História Crazy In love - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 258
Palavras 3.410
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura babies

Capítulo 30 - A little party. (Parte 1)


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 30 - A little party. (Parte 1)

Bieber: Você está gostosa. – ele sussurrou em meu ouvido e eu ri fraco. Sempre que o Bieber se inclinava pra sussurrar em meu ouvido, a Kethlen olhava disfarçadamente minha reação e ria. – Eu quero você hoje de novo em minha casa. – ele sussurrou tão baixo que eu quase não ouvi, mas assenti aceitando. – Sabe, ontem minha mãe perguntou onde eu estava e eu disse logo! Pra que esconder as coisas, não é? – ele sussurrou e eu assenti concordando. Tinha feito a mesma coisa com o Jream. Que bom que ele disse tudo. – Vai ficar calada ai? – ele disse e eu assenti sorrindo, olhei pra ele que me encarava, até vermos o Sr. Jones em nossa frente.

Sr. Jones: O que vocês tanto conversam? Não querem compartilhar com a sala? – ele perguntou nos encarando.

Jasmine: Não professor, é bobagem! Ninguém quer saber. – disse sorrindo pra tentar convencê-lo.

Sr. Jones: Bobagem? Então eu acho melhor prestarem atenção em minha aula do que ficarem ai conversando sobre bobagens. Entendido? – ele disse tão sério que eu fiquei com medo por um momento, Bieber e eu assentimos. – Acho bom mesmo. – ele disse e foi pra sua mesa.

Bieber: Quem ele pensa que é? – ele sussurrou.

Kethlen: Será que o professor? – ela disse olhando pra ele e rindo.

Bieber: Fica na sua Kethlen. – ele disse e ela voltou sua atenção ao professor, rindo da cara dele.

Jasmine: Shhhhhh – pedi e ele assentiu. O resto da aula foi entediante, mas passou rápido. – Argh, não aguentava mais ficar de boca fechada pra esse estúpido não reclamar. – disse depois de o professor ter saído da sala.

Kethlen: Já perceberam que ele não gosta nem um pouco de vocês? Aqui na sala é cheio e casais e ele vem logo aonde? Aqui.

Bieber: Você tem razão! Mas foda-se ele. – ele disse revirando os olhos me fazendo rir.

(...)

Intervalo chegou, mal sai da sala e meu celular logo começou a tocar, atendi e era minha mãe. Ela disse que ia chegar em L.A hoje á tarde e levaria uma pessoa, só não me disse quem, ela perguntou sobre os meninos e o Justin, eles estão bem e blá blá blá. Tive que desligar, até porque eu não ia ficar conversando com ela o intervalo todo, mesmo se eu quisesse.

Bieber: Quem era? – ele perguntou curioso.

Jasmine: Bern, minha mãe! – disse sorrindo e guardei o celular.

Bieber: Você tem mãe? – ele perguntou impressionado e arregalou os olhos.

Jasmine: Claro meu bem, você acha que eu nasci como? Uma cegonha quem me trouxe? Eu acho que não bae.

Bieber: É que você nunca me falou sobre ela. – ele disse sério.

Jasmine: Entendo! Mas então, eu tenho mãe sim e ela vai chegar da Califórnia hoje, não é legal?

Bieber: Então eu vou conhecer sua mãe? – ele disse se animando.

Jasmine: Sim meu amor! – disse animada e o abracei.

Bieber: Não precisa de tanta animação, precisa? – ele disse impressionado, me afastei.

Jasmine: Sei lá, ela disse que ia trazer uma pessoa, mas não me disse quem era. – disse tentando descobrir quem é essa pessoa.

Bieber: Não será o seu pai? – ele perguntou como se fosse óbvio.

Jasmine: Claro que não, meus pais são divorciados.

Bieber: Ah, então você e o Justin não são filhos do mesmo pai? – perguntou curioso.

