História Crazy Feelings - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias David Luiz, James Rodríguez, Lucas Moura, Oscar Emboaba, Thiago Silva
Personagens David Luiz, James Rodríguez, Lucas Moura, Oscar Emboaba, Personagens Originais, Thiago Silva
Tags Colégio, David Luiz, Ficção, James Rodriguez, Lucas Moura, Oscar Emboaba, Romance, Thiago Silva
Exibições 48
Palavras 3.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaa! Tudo beem?

Primeiramente, eu queria agradecer por acompanharem a fic, por comentarem e por marcarem nos favoritos. Independente da quantidade, eu agradeço do fundo do meu 💙

Mas vamos ao capítulo né?

Boa leitura!

Capítulo 11 - Pra adoçar um pouco o seu dia


Fanfic / Fanfiction Crazy Feelings - Capítulo 11 - Pra adoçar um pouco o seu dia

David

Ligo o chuveiro e deixo que a água quente caia sobre meu rosto e deslize pelo meu corpo, levando consigo toda a tensão que eu carregava, me relaxando. Passo a mão pelo meu cabelo, que agora está baixo por conta do peso adquirido por estar molhado, e respiro fundo, acalmando sabe-se lá o que que está acontecendo dentro de mim. Está uma confusão. Não sei se é frustração pelo meu desempenho hoje; Não sei se é pelos gols que tomamos por causa de alguns erros meus e que resultou na derrota do meu time   ( eu sei que não era pra valer, mas se isso aconteceu em um simples treino, imagine se acontece em um jogo da competição? Eu tenho um síncope); ou não sei se é... ahm.. incômodo. Acho que essa é a palavra certa, porque não pode ser ciúmes. Não tem porquê ser. Creio que deve ser somente um incômodo pelo jeito que James trata a Rafaela e de como é recíproco.. incômodo por ela estar brava e não trocar uma palavra se quer comigo.. AH, PAREM DE ME PRESSIONAR. EU NÃO SEI O QUE EU ESTOU SENTINDO. Os meninos deviam estar brincando com a minha cara ou algo do tipo e isso deve estar fazendo eu confundir as coisas, porque eu e a Rafa somos somente amigos e não aconteceu nada demais para que eu tenha ciúmes dela. 


Saio do banho e enrolo a toalha na cintura, vou até o meu armário onde minhas roupas estão guardadas. Quase todos os integrantes do time já tinham ido embora, somente eu, Thiago (que já estava trocado), Marcelo e James estávamos no vestiário. Meu companheiro de zaga estava sentado mexendo no celular e os outros dois conversavam entre si. Assim que abri meu compartimento, Thiago se levantou e se encostou nos demais armários ao lado do meu , me encarando com os braços cruzados.

- Admirando a minha beleza ? - brinco enquanto pego minhas roupas.

- Não - ele responde soltando um riso anasalado - estou admirando a sua capacidade de ser tão cabeça dura.

- Que? - pergunto olhando para ele, surpreso.

- Não é possível que você não percebeu.

- Percebi o que? - digo colocando a minha cueca por baixo da toalha.

- Que você ficou mal no treino hoje, por causa do..

- Não! - o interrompo - não quero falar sobre isso agora.

- Por que não? 

- Porque não - aceno com a cabeça para a direção de James, que conversa com Marcelo e nem notou a nossa conversa 

- Aah ta, entendi. Mas a gente ainda vai conversar viu?

- Ai Thiago, você está parecendo a minha mãe  - digo rindo - eu to bem ta? É isso que importa.

- Não, você não esta bem - ele me contraria - nos ultimos dias você tem agido diferente. E eu te conheço muito bem pra saber isso.

- Diferente como? - pergunto colocando a minha bermuda

- Você muda de humor do nada, fica puto facil por coisa boba e agora está cometendo varios erros no treino.

- Não é coisa boba - me justifico - e só  errei hoje, não vai mais acontecer.

- David..

