História Crazy Friends. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Gaaino, Kibaino, Naruhina, Nejiten, Sasosaku, Sasusaku
Exibições 66
Palavras 1.842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


PAZ FILHOS DA PUTA DO MEU KOKORO! Amo vocês pra caralho tá. Mais um capitulo pra vocês, lindos! (sim, eu to animada pra caralho)
Finalmente um momento Gaaino nessa porra! (animação e palavrões são de brinde)
Obrigada por lerem e bjssss.
Me desculpem os erros.

Capítulo 19 - Vamos sair!


Fanfic / Fanfiction Crazy Friends. - Capítulo 19 - Vamos sair!

Pov. Ino

Paz filhos da puta! Era sexta-feira (Já repararam que o tempo passa rápido? Jesus) e Tenten tinha um encontro com Neji Hyuuga, o boy primo da Hinatinha my love. Sim, meus queridos amigos mortais, nossa Pucca mozão vai sair com aquela delicia lá enquanto a amiga fica aqui comendo chocolate e criando espinhas. Será que dá pra contratar um namorado de aluguel pra eu sair da seca?

A Pucca desceu as escadas toda arrumadinha e com uma cara de quem comeu a gororoba que Sai quis cozinhar ontem. Ela olha pra toda sala e depois se senta ao meu lado.

- Cadê o povo? – perguntou.

- A Hina tá na biblioteca. Ela acabou de sair – respondi – O Sai foi no mercado comprar alguma coisa. A Saky foi atrás de um amigo dela que mora aqui pra revelar umas fotos pra ela. Eu, porque sou uma ótima amiga das quebrada, resolvi ficar aqui com você até o seu crush chegar.

Gente, hoje eu tô só nos inglês.

Tenten bufou no mesmo momento que a companhia tocou. Levantei correndo e fui até a porta. Abri ela de uma vez e Neji me encarou um pouco surpreso. Por que eu não fui abençoada com a genética Hyuuga?

- Oi – abri um sorriso – Entra.

Dei espaço pra ele passar mas ele balançou a cabeça recusando. Ele olhou para algo sobre meu ombro e abriu um sorriso. Tenten brotou do meu lado e bateu a mão no meu ombro.

- Neji, oi – ela disse, ajeitando MINHA bolsa em seu ombro.

- Caramba, baby, você tá legal – ele disse e Tenten corou.

É o fim do mundo! Mais difícil que eu corar é a Tenten cora.

- Ela é tá é linda – falei – Se essa coisinha do meu kokoro chegar com uma carranca pior do que ela já tá você não terá mais como ter filhos – falei de um jeito ameaçador. Depois abri um sorriso- Beijos, divirtam-se e só voltem pra cá com alianças.

E bate à porta na cara deles porque sou dessas.

Me joguei no sofá e abri a Netiflix, colocando a primeira temporada de The Crown. Fiz pipoca e peguei o refrigerante na geladeira. Sai, Sakura e Hina vão demorar ora caralho e eu vou aproveitar. Minha paz embaixo das cobertas acabou quando a campainha tocou. Se for Tenten dizendo que fez Neji bater o carro porque não queria mais ir eu vou bater nela.

Para minha total confusão e surpresa, eu sou de cara com um ruivo de olhos verdes. O que diabos o Gaara tá fazendo aqui?

- E aí? – ele diz, e já vai logo entrando – Uh, pipoca e refrigerante. Essa é sua sexta-feira da maldade?

- O que você tá fazendo aqui? – perguntei ao fechar a porta, passando por ele e tomando minha tigela de pipoca.

- Sei lá – ele se joga ao meu lado no sofá – Estava só eu, Naruto e Sasuke lá em casa morrendo de fome, sabe? – fiz que não- Não importa. Eles tão meio que querendo ficar longe da suas amigas, não sei o porquê. Eles tão jogados no sofá e eu tô querendo conversa e eles não. Tão assim a semana toda. Cara, até o Naruto!

