História Could You Just Fuck Me, Please? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Kookmin, Yaoi
Visualizações 203
Palavras 527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Pirulito


Fanfic / Fanfiction Could You Just Fuck Me, Please? - Capítulo 1 - Pirulito

Assim que Jimin entra no prédio da Big Hit, já é abraçado pelo moreno, agora com mechas rosas, cujo havia sido o maldito motivo da noite mal dormida de Jimin.

Durante o caminho até o elevador, os dois ficaram em silêncio, com Jimin perdido em pensamentos e Jungkook ainda o abraçando por trás, mantendo suas mãos ao redor da cintura do rosado.

Jimin simplesmente não conseguia parar de pensar nas mãos do mais alto. As mãos grandes, aparentemente macias e fortes do moreno. As mesmas mãos que sempre deixavam Jimin com insônia e um problema pra lidar entre as pernas.

Eles entram no elevador em silêncio, perdidos em pensamentos. Enquanto Jimin pegava um pirulito de morango de seu bolso e começava a chupar como se fosse o pau de seu namorado ali.

Jungkook automaticamente olhou para a ação de Jimin e mordeu o lábio, indo até o painel do elevador e apertou o botão de emergência, fazendo o elevador parar em um andar qualquer em um baque. Na mesma hora, a luz amarelada foi logo substituída por uma vermelha, o que acabou deixando a cena mais erótica do que o esperado. 

Jimin, sem saber o que fazer, se encosta em uma das "paredes" do elevador, ainda chupando o pirulito, e arqueia a sobrancelha. Logo, sente o moreno o prensar na parede ainda mais e o beijar com desejo, mas não sem antes de tirar o pirulito das mãos gordinhas de Chim e o jogar em algum lugar no elevador.

Em poucos minutos os dois estavam nus e Jungkook estava estocando Jimin com toda a sua força, fazendo Jimin gritar falhado, já que estava praticamente sem voz de tanto que havia gritado de prazer nesse meio tempo.

Os corpos dos dois se chocavam, fazendo um atrito um tanto gostoso por ambas as partes. As mentes dos dois nubladas, só pensando no prazer que estavam sentindo e no quanto queriam mais.

- Jimin-hyung? - Jungkook começa a tentar chamar a atenção do namorado, que parecia estar perdido em algum tipo de transe. O moreno bate palmas na frente dos olhos do menor e logo o mesmo começa a piscar rapidamente, voltando a realidade. Jungkook não havia parado o elevador e eles não haviam transado. O que realmente ocorreu foi que Jungkook ficou observando o ato de Jimin, mas não fez nada quanto a isso. Ele nem sequer havia ficado excitado!

- Nossa, Jungkook, vai se foder!

Jimin rosna e sai do elevador, que já havia parado em seu destino há um tempo.

Jungkook ficou um tempo parado, exatamente no mesmo lugar, tentando entender o por que seu hyung havia ficado tão bravo de uma hora pra outra.

- Jungkook, vai ficar aí até quando? - pergunta Taehyung, brotando de algum lugar que Jungkook não se deu ao trabalho de saber.

Saiu do elevador, ainda tentando entender o que se passava na cabeça daquela minúscula pessoa.

E assim se passou o resto do dia: Com um Jungkook tentando consertar seja lá o que havia feito e um Jimin raivoso, que só conseguia pensar em bater em Jungkook até que o imbecil entendesse o que ele queria.

Pirulito  × (falhou MISERAVELMENTE)


Notas Finais


E aí?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...