Jasmine: Não, eu e o Jream. Mas isso não importa Okay? Eu estou feliz por poder rever minha mãe! Não a vejo desde que sai da Califórnia. – disse abraçando ele de frente, que sorriu.

Bieber: Se você está feliz, eu estou feliz.

Jasmine: Awn bae... – disse e dei um selinho nele que continuava sorrindo – Você é um fofo!

Bieber: Eu adoro quando você me chama de bae. – ele disse e me deu um selinho demorado.

Jasmine: Sério? Então eu vou te chamar assim sempre. – disse e pisquei, ele assentiu concordando.

Bieber: Jas sabe o que eu estava pensando em fazer? – ele disse e arqueou uma sobrancelha, parecia meio sem graça.

Jasmine: O quê? – perguntei, mas já sabia a resposta.

Bieber: Uma festa! – falou animado.

Jasmine: Não é no domingo, é? – disse o encarando.

Bieber: Não, fica tranquila. Eu só quero fazer uma festa pra dar uma animada no Chaz, ele está precisando.

Jasmine: Ok, quando? – disse já gostando da ideia. As festas dele não acabam bem, mas eu aceitei por causa do Chaz. Ele realmente precisa esquecer-se da Emily.

Bieber: Pode ser amanhã na minha casa, eu falo com a dona Pattie, sem problemas. – ele parecia mais animado ainda depois que aceitei.

Jasmine: Você tem que falar com os meninos também, eu posso ter aceitado, mas vai saber a reação deles. – dei de ombros.

Bieber: O Ryan não perde uma festa por nada e o Chaz... Bom... Eu vou dar um jeito de convencer ele.

Jasmine: Tá. – disse e ouvimos o sinal tocando – Vamos pra sala? – disse entrelaçando meu braço no dele que assentiu, fomos pra sala.

POV Justin

 As aulas acabaram e eu levei a Jasmine até em casa, eu ia ficar lá pra conhecer a mãe dela, mas quando chegamos tivemos uma surpresa. Sim, a mãe dela já havia chegado.

Jasmine: BEEEEEEEEEEEEEEEERN! – ela berrou e saiu correndo em direção da mulher que estava sentada no sofá sorrindo ao vê-la, mas logo se levantou.

Bern: Hey Jasmine! – ela se levantou e a abraçou.

Jasmine: Que saudade. – ela disse quando as duas se afastaram do abraço.

Bern: Eu também estava com saudades minha filha! – ela disse toda sorridente.

Bieber: Ei, por que ela te chama pelo nome? – perguntei me aproximando.

Bern: É porque eu gosto! – ela disse olhando pra mim – Hey Jas, quem é esse rapaz? – ela perguntou pra Jasmine, mas olhando pra mim.

Jasmine: Ah é! Nossa. Bern, esse é o Bieber, meu namorado. – ela disse sorrindo.

Bern: Então você é o famoso Bieber? – ela perguntou surpresa.

Bieber: Famoso eu não sei, mas sou eu mesmo. – disse rindo e ela me abraçou.

Bern: Prazer, Bernadette! Mas como você pôde ver, prefiro que me chamem de Bern. – ela disse e sorriu.

Bieber: Okay então Bern. – sorri.

Jasmine: Então, quem foi a pessoa que você trouxe? – ela perguntou e antes da resposta ser dada, uma garota apareceu descendo as escadas e dizendo “eu”. Ela estava com um short e uma regata preta, não pude deixar de notar nas belas pernas da garota, Jasmine me tirou de meus pensamentos me dando um tapa no braço – Ficou maluco? – ela disse me encarando, nem tive tempo de responder, a garota já tinha se aproximado – Eai Mary! – ela disse e as duas se abraçaram – Justin, essa é a Mary, minha prima. Mary, esse é o Bieber ou Justin, tanto faz! Meu namorado.

Mary: Prazer. – ela disse acenando e sorrindo toda tímida,  já não gostei dela.

Bieber: Prazer. – disse e sorri.