- É sério, não vai mais acontecer. No próximo treino eu vou estar de boa.

- Mas pode me contar o que houve com você hoje? - ele pergunta preocupado 

- Não aconteceu nada

- David..

- Não aconteceu nada, juro.

- David... - ele me olha com uma das sobrancelhas levantada. Olho rapidamente para James, ele não  conversa mais com o Marcelo, está se trocando e cantarolando. Escuto o barulho do chuveiro, o amigo dele deve ter ido tomar banho.

- Depois a gente conversa ta? Agora não dá - sussurro para que somente Thiago escute, ele assente um tanto desconfiado e se senta novamente e eu termino de me trocar.

- Ow Marcelo, você vai demorar ai mano? Ta fazendo hidratação? - James grita para que o amigo escute 

- Deixa eu tomar banho em paz branquelo - ele grita de volta - vai lá pro seu encontro.

James ri e coloca a mochila em um de seus ombros.

- Tem um encontro hoje ? - não consigo conter a minha curiosidade e Thiago me olha.

- Não é um encoooontro, só vou tomar um milk shake com a Rafa. É o Marcelo que é exagerado - James responde bem humorado

- Hm.. com a Rafa? - não seguro minha língua de novo e Thiago tapa a boca com uma das mãos, para  segurar o riso.

- É. Inclusive não quero deixar ela esperando, então vou indo. Até mais. Tchau Thiago - Thiago o responde, ele sorri e sai. Sinto um tom de provocação na parte "não quero deixar ela esperando", o que me irrita nitidamente.

- Viu? - Thiago diz com um semblante de quem está achando engracado 

- Não, não vi nada - me viro, fecho meu armário e o tranco

- Uhum.. - ele sorri - só você não vê, porque está na cara.

- Ah Thiago, me erra - pego minha mochila e saio, escuto ele rindo e vindo atrás de mim.

Como saimos pouco tempo depois de James, ao pisar fora da escola acabei vendo ele e Rafa juntos, se abraçando. Ele estava de costas para mim, logo Rafa estava de frente e me viu. Ela se desvencilhou dos braços dele, falou algo e veio em minha direção. 

- Oii - ela disse ao se aproximar, Thiago sorri como resposta - David, queria saber como você está. Vi o treinador falando com você lá na qua..

- Eu to bem - respondo de forma seca, antes dela terminar - o professor não falou nada demais.

- Podia ter deixado eu terminar de falar? - agora seu semblante é de irritação

- Era só isso que tinha pra dizer? - rebato

- Era.. mas nem devia ter vindo. Tchau Thi - ela me encara de forma rapida e se vira, andando até James que a esperava e assim que ela chegou, ele passou o braço sobre seus ombros e foram para o seu "lindo encontro".

Sai e tomei o caminho de casa, sendo acompanhado por Thiago.

                            **********

- Mano, não é assim que as coisas funcionam - Thiago me da uma bronca enquanto abro a porta de casa - você não pode agir daquele jeito.

- Oi mãe - digo ignorando o sermão dele, pois ela estava na sala mexendo no celular

- Oi tia -Thiago faz o mesmo. 

- Oii, como foi o treino hoje? - ela pergunta nos olhando, com certeza ela ouviu alguma coisa do boca aberta do Thiago 

- Foi bom - respondo antes de Thiago, ele me olha segurando o riso - nada de novo.

- Tem certeza? - ela está desconfiada

- Absoluta - respondo de imediato, de novo

- Então deixa o Thiago falar.. - Sabia! Essa mulher pega as coisas no ar, meu Deus. Olho para Thiago com uma expressão que dizia " se você falar alguma coisa, eu corto os seus beiços". Ele ri do meu "desespero" e responde.

- Foi normal tia, como sempre

- Então do que vocês estavam falando quando chegaram? Como David agiu?

Ai meu santo, minha mãe tem que escutar tudo tão bem? 

