História Crazy In love - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 244
Palavras 1.725
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


pequeno, mas ta ai! boa leitura amores

Capítulo 33 - Alone.


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 33 - Alone.

Jasmine: - me aproximei de seu ouvido e disse – Oral. – falei e vi um sorriso saindo de seus lábios.

Bieber: Tem certeza? – perguntou ainda sorrindo.

Jasmine: Se eu não tivesse certeza, não estaria aqui. – pisquei.

Bieber: Uma rapidinha? – perguntou animado.

Jasmine: Não sei, eu posso te dar algo melhor se você não se importar, eu estou naqueles dias Bieber, por enquanto sexo não, Okay? Mas pra você não ficar chateado comigo, posso te dar algo que com certeza vai adorar. – disse e pisquei, o sorriso dele foi tão grande que eu sabia que ele já tinha aceitado. – Vamos? – disse e dei um selinho demorado nele.

Bieber: É pra já! – ele pegou em minha mão e subimos. Entramos no quarto e ele trancou a porta, me sentei na cama e ele veio em minha direção – Pronta?

Jasmine: Quem deveria estar pronto era você. – disse e sorri.

Bieber: Eu sempre estou pronto, você sabe muito bem disso. – ele disse como se fosse óbvio, disso ele tinha razão.

Jasmine: Okay, então deita aqui que quem comanda o negócio hoje sou eu. – disse com uma voz sexy.

Bieber: É pra já! – ele disse se sentando na cama e me puxou pra perto de si.

Jasmine: Eu sei que você ama uma oral. – pisquei e ele riu safado.

Bieber: Gosto mesmo, você sabe bem disso. – ele disse e me beijou, parei um tempo depois e o joguei na cama, logo fui subindo em cima dele, tirei sua calça e sentei-me em cima de seu membro – Opa. – ele arqueou uma sobrancelha.

Jasmine: O quê? Não gosta disso? – perguntei sorrindo, queria deixar ele excitado primeiro, Bieber sempre fica louco quando está excitado.

Bieber: Não. – ele disse e eu comecei a rebolar, então ele fechou os olhos, com certeza estava sentindo aquilo melhor. – Para, por favor. – pediu abrindo os olhos e fechando logo em seguida – Jas... – sorriu – isso é tortura! Não combinamos que um podia torturar o outro. – falou ainda com os olhos fechados.

Jasmine: Não me lembro de combinado nenhum. – falei rindo, ele abriu os olhos e me encarou.

Bieber: Adora me ver assim, não é? – ele parecia inconformado com o que eu estava fazendo.

Jasmine: Ué, mas assim como? – me fiz de desentendida e ri por dentro.

Bieber: Você conseguiu o que queria, eu estou excitado, mas eu quero foder agora mesmo. – ele disse sério.

Jasmine: Se fodermos, vai ser a pior fodida da sua vida. – alertei-o que se assustou, eu não esperava essa reação vindo dele, mas assim está bom.

Bieber: Então para de tortura e me chupa de uma vez. – pediu fechando os olhos mais uma vez.

Jasmine: Ok!  - sorri e sai de cima dele, tirei sua cueca e vi aquele pênis enorme já ereto, peguei e Bieber já começou a gemer e a fazer uns barulhos com a boca – Calma meu amor. – ri e fiquei fazendo uma pequena masturbação que deixava ele louco – Hey! – o chamei, ele logo abriu os olhos – Se quiser oral se acalma porque meus toques não são sagrados. – falei e ri, ele fechou os olhos novamente. Resolvi que seria direta, coloquei-o dentro da boca, então comecei com os movimentos, Justin não queria comandar em nada, só estava lá de olhos fechados sentindo todo o prazer. Eu só parei quando ele disse que ia gozar, mas a brincadeira só tinha começado porque se era pra eu chupá-lo, iria chupar com toda vontade do mundo, continuava sempre que ele pedia, só pararia quando eu cansasse ou quando ele quisesse. Nem um e nem outro foram rápidos, ele que quis que eu parasse, já tinha gozado várias vezes. Deitei-me e o olhei, estava tirando a calça e a blusa, ficando apenas de cueca. – Eu vou lá a baixo. – disse e ele me olhou perplexo.

Bieber: O quê? Nem pensar, você vai ficar aqui comigo. – falou se deitando ao meu lado.

Jasmine: Bae esqueceu que eu vim com a Mary? Ela não sairia dessa festa se não fosse comigo e Jream juntos. – disse como se fosse óbvio.

Justin: Porque não liga para o Jream dizendo pra leva-la pra casa? – perguntou.

Jasmine: Ok, a festa já deve ter acabado mesmo! – disse fingindo estar emburrada e me levantei, peguei minha bolsa e liguei para Jream, ele falou que a casa tinha poucas pessoas, mas a dona Mary não parava de conversar com Chaz, quando não estavam conversando, estavam dançando. Ok, amor á primeira vista! Que fofos. – Pelo jeito o Chaz já arranjou um par. – falei cantarolando, joguei minha bolsa em qualquer lugar e me deitei ao lado do Bieber.

Bieber: Que bom! Ele merece mesmo é ser feliz. – sorriu.

Jasmine: A Mary também ouviu? – falei o abraçando.

Bieber: Ouvi! – ele disse e ficou calado pensando, um tempo depois disse – Jas... Eu estava pensando qual seria a reação da Mary se você dissesse que já ficou com o Chaz. – disse e riu.

Jasmine: Ela ficaria chocada! – ri também – A Mary é inocente e meio lerda.

Bieber: Lerda por quê? – perguntou confuso.

Jasmine: Eu falei pra ela que meu pai queria me levar pra Inglaterra e ela pensou que fosse um estado aqui em U.S.A. – disse impressionada.