Bern: Então Jas, eu quero conversar com vocês dois! Quero saber tudo o que aconteceu desde que chegou da Califórnia. – ela disse se sentando no sofá, a Jasmine sentou ao seu lado e eu me sentei no sofá ao lado, de um lugar.

Mary: Com licença. – ela disse andando.

Jasmine: Maryna! Não. Sente-se, eu quero que você ouça tudo. É minha prima, esqueceu? – ela disse toda sorridente, a Maryna sentou do lado da Bern e a Jas começou a falar – Bom... Você sabe que eu voltei da Califórnia por causa dele! – ela disse apontando pra mim.

Bern: Voltou? Mas o Jream não me disse nada. – ela disse surpresa.

Jasmine: Ok, agora está sabendo! Sim, eu voltei. Voltei porque minha amiga Kethlen tinha me contado que esse cara aqui – ela olhou pra mim – tinha se esquecido de quem eu era. Eu fiquei deprimida, queria reverter a situação e consegui! – ela sorriu.

Bern: Espera, se esquecido? Como assim? – ela perguntou completamente confusa.

Bieber: É que eu tenho amnésia! Esqueço-me de tudo que tenha acontecido há um mês. Só que depois que a Jasmine voltou, eu consegui me lembrar de milhares de coisas que nunca mais esquecerei, pelo menos é o que eu acho. – disse e olhei pra ela que continuava com aquele sorriso em seus lábios.

Bern: Amnésia? Você já foi a algum lugar pra saber qual o motivo? Até porque, você é muito novo pra ter essas coisas. – ela disse ainda sem entender.

Bieber: Pois é, eu já fui a um hospital, mas o médico só me recomendou conversar com um psicólogo, ele me ajudou um pouco até. – disse e sorri.

Bern: Só te ajudou a se lembrar das coisas, né? Porque depois você se esquecia de tudo? – perguntou e eu assenti.

Bieber: Aham! É isso mesmo. – disse meio sem graça.

Bern: Eu acho que você deve ir a um hospital melhor e insistir em um exame qualquer pra saber sobre isso. – ela disse preocupada.

Bieber: Eu vou ter que fazer isso mesmo, mas eu não quero me preocupar com isso agora.

Jasmine: Até porque nosso amigo Chaz levou um pé na bunda e queremos dar uma animada nele!

Bern: Uma animada, tipo como? – ela perguntou olhando pra Jasmine.

Jasmine: Uma festa! Mas vai ser na casa do Bieber. – ela disse e olhou pra mim.

Bern: E a sua mãe? – perguntou me olhando.

Bieber: Eu vou falar com ela primeiro. – sorri.

Bern: Mary? – ela chamou-a olhando para a mesma.

Mary: Eu? – ela perguntou após ouvir seu nome, parecia distraída.

Jasmine: Você vai à festa? – ela perguntou animada, não gostei da ideia.

Mary: Por que eu iria? Não conheço ninguém tirando vocês dois. – ah não, agora ela vai.

Bieber: Está ai mais um motivo para você ir, vai conhecer pessoas e além do mais a festa só é amanhã. – tentei convencê-la, não funcionou.

Bern: Hey Mary, amanhã não vai querer ficar em casa sem fazer nada enquanto há uma festa rolando, vai? – ela convence melhor.

Mary: Tá, eu vou. – ela disse sorrindo.

Jasmine: Acho bom mesmo. – ela disse se levantando – Vou comer alguma coisa, vem comigo? – ela perguntou e eu me levantei.

Bieber: Ah claro! Licença. – disse e sai andando atrás de Jasmine, em direção á cozinha. Chegamos e ela se sentou em uma cadeira em frente ao balcão, fiz o mesmo.

Jasmine: Jamile pode fazer um sanduíche pra nós dois? – educada como sempre.

Jamile: Claro Senhorita Jasmine! – a mulher disse e não fez pouco caso, logo foi fazer nossos sanduíches.

Jasmine: Eu vi você de olho nas pernas da minha prima, ouviu? – ela disse me encarando.

