História Crazy In love - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 301
Palavras 2.576
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


boa leitura pipou, xx

Capítulo 21 - She returned.


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 21 - She returned.

Jream: Jasmine, por que demoraram tanto? – ele disse vindo em minha direção.

Jasmine: É que o Bieber foi por um caminho que tinha muito trânsito. – disse e sorri.

Jream: Entendi. E tomara que seja isso mesmo, senão o pai de alguém vai ficar sabendo de tudo. – ele sussurrou as últimas palavras em meu ouvido.

Jasmine: O que você quer saber? Eu te conto o que quiser ai você fala pra ele. – disse o encarando.

Jream: Não se preocupa... Eu te amo, tá? Não vou falar nada, estava só brincando. – ele disse e eu o abracei.

Jasmine: Awn eu também te amo!

POV Justin

 Cheguei a casa, estacionei o carro e entrei, a dona Pattie logo apareceu, não sei de onde saiu, mas eu acho que ela estava feliz em me ver.

Pattie: JUSTIN! – ela veio em minha direção e me abraçou.

Justin: Eu estou vivo ok? Não morri. – disse e ela riu.

Pattie: Graças á Deus! Ficou maluco? Por que deixou o celular desligado? – agora ela me encarou.

Justin: Meu celular estava desligado desde ontem, eu nem percebi quando sai. – disse e me joguei no sofá.

Pattie: Ok, o importante é que você está bem.

Justin: Maravilhosamente bem! E feliz. – disse sorrindo de orelha a orelha.

Pattie: Feliz por quê? Eu sei que você e a Jasmine voltaram, mas eu aposto que esse não é o único motivo da sua felicidade. – ela disse curiosa.

Justin: Não mesmo! É que... Eu e a Jasmine... Fizemos você sabe o que. – disse meio sem graça.

Pattie: Hum. – ela ficou pensativa e um tempo depois me encarou – Feliz por causa disso? Você não tem vergonha na cara, Justin Drew Bieber?

Justin: Vergonha por quê? Fazer sexo é vergonhoso? Eu acho que não. – revirei os olhos, mas sorrindo.

Pattie: Não! Mas estar feliz por causa disso, é sim. – ela disse olhando para todos os lados, menos pra mim.

Justin: Qual é mãe, foi com a pessoa que eu amo. Quem não ficaria feliz? Eu só quero curtir minha vida por enquanto! Ao lado dela, claro. – disse ainda sem parar de sorrir.

Pattie: Ai meu filho, você não me entende.

Justin: Desculpa, mas é a senhora que não me entende! Vou dizer uma coisa... Eu tenho amnésia. O destino já fez uma injustiça grande levando a Jasmine pra longe de mim, só que agora eu estou com ela de volta. Por que eu não ficaria feliz? Sofri tanto quando ela não estava, quero aproveitar e esquecer isso tudo.

Pattie: Você tem razão! – ela se levantou – Vem cá me dar um abraço. – ela disse, eu me levantei e a abracei – Eu te amo meu filho. – ela disse em meu ouvido e logo nos afastamos.

Justin: Também te amo mãe. – disse sorrindo, ela sorriu de volta e deu um beijo em minha testa, depois saiu da sala. Não voltei a sentar, fui direto pro meu quarto, estou exausto. Joguei-me na cama e nem fiz questão de tirar os sapatos, dormi assim mesmo.

No dia seguinte... Terça-feira

Acordei com o meu celular tocando, olhei para os lados e já era de manhã, olhei pra mim mesmo e estava com a mesma roupa de ontem. Então procurei meu celular e quando achei, ele parou de tocar, mas quando fui ver quem era, começou a tocar de novo. Atendi sem mesmo ver o número.

Justin: Alô?

Jasmine: Justin Drew Bieber, onde o senhor está? Por que perdeu o caminho da escola? O que aconteceu? Responde! – ela berrou me fazendo tirar o celular do ouvido.

Justin: Que horas são? – perguntei confuso.

Jasmine: Horas? O que você acha? São nove e meia! Vai, me diz por que perdeu o horário. – ela estava completamente histérica.

Justin: Se acalma meu amor. Desculpa, é que ontem eu estava muito cansado, ai eu dormi demais e nem ouvi o celular despertando! Juro.

