História Cortes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Morte, Mutilação
Exibições 15
Palavras 314
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu estava sem nada pra fazer, então, BUM!

Capítulo 1 - Único - Lembranças Atordoantes


Capítulo Único

Os cortes eram profundos. Ela acabara de os fazer com a lâmina da Gillette. Suas lágrimas escorriam pelo seu rosto. Mas ela não chorava pela dor dos cortes. Ela chorava pela dor que seu coração sentia naquele momento. Seus pais sempre brigavam, porém ela não esperava que eles fossem se divorciar. Ela não queria ter que escolher com quem ficar.

Lembrou-se de sua festa de quinze anos. Estavam tão felizes... Foi o melhor dia da vida dela. Seu vestido azul claro ainda estava guardado no fundo do armário dentro de uma caixa. Um sorriso percorreu seu rosto ao se lembrar daquele dia. Mas, ao mesmo tempo, aquilo a fazia triste. Triste por saber que nunca mais seria daquele jeito.

Grandes manchas vermelhas como vinho manchavam sua roupa, seguidas das singelas manchas transparentes e salgadas de suas lágrimas. Ela se sentia um pouco tonta. Estava perdendo muito sangue. Mas ela não se importava. Continuou fazendo os cortes.

Lembrou da última festa de Natal em família. Como seria a daquele ano? Com qual família ela passaria o Natal? Fez mais um corte. Nunca mais seria a mesma coisa.

Cada vez mais sangue escorria pelo seu braço, traçando um caminho fino até pingar em seu vestido branco. As lágrimas ainda corriam pelo seu rosto e caíam em seu vestido. Ela ficava cada vez mais tonta. Seu sangue estava sendo desperdiçado com aquela lâmina. Porém, ela ainda não se importava.

Sua mente se lembrava de cada momento feliz que passara com sua família. Mas aquilo não a alegrava. Muito pelo contrário, a deixavam cada vez mais triste. Era doloroso pensar na vida só com um de seus pais.

Começou a se sentir fraca, cada vez mais fraca. Parou de vez com os cortes, e foi ligar pra ambulância. Porém, no meio do caminho até o telefone, não aguentou, e caiu no chão frio, sem vida.

                                                                FIM


Notas Finais


Que triste, por que pensei nisso?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...