História Crazy In love - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 272
Palavras 1.935
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA BABIES

Capítulo 25 - Revenge. (Parte 1)


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 25 - Revenge. (Parte 1)

 

Bieber: Não! É que eu já coloquei tudo na sala, até o filme, falta você e a pipoca. – ele disse animado e pegou em minha mão, saímos dali indo até a sala de cinema que estava cheia de doces e bebidas na mesa, achei aquilo exagerado, mas tudo bem. – Vem, vamos sentar! – ele disse me guiando até o sofá, nos sentamos e ele colocou o filme pra começar. Confesso que adorei o filme! Às vezes o Bieber começava a beijar o meu pescoço bem na hora que eu estava prestando atenção no filme, eu ficava rindo e pedindo pra ele parar. Às vezes ele ficava falando bobagens no meu ouvido querendo tirar minha concentração, mas como levar á sério as coisas que ele faz? Eu simplesmente não consigo. O filme terminou e ele desligou a TV – Gostou?

Jasmine: Adorei! Estou com sono. – disse fazendo bico, ele riu e me deu um selinho demorado.

Bieber: Vem dormir comigo então. – ele disse e ouvimos vozes e passos, acho que era a mãe dele.

Jasmine: Acho que não vai dar porque sua mãe chegou. – disse me levantando.

Bieber: Espera! Você vai embora? – ele disse com uma cara tristinha.

Jasmine: Sim bae, por quê? Queria que eu ficasse mais um pouco? – perguntei e ele assentiu fazendo bico, ri baixo – Não se preocupa, vamos nos ver amanhã, okay?

Bieber: Tá, mas deixa eu te levar em casa pelo menos! – ele disse se levantando. – disse como se fosse óbvio.

Jasmine: Não, eu tenho que ir pra casa da Kethlen pegar meu carro, esqueceu?

Bieber: Eu te levo lá, qual o problema?

Jasmine: Tá bom, seu insistente! – ri – Vamos lá. – disse e sai andando de lá, ele me acompanhou. Chegamos à sala e vimos a dona Pattie – Oi Pattie! – sorri fraco.

Bieber: Oi mãe.

Pattie: Ah oi gente! – ela nos olhou – O que estavam fazendo aqui sozinhos? – ela parecia animada.

Bieber: Assistindo a um filme mãe! Mas agora a Jasmine precisa ir embora e eu vou leva-la, ok? – ele disse fazendo um sinal positivo com o dedo.

Pattie: Ok, mas não demora! Tchau Jasmine. – ela disse e deu um beijo em minha bochecha.

Jasmine: Tchau Pattie! – disse e sorri.

Bieber: Então, - ele pegou em minha mão – vamos! Já volto mãe. – ele disse andando e eu o acompanhei. Só ouvimos passos se afastando, Pattie não disse nada. Saímos e entramos no carro, coloquei o cinto e o Bieber acelerou – Minha mãe não deveria ter chegado naquele momento, sabia? – ele disse parecendo chateado.

Jasmine: Mas por quê? – perguntei curiosa.

Bieber: Eu queria ficar um pouco mais com você, só. – ele disse e bufou.

Jasmine: Mais ainda do que ficamos? – disse olhando pra ele e arqueei uma sobrancelha.

Bieber: Sim! Por quê? Não posso querer ficar um pouco com a minha namorada que eu amo muito? – ele disse e me deu um selinho rápido, apenas ri.

Jasmine: Sabe o que eu acho? Que você queria mais do que ficar só comigo, não duvido nada. – disse como se fosse óbvio, realmente.

Bieber: Ah então você acha que eu queria sexo de novo? – ele perguntou ironicamente.

Jasmine: Sim! Pois não queria? – franzi a testa.

Bieber: Talvez. Mas eu sei como você é, só faço as coisas se você quiser. – ele disse e sorriu.

Jasmine: Depende do momento, poderia rolar de novo sim... Dependendo. – disse já pra ele não fica animado demais.

Bieber: Vamos para um Motel então, aí você descobre como é. – ele disse com um belo sorriso malicioso.

Jasmine: Descobre? Eu já fui a Motel, com todos que já peguei. Mentira falta você! – disse e ri.