Jasmine: Perder um dia de aula, até que vai. Mas dois? Só podia ser o Justin Bieber.

Justin: Teve aula de inglês hoje né?

Jasmine: Sim, por quê?

Justin: Puta que pariu. Logo a aula da Elizabeth? Aquela gostosa, não deveria ter faltado, que burro. – disse querendo rir.

Jasmine: O quê? – ela parecia brava.

Justin: Não vai ficar com ciúmes, vai?

Jasmine: Olha aqui Bieber, você não deve ter mesmo noção do que acabou de dizer. Nossa professora, gostosa? Você não tem medo de morrer mesmo, não é? – ela parecia mesmo brava.

Justin: Medo por quê? Quem vai me matar? Você? Eu acho que não ia conseguir viver sem mim. – disse debochado e ri.

Jasmine: Você falou isso pra me provocar, não foi? Quem acha aquela loira burra gostosa? Ninguém.

Justin: Mas é claro! Eu só queria que você parasse de me dar sermão e consegui. Mas agora eu quero outra coisa. – disse em tom malicioso.

Jasmine: O que você quer? – ela disse parecendo entediada.

Justin: Eu só quero você e mais nada.

Jasmine: Okay, chego ai em alguns minutos! – ela disse parecendo animada.

Justin: Fala sério? – perguntei impressionado.

Jasmine: Não, seu bobão! Esqueceu que eu estou na escola? Se me quiser, vem me buscar. – ela disse como se fosse óbvio.

Justin: Falou, estou indo para ai agora.

Jasmine: Agora não, está louco? 12:20 P.M. quero você aqui na escola senão eu vou embora e tu vai ficar com vontade de me querer só pra você. – ela disse séria.

Justin: Okay, como quiser. – disse sem ânimo.

Jasmine: Tenho que desligar porque o sinal já vai tocar. Tchau, meu amor! Até mais.

Justin: Tchau! Até mais gostosa. – disse e ambos desligaram. Levantei-me e fui tomar um banho, troquei de roupa e desci, fui direto pra cozinha onde não tinha ninguém, abri a geladeira e comecei a comer tudo o que via pela frente, só não a esvaziei porque estava cheia demais. Fiquei ali comendo, quando deu 12:00 fui pra escola buscar a Jasmine e assim que cheguei a vi parada em frente o portão daquela escola mais conhecida como inferno. Ela me viu e logo se aproximou.

Jasmine: Eaí? – ela disse sorrindo.

Justin: Quanto é a hora? – perguntei sorrindo maliciosamente.

Jasmine: Besta! – ela disse rindo e deu um tapa em meu braço – Não sou prostituta.

Justin: Mas é gostosa... Entra ai. – continuei sorrindo e abri a porta do carro pra ela entrar, a mesma saiu correndo e entrou – Tudo bem? – disse e a beijei, um tempo depois paramos e ela me respondeu.

Jasmine: Sim, e você? – falou ofegante.

Justin: Bem! Não estou melhor porque preciso da sua companhia pra me fazer feliz. – disse e pisquei.

Jasmine: Quem vê pensa que você está sendo romântico, mas não. – ela disse revirando os olhos.

Justin: Sorte que não tem ninguém em casa, ai podemos aproveitar bastante. – disse animado e acelerei.

Jasmine: Você está ficando viciado, para. – ela disse rindo.

Justin: O que eu posso fazer? Desde a nossa primeira vez, estou querendo sexo sempre, só que especialmente com você. – pisquei mais uma vez.

Jasmine: Bom mesmo por que se você fizer com outra pessoa, você nunca mais a verá. – aquilo teve som de ameaça.

Justin: Você não tem coragem nem de matar uma mosca, vai matar uma pessoa? Acho que não. – disse rindo e ela me encarou.

Jasmine: Você não me conhece, posso ser muito má, mais do que você possa imaginar. – ela quem piscou dessa vez.

Justin: Pode fazer o que você quiser, eu já vou ter comido a pessoa mesmo. – dei de ombros e ela começou a me bater – Ai!

Jasmine: Idiota! Safado! Argh. Leva-me pra casa, não quero fazer mais nada com você. – ela disse e cruzou os braços.

Justin: Ah, você está de brincadeira, né? Eu não falei aquilo á sério Jasmine, nunca te trairia. Juro. – disse tentando convencê-la.