Bieber: Viu o quê? Jasmine, eu sou homem, entendeu? Olhar não arranca pedaço. – disse e dei de ombros.

Jasmine: Até porque, se arrancasse ela já estaria sem nenhum. – ela disse nervosa. É isso mesmo?

Bieber: Sério que você está com ciúmes? – perguntei revirando os olhos.

Jasmine: Sim, eu estou com ciúmes! E admito porque sou mulher o suficiente para isso. – ela me encarava profundamente e eu tentava entender tudo aquilo que ela estava fazendo.

Bieber: Só por que ela é sua prima? – perguntei e ela assentiu – Quer saber? Eu vou apresentar ela pro Chaz, que tal? – dei uma piscadela.

Jasmine: Ótima ideia meu amor! – ela disse animada e me abraçou. A tal de Jamile colocou dois pratos com um sanduíche no balcão, hum parece uma delícia.

Jamile: Aqui estão. – disse sorrindo.

Jasmine: Obrigada Jamile.

Justin: Jasmine! – ouvi-o gritar.

Jasmine: Ah o que esse garoto quer agora? – ela perguntou revirando os olhos – Eu estou na cozinha, venha aqui!– ela gritou e o garoto apareceu correndo.

Justin: Eu posso ir à festa que vocês vão fazer? – ele estava super animado.

Jasmine: Não porque é uma festa para adolescentes, você não tem nem quinze anos. – ela disse rude.

Bieber: Precisa falar assim com ele? – perguntei a encarando que me olhou perplexa.

Jasmine: Você quer que eu fale como? Ele não vai e pronto. – dessa vez ela me fuzilou que parecia que ia sair fogo de seus olhos.

Bieber: Tá. – bufei – Olha Justin, da próxima vez eu prometo que você vai combinado?

Justin: Posso levar o Andrew? – perguntou animado.

Bieber: Claro que pode! Agora bate aqui. – disse e fizemos toque.

Justin: Valeu Bieber! – ele disse e saiu da cozinha.

Jasmine: Esse dia eu vou ficar a tarde toda dormindo, amo muito tudo isso. – disse ironicamente.

Bieber: Para porque você vai entendida? – disse e dei uma mordida em meu sanduíche, ela já tinha acabado o seu.

Jasmine: Obrigue-me. – ela sorriu desafiadora.

Bieber: Até lá você vai querer ir por conta própria, pode acreditar. – pisquei e terminei meu sanduíche.

Jasmine: Duvido. – ela sorriu maliciosa e se levantou, fiz o mesmo, Jamile não se encontrava mais na cozinha.

Bieber: Sério que está duvidando de mim? Justin Bieber? Eu não acredito nisso. – agarrei-a.

Jasmine: Acredite se quiser. – ela disse com uma voz sexy, comecei a beijar seu pescoço e ela aproveitou o momento pra colocar a mão dentro da minha cueca, já que cinto não funciona com minhas calças, ficou bem fácil pra ela que ficou masturbando meu pau que estava começando a ficar duro com seus movimentos. Eu gemia baixinho no ouvido dela. – Você gosta disso? – ela sussurrou em meu ouvido e eu apenas balancei a cabeça positivamente. – Que tal sairmos daqui? – ela ameaçou em parar e eu neguei desesperado, aquilo estava muito bom, estava a ponto de gozar ali. – Vamos pra sua casa que é melhor. – ela sorriu soltando meu amigo e tirando a mão de dento da minha calça.

Bieber: Jasmine esqueceu que estou de pau duro? Eu não vou pra lugar algum assim! É vergonhoso. – disse um pouco desesperado por ela pensar que eu sairia lá fora desse jeito.

Jasmine: Ok, subimos para o meu quarto daqui e reze pra que não tenha ninguém no corredor. – ela disse se afastando e saiu andando, segui-a, subimos umas escadas e já estávamos no corredor, logo entramos em seu quarto e ela trancou a porta. – Pronto Bieber, o que quer agora? – ela perguntou se sentando na beira da cama.

