História Cotton Candy - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Exibições 26
Palavras 827
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


"O amor não começa na palavra, o amor começa no olhar. Palavras são passageiras, olhares duram a vida inteira." - AD

Capítulo 3 - Caramel


Fanfic / Fanfiction Cotton Candy - Capítulo 3 - Caramel

Era sábado, finalmente. Estava me arrumando para ir ao jogo de futebol do Chanyeol. Eu levei o casaco dele, pra devolver. Tinha um cheiro muito bom, eu dormi abraçado com ele, (sério) era um cheiro forte e doce ao mesmo tempo, tanto quanto o próprio Chanyeol.
Eu e Chen fomos juntos. Meu melhor amigo Suho também ia jogar, então eu tinha dois motivos pra não faltar. Toda a escola estava lá. Os jogadores entraram no campo. E lá estava ele, com o peito cheio de alegria, o cabelo bagunçado como sempre, estava com o rosto pintado mas não deixara de ser bonito.
- EEI, CHANNIE!
Ele acena pra mim sorrindo, ah, aquele sorriso. É a coisa mais preciosa que tenho.
Então o jogo começou, foi um pouco embaraçoso no começo, mas no final ganharam de 5×3 . E na vitória, enquanto todos aplaudiam e os jogadores pulavam de felicidade, Channie veio correndo pra minha direção e me abraçou. Eu fiquei muito feliz por ele e pelo time. 
- Baekhyun, me espere até o final do jogo.
- Eu tenho que ir embora mais cedo Baek, boa sorte. - Disse Chen batendo nas minhas costas.
Eu esperei um bom tempo por ele, devia estar comemorando com o time. Estava escurecendo, e os bancos da arquibancada estavam praticamente vazios. Até que ele aparece.
- Demorei muito? 
- Nem tanto. - sorrio.
- E aí, joguei bem?
- Fiquei impressionado! - entrego o casaco que ele tinha esquecido comigo
- Você deixou isso comigo.
- É seu agora. 
- Eu não posso ficar com ele! É seu!
- Não mais. - Sorri pra mim, mordendo os lábios. - Você quer passar a noite na minha casa?
Fiquei pensando no que aconteceu ontem. Eu estava um pouco nervoso na frente dele.
- Pode ser. - Afirmei.
- Ótimo! Então vamos? 
Acenei com a cabeça.
Nós fomos de moto até lá. Ele foi dirigindo. Quando chegamos ele abriu a porta de casa e não havia ninguém.
- Você não mora com a família?
- Meus pais foram visitar minha irmã mais velha faz uns dias. Sente-se no sofá, eu já volto.
Ele traz bebida alcoólica e dois copos. E sorri diretamente pra mim.
- Oque é isso? 
- Álcool oras. 
- Nós podemos beber isso? 
- Já que estamos sozinhos, quem nos impede?
Ele senta do meu lado e me dá um copo. Eu sou fraco com esse tipo de coisa. Nós tomamos 1...3...5 copos.
- Chanyeol.... Estou cansado. Melhor parar, não quero ficar fora de si. - Disse com os olhos sonolentos.
- Tudo bem. Vamos pro quarto.
Ele sobe as escadas antes de mim. Seu quarto era azul escuro e era bem arrumado. 
- Por que a cama pra duas pessoas?
- Gosto de espaço. 
Eu me jogo de braços abertos na cama. E ele também.
- Sabe... É engraçado de como as coisas acontecem rápido. 
- Nada acontece por acaso, Baek.
Nos viramos de frente pro outro e nos encaramos. Dessa vez, era hora de EU agir, cheguei mais perto dele e o beijei. Coloquei a mão em seu rosto e as mãos dele começaram a desabotoar os botões da minha camisa e da minha calça. Ele se virou pra cima de mim e me beijou no pescoço. Fiquei arrepiado.
- Você não tem ideia de que é a minha obsessão.

Eu me virei e ele beijou minhas costas carinhosamente e quando me dei conta ele me penetrou e eu comecei a gemer.

- AAH Channie! Mais fundo! - reclamo.
- Você é injusto Baek...Hyun!

Eu acordei encima de Chanyeol. A noite passada foi um tanto quanto... Inesquecível. A cama estava toda "acabada". 
- Está acordado? - Ele disse com voz cansada.
- Sim. - Ainda não tinha aberto os olhos.
- Quer ir tomar uma ducha? 
Acenei com a cabeça. Nos levantamos e fomos ao banheiro. Entramos dentro do box e ficamos de baixo da água até acordarmos realmente.
- Oque achou dessa noite?
- A melhor da minha vida. - sorrio.
Ele junta espuma do sabão e joga em mim, então eu começo a brincadeira junto com ele. Começamos a rir juntos. 
- Eu te amo. - sorrio.
- ...Também te amo. - ele devolve o sorriso.
Eu o abraço e ele caricia meus cabelos. 
Saímos e trocamos de roupas.
- Vamos tomar café da manhã.
Descemos até a cozinha, eu sento na mesa e o observo pegando a comida.
- Você quer ajuda?
- Não precisa. - Ele sorri.
Ele faz um prato pra mim.
- Prove isso. - Estende o garfo e me da a comida na boca.
- É muito bom! Eu espero provar mais vezes.
- E vai, haha. Entre outras coisas também. - sorri maliciosamente e levanta as sombrancelhas.
Ele segura minhas mãos e acaricia elas com o olhar sorridente.
- Vamos fazer uma promessa? - Ele estende seu dedo mindinho. - Prometa que você nunca vai tentar ir embora.


Notas Finais


Eu espero que eu não estraguei a história hehe
(Camis, não me mata)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...