Jasmine: Não falou á sério, mas falou! Por favor, me leva pra casa. – ela disse meio descontrolada, não falei nada, apenas fiz o que ela pediu. Chegamos, eu estacionei o carro, ela saiu e eu sai atrás dela, ela abriu a porta e fechou tão bruscamente que se eu não tivesse parado a porta, algo aconteceria.

Jream: O que aconteceu com ela? – ele perguntou pra mim e olhando a Jasmine subindo as escadas rapidamente.

Justin: Nada de mais, deixa que eu resolvo. – disse entrando e subi, cheguei ao quarto dela e a porta estava aberta, entrei e fechei a mesma, ela estava em frente a janela olhando lá pra fora.

Jasmine: O que você veio fazer aqui? – ela perguntou brava.

Justin: Conversar com você. – me aproximei.

Jasmine: Não temos o que conversar!

Justin: Sabe, eu acho que você anda muito chatinha pro meu gosto, tudo o que eu falo você fica chateada, mesmo sendo a maior bobagem do mundo, você mudou muito viu? Pensei que ainda fosse aquela garota fria que conheci á alguns meses. Eu não acredito que você está me tratando desse jeito só por causa do que falei. Se eu fosse idiota o bastante, não acha que depois de você ter ido pra Califórnia, eu já teria te traído? Mas não, eu fiquei em casa, todos os dias pensando em você, contando os dias para quando você voltasse. Eu comecei a mudar, eu ia a baladas, mas não ficava com ninguém. E por quê? Porque eu te amo, eu te amo Jasmine! Se eu ficasse com alguém, não ia me perdoar nunca por ter te traído meu amor. – disse olhando pra ela e só quando eu terminei que ela olhou pra mim, estava chorando.

Jasmine: Desculpa-me. – ela disse e veio em minha direção, então me abraçou – Por favor, me desculpa! Eu te amo tanto. – ela colocou a cabeça em meu peito.

Justin: Só te desculpo se você parar de chorar. – disse olhando pra ela e limpando suas lágrimas, ela sorriu fraco. – Eu te amo.

Jasmine: Eu amo mais. – ela disse e me beijou, mas não demorou muito e paramos, ou ela parou – Já me desculpou? – ela disse fazendo bico, mas sem olhar pra mim. Ainda estávamos abraçados.

Justin: Pelo jeito sim, você parou de chorar. – disse sorrindo e coloquei a mão no rosto dela fazendo-a olhar pra mim – O que foi?

Jasmine: As coisas que você me falou, eu me senti uma completa idiota. – ela disse começando a chorar.

Justin: Por quê? Você me traiu quando estava na Califórnia? – arqueei uma sobrancelha desesperado.

Jasmine: Não! Acha mesmo que eu ia ter cabeça pra ficar com alguém sendo que minha tia estava doente? – disse como se fosse óbvio.

Justin: Olhando por esse lado, não. Mas então? – pedi continuação do assunto.

Jasmine: Sei lá, eu me senti estranha ouvindo você dizer o que sente. – ela abaixou a cabeça.

Justin: Por quê? Você não sente o mesmo? – perguntei um pouco preocupado.

Jasmine: Claro que eu sinto! Mas às vezes eu fico confusa com isso tudo. – ela disse e colocou a mão no rosto.

Justin: Me diz Jas, me diz o que você sente. – pedi.

Jasmine: Eu não vou conseguir Bieber, você só vai me pegar falando dos meus sentimentos quando algo acontecer, sei lá, talvez quando eu ficar brava e começar a falar tudo. – ela disse e me olhou.

Justin: Então vou esperar esse dia ansiosamente. – disse sorrindo.

Jasmine: Okay! – ela se afastou e sentou na cama – Sabia que tem aluna nova na sala?

Justin: Aluna nova? – arregalei os olhos espantado.

Jasmine: Sim, e por que o espanto?

Justin: Não, nada! Qual o nome dela? – perguntei curioso.

Jasmine: Chloe. – disse simples.

Justin: Como ela é? – perguntei querendo saber mais.

Jasmine: Puta que pariu, está querendo saber demais. Que foi? Ficou interessado? – ela me encarou.

Justin: Eu só estava pensando na possibilidade de... – ela me interrompeu.

Jasmine: Ser sua ex-namorada? – ela quase berrou.