Bieber: Ainda pergunta? Eu quero que você me chupe. – disse sorrindo e ela riu.

Jasmine: Esqueceu que tem gente demais em casa? – ela disse arqueando uma sobrancelha.

Bieber: Vamos para o banheiro então. – disse andando animado e ela me acompanhou, entramos e a mesma trancou a porta.

Jasmine: Senta ai. – ela apontou para uma cadeira que eu só tinha reparado naquele momento, me sentei e ela se agachou – Não acostuma não, Okay? – ela disse e piscou, em seguida abaixou minha calça – Hum olha só o que eu fiz com você. – ela sorriu maliciosamente e colocou a mão dentro de minha cueca tirando meu membro pra fora.

Bieber: Jas... – gemi baixo – anda logo. Chupa essa porra. – falei praticamente desesperado, ela só ficava massageando meu pau e nada de chupá-lo logo. Ela riu fraco me olhando e eu a encarei, então ela ficou chupando só a cabecinha do meu pau, aquilo estava me torturando – Que porra. – disse irritado e ela riu se divertindo com o meu estado, logo resolveu colocar aquele caralho todo na boca. Coloquei as mãos em seu cabelo comandando seus movimentos, pra frente... Pra trás... Isso é muito bom. Quando ela percebeu que eu ia gozar, parou. – Eu já disse que você chupa maravilhosamente bem? – disse levantando minha calça.

Jasmine: Sim e fala mais alto, quem sabe a Bern não te escuta? Seria vergonhoso. – ela disse ironicamente e se levantou – Vamos pra sua casa ou não? – arqueou uma sobrancelha.

Bieber: Não, eu quero foder aqui mesmo sem demora. – disse sério.

Jasmine: Opa, mas que apressadinho não? – ela disse e sentou em meu colo.

Bieber: Apressado? Você provoca. – a peguei no colo e a sentei em cima da pia deixando cair algumas coisas no chão.

Jasmine: Provoco porque eu também quero. – piscou.

Bieber: Mesmo? – tirei minha camiseta, ela assentiu e tirou sua blusa – Que tal pararmos de enrolar?

Jasmine: Ótima ideia. – ela disse e eu a beijei, então ela agarrou minha cintura com as pernas me juntando mais ao seu corpo, já comecei ficando com tesão. Fui beijando seu pescoço e tirei seu sutiã tendo a visão daqueles seios enormes, abocanhei um deles e fiquei massageando o outro, apenas ouvia os gemidos de Jasmine. Parei um tempo depois e tirei minha calça, eu queria foder e eu iria foder. Jasmine tirou sua calça e me fez sentar na cadeira. – Deixa que eu sei o que estou fazendo. – ela piscou, tirou a calcinha e abaixou minha cueca, logo senti meu pau entrando em sua intimidade, ela começou a cavalgar e eu gemia em seu ouvido – Se alguém ouvir. – ela disse sorrindo e me beijou, mas continuou rebolando. Eu não conseguia me concentrar em seus lábios quentes enquanto ela rebolava em cima de mim, eu gemia o tempo todo entre o beijo.

Bieber: Já chega não acha? - disse quando parei o beijo.

Jasmine: Esqueceu que quem comanda tudo sou eu? – arqueou uma sobrancelha.

Bieber: Não me importo. – disse sorrindo e joguei-a no chão, em seguida comecei a entocá-la freneticamente e ela gemia alto o meu nome – Isso Jas, geme pra mim, geme.

Jasmine: Awn Justin... Isso, mais rápido! – agora ela gemia baixo e eu penetrava cada vez mais rápido, as vezes eu a beijava para abafar os gemidos já que tinha gente em casa que poderia ouvir. Um tempo depois chegamos ao ápice juntos e eu sai de dentro dela me sentando na cadeira.

Bieber: Melhor transa da minha vida. – disse sorrindo maliciosamente ainda ofegante.

