História Crazy House - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack & Jack, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Shawn Mendes
Exibições 22
Palavras 667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Sozinha


Lá estava ela parada em minha frente, o inferno em pessoa, essa vadia parada na porta se chama Alice, ela era popular no colégio e eu não era de muitos amigos.
-quanto tempo sky -ela sorriu, puta- estou no Canadá e vim te fazer uma visita.
-já me viu -eu a olhei brava- pode ir embora.
-calma amorzinho -ela disse calma- quero chamar você e seus amigos pra uma festa na minha casa.
Olhei pra ela, olhei pro matt que a encarava bravo.
-nos iremos -Matthew me olhou surpreso.
-que ótimo -ela sorriu
- vejo você na minha casa -me entregou um papel com o endereço- Tchau sky.
-Tchau Alice -sorri irônica.
-você com certeza não vai -matt me disse bravo.
-vou sim -eu sorri- e vou levar meu namorado gostosão pra esfregar na cara dessa puta.
-você e suas vinganças -ele negou com a cabeça e riu- que dia?
-semana que vem eu irei fazer ela pagar por todos os nomes que ela me chamou -eu sorri.
-que medo -Matt zoou- parece que que você alcança a faça na cozinha pra matar ela.
-vai pra casa do caralho que tal? -eu disse irônica.
-grossa -Matt disse- vou pedir pizza, tô com fome.
-também quero -eu disse.
-querem o que? -cam apareceu.
-pizza -eu disse e coloquei a mão na barriga- tô com fome.
-pede pra todo mundo -cam disse- eu vou tomar banho.
-ta bom -matt disse e foi pedir, voltei a piscina, onde tinha apenas o Shawn que estava sentado na borda quieto, sentei ao seu lado, ele me olhou e sorriu, eu sorri de volta, ficamos olhando o céu quietos, sentados a beira da água, então ele colocou sua mão em cima da minha. Eu olhei em seus olhos, ele apenas me encarava, como se estivesse decorando meus traços, eu sorri pra ele, um sorriso que foi retribuído, eu amo o sorriso dele, puta que pariu.
-você quer entrar -ele disse.
-sim -eu sorri- vocês tomar banho, o matt pediu pizza e daqui a pouco chega.
-tá bom -Shawn se levantou, fiz o mesmo.
Subimos a escada e fomos cada um pro seu quarto, eu tomei um banho mais ou menos rápido, coloquei uma langerie branca e um pijama de unicórnio, desci a escada, porém ninguém estava na sala.
-meninos -chamei, não ouve resposta- MATT -gritei, não ouve resposta.
Subi até o quarto do Shawn, entrei e ninguém estava lá, fui até o banheiro do mesmo, nada, closet, nada. Fui até o quarto do Matt, nada também, então fui entrando de quarto em quarto, ninguém estava em nenhum deles. Corri pelo jardim e área da piscina procurando alguma pessoa, não tinha ninguém. Peguei meu celular e sentei na grama, liguei pro Matt, Shawn, JJ , JG, Cameron e Nash, ninguém me atende.
Voltei pra dentro, entrei na cozinha, a pizza estava lá, intacta, ninguém avia tocado nela, ouvi um barulho de algo caindo, corri até a sala, não tinha ninguém apenas um vaso caído.
-MENINOS -eu gritei.
-Oi sky -uma voz que eu conhecia bem ecoou nos meus ouvidos.
-O que quer aqui? -eu disse com um pouco de medo na voz.
-eu quero você -disse o mesmo- apenas você.
-cadê os meninos? -eu perguntei.
-eles foram dar uma volta -ele riu- uma volta no porão.
Corri até a porta do porão, não dá pra ouvir nada de lá dentro, por isso não ouvi eles, girei a chave abrindo a mesma, desci a escada, estava vazio, completamente vazio.
-sério que você caiu nessa? -a voz disse e riu- como você é burra.
-me deixa em paz -eu disse com os olhos cheios de lágrimas.
-elas estão nesse endereço- um papel cai no chão, eu pego o mesmo e tem um endereço.
-como posso confiar em você? -eu disse.
-porque é a vida dos seus amigos -o mesmo disse.
Fui até o carro, dei partida e fui, estava dirigindo rápido, nos posso abandona - los, então eu vi uma luz forte e depois tudo apagou.



Notas Finais


Desculpa a demora e pelo o capítulo pequeno, bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...