História Crazy In love - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 279
Palavras 2.558
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


boa leitura povinho

Capítulo 27 - Motel.


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 27 - Motel.

Fiquei uns dez minutos dentro daquele maldito carro sem fazer nada, até receber uma mensagem do Bieber dizendo “Pode entrar! Estou perto do elevador.”, sai do carro rapidamente e entrei naquele Motel, logo quando o avistei, fui a sua direção.

Jasmine: Tu demorou, hein?

Bieber: Quando você ia a Motéis com seus peguetes não era assim? – ele perguntou me encarando, entramos no elevador.

Jasmine: Não! Porque eu sempre entrava com eles. – disse como se fosse óbvio.

Bieber: Eu só estava escolhendo o melhor quarto para nós. – ele disse me olhando e eu sorri.

Jasmine: Eu entendo. – disse e ele me beijou.

Bieber: Que bom, então pode me falando quem são esses caras, onde eles moram, se estudam com a gente, quero saber tudo. – ele disse tentando parecer bravo, mas não conseguiu.

Jasmine: Eu só te falo quando tirarmos os pés deste Motel! Entendido? – o encarei.

Bieber: Okay! Se você insiste. – ele disse e a porta se abriu, saímos. Ele pegou em minha mão e fomos em direção ao quarto, quando chegamos, ele parou, pegou a chave e abriu a porta, quando vi o quarto fiquei maravilhada.

Jasmine: Isso sim que é um quarto de verdade. – disse já entrando, o Bieber me acompanhou e trancou a porta. Sentei-me naquela enorme cama de casal e fiquei olhando em volta, pouca luz, janelas fechadas, cortinas vermelhas, cheiro de incenso e uma hidro um pouco perto da cama. Sai de meus pensamentos quando Justin começou a falar.

Bieber: Gostou do quarto? – ele disse em minha frente, nem sei como ele chegou ali sem eu ver.

Jasmine: Amei! Mas me diz ai o que você falou de mim pra Chloe. – disse me deitando e pisquei, ele sorriu.

Bieber: Eu não vou dizer nada, só depois que sairmos daqui. Esqueceu? – ele disse subindo em cima de mim.

Jasmine: Tá bom então! – disse me levantando – Quer a minha palavra contra mim? Ok, eu acho que você vai ficar sem isso. – disse e tirei o sobretudo jogando-o no chão e ficando apenas de lingerie, ele me olhou de cima até em baixo boquiaberto, ri abafado.

Bieber: Ja-Jas-Jas-Jas-Jasmine... Você não pode fazer isso comigo! Só por causa de uma bobagem? – ele disse vindo em minha direção, tirei meus sapatos e me afastei.

Jasmine: Pelo jeito tu não me conhece! Se quiser sexo, é bom você me contar tudo, não gosto de enrolação. – disse o encarando, subi em cima da cama.

Bieber: O que foi que eu fiz? Você mesma quem queria vir nessa porcaria de Motel, agora vai ficar fazendo joguinho sujo? Não acha isso injusto comigo Jasmine? Seu namorado, que te ama muito. – o interrompi.

Jasmine: Blá blá blá! Mas que drama, hein? – disse revirando os olhos – Prefere falar ou ser torturado? – disse com um sorriso maligno.

Bieber: Nenhum dos dois! – ele se aproximou e eu me afastei novamente – Qual é Jasmine? Ficar olhando você ai com essa lingerie sexy está me deixando de pau duro, então para com o joguinho, vai? – ele começou a correr atrás e mim e eu corria pelo quarto todo para não ser pega.

Jasmine: Me fala, ai eu sou toda sua! – parei e ele me olhou sério.

Bieber: E se você estiver me enganando?

Jasmine: Não confia em mim, Bieber? – ri.

Bieber: É pra ser sincero? Então não. – ele sorriu.

Jasmine: Quer saber? Você é um idiota! Eu vou embora. – disse pegando minha roupa e meus sapatos.

Bieber: Opa! – ele se aproximou e pegou em meu braço – Você não vai embora não. – ele disse me encarando.

Jasmine: E por que não? – o encarei também.

Bieber: Porque eu não vim aqui á toa! Então para de se fazer de difícil. – ele disse e me agarrou por trás, não tive como me soltar.