Justin: Aham! Então me diz como ela é.

Jasmine: É morena, cabelo preto e liso, olhos castanho e um pouco mais escura que eu.

Justin: Essas são todas as características da minha ex... – disse impressionado – O que ela pensa que está fazendo aqui? Quer arruinar a minha vida? – disse irritado.

Jasmine: Calma Bieber. Você nem sabe se é ela mesma! Amanhã tu confirma tudo. – ela disse tentando me acalmar.

Justin: Ok. – respirei fundo – Mas agora eu quero um beijo! – fui a sua direção e sentei ao seu lado, ela sorriu e eu a beijei calmamente parando um tempo depois – Você vai continuar assim? – arqueei uma sobrancelha.

Jasmine: Não, me desculpa. Eu tinha prometido á você que ia voltar a ser a Jasmine de antes, mas eu não estou cumprindo, desculpa. – ela abaixou a cabeça.

Justin: Tá bom meu amor... Eu só quero que você não leve á sério nada do que eu falar, só se for sobre meus sentimentos. – disse e sorri.

Jasmine: Tudo bem, eu vou parar de me importar com tudo. – ela deu aquele sorriso maravilhoso e me abraçou.

Justin: Vamos sair? – perguntei animado.

Jasmine: Para aonde? – ela perguntou curiosa.

Justin: Sei lá, pode ser cinema?

Jasmine: Aham, só que eu preciso tomar um banho primeiro. – ela disse se levantando e me deu um selinho.

Justin: Tá! Mas não demora. – disse já impaciente, ela entrou no banheiro rindo da minha cara.

POV Jasmine

Entrei no banheiro, tomei um banho rápido e troquei de roupa, o Bieber não parava de olhar pra mim. Eu ia trocar de roupa no closet, mas como o lado pervertido dele falou mais alto, ele insistiu para que eu ficasse ali. Terminei, penteei meu cabelo e fomos para o cinema, o Bieber ficou calado o tempo todo, até estranhei o comportamento dele.

Jasmine: Por que está tão calado? Fiz algo que não gostou? – perguntei preocupada.

Bieber: Ah... Ahn... Quê? – ele olhou pra mim meio perdido.

Jasmine: Poxa, por que está tão calado?

Bieber: Estava pensando... Na... Chloe. – ele disse e revirou os olhos.

Jasmine: Por quê? Começou a se lembrar dela? – disse o encarando.

Bieber: Eu nunca me esqueci dela! Só do nome, mas sei por que minha mãe me disse. Eu me lembro perfeitamente do dia em que ela terminou comigo, eu lembro exatamente de como ela é, não consigo esquecer.

Jasmine: Hum... – ia começar a falar umas coisas, mas me lembrei do que prometi á ele. Ser fria. – isso é bom ou ruim?

Bieber: Bem que eu queria saber! Mas se ela estiver mesmo aqui em Los Angeles com certeza quer alguma coisa comigo. O pior é que eu não entendo, ela terminou comigo e eu tenho absoluta certeza que pra ficar com outra pessoa, agora ela está aqui querendo com o quê?

Jasmine: Mas eu pensei que ela tinha terminado com você porque tu ficou com uma garota na frente dela. – disse confusa.

Bieber: Sim! Só que eu acho que ela aproveitou a traição e arrumou uma desculpa pra terminar comigo. – ele disse um pouco descontrolado.

Jasmine: Para! Para de pensar nisso Bieber. Esqueceu que está dirigindo? Depois você pensa nisso calmamente. – disse e ele assentiu. Alguns minutos depois chegamos ao cinema, ele estacionou o carro e entramos. A fila estava pequena, então para comprar os ingressos foi rápido, entramos na sessão e nos sentamos um pouco na frente, nem sei sobre o que é o filme, mas pelos comentários do pessoal que estava entrando, é de aventura. Melhor assim! Justin e eu não conversamos muito até o filme começar, acho que ele ainda estava tenso com o assunto da Chloe. O filme todo ficamos calados, quando terminou, nos levantamos e saímos, eu ainda tinha um pouco de refrigerante. Quando íamos sair do cinema, vi aquela menina vindo em nossa direção com os braços abertos e toda sorridente. Isso, a Chloe. – É ela Bieber! – disse pra ele, porém encarando ela.

 

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...