- Não, é que.. hoje o noso time perdeu e ele ficou bravo. Ai eu tava falando pra ele que ele não pode agir assim sempre que perde, tem que saber perder... - ele me olha de esguio. Adorei a sua indireta Thiago, vou dar uma direta na sua fuça. 

- Sério? Mas o David não costuma ser assim..

- Pois é, não sei o que aconteceu.

- É só a pressão do campeonato mãe  - minto - só de pensar o time perder, eu já fico tenso. Mas já passou.

- Ah, entendi - ela parece convencida 

- Vou subir ta? Vem Thiago.

                                   ****

- Ta, agora pode falar a verdade - Thiago diz assim que entra no meu quarto.

- Você é curioso hein.. ta parecendo o Oscar.

- Sou seu melhor amigo também e me preocupo com você. Pode falar. 

Depois de tanta insistência da parte dele, eu acabei falando. Confesso que foi bom pra mim, parece que tirou um peso das minhas costas. Estava precisando..

Então eu disse pra ele que no começo eu não ligava que o James se aproximasse da Rafa, mas que depois da festa na casa do Oscar, aquela que eu deixei de ficar com eles para ficar com a Sara, a Rafa começou a ficar estranha comigo e desde então eu comecei a reparar nela e percebi o quão idiota eu tinha sido por ter deixado eles de lado, principalmente ela. Percebi que ela é gente boa, brincalhona, engraçada, bonita, madura e tal. Mas ai de brinde, o James grudou nela desde aquele dia e não soltou mais, isso me incomodava, porque eu queria concertar o meu erro mas não dava, foi onde eu criei a antipatia por ele. Depois eu me toquei que seria muita mancada estar com a Sara e ficar correndo atrás de outra, então decidi ficar na minha e tentar esquecer. Mas acho que isso não deu muito certo. Que eu estava confuso...

- Então eu e os meninos estavamos certos, você tem ciúmes dela - assinto tímido, porque querendo ou não, era verdade. 

- E o que eu faço agora? - digo apoiando meus cotovelos na perna

- Sinceramente... eu não sei.

- Ah, isso me ajudou muito. Resolveu o meu problema - ele ri

- David, pensa comigo.. se nem você sabe o que você está sentindo, eu vou saber? Como vou poder te ajudar se eu não sei o que você quer?

- É... AI MAIS EU NÃO SEI O QUE EU FAÇO!  - digo em um tom de desespero enquanto passo a mão no meu cabelo, ele ri do meu modo de falar e coloca a mão em meu ombro.

- Grandão! O único conselho que eu posso te dar é dizer para você pensar bem antes de tomar qualquer decisão. Primeiro você tem que entender o que você sente e por quem sente. Ficar em cima do muro não vai resolver muita coisa. Quando você se der conta, já perdeu e é aquilo que eu disse, tem que saber perder..

- Eu sei.. - abaixo a cabeça, encarando o chão - eu sei que tenho que me decidir  e correr atrás do que quero, mas tenho medo de agir no impulso e não ser aquilo que eu pensei. 

- É... impulsivo você é mesmo, mas eu te garanto que quando você entender de quem é o seu verdadeiro sentimento, você não vai ter dúvidas. 

- Virou psicológico desde quando? - brinco e ele gargalha

- Eu sou seu amigo, veio. Pra te ajudar eu viro até cupido - gargalho com a fala dele, amenizando um pouco o clima.

- Olha que pode virar hein.. 

- Sem problemas, tem os meninos pra me ajudar também - ele ri e faz o gesto de atirar uma flecha.

- Por falar neles, você acha que eu deveria falar com eles sobre isso? 

- Talvez - ele curva os lábios para baixo, pensando - o Oscar pode ser útil porque ele sabe de tudo que se passa com as pessoas, melhor do que site de fofoca. O Lucas e a Duda são bem próximos da Rafa, eles conhecem ela bem, podem te ajudar.

