História Crazy In love - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 232
Palavras 2.722
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


iai, boa leitura

Capítulo 31 - A little party. (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 31 - A little party. (Parte 2)

Bieber: Com certeza! – disse e ela sorriu, depois adentrou ao closet. Liguei para o Ryan primeiro – Eai dude!

Ryan: Fala bro! O que se passa?

Bieber: O que acha de uma festa amanhã em minha casa? – perguntei animado pra dar a impressão de que vai ser divertido e ele aceitar.

Ryan: Amanhã? Mas você só resolve fazer festa de ultima hora. – disse desconfiado.

Bieber: Ok, a festa é para o Chaz! Vai ou não vai?

Ryan: Só por causa dos chifres da Emily? É ele está precisando! – falou animado – Claro que vou, sabe que não perco uma festa por nada.

Bieber: Que bom, então chama sua mina logo pra poupar meu trabalho.

Ryan: Falou, já conversou com o chefão?

Bieber: Pô, eu estava pensando em ligar pra ele agora, se não estiver no quarto chorando e se lembrando dos momentos bons que passou ao lado da Emily.

Ryan: O Chaz está ficando gay, puta que pariu. – ele disse rindo.

Bieber: Todo cara tem essa fase de gay, ele supera logo! Vou apresentar uma mina pra ele.

Ryan: Uma mina? Arranjou em qual boate? – perguntou de deboche.

Bieber: Boate nenhuma! Eu a conheci hoje, é prima da Jasmine. Achei que o Chaz fosse gostar dela e tive essa ideia de apresenta-los um ao outro já que ela vai à festa. Só falta o Chaz aceitar! – disse animado.

Ryan: Boa sorte ae bro.

Bieber: Valeu dude! – disse e ambos desligaram, me sentei e comecei a discar os números de Chaz, ele atendeu no décimo terceiro toque, puta que pariu. – Eai Chaz!

Chaz: Fala bro.

Bieber: Eu não acredito que você estava chorando. – falei indignado.

Chaz: Eu não estava chorando, só estou um pouco gripado.

Bieber: Bro, não precisa mentir, eu te conheço muito bem pra saber que estava chorando. – disse e vi Jasmine saindo do closet, quase me distrai.

Chaz: Tá, eu estava chorando, mas não pense que era pela Emily, ok? Eu tenho nojo daquela garota, eu só estava chorando por causa de mim. Por ser tão trouxa, por ter acreditado que ela realmente gostava de mim, eu não merecia isso. – ele começou a chorar.

Bieber: Chaz, não precisa ficar assim, esquece a Emily,  tá legal?

Chaz: Eu nunca mais quero ver ela em toda a minha vida. – ele parecia com raiva agora.

Bieber: Isso mesmo, não queira. Que tal esquecer tudo o que viu ontem?

Chaz: Porra Bieber! Eu tinha me esquecido, mas você acaba de me lembrar. – ele me repreendeu e eu me senti culpado.

Bieber: Eu não tive a intenção, desculpa.

Chaz: Tá, como quer me fazer esquecer? Um bordel? Não rola.

Bieber: É só uma festa normal, você precisa se animar um pouco, não acha? – tentei convencê-lo.

Chaz: Quando? Vai ser na sua casa?

Bieber: Amanhã! E sim, em minha casa.

Chaz: Ok, se eu estiver disposto, colo ai. – ele disse sério.

Bieber: Nada disso Chaz, você vai ir sim, ok?

Chaz: Vou pensar no seu caso, gata...

Bieber: Se não vier, chego ai e te levo nem se for á força, entendeu?

Chaz: Tá bom, eu entendi gata, te vejo amanhã!

Bieber: Sem gracinha Chaz, estou falando sério.

Chaz: Não se preocupa cara, eu vou estar lá.

Bieber: Aham, tá. – suspirei – Olha, eu só me preocupo com você, tá legal?

Chaz: Tá legal, maneiro isso! Eu te entendo bro, lembra quando você estava sofrendo com a ausência da Jasmine? Eu te dei uma força.

Bieber: Pois é, eu ficava igual gay chorando no quarto enquanto todo mundo me ligava, você era o único que eu atendia.

Chaz: Pô cara, por isso que te amo!

Bieber: Te amo cara.

Chaz: É sério, eu vou sim lá à festa!

Bieber: Pois é bom ir mesmo.

Chaz: Falou bro!

Bieber: Falou. – disse e ambos desligaram.

Jasmine: O amor é lindo! – ela disse vindo em minha direção e sentou em meu colo.

Bieber: Você ouviu? – perguntei surpreso.

