História Crazy In love - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jasmine Villegas, Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Jasmine Villegas, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Bern Villegas, Chaz Somers, Christian Beadles, Jasmine Villegas, Jream Andrew, Justin Bieber, Justin Villegas, Pattie Mallette, Ryan Butler
Visualizações 178
Palavras 1.356
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


boa leitura babies

Capítulo 38 - Flawed plan.


Fanfic / Fanfiction Crazy In love - Capítulo 38 - Flawed plan.

POV Jream

 Acordei com a minha cabeça latejando, eu não sabia onde estava e muito menos com quem estava. Se bem que eu estava amarrado em algum lugar não muito confortável e com uma venda em meus olhos. Que diabos eu estava fazendo ali? Aos poucos fui me lembrando do último acontecimento, eu tinha sido atingido por uma mulher, qual nome eu não sabia. Mas por que eu estou aqui? Por que essa louca me trouxe até aqui? Fiquei me debatendo pra tentar me soltar, mas não consegui. Ouvi passos se aproximando e um cheiro de perfume de homem, com certeza é o filho da puta do Brad, logo pude ouvir sua voz.

Brad: Olha só Rachel, seu novo cachorrinho acordou! – ele disse debochado, não podia vê-lo, mas só de ouvir sua voz me dá nojo. E cachorrinho? O que ele queria dizer com isso? A tal de Rachel logo se aproximou, senti seu perfume.

Rachel: Eaí está pronto? - perguntou e colocou a mão em meu queixo, pude sentir ela bem próxima, eu só queria sair dali.

Jream: Pronto pra que? Tirem-me daqui! – comecei a me debater, só que ela deu um tapa estalado em meu rosto, pude sentir o mesmo queimar.

Brad: Jream, acha mesmo que eu ia deixar você entrar em minha propriedade e sair ileso? – perguntou ironicamente.

Jream: Desgraçado! O que você quer comigo? – perguntei me debatendo.

Brad: Com você eu não quero nada, mas a Rachel sim. – ele disse e pude ouvir seus passos se distanciando e o perfume da Rachel se aproximando, eu queria sair dali, mas com os olhos vendados não tem como.

Rachel: Jream... Então esse é o seu nome? – ela sussurrou em meu ouvido.

Jream: O que você quer de mim?

Rachel: Eu só quero você. – ela disse e riu.

Jream: Está pensando em me estuprar? – disse e gargalhei altamente, mas novamente senti minhas bochechas queimarem.

Rachel: Eu não vou fazer nada disso, mas... Se for o caso, posso te tirar dai. – ela disse e me deu outro tapa, então outro, e mais outro, e mais outro. Essa mulher bate como homem. Eu percebi logo de cara que ela não queria nada comigo, só queria cumprir as ordens do Brad. Torturar-me. E ela estava conseguindo porque quanto mais ela me batia, mais fraco eu ficava. Teve até uma hora que eu desmaiei e ela jogou água gelada em meu rosto, vê se pode. Eu sinceramente não sabia por que ela estava fazendo isso comigo.

Jream: Por que não me mata logo? – pedi logo sentindo o gosto do arrependimento.

Rachel: Acho bom você ficar bem quietinho! – ela me deu mais um tapa e em seguida se afastou, ela ia me deixar sozinho ali?

Jream: Onde está indo? – perguntei meio desesperado, ela não respondeu, só que mais uma vez senti minha perna ficando mole, depois meu corpo todo e apaguei.

POV Justin

Jasmine: Bieber que horas são? – ela perguntou me cutucando, estava quase cochilando de tanto episódio que a gente havia assistido.

Justin: Ahn? Quê? – perguntei coçando os olhos.

Jasmine: Horas, horas, que horas são? – perguntou me encarando sem paciência.

Justin: Sei lá! – disse e peguei meu celular que estava bem ali em cima do sofá – Cinco horas. – falei e joguei o mesmo em qualquer lugar.