Fiz cara de bosta para o desabafo dele. Eu realmente não estava nem aí. Já tinha reparado que Naruto e Sasuke estavam evitando Sakura e Hinata e vice-versa e eu não sabia o porquê também, elas não abriam a boca pra contar pra mim ou pra Sai. Quando o Naruto tá perto a Hinata faz cara e sonsa e arruma uma desculpa pra sair. Sakura faz cara de irritada e tenho certeza que mata o moreno em pensamento, só que eu não sei porque, Brasil/ou seja lá o lugar que nós estamos.

Gaara me encara e eu encaro ele. Será que ele não percebe que eu quero curtir a sexta-feira da maldade sozinha?

- Troca seu pijama, nós vamos dá uma volta – ele diz.

É o quê?

- Como?

- Veste seu pijama, nós vamos dá uma volta – ele repete, bebendo meu refrigerante.

Eu queria recusar, queria mesmo, mas a minha curiosidade e vontade de ver gente é maior do que meu orgulho.

- Me espera, não vou demorar – falei e ele sorriu, se ajeitando no sofá. Subo correndo para meu quarto.

 

Pov. Tenten

Assim que Neji estacionou aquele carro fodasticamente foda dele, eu, com toda minha gloria, encarei ele com uma cara de bosta daqueles.

- Que é? – ele perguntou.

- Por que diabos você me trouxe pra um parque de diversões? – perguntei ao reparar na placa.

- É um lugar infantil e você é infantil, achei que ficaria feliz em seu habitat natural.

Fiz cara de ofendida. Esse cabeludo da porra tá me chamando de infantil? O cu desse arrombado.

- É o quê? – ele riu- Ri não cacete!

Ele levantou as mãos em rendição e saiu do carro. Abri a porta e o segui. Ele andou em direção ao negócio de pegar bilhete lá e eu fiquei esperando ele.

Eu não queria sair com o Neji mas a Ino, o Sai, a Sakura e até a Hinata me infernizaram pra poder vim com ele. Mas que porra são esses amigos que eu tenho!

- Pronto – ele disse, me entregando os bilhetes – Qual o primeiro brinquedo?

Abri um sorriso gigante.

- Montanha russa! – gritei e arrastei-o até lá.

 

Pov. Ino

Gaara parou na esquina da nossa rua e me olhou. Não sabia a onde ele estava me levando então eu parei também e o encarei. Ele levantou o celular e me mostrou uns lugares marcado na mapa.

- Aonde vamos? – perguntou, batendo o dedo na tela.

- Achei que você sabia aonde estamos inda já que foi você que me convidou – falei, pondo a mão na cintura.

- Olha, escolhei aí – ele me entregou o celular.

Peguei o celular e dei uma olhada. Tinha um monte de lugar bacana perto da nossa casa e então não precisaríamos voltar e buscar o carro. Tinha um restaurante Coreano, um bar, uma barraca de Lámen, um restaurante Italiano, um parque, uma pista de boliche... Jesus Cristo. Pensem numa pessoa indecisa.

- Vamos... a, caralho, não sei – entreguei pra ele o celular.

Ele bufou e pegou o celular, examinou e depois abriu um sorriso.

- Que tal a gente ir na barraca de Lámen?

Pensei um pouco. Barraca de lámem pode ser uma boa. Ajeitei a bolsa e segui ele.

 

Pov. Tenten.

Eu estava com a boca e a garganta doendo de tanto rir e gritar. Gritar por causa do brinquedo que nós fomos e rir por causa da foto que sempre tira. Neji tinha saído horrível, coitado. Já eu tinha saído maravilhosamente diva, como diz o Sai e a Ino.

- O que esses lugares tem contra algodão-doce preto? – falei assim que peguei meu algodão-doce. Neji riu.

- É meio sombrio pra um lugar tão animado – ele disse.

Que desnecessário.

- Então – ele enfiou boa parte do seu algodão-doce rosa na boca -aonde vamos agora, parceira.

- Não fale “parceira” – falei – é tão estranho.

- Tudo bem então, baby.

Vou falar mais nada.

- Vamos na roda-gigante – falei.

- Parece uma boa – ele disse, limpando as mãos no casaco- Para a roda gigante!