Bieber: Nossa! – ele disse e gargalhou.

Jasmine: Para de rir porque ela é minha prima. – disse e ele parou.

Bieber: Será que ela conhece a palavra sexo? – ele disse de deboche.

Jasmine: Bieber! – o repreendi encarando-o

Bieber: Ué, mas não foi você mesma quem disse que ela é lerda? Vai saber! – ele disse e deu de ombros.

Jasmine: Eu vou conversar com ela, meu amor. – sorri.

Bieber: Conversar sobre sexo? Não acha que ela é muito grandinha? – falou rindo.

Jasmine: Para de palhaçada! Eu não sei se ela sabe então eu vou perguntar. – arqueei uma sobrancelha. Ainda estava de sapatos, então os tirei.

Bieber: Entendi! – falou me abraçando.

Jasmine: Chega de conversa, eu preciso dormir, estou com sono. – disse colocando minha cabeça em seu peito e fechando os olhos, senti-o fazendo cafuné em mim.

Bieber: Ok dorme aí e sonhe comigo o quanto quiser, eu juro que dessa vez eu deixo. – falou e riu.

No dia seguinte... Domingo – 22 de Abril.

 

Acordei com o sol batendo em meu rosto, olhei para o lado e vi Justin dormindo todo fofo abraçado á um travesseiro, me sentei e peguei meu celular, 9:31 a.m. Então ele começou á tocar e era o Jream, atendi logo em seguida.

Jasmine: O que foi?

Jream: Jasmine corre pra cá porque seu pai está chegando e não gostaria de saber que você dormiu na casa do Bieber. – ele disse um pouco, talvez muito desesperado.

Jasmine: Jream esqueceu que ele é meu namorado? – se ele estivesse em minha frente nesse momento, eu estaria o encarando.

Jream: Esqueceu que seu pai não se importa? – ele disse como se fosse óbvio, odeio quando ele tem razão.

Jasmine: Eu vou! Mas estou pouco me fodendo pra esse homem ai. – disse, esperei alguns segundos e desliguei. Coloquei meu celular dentro da bolsa e coloquei meu sapato, em seguida olhei para Justin, ele estava tão fofo que eu não pude acordá-lo, dei um selinho em seus lábios e sai do quarto, fui andando e arrumando minha roupa e cabelo, como não vi ninguém em casa, fui saindo. Andei devagar até em casa só pra evitar quem estava me esperando, cheguei entrando e vi Jream em minha frente.

Jream: Ficou maluca? Seu pai vai te matar! – falou me encarando.

Jasmine: Eu não me importo com o que esse homem vai falar ou pensar de mim. Deixa-me, ok?

Jream: Esqueceu-se do que eu te disse ontem? Você tem que conversar com ele e Bern.

Jasmine: Tá, mas eu vou trocar de roupa. – sorri.

Jream: Não porque ele está na outra sala de estar te esperando, então anda logo antes que ele venha te buscar aqui mesmo. – falou me empurrando.

Jasmine: Ah, tá bom! – disse e sai andando até a sala que ele me disse onde o senhor chamado Brad vulgo meu pai estava me esperando.

POV Justin – 11:35 a.m.

 

 Acordei e não encontrei Jasmine ao meu lado, procurei pelo quarto para achar rastros dela e nada. Então é assim? Quase transa comigo e no dia seguinte vai embora sem se despedir? Isso é coisa de vadias! Mas deixa que depois eu ligo pra ela. Levantei-me, entrei no banheiro e tomei um banho quente e rápido, quando terminei, sai e me troquei, desci e a casa estava completamente vazia e silenciosa.

Justin: Pra que uma casa enorme sendo que só mora duas pessoas? – murmurei comigo mesmo e ouvi passos se aproximando.

Scarlet: Saudades da namorada? – ouvi sua voz e levei um susto.

Justin: Porra Scarlet! Você me deu um susto. – olhei pra trás a encarando.

Scarlet: Viu como é bom dar susto nos outros? – perguntou sorrindo.

Justin: É eu percebi! Não é muito legal não e sim, estou com saudades da Jasmine. – disse sem olhá-la.

Scarlet: Eu vi quando ela saiu, estava meio apressada! Deve ter acontecido algo. – ela disse me deixando um pouco preocupado.

Justin: Acontecido algo? Só se for o pai dela. – bufei revirando os olhos – Minha mãe ainda não chegou?

Scarlet: Não, ela ligou dizendo que só volta depois do almoço. – sorriu.

Justin: Tudo bem! Scarlet, eu preciso de comida, qualquer coisa. – falei andando em direção á cozinha.

Scarlet: Você acordou bem tarde, então eu já preparei tudo.

Justin: Uhum! – murmurei.

 Entrei na cozinha e comecei a comer, tinha bastante coisa ali e eu estava faminto. Quando terminei de comer fui pra sala ver TV, mas como no domingo não passa merda nenhuma e eu estava entediado, resolvi ligar pra alguém. Chaz e Ryan, nenhum me atendeu. Liguei pra Jasmine e deu caixa-postal direto. Legal! Estou sozinho nessa bosta de casa, sem praticamente nada para fazer e meus amigos e minha namorada não me atendem, esse povo todo deve estar de porre e a Jasmine com certeza chegou a casa cedo e depois foi dormir, do jeito que ela é não duvido nada. Lindo, eu, Justin Bieber, entediado em uma casa enorme. Isso realmente não é lá uma coisa que eu gostaria em um momento como esses. Quem sabe fodendo até não sentir mais as pernas? Seria uma boa escolha, mas a pessoa certa pra isso não se encontra no mesmo recinto que o meu e a preguiça de ir até a casa dela é tanta, prefiro ficar aqui mais um pouco e comer ainda mais.

 

 

Continua...


Notas Finais


é isso, bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...