História Correntes da Memória - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Kirito_beater
Visualizações 9
Palavras 614
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá!! Essa fanfic é dedicada a um amigo muito importante. Hoje é um dia muito especial para ele, e espero que ele tenha boas memórias com esta história, parabéns amigo, felicidades!!

Capítulo 1 - O Valor de um Legado


Tochas cintilavam penduradas nas paredes das casas do reino, em meio ao silêncio, ouvia-se pessoas conversando em suas residências e moradias. Então, viu-se um vulto passando por uma rua correndo com uma expressão visivelmente desesperada; minutos depois, seguiu-se a imagem de um outro vulto, que desapareceu virando em uma outra viela com pouca iluminação.

- Socorro! Este homem é louco! Ele quer me matar!! - Gritava desesperadamente, ofegante e engasgando com suas palavras enquanto corria para a praça do reino, onde as pessoas ouviam o som da banda que ali tocava uma música calma e relaxante.

Logo som da banda cessou, e todos olharam espantados para a agitação incomum do homem. Então viram um vulto saltando de um telhado a outro, e esse movimento se repetiu algumas vezes, pelos telhados das casas que circundavam a praça.

- Quem é você, espadachim da armadura negra?

"Eu sou...", uma voz de tom demoníaco soou abafado vindo de todas as direções. "Seu pior pesadelo!"

Em um movimento impossível de se acompanhar por olhos desacostumados, originou-se um som estrondoso de costelas se partindo, sob o gume de uma pesada espada; e o homem desesperado caiu ao chão, com o tronco despedaçado, e tingindo o chão da praça com o carmesim de seu sangue.

- Pense duas vezes antes de causar problemas a esse reino. - O elmo do homem abriu sem que esse o tocasse, revelando um rosto jovem, um rapaz de cabelos brancos.

- General! - Um soldado do exército do reino se aproximou ofegante. - Desculpe a demora, você é rápido demais, as tropas não conseguem acompanhá-lo nesse ritmo.

- Hahahahaha!!! - Gargalhou o General pondo a mão no ombro do soldado. - Ainda há muito a aprender. Como foi o resultado da missão?

- Tivemos sucesso, os invasores foram exterminados. - O soldado olhou pasmo para o corpo destruído no chão e as pessoas correndo ou olhando paralisadas. - ...Um mensageiro... Ele trouxe uma memsagem do rei, ele quer vê-lo pessoalmente.

- Certo. Vão beber e descansar, parecem precisar. - Disse desaparecendo em uma viela em velocidade surpreendente.

{Salão do Trono}

- Bem-vindo de volta! - Sorriu o rei, saudando seu velho amigo. - Fui notificado do seu sucesso, parabéns.

- O senhor me chamou? - Perguntou o General Kirito, tirando o elmo.

- Sim... Sabe que dia é hoje? - Acenou para que o general sentasse, e este o fez.

- Hoje é...

- Um dia de extrema importância. Pois, nesta data, comemora-se mais um ano de vida e glória de um grande amigo, um grande orgulho para esse reino e para mim, que eu acompanhei este se erguendo desde o zero, passamos por bons momentos, ajudamos um ao outro nas mais dificeis situações. Você me traz tantas boas memórias, nossas lutas, amizades, descobertas, vitórias e sacrifícios... Lembranças de quando nós bebíamos sem noção na taverna ou na floresta, ríamos de aleatoriedades e de quando lutávamos até beirarmos a morte por pura diversão. O tempo pode passar, espero que nunca nos afastemos, mas se ocorrer, seremos sempre bons amigos. Parabéns, Kirito! Você é o merecedor do legado de um mercenário...
"E o que seria um presente melhor para um mercenário como nós do que uma boa aventura? Com o tempo, as coisas mudam, mas há algo que nunca muda... A feroz vontade de lutar!"

O Rei se pôs de pé, empunhando uma espada negra como a noite, e uma cortina caiu na lateral do salão, revelando uma estranha porta de metal escuro, com as letras T.A.N. inscritas em vermelho nesta.

- Gostaria de mais uma dança, General? - Segurou a lâmina em frente ao rosto, e lançou um sorriso que Kirito conhecia muito bem.


Notas Finais


Não foi muito grande... Mas, espero que tenha gostado!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...