História Coulisses - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Neymar
Tags Romance Destino
Visualizações 55
Palavras 1.142
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FAÇA PERGUNTAS PARA OS PERSONAGENS

Capítulo 6 - Cold Water


Fanfic / Fanfiction Coulisses - Capítulo 6 - Cold Water

Sou acordada por uma gorda em cima e mim. Tem coisa melhor do que sua amiga como despertador?

Estamos tomando café para poder aproveitar bem o dia. Quero ir no shopping, passear um pouco. Não vou comprar nada, não estou precisando no momento.

Eu ainda tenho muitas caixas de marcas para abrir. E muitas delas são de roupas e sapatos. Muitas empresas querem me patrocinar para ganhar propaganda. Isso é muito bom, assim eu não gasto dinheiro.

- Bom dia. - Diz Alok entrando na cozinha.

- Bom dia. - Eu e Hailey respondemos uníssono.

- Que gostoso. - Hailey, fala baixinho só para mim escutar.

- Hailey, Alok e Alok, Hailey. - Apresento os dois, eles não tiveram a oportunidade de se conhecer ontem no show.

Durante o café a conversa acaba se estendendo, percebi as trocas de olhares entre os dois. Eles seriam um casal muito belo, e eu seria uma boa cupido.

Saímos de casa antes do almoço, vamos comer alguma coisa mais tarde no shopping.

- Você não para de olhar esse celular. - Fala Hailey enquanto estamos olhando as vitrines.

Desde de ontem estou esperando ele me ligar ou mandar alguma mensagem. Não sei se fico preocupada por ele ter só me usado, ou por ter acontecido alguma coisa com o mesmo.

O beijo da noite de ontem não sai da minha cabeça. Tive dificuldade em dormir quando cheguei. Justin tem um gosto tão bom, eu quero ter mais oportunidades de beijar aquela boca.

- Coisas do trabalho. - Respondo. Não sei se ela acreditou em minha resposta, mas não comentou nada.

- Não gosto dessas pessoas que ficam em volta, é sufocante. - Desde que chegamos tem paparazzi em nossa volta. O problema é que eles não respeitam, só pensam em quanto vão lucrar com as fotos. - Vamos. - Diz me puxando para a loja da Victoria Secret's

O que era para ser apenas um passeio, acabou virando compras. Não resisti e acabei comprando "algumas" coisinhas básicas.

Chego em casa acabada. Hailey me fez andar muito, não sinto meus pés. Minha amiga acabou indo para o apartamento dela. Como ela mesmo disse "estou descabelada para encontrar com o Alok."

Tomo um banho e coloco um moletom quentinho da adidas. Escolhi ficar deitada e assistir alguma série na Netflix.

Acordo com meu celular tocando. Nem me lembro que dormi, estava muito cansada.

- Alo - Digo sonolenta.

- Estou te esperando aqui na frente. Não precisa se arrumar. - Tiro o celular do ouvido e percebo que estou falando com Justin e são 3:00 da manhã.

- Eu estou de moletom, vou trocar de roupa. - Digo.

- Não precisa, venha logo. - Desliga na minha cara.

De todas as formas que estava esperando ele entrar em contato comigo, essa foi a única que não imaginei.

Calço meu tênis, pego meu celular e saio para fora da casa. A rua está deserta, nenhum sinal de vida. Somente o carro prata parado no encostamento, eu sei que é ele.

Logo as portas estão destravadas para que eu entre. Justin está com seus braços sobre o volante e usando o capuz do moletom.

- Oi - Digo sem saber o que fazer. Não sei como comprimenta-lo. Eu dou um beijo, um abraço, um selinho ou aperto de mão? Essa é a pior parte depois que rola alguma coisa com seu "amigo".

- Oi. - Me olha sorrindo.

- Posso saber por que me acordou de madrugada? - Pergunto.

- Eu quero te levar em um lugar. - Diz arrancando com o carro assim que eu coloco o cinto.

- Posso saber aonde? - Minha curiosidade é maior. Eu pensava que ele nem lembraria de minha existência depois do beijo. Agora vejo que estou enganada.

- Nós ja estamos chegando. Daqui a pouco você descobre. - Bufo com sua resposta, não era o que eu estava aguardando.

Seguimos o caminho em silêncio confortável. Como ele mesmo disse, não é muito longe.

Justin, passa por um portão alto de metal. Eu ainda não consegui descobrir onde estamos. Esse lugar tem a aparência de uma casa.

- Vamos? - Pergunta. Dou um pequeno aceno com a cabeça. Antes de sair do carro ele acaba me dando um selinho que me deixa desnorteada. Como reagir diante disso? Como se nada tivesse acontecido?

Assim que entramos na "casa" percebo que se trata de um estúdio. Um sofá no canto, uma grande mesa com vários computadores, que eu não sei para que serve e uma pequena salinha acústica de vidro.

- O que estamos fazendo aqui? - Pergunto depois de analisar o local.

- Eu quero te mostrar uma coisa. - Diz se aproximando. - Mas antes eu preciso fazer isso. - Logo seu lábio se encosta no meu. Ele passa seus braços em volta de meu corpo de forma possessiva, oque me faz gostar ainda mais do beijo. Seu gosto é maravilhoso, me faz querer sentir cada vez mais. Ele desgruda nossos lábios me fazendo abrir os olhos. - Eu queria fazer isso faz tempo. Agora eu quero te mostrar uma coisa.

Somente concordo com a cabeça, não estou com condições de falar alguma coisa.

Ele entra dentro da pequena sala e consigo vê-lo colocar os fones através do vidro. De repente consigo ouvir através das caixas de som uma melodia. Seu toque é maravilhoso, e uma boa batida.

Me aproximo mais do vidro mantendo nossos olhos conectados. Consigo sentir uma energia maravilhosa. Ele começa a cantar, oque me deixa arrepiada.

Everybody gets high sometimes, ya know?
What else can we do when we're feeling low?
So take a deep breath and let it go
You shouldn't be drowning on your own

" Todo mundo fica chapado de vez em quando, sabe?

O que mais podemos fazer quando estamos pra baixo?
Então respire fundo e relaxe
Você não deveria estar se afogando sozinha"

And if you feel you're sinking, I will jump right over
Into cold, cold water for you
And although time may take us into different places
I will still be patient with you
And I hope you know

" E se você sentir que está afundando, eu vou pular direto

Na água fria, fria, por você
E mesmo que o tempo nos leve para lugares diferentes
Eu ainda serei paciente com você
E eu espero que você saiba que"


...

Ele sai de dentro da sala e vem em minha direção. Ele circula seus braços em volta de minha cintura me fazendo aproximar de seu corpo.

- O que achou? - Pergunta abaixando a cabeça para poder olhar meus olhos. - Você é a primeira a escutar a música.

- Eu amei, sério. Você canta muito bem, a letra é maravilhosa. - Passo meus dedos em sua barba por fazer.

Sua resposta é um beijo lento. É como se estivesse me agradecendo. Eu nunca vou me cansar desses lábios. O problema vai ser quando cada um seguir o seu rumo, vou sentir falta. 


Notas Finais


FAÇA PERGUNTAS PARA OS PERSONAGENS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...