Jasmine: Última chance pra você me dizer o que eu te perguntei.

Bieber: Você não cansa mesmo, né? Eu só disse pra Chloe que você podia fazer coisa pior do que fez com ela hoje. Ela ficou assustada, foi só isso. Eu não disse que você ia matar ela, até porque eu nem precisei! Tenho certeza que foi isso o que ela entendeu. – ele disse e ficou beijando o meu pescoço.

Jasmine: Tá bom então. – disse jogando minhas coisas em qualquer lugar e me afastando dele que me encarou perplexo.

Bieber: Vai continuar me evitando? Se fizer isso, quem vai embora sou eu. – disse sério.

Jasmine: Evitando não, eu só quero continuar a brincadeira! – disse e sorri maliciosamente, ele continuou me encarando.

Bieber: Cansei das suas brincadeiras Jasmine.

Jasmine: - me aproximei e agarrei seu corpo com uma perna, em seguida disse em seu ouvido com uma voz sexy – Eu sei que você adora! Adora sentir meu corpo e está louco para eu ser sua. – disse e olhei pra ele que sorria maliciosamente.

Bieber: Louco para você ser só minha. – ele repetiu minhas palavras parecendo hipnotizado.

Jasmine: Eu sempre fui sua, mas hoje você tem o privilégio de fazer o que quiser comigo! Eu deixo. – disse e pisquei.

Bieber: Sério? – ele disse e eu assenti então ele me pegou no colo – Vou começar tirando essa sua lingerie porque já está me deixando de pau duro. – ele disse e me jogou na cama, em seguida me beijou e foi tentando tirar meu sutiã, como não conseguiu eu tive que ajudar. Senti meus seios roçando em seu peitoral, me deixando excitada. Então ele logo tratou de chupar um deles e acariciar o outro, me levando á loucura, eu gemia baixo no ouvido dele. Pouco depois o senti lambendo minha barriga e logo tirando minha calcinha com brutalidade chupando meu clitóris com vontade, como se em minutos o mundo fosse acabar. Ele chupava e lambia minha intimidade com intensidade me deixando louca de tanto tesão, senti dois dedos entrando dentro de mim e percebi que o momento estava chegando, tirei a camisa dele que tirou a calça logo em seguida ficando apenas com uma boxer roxa, vi um enorme volume ali. Ri fraco e Justin tirou seus dedos de dentro de mim, em seguida me beijou com brutalidade.

Jasmine: Calma que eu não vou fugir meu amor! – disse rindo, ele beijava meu pescoço.

Bieber: Bem que poderia né. – ele disse ironicamente e sorriu – Pena que eu não permitiria! – ele sussurrou em meu ouvido e me deu um selinho, logo em seguida me penetrou fortemente. Estava com saudades dele assim todo machão. Não sei de qual parte da mudança dele eu mais gostei, mas que ele fode gostoso disso eu não posso reclamar. Ele me entocava freneticamente e eu gemia alto, teve um momento que ele saiu de dentro de mim e eu inverti as posições ficando por cima, ele não gostou muito pela cara que fez, mas quando percebeu o que eu ia fazer se animou. Peguei em seu membro e coloquei-o em minha boca sem fazer pouco caso, ele dominava meus movimentos puxando minha cabeça pra frente e pra trás, ele estava até com os olhos fechados. Eu já fiz isso poucas vezes, então sou desacostumada, mas estava sendo domada pelos movimentos do Bieber. Quando ele disse que ia gozar, parei me deitando ao seu lado – Você chupa gostoso. – ele disse em meu ouvido me fazendo rir.

Jasmine: É que eu estou acostumada. – disse e ele me encarou – Não meu amor, é brincadeira! Você é o único quem já chupei. – disse séria tentando convencê-lo, mas parecia não dar certo, eu acho.

Bieber: Tá bom. – ele disse acariciando meu rosto, senti-o encostando-se a mim e seu membro roçando em minha intimidade, arfei. – O que foi? Excitada? – ele perguntou rindo e me beijou sem me dar tempo de responder, ficou beijando o meu pescoço e me olhou com cara de safado, arfei mais uma vez.