Jasmine: Mas e ontem No Motel? – ela perguntou com uma voz sexy.

Bieber: Também está na lista! Das melhores. – pisquei.

Jasmine: Lista de transas? Você é louco? – ela me encarou.

Bieber: Não se preocupa que você está em todas elas. Da ultima até o topo. – sorri.

Jasmine: Ainda bem, se não eu te matava. – ela disse sentando em meu colo, senti seu bumbum roçando em meu pau.

Bieber: Você não viveria sem mim tão fácil. – disse como se fosse óbvio.

Jasmine: Que convencido... – ela disse com um olhar malicioso e começou a rebolar.

Bieber: Jasmine, para! – disse encarando-a que riu da minha cara – Se não parar eu te jogo no chão. – ameacei e ela se levantou.

Jasmine: Não sabe brincar mesmo hein? – ela disse fazendo bico.

Bieber: Brincar? Isso não é brincar, é torturar. – disse indignado.

Jasmine: Desculpa. – sorriu e ligou o chuveiro – Você vem? – ela perguntou me chamando com o dedo, assenti e me juntei á ela, tomamos um banho normal. Terminamos, ela me deu uma toalha e colocou um roupão. – Acho que tem uma cueca do Jream no meu closet, eu vou pegar pra você. – disse saindo do banheiro e logo entrando no tal closet.

Bieber: Não precisa Jasmine. – sai do banheiro e me sentei na cama.

Jasmine: Você não vai querer usar a mesma, vai? – ela apareceu na porta do closet.

Bieber: Não. – demorei um pouco pra responder, ela sorriu e novamente entrou lá, saiu com uma boxer branca na mão.

Jasmine: Não se preocupa que é nova, eu comprei e o Jream não gostou, então eu guardei. – sorriu me entregando a mesma.

Bieber: Ok, obrigado. – sorri e coloquei a cueca.

Jasmine: Agora eu vou trocar de roupa. – ela disse entrando no closet, procurei minhas roupas e lembrei que estava no banheiro.

Bieber: Merda. – murmurei e fui ao banheiro, peguei e me troquei, resolvi ligar pra dona Pattie – Oi mãe!

Pattie: Oi meu filho! O que foi? Estou ocupada.

Bieber: Eu ó quero pedir uma coisa mínima sabe. – disse coçando a cabeça.

Pattie: Hum... O que é? – perguntou desconfiada.

Bieber: Amanhã eu posso fazer uma festa em casa?

Pattie: Eu podia imaginar que era isso! – ela disse parecendo brava.

Justin: Vai deixar? – pedi com esperanças.

Pattie: Para que você quer fazer uma festa? – ela perguntou indignada.

Bieber: É para o Chaz, a festa não vai ser tão grande assim, vai ser normal. A little party mom, right? – disse e ri, mas ela continuava séria.

Pattie: Para o Chaz? – mais uma vez, desconfiada. Parece que ela só tinha ouvido isso.

Bieber: É que ele levou um chifre da namorada dele, hoje ele nem foi á escola e eu quero ver meu amigo feliz, entende? O Chaz precisa se animar e eu acho que uma festa resolveria tudo. – falei mais animado ainda.

Pattie: Tudo bem! Se for para o Chaz, eu deixo.

Bieber: Vai pra casa do namorado amanhã então?

Pattie: Isso não é da sua conta, ok? Agora tchau! Preciso desligar.

Bieber: Ok dona Pattie! Beijos tchau. – disse e ambos desligaram.

Jasmine: Estava conversando com quem? – ela perguntou aparecendo na porta do closet, ainda se encontrava só de calcinha e sutiã, que por sinal muito sexy.

Bieber: Com a minha mãe! Tenho que ligar para os meninos ainda. – disse discando os números.

Jasmine: Ela concordou?

 

 

Continua...


Notas Finais


é isso, espero que tenham gostado! bj bj da marina
tradução: A little party mom, right? (Uma pequena festa mamãe, certo?)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...