História Crazy Cupid - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonseok É Vida
Visualizações 210
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aviso: Aconselho a ler ouvindo Beautiful da Park Boram <33

Capítulo 3 - 3Tsu


Capítulo três — BEAUTIFUL


O cupido olhava para mim como uma cara de tipo assim "Você é doido?". Já eu tava tipo assim "Você é muito lindo, socorro". Mas, cara, ele é muito lindo mesmo. Olha a cara dele, ele é lindo! Coisa mais linda que eu já vi, e essas bochechas cheinhas? Aigoo, ele é muito fofo! As mãozinhas dele são tão branquinhas e fofas, seus olhinhos são tão pequenos e puxadinhos, e ainda parecem duas bolas de sorvete por terem cores tão fofas que são azul e rosa bebê. E o cabelo dessa coisa? Aish, é lindo! 


— Por que disse isso? — E essa voz? Alguém me tira daqui antes que eu o ataque. 


Eram tão calmos o movimento de seus lábios, tão rosinha, tão pequena e fofa. Gente esse menino é lindo demais! 


— Seok? — Eu já disse que amo ouvir ele me chamando pelo meu apelido? Pois é, eu amo.


— Sim...? — Disse calmo, mordendo um pedaço do donnut.


— Por que você disse aquilo? 


— Que te amo? — Perguntei e o cupido assentiu. — Sei lá, vai que eu não possa dizer depois. Então, eu te amo, muito muito muitão.


Se eu mandei um beijo no ar para ele? Claro que sim. Afinal, ele é meu namorado e merece toda a minha atenção e carinho. Mas, tem uma pergunta que tá rodeando minha cabeça, e vou aproveitar e matar minha curiosidade agora.


— Yoon, somente eu posso te ver ou as outras pessoas também podem? — Perguntei com uma feição confusa.


— No momento, somente você, Seok. — Sorriu outra vez, e outra vez eu senti meu coração dizer "Puta que pariu, desse jeito eu não consigo trabalhar".


— Mas... Se você quiser, elas podem te ver também? 


—  Hai


— E por que não aparece agora? — Perguntei, e o cupido apenas assentiu. 


— Feche os olhos. — Não entendi por quê, mas fiz o que ele me pediu. Tapei meus olhos com minhas mãos. — Pode abrir. 


Meu... Kokoro. Coração, aguenta aí. Meu Jesus, se ele já era lindo em sua forma angelical, 'cê imagina agora; tudo bem, só mudou a roupa, o resto tá igualzinho. E ele se veste bem, olhe só. Enquanto eu pareço um retardado feliz, ele parece um daqueles modelos super gostosos que aparecem nas revistas da Playboy.


— Uma hora você ainda me mata. — Disse, o vendo sorrir e ouvir meu pobre coração chorar. — Céus, você é muito bonito. Socorro, eu vou infartar. — Levei minha mão ao meu peito, apertando minha linda blusa. 


Rapidamente, Yoon sentou-se ao meu lado e parecia estar muito preocupado. Mas, sabe o que eu fiz? Como sou muito espertinho, aproveitei toda aquela aproximação, e lhe roubei um beijo. 


Tudo bem, céus, eu realmente vou infartar. Não vou dizer que a boca dele tem gosto de alguma fruta porque acho isso ridículo. Mas ela tem gosto de... Doce, não sei, têm um gosto muito bom. 


Sabe o que eu pensei? Eu pensei que ele fosse me dar um tapa na cara, me xingar ou simplesmente ir embora. Não foi bem isso o que aconteceu. 


Para quem não sabe, a única coisa que eu já beijei, foi a parede do meu quarto, meu travesseiro - imaginando ser o Joonie - e a Niram - minha neném, diga-se a cadela da minha mãe mas ela gosta mais de mim do que dela.


Nos afastamos aos poucos, e aos poucos vi os olhos do anjo se abrirem. São tão lindos que eu poderia os admirar por horas, dias, anos, séculos; pela vida toda. 


— O que foi isso? — Perguntou, tocando seu lábio e sorrindo para mim.


Eu tô morto


— Jesus Christ, eu tô apaixonado por você cupido. 




Notas Finais


Até o próximo capítulo meus anjinhos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...