História Crazy In Love-Ziam - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~naraasiilva

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags One Direction, Romance, Sexo, Violencia, Zayn, Ziam Mayne
Exibições 98
Palavras 1.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hi Lindos ?tudo certo?
Desculpa os erros
e Boa Leitura

Capítulo 2 - Los Angeles?


Fanfic / Fanfiction Crazy In Love-Ziam - Capítulo 2 - Los Angeles?

Liam James Payne

New Jersey  02:00 A.M

-Terminei meu serviço por hoje,estou liberado?-Pergunto ao chefe que estava contando o dinheiro do caixa,me sentando no banco do bar daquela boate.

-Parabéns Payne sempre me surpreendendo pelo seu trabalho muito bem feito-Ironiza ele,minha vontade era de socar esse velho escroto até morrer

-Hum...digamos que lhe devo um presente,não?-Pergunta ele parando de contar o dinheiro para me olhar

-O que exatamente?faço o trabalho como todo mundo desse lugar-Falo me ajeitando melhor

-Ah meu amigo,pensa que eu não sei que todos aqui não quer sair dessa vida?-Elevo uma das sobrancelhas,onde ele queria chegar afinal?

-Mais ambos sabemos que não estamos aqui porque queremos e sim por falta de opção-Pisco,e ele me olha cerrando os olhos

-Pois bem.Um velho amigo meu quer alguém para trabalhar para ele.

-E?-Pergunto já me irritando,eu estava cançado e esse infeliz fica enrolando

-E que eu recomendei você para ficar encarregado do serviço-Estranho,afinal eu nunca simpatizei com a cara desse cara e cheguei a conclusão que nem ele com a minha,então porque eu?tem coisa ai.

-Ah é?e porque eu?que serviço é esse?com quem?a onde?porque eu aceitaria?-ele me olha surpreso

-Calma rapaz,uma coisa de cada vez-Ele rir seco e eu fico mais sério,pois só iria achar graça quando esse desgraçado estiver comendo terra

-É melhor falar logo,minha paciência estar se esgotando-Serro os punhos

-Ora,pra que pressa,se o fim é a morte?-Sério ele quer mesmo brincar?acho que ele se esqueceu que nesse jogo só vence quem sabe jogar que disso eu sei muito bem.

-Que no caso vai ser a sua se não falar que merda quer de mim-Vejo um sorriso nojento se formar no rosto dele,o que me faz revirar os olhos

-Acho que o único entre nós aqui que deveria ter medo de morrer era você-É pra rir né?porque quem ta gargalhando sou eu

-Não me subestime Lewis,não sabe do que sou capaz,uns seguranças de merda que anda ao seu lado também não é nada comparado ao estrago que posso fazer em sua vida-Sorrio vitorioso porque logo o sorriso de ironia do rosto dele some,o tornando mais sério do que nunca.

-Seu pai vai gostar de saber que seu filho anda se prostituindo e traficando,não é mesmo?-Como?como ele sabia do meu pai porra,bato no balcão com força e aponto o dedo na cara dele

-Olha aqui seu velho filho da puta,tu não sabe de nada da minha vida entendeu?e se eu sonhar que anda investigando minha vida tu vai queimar no fogo do inferno mais cedo do que tu pensa,porque eu juro que eu não vou  me importar de sujar minhas mãos te matando-Falo gritando e já estava ofegante,ele arregala os olhos e uns seguranças já entram 

-O que está acontecendo aqui chefe?-Um deles pergunta e  eu ainda estava com os olhos cerrados e com o dedo na cara do maldito

-O recado estar dado-Me afasto dele e vou passando pelos dois seguranças,mais um me segura pelo braço-Fervo de raiva

Olho para meu braço que estava sendo apertado e depois para o rosto do segurança,já cerro os punhos

-Pode deixa-lo ir-O Lewis fala e o segurança faz o que ele pede

Quando ia passar pela porta escuto a voz do velho:

-Payne,aqui mais tarde as 10:00 horas,isso não é um pedido e sim uma ordem-Bufo e saio o ignorando por completo

Eu não sou obrigado a nada caralho.Vou andando de pé porque vendi meu carro para tentar pagar umas dividas que fiz,mais minha casa não ficava muito longe,era de madrugada então era óbvio que estava nada movimentado.

Passo umas duas quadras para chegar no apartamento e subo,retiro as chaves do meu bolso abro a porta e entro,tudo estava em seu devido lugar,tudo muito calado.

Vou para o banheiro e tiro minhas roupas,entro no chuveiro e o deixo no quente,queria relaxar precisava,quando a água fervendo bate em minha pele eu suspiro passando as mãos pelos meu cabelos.

Tento não pensar muito no acontecido de hoje,mais parece não dar muito certo.Porque diabos ele queria que eu saísse dali?se sou que dou mais lucro?