Jasmine: O que? Você dizendo que ama o Chaz? Claro que ouvi! E achei fofo. Ele também disse que te amava? – perguntou e eu assenti – Pô se casem logo! – ela disse me fazendo rir.

Bieber: Caso só se for com você, entendeu? – dei um selinho nela que sorriu.

Jasmine: Sério? – seus olhos brilharam de uma hora pra outra.

Bieber: Sim. – sorri.

Jasmine: Quer se casar comigo?

Bieber: Não, você podia perguntar isso em outro dia? – disse e nós rimos – Escuta... – disse e ela me olhou com atenção – o momento chegará e quem irá pedir em casamento serei eu! Eu sei quando o dia chegar. – disse e pisquei, ela assentiu.

Jasmine: Você sabe que eu estava brincando. – disse fazendo bico, assenti.

Bieber: Então, eu preciso ir pra casa, daqui á pouco minha mãe chega e não me encontra lá. – sorri tirando ela do meu colo.

Jasmine: Ah não, fica mais um pouco?

Bieber: Pra que? Eu não quero olhar pra cara de ninguém sabendo que ouviram meus gemidos. – disse como se fosse óbvio.

Jasmine: Talvez eles não tenham ouvido. – ela disse pensando nessa hipótese, mas eu acho que não.

Bieber: Duvido muito. – disse me levantando – É sério Jas, - a olhei – até porque eu tenho que encomendar as coisas pra amanhã.

Jasmine: Ok eu te levo lá em baixo. – sorriu e pegou em minha mão, saímos do quarto e quando chegamos à sala não havia ninguém, ainda bem. Andamos até a porta e Jasmine parou – Então tchau né? – ela disse sorrindo sem graça, toda fofa.

Bieber: É, tchau meu amor! – disse e a beijei de surpresa inclinando-a para baixo, um tempo depois parei e a levantei.

Jasmine: Esse beijo foi maravilhoso. – ela disse impressionada, ri fraco.

Bieber: Eu sei! – a selei – Preciso ir, qualquer coisa e liga ou vai lá a casa, ok? – pisquei e ela sorriu assentindo – Tchau Jas...

Jasmine: Tchau bae. – ela disse acenando e eu fui embora.

POV Jasmine

Justin se foi e eu fechei a porta. Subi para o meu quarto, entrei no banheiro e vi a cueca dele ali jogada no chão toda molhada, peguei e coloquei no cesto de roupa suja, depois voltei para o quarto, resolvi ligar para Kethlen.

Kethlen: Oi Jas!

Jasmine: Oi Keth, tudo bem?

Kethlen: Tudo ótimo e com você?

Jasmine: Ótima também! Ryan te contou da festa?

Kethlen: Claro, me contou sim! Mas eu não estou muito animada, até porque ele me disse que o Justin vai apresentar uma garota para o Chaz, mas por quê?

Jasmine: Entenda o lado do Chaz. Se levasse um chifre, como ficaria de primeira?

Kethlen: Eu iria ficar querendo que aquilo não fosse verdade, que fosse só um sonho.

Jasmine: E depois?

Kethlen: Eu não ia querer vê-lo nem pintado de ouro.

Jasmine: O Chaz deve estar mesmo assim! Sem querer ver a Emily, morrendo de raiva dela. Essas coisas acontecem, não se preocupa.

Kethlen: Mas eu nem consegui falar com ela! Quer dizer, ela que não me atendeu.

Jasmine: Viu? Ela está evitando dizer toda a verdade, qual nós já sabemos.

Kethlen: Eu entendo! Eu vou assim mesmo, é só para o Chaz se animar um pouco, não é?

Jasmine: Sim, o Justin quer ver Chaz feliz. – sorri me lembrando dos dois se declarando um para o outro.

Kethlen: Eu sei! Mas eai, quem é essa menina?

Jasmine: Minha prima, ela chegou hoje da Califórnia com a Bern, minha mãe.

Kethlen: E ela não tem namorado? – perguntou curiosa.

Jasmine: Se ela tivesse namorado, não viria pra cá fazer faculdade. – disse como se fosse óbvio.

Kethlen: Verdade. Jream também vai?

Jasmine: Tenho que falar com ele! Nem o vi hoje, deve estar trancado no quarto vendo filme pornô. – disse e ri.

Kethlen: Ou jogando vídeo game! – ela disse e riu sozinha.

Jasmine: Quão inocente tu és, hein dona Kethlen? Ainda é virgem?

Kethlen: Como ser virgem tendo você como amiga? – ela disse rindo.

Jasmine: Obrigada pela parte que me toca. – disse ironicamente e ela riu mais.

Kethlen: Fala vadia, o Bieber é bom de cama? Já foram em um Motel? O que ele fala quando geme? – ela disse tudo rápido.