Jasmine: Preciso ir embora. – falou se levantando.

Justin: Ir embora por que meu amor? Não gostou dos episódios? Se não gostou podemos assistir outra coisa! Uma que você goste ok? – insisti.

Jasmine: Bieber, não é nada disso! Ficamos a tarde toda assistindo TV, sua mãe deve estar chegando e eu não quero que ela me veja nesses trajes, só isso. – falou e saiu andando, ok ela estava certa. Fui atrás, ela andava em direção ao meu quarto, entrei e coloquei uma calça moletom, Jasmine estava trocando de roupa, fiquei observando-a. – Pare de me olhar desse jeito. – pediu fazendo bico ri de sua reação, tão fofa e gostosa.

Justin: Desculpe-me! – sorri maliciosamente e me dirigi á porta – Estou te esperando lá em baixo. – disse e ela assentiu, então desci, chegando lá em baixo, encontrei dona Pattie entrando em casa – Boa tarde! – falei animado e me aproximei dando um beijo em sua bochecha.

Pattie: Boa tarde meu filho! O que aconteceu pra estar tão animado assim? – me olhou desconfiada, mas um ser humano descendo as escadas me respondeu.

Jasmine: Oi Pattie! – ela se aproximou e minha mãe logo me encarou sabendo a resposta.

Justin: O que foi? Eu precisava. – dei de ombros e me joguei no sofá.

Jasmine: Precisava de quê? – perguntou curiosa.

Pattie: Nada não querida! E Oi, que bom te ver. – ela disse dando um beijo no rosto de Jasmine e em seguida subiu.

Jasmine: O que estava acontecendo aqui? – perguntou ainda mais curiosa, essas mulheres.

Justin: Nada, ela só percebeu que eu estava animado! Aí quando te viu, já soube por quê. – falei sem ânimo.

Jasmine: Meu Deus Bieber, por que você é assim? Por que tem que dar tão na cara assim? Por que tem que ser um puto de um ninfomaníaco? – ela falou brava, só que parecia mais é envergonhada.

Justin: - me levantei – Olha aqui meu amor... Eu sei exatamente o que você deve estar pensando, que minha mãe deve estar pensando coisas de você, mas não se preocupe. Ela me conhece muito bem e sabe que você não tem nada a ver! A Dona Pattie é compreensiva, não fica desse jeito, ok? – pedi e ela assentiu.

Jasmine: Então, preciso ir pra casa, não precisa me levar, eu vou a pé, quero tomar um ar. – ela disse olhando para todos os lados, menos pra mim.

Justin: Ok! – disse e a beijei – Tchau Jas, qualquer coisa me liga, tá? – pedi, ela assentiu e foi embora. Eu me joguei no sofá novamente e continuei ali assistindo CSI, deixei desde a parte que parou, só sai de frente da TV quando ouvi minha mãe me chamar pra jantar, como eu estava morrendo de fome fui correndo. Comemos e eu voltei pra sala, mas a dona Pattie ficou implicando comigo como sempre.

Pattie: Justin, sai de frente dessa TV, você já ficou aí demais, não acha? – parecia brava e estava.

Justin: Mãe, deixa eu ver meu CSI, por favor? – pedi.

Pattie: Não! E se você não levantar a bunda desse sofá, eu desligo essa TV! – falou bem mais brava do que antes, então obedeci e subi para o meu quarto, quando estava na escada percebi que ela desligou a TV. Entrei no quarto e fui direto para o banheiro tomar um belo de um banho, terminei e cai na cama, já estava com sono mesmo, então segundos depois já tinha apagado.

POV Jream

 Acordei completamente tonto, dessa vez eu não me encontrava mais com venda nos olhos, mas senti que esse não era o mesmo lugar onde eu estava antes, parecia menos espaçoso que o anterior. Tentei me levantar, mas foi em vão, cai logo em seguida, então Brad entrou na sala com uns capangas atrás dele, apenas o observei.

Brad: E então...? