História Cortando O Mal Pela Raiz - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Sasuke Uchiha
Tags Cabelo, Cortando O Mal Pela Raiz, Hinata, Naruto, Sasuhina, Sasuke
Exibições 132
Palavras 812
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom, aqui está a terceira e última parte. Espero que tenham gostado da leitura! szsz'

Capítulo 3 - Parte III


Terceiro

 

O maldito teste de inglês havia sido surpresa, tanto para Hinata, tanto para os demais alunos da sala dela. E para o azar da garota, quando tudo estava dando certo em seu “plano”, apareceu esse teste na sua vida. Ela era péssima na matéria; o teste também era individual.

Foi um pouco ruim, passar a aula toda sentada naquela cadeira dura, quebrando a cabeça para lembrar verbos e lembrar o que era um cognata. Sem falar das tirinhas, totalmente em inglês!

Sendo a última a entregar o teste, e sendo a primeira pessoa com quem Sasuke queria conversar desde que o dia amanheceu, Hinata finalmente saiu da sala de aula. Buscou o ar que deveria sentir, puxando uma liga do braço para amarrar seu curto cabelo e tentar se livrar do calor e tensão.

O ônibus só apareceria dali a meia hora, o que dava tempo de procurar as meninas, essas que estavam curiosíssimas para saber melhor sobre o corte de cabelo. E caminho do banheiro, pois só agora havia lembrado que tinha uma bexiga (cheia), pensou nos inúmeros foras que havia dado no rapaz que estava sendo um tosco desde o início do ano.

Agora, ali parada na frente do espelho, Hinata sentiu pena de Sasuke. Sabia que estava pegando pesado com ele, mas também... ele praticamente pediu por todo esse gelo da garota. Se ele não sabia o que era um espaço, Hinata mostrou direitinho o que era ter um, colocando ele em último plano em qualquer lugar da escola que ela estivesse e ele também.

Cabelo crescia, foi o que disse a sua mãe. Estava gostando daquele visual, que apareceu meio que do nada. Não queria de fato cortar o cabelo, mas sim expressar algo que estava sentindo. Estava presa. Cortar o cabelo significou se libertar. Se livrar de Sasuke significava corta-lo também. E foi o que mais fez naquele dia.

Voltou a soltar o cabelo, para sentir melhor o vento que que passava por eles. Era incrível o quanto aquela sensação era boa e ela estivesse perdendo por esse tempo todo. E com a mochila nas costas e mangas da camisa levantadas até o ombro, ela sentia-se outra Hinata. Até de tênis ela estava!

Sentou ao pé do seu armário para amarrar o cadarço que estava solto, e pensou consigo mesma que teria de se acostumar a usar tênis mais vezes. E mais uma vez, pensou em Sasuke. E como se a figura dele na sua cabeça não fosse o suficiente, ele surgiu bem na sua frente.

― Oi, Sasuke. ― proferiu ela, incerta de que havia sido ou não uma boa ideia.

― Oi, Hinata. ― ele respondeu, sentando-se bem na sua frente.

― Você viu Kiba ou Ino? Preciso deles pra tirar umas dúvidas sobre o teste.

― Mas você pode tirar comigo. ― Sasuke logo respondeu.

Sim, ela podia. Mas não queria.

― Quero tirar com eles, Sasuke.

― Entendo.

Arrumou o cadarço e ficou admirando-o em seu pé. Sasuke levantou-se, mas Hinata não quis olha-lo. Por mais que fosse de seu feitio perdoa-lo depois de se estressar com seus ataques de “proteção” na escola, Hinata não disse mais nada.

― Hinata, eu quero começar de novo.

E então contou que teve uma conversa com Ino, sobre ela.

― Sinto muito se fui tão estúpido. Eu só queria que você se sentisse bem, comigo. Não quero o seu mal, muito pelo contrário. Disse a Ino isso, e ela disse que seria assim o início de um relacionamento abusivo, caso você gostasse da ideia de me ter como namorado. Mas eu não quero ser abusivo, quero ficar com você, quero ficar perto de você. Eu só não sabia como te dizer isso. Me desculpa.

Ela ouviu tudo o que ele tinha a dizer, perdoando-o sem pensar duas vezes. Mas ele Sasuke ainda não precisava saber que ela tinha o perdoado. Permaneceu em silêncio, até a chegada do ônibus. Enquanto Hinata se divertia por dentro, ao vê-lo amargurado num canto afastado, Sasuke já tinha perdido todas as esperanças sobre tê-la até como amiga. E Ino, a grande cupido da história, a repreendia, mas se divertia junto com ela e Kiba.

Sentada do lado dele, Hinata ainda estava o ignorando, até o momento em que o ônibus deu uma volta longa que a fez deitar a cabeça no ombro dele ― bem proposital, diga-se de passagem.

Cortar o cabelo também significaria que Sasuke não gostaria mais dela. Uma vez, quando era criança, Hinata escutou ele dizer que gostava de garotas de cabelo longo, e desde então nenhuma tesoura chegava perto de seu cabelo. Hinata não queria mais saber se ele gostava ou não de garotas com cabelo curto, até porque ele estava se saindo muito bem como recém namorado, e cortar o mal pela raiz foi a melhor coisa que ela mesma já havia feito por ela. 


Notas Finais


Não me canso de dizer que escrevi essa fanfic ouvindo o álbum 'Longe Demais das Capitanias' de Engenheiros do Hawaii! Se não ouviram, ouçam agora!

Bom, a fanfic acaba e eu só tenho que dizer adeus mesmo. Obrigada pela visualização, e não se esqueçam de deixar aqui abaixo a sua opinião sobre. Sabe, isso é bem importante u.u.

Link do grupo SasuHina ~> https://www.facebook.com/groups/CurtidoresSHBR/

*posto essa mesma fanfic no Nyah! Fanfiction ~> https://fanfiction.com.br/historia/716238/Cortando_O_Mal_Pela_Raiz/*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...