Bieber: Foi com quem? – ele me encarou – Pode me passar a lista que eu quero saber tudo sobre eles. – isso o fez acelerar mais.

Jasmine: Depois Bieber! Que foi? Ficou com ciúmes? – arqueei uma sobrancelha, ele estacionou o carro.

Bieber: Nada de ciúmes, quer ir para o Motel ou não? – ele disse olhando pra mim.

Jasmine: Hoje não, quem sabe depois? – disse parecendo animada – Eu preciso falar com a minha amiga, ok? Até amanhã. – disse e dei um selinho nele.

Bieber: Você vai se arrepender, pode acreditar. – ele arqueou uma sobrancelha.

Jasmine: Eu sei! Mas a hora vai chegar. – disse e pisquei, depois sai do carro.

(...)

POV Justin

 

Jasmine: Aquela vadia vai ver o que é bom pra tosse! – ela disse quase explodindo de raiva.

Justin: Jasmine chega! Você sabe bem que agressão não adianta em nada. – disse a encarando.

Jasmine: Você tem noção do que essa garota fez? Eu avisei pra ela que da próxima vez ela apanhava, ai você não me deixa fazer nada? Porra Bieber. – ela disse batendo os pés, eu a segurava pelos dois braços – Por favor, me solta?

Justin: Só depois que você se acalmar. – eu disse e ela me olhou séria se acalmando aos poucos – Jas, eu não posso deixar você simplesmente bater na Chloe! Eu sei que aquela garota merece uma surra, mas não faça isso perto de mim, Okay? – disse e ela assentiu, eu a soltei.

Jasmine: Essa garota vai ter o que merece. – ela disse entre dentes, não me olhava.

Justin: Okay, vamos entrar logo na escola? – disse a encarando e ela assentiu, entrelaçou seus braços nos meus e entramos. Por que a Chloe veio pra cá? Se ela continuar dando em cima de mim, não passa de hoje porque a Jasmine já quer dar uma lição nela, nem quero ver isso. A minha vontade é de conversar na boca a boca com ela e saber o motivo da vinda pra cá porque não está mais dando certo, essa garota está destruindo a minha vida! Desde que chegou. Entramos na sala e nos sentamos, nem me dei o trabalho de olhar pro outro lado da sala porque a Jasmine começou a falar.

Jasmine: Vem pra minha casa hoje? – ela disse logo após que se sentou.

Justin: Pra quê? – perguntei confuso. O estranho é que eu a chamo pra ir à minha casa, ela nunca fez isso.

Jasmine: O Jream vai sair com o Justin a tarde toda, podemos ficar por lá. – ela disse com um sorriso malicioso.

Justin: Ok, mas eu vou passar em casa primeiro, ai depois vou pra sua. – disse e sorri.

Jasmine: Tudo bem! Só que você tem que ser rápido. – ela disse fazendo bico.

Justin: Aham, eu sempre sou. – disse e a selei, a professora entrou na sala. Começou a mais amada aula de física, entediante eu quis dizer. Essa porra de professora é uma burra, não é possível. Fiquei aquelas duas aulas chatas conversando com a Jasmine por sussurros, a sala toda ficou prestando atenção na aula dela. Por fim, as três aulas se passaram e chegou o intervalo. A Jasmine saiu tão rápido da sala que pareceu The Flash, acho que ela estava transbordando raiva porque foi ignorante comigo quando me aproximei.

Jasmine: Hey! – ela disse tirando minhas mãos de sua cintura bruscamente – Justin, depois das aulas eu preciso resolver uma coisa, então eu te ligo quando der pra tu ir em casa. – ela parecia sem paciência.

Justin: Tudo bem, mas o que aconteceu? – perguntei preocupada, mas eu sabia o que era.

Jasmine: Você não irá me impedir dessa vez! – ela disse apontando o dedo em minha cara.

Justin: Não mesmo. Se for fora da escola, te dou o maior apoio. – disse e sorri.

Jasmine: Obrigada. – ela disse e me abraçou, tinha se acalmado.

Justin: Jas, eu vou falar com ela, ok? Isso não vai continuar assim. – disse e ela me encarou perplexa, fiquei sério.

Jasmine: Você bebeu ou o quê? Não, você não vai conversar com ela. Irá dizer o quê? “Ah Oi Chloe, vim aqui pra dizer que você deve parar de fazer a minha vida um inferno! Obrigada.” Justin, se toca.

