História Crazy in Love - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Exibições 44
Palavras 962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 22 - Kawanni


Fanfic / Fanfiction Crazy in Love - Capítulo 22 - Kawanni

Ela abre a porta e por dentro também é bem parecida com a de marck, pelo visto eles alugam várias casas...

- Sim ! ficarei ausente por no mínimo dois dias ! espero que você de conta de tudo! Não me decepcione ! 

Keven desliga o celular e se vira para falar com kawanni.

- oque você foi fazer lá fo...

Ele me olha e fica sem entender nada...

-oi katlen ! 

- depois vocês conversam, agora eu trouxe ela para brincar com migo ! 

Ela puxa minha mão e me leva para um quarto cheio de brinquedos.

-olhe minhas bonecas ! 

- São lindas ! 

Em cima da mesa a um caderno de desenho, o pego e algumas folhas desenhadas caiem 

- me desculpe ! 

- tudo bem!

- você que desenhou ?

- sim !

- você desenha muito bem para sua idade!

-  desenhar é fácil ! 

- certo , muito fácil ! 

Ao lado de uma mala a uma guitarra se eu não me engano uma lespou...

- é sua?

- sim! keven me deu de aniversário ! 

- você sabe tocar?

- não !  é muito difícil ! 

Me sento no chão e pego a lespou nos braços é linda...

- não é difícil!  basta você saber aonde colocar os dedos !

-você sabe tocar?

- talvez !  quando eu era pequena tinha um violão, é a mesma coisa só muda o som ! 

- toque para mim!

- só se você me desenhar !  

Ela pega o caderno e começa a me desenhar, então começo a tocar a música Anastasia do Slash. alguém abre a porta e eu imediatamente travo ao ver keven que está boquiaberto.

- olhe keven fiz um desenho de katlen ! 

- está linda !

- vou beber água ! 

Ela sai do quarto e eu fico vermelha.

- katlen você toca muito ! 

-obrigado !

- quero descobrir mais sobre você! que tal sairmos hoje ? 

- por mim tudo bem !

- jantar ou parque de diversões ? 

- parque de diversões! 

- posso te pegar as 18:00 ?

- s...sim!

Me viro e pego o caderno ela me desenhou mesmo, ficou perfeito.

- ela desenha muito ! 

- eu sei ! 

Sinto seu corpo se aproximando do meu e me viro, ele passa as mão pela minha cintura e eu fico vermelha ele me encara com um olhar inexplicável.

- você é tão lida!

Abro a boca para agradecer mais ele me beija... nossa, ele é intenso mas ao mesmo tempo calmo, seus lábios são quentes e macios. aceito o beijo carinhosamente, ele afasta o rosto de mim e sorrir.

- em pensar que você estava me perseguindo !

- ja disse que não estava ! foi coincidência!  

Sorrimos e escutamos um barulho de vidro quebrando vindo da cozinha ele me solta e sai correndo, kawanni deixou um copo cair.

- ei! kawanni você está bem ? 

- olhe !

Ela aponta para o pequeno Jardim que tem aos fundos da casa.

- oque tem lá ? 

- veja keven ! são pequenos !

Sorrio, ja sei quem são... e Keven me olha confuso e assustado.

- porque você está sorrindo katlen?

Me agaixo ao lado de kawanni e falo baixinho.

- eles se chamam doendes! pelo visto gostaram do Jardim ! 

- Do-en-des?

- sim! são pequenos homenzinhos que cantam e brincam eles são mágicos ! 

- mas esse tipo de coisas não existem ! 

- ei não diga isso ! você está vendo com seus próprios olhos !

- nossa! quero brincar com eles !

- eles gostam de doces !

Ela corre para trás da bancada e volta com uma pequena cesta de doces.

- eles vão gostar?

- venha !

 nos aproximamos do Jardim e conseguimos escutar os pequenos sinos que eles usam nas roupas coloridas. 

- ponha alguns doces aqui ! mas não ponha chocolates só caramelos ! 

Ela retira alguns doces e põe ao lado de um cogumelo. alguns homens pequenos se aproximam pegam os doces e nos agradecem acenando com as cabeças.

- São lindos não são ? 

-sim, muito ! 

- pensei que só eu conseguia ver eles !

- porque eu consigo ?

- porque você é uma criança e tem o coração bom !

Ela se levanta e olha para keven que está jogando fora os cacos de vridos.

- porque keven não consegue ver?

- acho que ele nao acredita em doendes e fadas !

- fadas existem?

- sim !

- como eu faço para ve-las ?

- a noite você põe flores naturais e os mesmos doces no Jardim!

- elas vão vim ?

- talvez...

Ela sorrir muito animada e começa a falar com keven que me olha confuso.

- doendes? fadas?

- você não acredita nessas coisas não é ? 

- não...

- então não diga que não existem!

Faço cara feia para ele.

- hoje a noite você vai me explicar isso!

- certo! Eu vou indo...

- tchau katlen ! obrigado por ter me ajudado a fazer novos amigos ! 

- tchau kawanni ! 

Keven me da mais um beijo e eu volto para a casa de marck são várias casas parecidas...

- aonde a garotinha te levou ?

- me levou para brincar com a guitarra dela!

- e você ainda sabe tocar isso ?

-sim !

Lá vem Jennifer e suas interrogações, Franklin está sentado ao lado de marck e levanta as duas sobrancelhas provavelmente ele não sabe nada sobre mim, reviro os olhos e respiro fundo em cinal de decepção. entro em casa e vou direito para o banheiro retirar essa areia de praia do corpo acabo e me enrolo na toalha. entro no meu quarto e Franklin está deitado em minha cama olhando para o teto...

- se quiser trocar de quarto nada feito !

- não não quero trocar de quarto !

- então oque você está fazendo aqui ? 

- vim ver você ! e perguntar...

Ele se levanta pega o meu quadril. é me põe na cama ficando por cima de mim...

- perguntar oque ?

 - oque ele tem que você não viu em mim? 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...