História Cousin - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Maze Runner
Personagens Ava Paige, Brenda, Minho, Newt, Teresa, Thomas
Tags Boyxboy, Cross-dresser, Dylan O'brien, Dylmas, Gay, Incesto, Lemon, Newmas, Newt, Newtmas, The Maze Runner, Thomas, Thomas Sangster, Yaoi
Exibições 330
Palavras 733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OI GENTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
TUDO BEM COM VOCÊS? Eu to bem
Então né... MUITO OBRIGADO PELOS COMENTÁRIOS DO CAP PASSADO SCORRRRRRRRRRRRRRRRRRR
Bem gente... olha, esse cap não está lá essas coisas e eu sei disso, mas eu realmente tive que escrever nas pressas esse cap, mas prometo que o próximo vai ser mais legal, pelo menos eu espero que seja né...
Mas enfim
BOA LEITURAAAAAAAAAAAAAA

Capítulo 13 - Capítulo 12


Era estranho para o garoto de cabelos loiros e olhos escuros, olhar para seu primo e não lembrar-se do que havia acontecido mais cedo no banheiro três horas atrás, tentar desviar seus pensamentos para outra coisa ou relembrar outra situação qualquer em sua vida nunca fora mais difícil. A sensação de sentir a pele macia do membro descoberto do mais velho, de ver os olhos dele se revirarem a cada movimento que o menor fazia com a mão, de sentir o liquido quente do mais velho chocar-se contra seu rosto, tudo aquilo era algo completamente novo para si, mas não podia negar que nunca tinha feito outra coisa tão boa quanto aquilo.

E queria fazer de novo e de novo de novo.

Seu olhar permanecia vidrado sobra o corpo relaxado do rapaz esparramado no sofá-cama de sua sala. Ele estava sem camisa, deixando o peitoral definido completamente exposto e tirando do mais novo um suspiro. Newt não podia negar, Thomas era incrivelmente sexy e o atraia de uma forma que ninguém jamais conseguiu antes.

Ele engoliu em seco, sentindo seu estomago se revirar e algo entre suas perna começar a ganhar vida, mas não ligou para isso voltando a caminhar em direção ao sofá em que o mais velho se encontrava.

Newt Sentou ao lado do mesmo de forma tímida, praticamente encolhido na parte oposta do sofá, mantendo uma distancia segura do rapaz sem camisa ao seu lado. Os olhos claros do moreno percorreram o corpo do menor, encontrando-se  com os olhos tímidos do mesmo, foi impossível para ele conter um sorriso.

O loiro sabia que estava sendo observado e isso tornou ainda mais difícil a tarefa de se concentrar no filme que passava na Tv naquele momento. Ele mordeu o lábio inferior, tentando controlar sua imensa vontade de olhar para o lado.

A quentura dos dedos longos e grossos do moreno atingiu sua perna, fazendo-o ter um sobressalto graças ao movimento inesperado de seu primo, ele engoliu em seco, olhando para o rosto perfeito do mais velho.

- Não precisa ficar com vergonha, loirinho. Eu já te disse que não existe motivo algum para isso.

- Mas... Thomas... eu... – Ele tentou argumentar de alguma forma, mas na realidade sequer entendia o motivo de tanta timidez, nunca fora assim com ninguém, nem mesmo com seus amigos, então por que estava agindo assim com seu primo? Logo alguém que já fora tão próximo de si?

- Se continuar a agir desse jeito eu vou ficar muito chateado. – O moreno formou um biquinho nos lábios, tirando do loiro um sorriso.

Newt assentiu com a cabeça, dizendo em seguida que não agiria mais dessa maneira, mesmo sentindo que aquilo seria algo inevitável por um bom tempo.

Foi então que as palavras de Minho voltaram em sua cabeça.

Por mais idiota que aquilo parecesse e por mais obvio que aquilo já estivesse, Newt se sentia na obrigação de perguntar, mesmo já sabendo da resposta do moreno.

- Thomas... o Minho me falou uma coisa hoje... – Ele começou a falar, vendo o moreno o encarar, esperando-o continuar, sem mudar sua expressão calma em momento algum.

- O que ele falou?

- Ele me disse que você... que você batia nele pra ficar longe de mim e que pagou pro Zart me xingar e depois você bateu nele pra eu pensar que você era meu herói. – O loiro disse, esperando o moreno esboçar alguma reação, mas não havia nada, sua reação não mudava, ele continuava calmo.

- E você acreditou? – Thomas indagou, olhando fundo nos olhos escuros do menor, com um tom acusador.

- É-é cla-claro que nã-não.  – Newt gaguejou, com medo que o moreno ficasse irritado com ele.

- Que bom, porque não tinha motivo algum para eu fazer isto. Ele que não gostava de você e duvido muito que goste agora. Ele era amigo de Zart? Não lembra disso? – O moreno perguntou, vendo o menor balançar a cabeça negativamente. – Ele sempre estava com Zart, não duvido nada de que ele tenha outras intenções com você. Eu me afastaria dele, loirinho, esse tipo de gente não é boa coisa. Acredite em mim, nunca iria querer seu mal. Afaste-se ele, ele é mau. - Newt não se lembrava de Minho ser amigo de Zart, na verdade o asiático o odiava, mas era Thomas quem estava dizendo aquilo, e, na mente do loiro, não tinha motivo algum para desconfiar. 


Notas Finais


E então em quem vocês acreditam? No Tommy ou no Minho? hehehe
Comentem e favoritem, please
Beijão!
Amo vocês <3
FUI!!!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...