Jasmine: Opa! Bieber super bom de cama, fomos a um ontem, recomendo. E ele geme “awn Jasmine”.

Kethlen: Hum, pensei que ele gemia “isso vadia”. – ela disse e riu.

Jasmine: Engraçadinha você, hein? Melhor treinar os gemidos antes de transar com o Ryan.

Kethlen: Antes? Já transei meu amor. – riu sapeca.

Jasmine: Safada! Faz quanto tempo que estão juntos? Eu só fui transar com o Justin pela primeira vez quando cheguei da Califórnia.

Kethlen: Não me diga que nunca quis transar com ele antes? – perguntou espantada.

Jasmine: Antes eu não era assim, então não. E mais, nossa primeira noite aconteceu inesperadamente, nós não planejamos nada daquilo.

Kethlen: Ah sua sem graça. – bufou

Jasmine: Vou desligar aqui, minha mãe deve estar precisando de alguma coisa.

Kethlen: Ok então né! Tchau, até amanhã vadia.

Jasmine: Até amanhã biscate. – disse e ambos desligaram. Lembrei-me de uma coisa e fui até a gaveta do criado mudo, peguei um remédio e coloquei na boca, depois fui até o banheiro e tomei água de lá mesmo. – Argh! – grunhi e sai do banheiro.

Mary: Jasmine? – ouvi-a me chamar e bater na porta.

Jasmine: Entra! – pedi e ela entrou – Oi Mary.

Mary: ooi – sorriu – Tem uma pessoa lá embaixo querendo falar contigo.

Jasmine: Quem? – perguntei confusa.

Mary: Acho que é o seu pai! – ela disse e eu me assustei.

Jasmine: O quê? Como assim meu pai, Mary? Ele não está por ai viajando pelo mundo todo? Ele não pode estar aqui! – disse nervosa.

Jream: Mas ele está Jasmine. – vi-o entrar no quarto.

Jasmine: O que ele está fazendo aqui? – encarei-o.

Jream: Foi como a Mary falou, só quer conversar.

Jasmine: Ok, eu vou lá. – disse andando e já começando a chorar. Desci deixando eles lá, sai quase correndo, quando cheguei à sala e o vi conversando com minha mãe, parei. – O que você pensa que está fazendo aqui? – disse e ele se levantou olhando pra mim.

Brad: Jasmine! Eu vim conversar com você. – ele disse todo sorridente.

Jasmine: Conversar pra que? Você não se importa comigo, nunca se importou! Vive viajando pelo mundo e nunca liga pra saber como eu estou e ainda tem a coragem de mandar o Jream aqui pra me vigiar?

Brad: Eu fiz isso porque eu me importo com você.

Jasmine: Não, não se importa! E sabe de uma coisa? O Jream me vigiou muito mal. – disse e ele me encarou – Até porque, eu estou namorando. – sorri.

Brad: Namorando com quem? – ele parecia bravo.

Jasmine: Pra que precisa saber? Você não o conhece e nunca vai conhecer. – disse brava.

Bern: Dá pra parar vocês dois? – ela pediu nos encarando.

Jasmine: Tira esse homem daqui que eu paro. – disse séria.

Brad: Jasmine me escuta, eu vim aqui pra te levar pra Inglaterra, lá você vai fazer a faculdade que quiser e eu sempre vou estar perto de ti. – ele disse aquilo tudo como se eu fosse concordar numa boa.

Jasmine: Não! Eu não vou pra lugar nenhum com você, tenho uma vida aqui em L.A e não vou largar tudo pra viver sua vidinha de merda. – disse o encarando.

Brad: É o tal do seu namorado? Jasmine, pra que se preocupa tanto com isso? É só uma paixão passageira, tudo vai passar. Vem pra Inglaterra comigo, sua vida vai mudar.

Jasmine: Eu já disse que não! Deixa-me em paz. – disse chorando e sai correndo, eu não conseguia ver para onde ia, mas sai de casa e andei pelas ruas de L.A, a única coisa que eu queria era que aquele homem fosse embora e me esquecesse de uma vez. Cheguei a uma rua e parei, olhei para o lado e vi a casa de Justin, eu continuava a chorar, mas liguei pra ele. – Hey bae, eu preciso de você.

Bieber: Jasmine? Onde você está? – perguntou preocupado.

Jasmine: Estou aqui em baixo! Por favor, vem aqui.

Bieber: Não se mexa, eu estou descendo. – disse e desligou, olhei para o céu e já tinha escurecido, mas muito pouco. Logo ouvi a porta sendo aberta e ele saindo de lá e vindo em minha direção. – Meu amor! – ele parou em minha frente, eu o abracei.