Justin: Eu não vou conversar com ela á esse propósito, eu quero saber a real, o que ela realmente veio fazer aqui.

Jasmine: Tá Justin, tá. Conversa com a vadia. – ela disse revirando os olhos – Mas eu vou conversar com ela primeiro... Tudo bem? – ela disse e eu assenti.

 

Saímos da escola e eu fui direto pra casa, a Jasmine nem falou comigo direito depois da nossa conversa acho que ela ainda estava brava porque a Chloe me agarrou de novo. Foi simples. Eu tinha acabado de sair do meu carro e sinto mãos em meus olhos, pensei que fosse a Jasmine, arrisquei e fui falando milhares de nomes, então do nada ela tirou as mãos dos meus olhos, se aproximou e me beijou, eu fiquei sem reação, mas a Jasmine chegou bem na hora, nem tive tempo de me afastar. Sai de meus pensamentos quando ouvi minha mãe me chamar, eu já estava em casa e sentado no sofá.

 

Justin: O que a senhora faz aqui? – perguntei desconfiado, ela deveria estar trabalhando.

Pattie: Hoje é meu dia de folga! Esqueceu? – perguntou como se fosse óbvio.

Justin: Putz esqueci. – ainda bem que eu não convidei a Jasmine pra vir aqui.

Pattie: Agora sabe. – ela se sentou do meu lado – Justin... O que houve? Você está estranho. – ela disse, como sempre sabendo o meu estado só de me olhar nos olhos, mulher esquisita.

Justin: É a Jasmine! Ela é louca. A Chloe veio para cá acabar com o nosso namoro e a Jasmine quer acabar com ela, eu não entendo essa garota. – disse passando as mãos no rosto.

Pattie: Você não consegue enxergar? Ela te ama, ela te ama muito. Pelo o que você me falou, ela enfrentaria tudo e todos só pra ficar com você. – ela disse e eu a olhei.

Justin: Eu vou conversar com a Chloe.

Pattie: Sobre o quê? – ela arqueou uma sobrancelha.

Justin: Eu quero saber o que aconteceu para ela ter vindo me procurar. Acredite ou não, a Chloe terminou comigo, mas agora ela me quer de volta. Eu não consigo entender essas garotas...

Pattie: Converse com ela que você irá entender! Mas agora você precisa comer Okay? – ela disse e piscou, eu assenti.

Justin: Eu vou ao meu quarto rapidinho e já volto. – disse me levantando, peguei minha mochila e subi. Entrei no quarto e me joguei na cama, essa cama... A Jasmine deveria estar aqui deitada comigo, mas não.

 

Flashback On

 

Chaz: Justin, eu tenho certeza que aquela garota está afim de você.

Justin: Que garota? – perguntei confuso.

Ryan: A Jasmine, quem mais seria?

Justin: A Jasmine é uma vadia, ela não está afim de mim! – disse rindo.

Chaz: Quantos garotos ela pegou depois que ficou com você?

Justin: Nenhum.

Ryan: Mais uma prova de que ela está afim de você.

Justin: Claro que não! Deve que ela fica com eles as escondidas, foi o que ela fez comigo.

Chaz: Justin, você é um bobão! Os únicos caras com quem a Jasmine conversa somos nós três, tudo isso depois de ela ter ficado com você.

Justin: Não é possível...

Ryan: Veja como ela te olha que você irá descobrir a verdade.

 

Flashback Off

 

 Fui desviado de meus pensamentos quando ouvi a dona Pattie me gritar, me levantei rapidamente.

Justin: Já estou indo mãe! – disse alto, entrei no banheiro e lavei as mãos, depois sai e desci correndo. Almoçamos e eu fui para o meu quarto logo em seguida, a Jasmine tinha me mandado uma mensagem escrita “Pronto! Serviço feito.”, o que essa garota aprontou? Até parece que ela matou a Chloe. A mensagem tinha sido enviada á mais de trinta minutos, eu posso esperar um pouco e depois ir á casa da Chloe, se é que eu sei onde é. Joguei meu celular na cama e meio segundo depois ele começou a tocar, atendi sem ver quem era. – Alô? Quem é?

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...