- Mas.. e a Sara? - pergunto um tanto triste. Ela pode agir como criança algumas vezes mas ela é uma menina adorável, meiga, carinhosa. Que atire a primeira pedra quem nunca agiu feito uma criança mimada quando se sentiu incomodado com algo. "Gosto" da Sara, ela não merece passar por nenhum constrangimento. 

- Olha.. - Thiago respira fundo - ai é com você. Eu não posso dizer o que você deve fazer, só posso dizer pra você não dar mancada, nem com a Sara nem com a Rafa. Ou seja, pensa bem e se decida.


Rafaela

Por que? Por que tenho que gostar de uma pessoa tão complicada? O vida, não  tinha outra pessoa não, tinha que ser aquele cabeludo grosso? Aquela palmeira albina? Assim não dá...

A minha preocupação por aquele ser fala mais alto do que tudo. Eu tento ser forte mas na verdade eu sempre quero saber como ele está, como ele se sente, como posso ajudar... eu me preocupo com ele acima de tudo. No treino eu percebi que ele cometeu vários erros e ver o técnico falando com ele depois me apertou o coração. E se ele for punido? Se ele não puder jogar nos proximos jogos do campeonato? Se tirarem ele do time?  Todas essas perguntas martelam em minha cabeça enquanto "brinco" com o canudo em meu copo.

- E ai eu montei em um grifo e ele me levou até a terra das fadas.. Rafa... RAFA! - James fala em um tom um pouco mais alto, me tirando dos meus pensamentos.

- Hm.. - arregalo os olhos e olho para ele. Ele está com o copo vazio e com os braços apoiado na mesa, me encarando com a sobrancelha levantada.

- Você não ouviu nada do que eu disse né ? 

- Claro que ouvi - minto - você está falando... de... fadas, né? 

- Não - ele responde com se fosse algo óbvio  - eu estava contando as ciladas que eu me meti. Só falei o lance de fada pra ter certeza de que eu estava falando sozinho.. 

- Aai, mil desculpas. Eu estava imersa dos meus pensamentos.. 

- É, eu percebi.. você quase não tomou o seu milk shake. Está tudo bem? - olho o meu copo e vejo que o que era para ser algo cremoso, virou líquido puro, parecia suco de ovomaltine. Sim, amo ovomaltine, é a oitava maravilha do mundo esse negócio!  

- Ai desculpa, desculpa. Está tudo bem - apoio a cabeça em minhas mãos, que por sua vez estão apoiadas na mesa - só sou muito distraída, se acostume com essas minhas ausências momentâneas - ele gargalha, me fazendo rir com a minha propria desculpa.

- Ausências momentâneas? 

- Exatamente - rio - as vezes eu estou aqui falando com você e do nada eu briso. É tipo telinha azul, sabe? PAAM! - imito o barulho que o Windows faz quando trava, ele gargalha mais alto ainda fazendo com que as pessoas a nossa volta nos olhasse. Ele está com a mão da barriga e com o rosto vermelho, acho que ele vai ter um treco.

- Ssssssh! Ri baixo - sussuro, segurando o riso

- Não dá, eu to passando mal. Ai... - ele limpa o canto dos olhos, retirando as lagrimas formadas de tanto rir.

- Respira. 1..2.. - isso fez com que ele risse mais ainda. O que parecia estar estar sendo controlado, voltou com tudo - Para de rir! Ta todo mundo olhando, quer me matar de vergonha? 

- Uh - ele fecha os olhos e respira fundo umas duas/três vezes

- Melhor? - ainda com os olhos fechados, ele afirma balançando a cabeça - ainda bem, porque se não eu ia embora e ia te deixar aqui

- Nossa, seria capaz disso? - ele arregala os olhos e me olha supreso. Quem ri agora sou eu, só que mais contida.

- Não, não sou ruim a esse ponto. 

- Ufaa!

- Mas jogar um copo d'água em você pra você se aquietar eu sou capaz - brinco.

- Ah, que mentira! Você não faria isso comigo..

