa leitura morcegos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...