Jasmine: Por favor, fica comigo, eu não quero me separar de você, nunca mais! – disse chorando, eu molhava toda a camisa dele com minhas lágrimas.

Bieber: Calma meu amor, eu não vou me separar de você, o que aconteceu? – ele me olhou.

Jasmine: Meu pai quer me levar pra Inglaterra. – falei e ele arregalou os olhos, espantado.

Bieber: Inglaterra? Mas ele não pode. – ele me abraçou de novo – Vem, entra! Aí você me conta essa história direito. – ele pegou em minha mão e entramos, ele fechou a porta e eu fui logo me sentando no sofá – Me diz novamente, o que aconteceu? – ele perguntou se sentando ao meu lado.

Jasmine: Meu pai chegou à casa do nada querendo que eu fosse pra Inglaterra com ele! Por favor, não me deixa ir com ele, eu não posso, não quero ficar longe de ti. – disse chorando e ele me abraçou.

Bieber: Não se preocupa, prometo que vou fazer alguma coisa, ele não vai te tirar de mim. – ele disse em meu ouvido e eu chorei ainda mais.

Jasmine: Deixa-me dormir aqui? Não quero voltar para aquela casa hoje. – fiz bico.

Bieber: Claro! Mas eu preciso avisar minha mãe. – ele se levantou e eu fiz o mesmo, subimos – Vai para o meu quarto que eu vou falar com ela. – ele disse e eu assenti, fui até seu quarto e me sentei na cama, alguns minutos depois ele apareceu – Voltei. – disse sorrindo e ouvimos seu celular tocando.

Jasmine: Se for o Jream, diz que não estou aqui. – pedi e ele logo atendeu.

Bieber: Ah Oi Jream! *silêncio* A Jasmine? Sim, ela está aqui em casa. – ele disse e eu o fuzilei, então ele mostrou a língua pra mim.

Jasmine: Idiota! – disse me deitando de bruços.

Bieber: Não se preocupa, ela está bem, vai ficar comigo esta noite, Okay? *silêncio* Então tá! Tchau. – disse e desligou.

Jasmine: Sabia que é feio mostrar a língua para os outros? – o olhei que logo riu.

Bieber: Sabia que me esqueci de chamar o Jream pra festa? – mudou de assunto.

Jasmine: Ele não vai! – me sentei na cama.

Bieber: Já o chamou? – perguntou sentando ao meu lado.

Jasmine: Não. – disse sorrindo.

Bieber: Então por que ele não vai? – perguntou sem entender nada.

Jasmine: Porque ele veio pra L.A pra me vigiar a mandato do meu pai. – disse como se fosse a coisa mais chocante do mundo.

Bieber: Nossa sério? – ele fingiu estar chocado – Coitada de você, mas então ele vai sim.

Jasmine: Eu sei e eu mesma vou falar com ele, estava só brincando. – mostrei a língua.

Bieber: Ah é? Agora você vai me ver brincando. – ele disse, subiu em cima de mim e começou a me fazer cócegas, eu ria demais.

Jasmine: Oh não Biebs, para! – disse rindo demais.

Bieber: Biebs? Por que me chama assim? – disse rindo e ainda fazendo cócegas em mim. – Eu gostava mais de bae. – ele disse e fez bico.

Jasmine: Tá bom, nada de Biebs e sim bae. Por favor, para! Você não vai gostar se eu mijar na sua cama de tanto rir. – disse ainda rindo.

Bieber: Eu paro se você disser “Justin gostosão eu te amo mais do que minha própria vida”.

Jasmine: Argh! – grunhi, mas não contive a risada – PARA BIEBER! – gritei – Tá. Justin gostosão eu te amo mais do que minha própria vida. – disse rápido e ele parou saindo de cima de mim.

Bieber: É assim que eu gosto... – ele disse se deitando – deita aqui meu amor. – ele pediu e eu me deitei de frente pra ele – Eu te amo. – disse e nos cobriu.

Jasmine: Eu também te amo! – sorri e o selei – Só não me deixa, por favor? – disse e o abracei.

Bieber: Jas, eu já disse que não vou te deixar, não precisa ficar assim.

Jasmine: Bieber, meu pai pode me levar pra onde quiser, ele tem seus direitos de pai, mas eu não quero ir, não quero ir pra Inglaterra.

Bieber: Não se preocupa com isso agora, ok? Amanhã temos uma festa, depois dela nós falamos com a sua mãe sobre isso. – ele disse e eu assenti – Agora dorme porque amanhã vai ser um grande dia. – disse e eu fechei os olhos, não demorou muito e adormeci.

 

Continua...


Notas Finais


é isso, bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...