- Duvida? - provoco e ele serra os olhos por alguns segundos mas depois ri

- Não, deixa quieto. Vou ficar na minha mesmo.

- Bom menino - bagunço o cabelo dele e ele ri de novo. Será que ele inalou gás do riso?

- Você não existe Rafa - ele diz me olhando fixamente, com um olhar bobo, fazendo com que minhas bochechas corem - onde você estava esse tempo todo? 

- Em Minas, mas especificamente em BH - tento mudar o rumo da conversa para um assunto que me deixe menos vermelha 

- Você é de BH? Por que não me contou?  

- Porque você não perguntou, querido.

- E precisa querida? - ele retruca

- Sim, querido. Esqueceu que sou Rafaela Torres, a menina mais distraída e atrapalhada do Brasil? - digo com o dedo indicador erguido, como se fosse uma madame - As pessoas tem que me perguntar, se não eu acho que falei mas não falei e assim vai.. é uma verdadeira confusão. 

- Então as pessoas tem que te perguntar pra você contar as coisas?

- Exatamente, caso contrário não sai nada - pego meu milk shake, quer dizer, meu suco e tomo.

- Hm.. então me diga. O que rola entre você e o David ?

- QUE? - quase engasgo com o líquido e arregado os olhos - COMO ASSIM?

- Rafa, eu não sou bobo - ele fala com uma voz amena, o que me aperta o coração - eu percebi como você ficou bolada depois que falou com ele hoje. Sei que tem alguma coisa ai..

- Temos que falar disso mesmo? 

- Por favor.. - ele inclina a cabeça um pouco para o lado

- Não faz essa carinha de cachorrinho que caiu da mudança, isso é golpe baixo - ele sorri 

- Vai Rafa, prometo que não toco mais no assunto depois.

- Ta boom... o que quer saber?

- O que você aconteceu entre vocês hoje?

- Eu fui falar com ele pra ver se estava tudo bem, porque depois do treino de vocês, vi o treinador falando com ele e a cara dele não estava nada boa. Mas ai o David foi grosso... nem deixou eu terminar de falar e já me respondeu na lata, seco sabe? - ele balança a cabeça afirmando - ai eu fiquei irritada, porque eu estava toda preocupada e ele foi todo grosso. 

- Hm.. - ele morde os labios por dentro enquanto me olha, parece pensar - que estranho, ele parecia normal no vestiário. 

- Você falou com ele? Ele está bem?

- Nossa, tem certeza que é só preocupação? - ele fala em tom de brincadeira, não parece bravo. Ele está levando isso numa boa, conforme tinha me prometido.

-Ahm.. tenho. Não quero que o time perca sabe? Se ele não jogar bem no campeonato, vocês podem acabar tomando vários gols.

- Mas tem jogadores reservas, o professor pode substituir ele, caso ele não esteja bom.

- NÃO! - falo imediatamente e um pouco alto - quer dizer, não tem necessidade disso, o David é bom.

- Verdade. Mas oh - ele pega as minhas mãos, que estão em cima da mesa, e junta elas (igual quando se vai rezar sabe?) e as cobre com as mãos dele por cima - Não quero que fique assim por causa disso. Já já ele volta ao normal. Você vai ver..

- Mesmo que ele volte.. ele já deu muita mancada. 

- Está chateada, né? - ele solta as minhas mãos e as coloca em cima da mesa, delicadamente. Eu assinto como resposta para a sua pergunta - Não fica assim morena, não vale a pena. 

- É que é complicado.. mas eu vou tentar - dou um sorriso mais natural que eu consigo

- Sei que vai conseguir, mas agora, termina o milk shake pra adoçar seu dia.

- Mas virou um suco meu querido, olha isso - balanço o copo e mostro o suco resultante e ele ri.

- Mas toma mesmo assim. Porque temos que ir para outro lugar daqui a pouco.

- Que lugar? 

- Surpresa...



Notas Finais


E ai? O que será que vai rolar? 👀

Beijaao! 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...