Mais o que mais me chama a atenção é o fato dele saber do meu pai,ninguém sabe.Um serviço novo?parece ser tentador,mais sei que tudo tem seu preço nas mãos daquele sujeito.Eu não sabia o que exatamente ele quis dizer com ''Seu pai iria gostar de ver  você se prostituindo e traficando''

Meu pai acabou com minha vida,me fez passar pela piores humilhações e a única coisa que não quero é que ele volte a me atormentar.Até as pessoas que eu mais amava ele deu um fim,eles não tinha nada haver com as merdas que eu andava fazendo.

Quando noto,umas lágrimas caiam pelo meu rosto se misturando com a água.Eu me recuso a chorar,me recuso já sofri de mais por ela,a culpa toda foi minha que não dei ouvidos as ameaças daquele monstro que diz ser meu pai.

Ele esconde uma coisa de trás daquele poder todo,e eu juro que vou fazer o que for para descobrir,eu faze-lo se ajoelhar e implorar para não morrer e eu vou ter o prazer de cuspir na cara dele,sonho com esse dia a anos.E na primeira oportunidade que tiver vou agarra-la com toda força.

Uma saudade imensa que eu não sentia a anos,ressurge dentro do meu peito,chega a arder tudo culpa daquele filho da puta.Eu nunca falo ou penso na minha mãe e nas minhas irmãs,sempre procuro me manter ocupado no dia para que a noite esteja bem cansado e é só colocar a cabeça no travesseiro e dormir.

Sinto falta do carinho que recebia das minhas irmãs,da preocupação que minha mãe sobre mim,ela é uma pessoa boa sempre me defendia e me escutava mais parece que o domínio que o meu pai tem sobre ela falou mais alto,e fez enxergar o que eu fazia  para tentar faze-la feliz,parecia tudo menos certo.

Eu nunca entendi essa marcação que meu pai tinha comigo,tudo que eu fazia era pretexto para faze-lo me punir.E com minhas irmãs não,sempre tiveram o carinho dele.

Que raiva que estou sentindo,soco a parede e choro depositando toda angústia naquelas lágrimas,porque tinha que ser assim?tão difícil?os problemas sempre estão comigo,acho que me tornei um.Eu sinto como se errasse todos os dias ao acordar e isso é horrível.

Estou sentindo coisas que não quero sentir.Estou me tornando alguém que não queria ser.E acho que não vou sobreviver.

Saio do banheiro enrolado numa toalha e vou até o guarda-roupas e pego uma box preta a coloco e vou até a mesa que tem ao lado da minha cama e abro a gaveta,pego um cigarro de maconha e abro a janela,olhei no relógio e marcava 03:30 da madrugada,acendo o cigarro e puxo para dentro o conteúdo daquela porcaria,sinto uma onda de prazer percorrer pelos meus músculos me fazendo relaxar.

 

  {Horas mais tarde..}

-Fala logo-Entro na sala do Lewis que estava com um charuto na boca e com os braços cruzados

-Acho que nem deveria vim trabalhar hoje,já que esta de TPM,afinal quem vai ouvir reclamacões do seu serviçinho mal feito vai ser eu-Ironiza,Reviro os olhos

-Não me chamou aqui para isso certo?então vamos logo com isso caralho-Me sento no sofá de couro que tinha naquela sala imunda,esse lugar todo era imundo e sujo

-Simples,você vai ser guarda costas do Sr.Malik ou seja vai pra Los Angeles,as passagens já estão pagas,só vai chegar lá e passar por uns testes,e vai assinar um contrato...então gostou do meu presente?-Tento raciocinar o que acabei de ouvir.

-Tu não tem esse direito de...-Sou interrompido

-Tenho sim,sabe porque?porque só ele tem a chave certa para descobrir e acabar com o maldito do seu pai Payne-Arregalo os olhos,como assim?

-Como você sabe do...-Falo nervoso 

-Você não foi o único a ser destruído por ele Payne,você mais do que ninguém sabe como fazer isso-Fico de boca aberta por essa descoberta

-Quero ve-lo pagar por ter matado a minha filha-Não podia ser,ela não podia ser filha dele.Caralho

-Então Payne?surpreso?-Ele me olha bebendo alguma coisa

-Mais por que porra eu te ajudaria?-Tento soar sério mais parece não dar muito certo

-Ele não acabou com sua vida ?pois é,você não foi o único e se nos juntarmos ficaremos mais forte,você sozinho não parece ser nada bom.

-E como faremos isso?-Pergunto queria ver o que iria acontecer e se esse seria o jeito de derruba-lo com certeza não iria deixar passar.

Continua


Notas Finais


É isso gente espero que tenham gostado
GoodBye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...