Jasmine: Olhar pra você já me deixa excitada. – disse com uma voz sexy e ele me beijou novamente, percebi que ainda ia acontecer muita coisa na visão do Bieber, mas eu já estava exausta. Parei o beijo bruscamente. – Coloca essa porra ai dentro logo. – disse o fazendo rir, não mudamos as posições, ele me penetrou do jeito que estava. Se bem que foi melhor. Devagar... Muito devagar... Ele me entocava em uma velocidade mínima me fazendo gemer baixo, sorria a cada gemido meu. Eu estava adorando aquela lerdeza dele, mas já sentia falta da adrenalina em meu sangue. – Mais rápido. – pedi e ele assim fez sem reclamar. Aposto que o que ele mais queria era  adrenalina. Ele mudou as posições ficando por cima de mim e começou me entocando freneticamente, aquele prazer todo me domava por inteira, estar com ele era a melhor sensação do mundo. Um tempo depois inverti as posições ficando em cima dele que se animou, comecei a cavalgar, ele segurava minha cintura com as duas mãos domando a velocidade. Ele gemia, gemia bastante e aquilo eram músicas para meus ouvidos. A cada movimento eu ficava mais cansada ainda, mas eu só sairia dali quando não conseguisse mais sentir minhas pernas, coisa que nem chegou acontecer porque o Bieber mudou as posições ficando no comando novamente. Ele me entocava mais rápido do que antes, eu já estava chegando a meu ápice até que senti um liquido me preenchendo, encarei o Bieber que sorria, então ele saiu de dentro de mim.

Bieber: Quero foder por trás, fica de quatro. – ele pediu sério. Por um momento pensei que ele estava brincando comigo, mas não. Ah qual o problema? É só uma fodida por trás. Fiz o que ele pediu que logo me penetrou devagar. – Seus ex-peguetes não te fodiam por trás? Você está tão apertadinha. – ele disse ironicamente e rindo – Com certeza não, eu fodo melhor que todos eles juntos. – ele riu mais uma vez.

Jasmine: Cala a boca e vai mais rápido. – quase gritei. Eu realmente queria que ele calasse a boca, mas não que fosse mais rápido, porém foi o que ele fez. Dei um grito de dor que quase se ouvia do além, Justin riu, é um idiota mesmo.

Bieber: O que foi? Estou indo rápido demais? – perguntou ironicamente, não quis responder, fiquei calada. Ele começou a me entocar mais devagar, mas a velocidade dele nunca diminuía, sempre aumentava, tinha que me acostumar com isso. Aposto que depois de hoje ele só vai querer foder por trás e me destruir todinha. Um tempo depois ele foi indo devagar quase parando, então ele saiu de dentro de mim. Deitei-me na cama de bruços e ele deitou ao meu lado – Acho que vou foder mais é atrás! – ele disse com um sorriso enorme no rosto.

Jasmine: Ai Bieber. – disse ainda ofegante, quase não conseguia falar – Idiota.

Bieber: Idiota por quê? – me olhou surpreso.

Jasmine: Porque me deixou toda quebrada! – disse uma voz manhosa e ele riu.

Bieber: Faz parte meu amor. – ele disse acariciando o meu cabelo.

Jasmine: Engraçado como você acha graça de tudo. Bobão. – disse e o encarei.

Bieber: - ele se levantou – Vamos pra casa! – disse colocando a roupa com agilidade.

Jasmine: Tá louco? Eu nem consigo andar. – disse perplexa, ele riu.

Bieber: Consegue sim! Anda. Você veio só de lingerie mesmo, vai ser rápido Jas. – ele disse tentando me convencer. Levantei-me e coloquei a lingerie, não sei como consegui, mas consegui. Pus meu sobretudo, prendi meus cabelos e saímos dali. Eu não queria parar pra esperar ele pagar nada, então fui direto para o carro – Hey! Onde está indo? – ele pegou em meu braço.

Jasmine: Não quero te esperar aqui, vou para o carro, ok? – disse com uma voz sexy, ele sorriu e eu o selei – Te amo. – disse e sai andando, fui até onde o carro dele se encontrava e fiquei o esperando, até que ele não demorou. – Hum, chegou rápido dessa vez. – peguei na argola da camisa dele e o beijei, ele colocou a mão em minha cintura e o beijo foi se aprofundando até que ele foi andando e me prendeu contra o carro ainda me beijando. Parei o beijo bruscamente e ele me olhou confuso.

