História Coxinhas canibais - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Canibais, Coxinhas, Crime, Mistério
Exibições 27
Palavras 245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Policial, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


😺

Capítulo 5 - Gilson, 1983 - Capítulo 2


  
  Gilson tentou descobrir que era aquele tal de R. Não tinha nenhum amigo ou conhecido com a inicial R, tirando seu sobrinho de quatro anos, chamado Raul.
   Bom, se você for parar para pensar, o mais importante mesmo era o que havia naquele pacote. O que ele havia vendido para seus clientes que lhe rendeu tanto dinheiro? Ainda tinha um pouco de carne no pacote, talvez ele pudesse levar a um açougueiro para identificar.

  No açougue

  - Gilson, isso não é carne bovina, suína e nem ovinos. - Disse Roberto, analisando a carne.

  - Devo me preocupar?

  - Isso é... Carne humana!

    Gilson riu, acreditando que aquilo era uma piada de mal gosto. Até porque açougueiros são muito brincalhões. Mas o açougueiro ficou apenas o encarando.

  - Aí meu Deus, Roberto. Diz que você está brincando! Eu vendi CARNE HUMANA para os meus clientes?! E se alguém descobrir!? Eu vou ser preso! E morto! E ai...

- Calma Gilson! Não é a sua culpa. Aonde comprou essa carne?

- Eu recebi.

  - De quem?

  - Não sei, não tinha remetente. Só pediu para eu usar em meus pasteis.

  - Na verdade, é culpa sua sim. Quem usa uma carne que foi mandada por alguém que você nem conhece e pede para você usar no seu pastel? Caramba, eu sabia que você não era esperto, mas pensei que não chegava a um ponto desse. Gilson, você é uma ANTA!

- E agora? O que eu faço?!

  


Notas Finais


Querido leitor que está lendo essa fic, peço que dê uma sugestão para o que Gilson pode fazer nessa situação desagradável. Muito obrigada! 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...