Ele gritou com as mãos para cima e me puxou até a roda-gigante. Por que caralhos o Neji tá mais animado que eu? Isso tudo é por ter o prazer da minha presença? Achei digno. Sim, eu estava gostando desse “encontro” com o Neji, mas ele nunca vai ouvir isso de mim e nunca mais vamos sair.

- Ingressos – pediu o homem e Neji deu a ele.

- Hora de ver Konoha do alto – ele disse e me puxou para as cabines (é cabine que fala?)

 

Pov. Ino

Paramos em frente à barraca do Ichiraku, que assim que nos viu – Gaara, no caso já que ele nem me conhece. Ele era um homem de olhos puxados que quase não dava pra vê-los e cabelos grisalhos.

- Gaara, meu bom homem – ele o cumprimentou – Veio comprar Lámem para o Naruto?

 Seu olhar pousou em mim e depois voltou para Gaara.

- O Naruto está bem diferente desde da última vez que esteve aqui, que no caso foi ontem – ele disse. Senti minhas bochechas corarem.

- Essa é a Ino – ele me apresentou. Apertei a mão do homem que estava estendida – ela é minha vizinha e estava sem nada pra fazer assim como eu então decidimos agraciar sua barraca magnifica com a nossa presença.

O velho jogou a cabeça pra trás e começou a rir. Estava quase morrendo o coitado, gente!

- Então- Gaara disse logo após o velho parar de rir e se virar – Vamos conversar.

- Sobre o quê?

- Qual o seu maior sonho? – ele repousou sua bochecha nas mãos.

- Ir para Hogwards – falei.

Qual é? Quem não sonha em ter uma coruja voando até sua janela com a carta? Sou trouxa e ainda acredito que eu vá pra lá.   

- E o seu? – perguntei.

- Beijar você.

- Que cantada horrível, Sabaku – ri – como está lidando com a ideia de ser tio?

- Bem melhor do que eu esperava.

Ri. Eu não estava lidando muito bem não. Cara, ser tia aos vinte é extremamente estranho. Já fico puta quando as criança que eu nem conheço me chama de tia e agora vem um ser-humano que nem tá formado ainda me chamando de tia. Eu não sirvo pra isso.

- Olha o Lámen – falou o homem.

Agradecemos e começamos a comer, conversando sobre outras coisas banais.

 

Pov. Tenten

Neji estacionou em frente da minha casa e eu tirei o cinto. Ficamos parados olhando pra rua feito dois retardados até eu falar:

- Foi uma ótima noite – falei – divertida. Obrigada.

- Eu também gostei – ele disse – podemos fazer isso mais vezes?

- Quem sabe – dei um sorriso e beijei sua bochecha. Que coisa mais de filme de romances, eca! – Tchau.

Dei um tchazinho e entrei correndo dentro de casa. Sai e Sakura estavam sentados no sofá. Ele usava um óculos redondo e lia um livro, também estava vestindo um roupão azul. Sakura vestia aquelas camisolas longas e um roupão de ceda creme por cima. Que desgraça é essa?

- O que diabos é isso? – perguntei apontando para as roupas deles.

Eles se levantaram e cruzaram os braços. Por que eles tão parecendo meus pais?

- Estamos incorporando pais preocupados – Sai disse- Sakura, entre no personagem.

 Ela balançou a cabeça e fechou a cara.

- Onde a senhorita estava?

- Não é da sua conta? – falei, mas saiu mais como uma pergunta.

- Veja lá como fala com ela, garota – Sai disse – Onde estava?

- Boa noite.

Deixei eles com cara de tacho na sala e subi para o meu quarto. Isso é realmente ridículo. Quando cheguei na porta do meu quarto avistei Hina saindo do banheiro. Ela me deu boa noite de um jeito fofo e entrou em seu quarto. Também entrei no meu e fui dormir com um sorriso filho da puta nos lábios.


Notas Finais


Tenten:
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/1a/7e/db/1a7edb00164b760cd8efceafe8736163.jpg
Ino:
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/02/b8/c7/02b8c74aa36a2275e0edae99522fe76a.jpg
Comentem aí se odiaram, se amaram.... todo tipo de comentário é bem-vindo!
Bjsssssssss no kokoro de chocolate de vocês. Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...