Bieber: O que eu fiz? – ele disse olhando para os meus lábios.

Jasmine: Nada, mas estava prestes a fazer que eu sei. – disse ajeitando meu sobretudo. – Podemos entrar e ir logo pra casa? – perguntei o encarando.

Bieber: Eu já estava ficando de pau duro, sabia? – ele sussurrou em meu ouvido, parecia um coitadinho.

Jasmine: Tadinho do Bieber. – disse me aproximando e apertei o membro dele que fez careta e quase gritou de dor, mas se conteu.

Bieber: Argh! Você não deveria ter feito isso Jasmine. – ele disse ficando vermelho, estava com a mão onde eu tinha apertado, ri fraco.

Jasmine: Você é um mole! Aguenta sexo selvagem, mas não aguenta isso. – bufei.

Bieber: Você não tem nada a ver com isso. – ele disse bravo e abriu a porta do carro. – Agora entra nessa porra. – ele disse me encarando.

Jasmine: Desde quando você é meu dono pra ficar me dando ordens? – cruzei os braços e o encarei.

Bieber: Não vai entrar? Então fica ai sozinha. – ele disse entrando no carro, abri a porta rapidamente e entrei – Pensei que eu não fosse seu dono... – ele disse ironicamente sem me olhar.

Jasmine: Desculpa-me! Eu não deveria ter feito isso. – disse com a cabeça baixa, já tinha colocado o cinto.

Bieber: Não deveria mesmo! – ele disse e eu o olhei, estava bravo demais.

Jasmine: Ainda está doendo? – perguntei preocupada - Desculpa-me, por favor.

Bieber: Adoro ver você ai toda arrependida. – ele disse sorrindo.

Jasmine: Adora por quê? O que tem de interessante nisso? Eu só quero saber se ainda está doendo. – disse fazendo bico, ele olhou para o lado e disse.

Bieber: Não, não está mais doendo Jasmine. Pronto? Está bom pra você? – ele disse me encarando, mas não conseguia parar de sorrir.

Jasmine: Não, só vai estar bom pra mim quando eu receber um beijo do Justin Drew Bieber. – disse me aproximando, ele sorriu, colocou a mão em meu queixo e me beijou calmamente, foi um beijo rápido, ele logo parou.

Bieber: Pronto? – disse sorrindo.

Jasmine: Sim! – sorri assentindo, ele olhou pra frente, colocou a mão no volante e acelerou. Chegamos a casa rápido, pois o louco do Bieber dirige cantando pneu. Ele estacionou o carro em frente de casa e logo saiu, sai também e vi-o parado em minha frente. Fechei a porta. – Como você é rápido. – ri.

Bieber: Pois é! – ele colocou uma mão em minha cintura e outra em meu rosto – Eu te amo muito, sabia? – ele disse acariciando meu rosto com um polegar, sorri.

Jasmine: Eu também te amo Bieber! – disse e ele me beijou calmamente, foi um beijo longo, porém diferente do último que estava cheio de segundas intenções. Agora parecia que ele só queria se despedir de uma forma carinhosa e conseguiu. Paramos o beijo com selinhos. – Até amanhã.

Bieber: Até! Amanhã é o dia mais esperado da semana, não vou faltar. – ele disse me fazendo rir.

Jasmine: É bom mesmo! – disse fazendo bico.

Bieber: Antes de você entrar... – ele pegou seu celular – quero tirar uma foto. – ele disse e eu assenti, o abracei de lado e olhei pra frente, ele logo tirou a foto e me mostrou.

Jasmine: Adorei! – disse sorrindo – Mas agora eu preciso entrar meu amor.

Bieber: Ok. – ele colocou a mão em meu rosto e ficou me dando vários selinhos – Até amanhã.

Jasmine: Até. – dei o último selinho nele e entrei em casa, não tinha ninguém. Deitei-me no sofá e fiquei ali pensando no passado.

 

Continua...


Notas Finais


comentem, digam o que acharam, compartilhem com as amigas e é isso! qualquer coisa, me chamem no twitter @minajasbian / @always16thyears / @always15thyears :) é isso, bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...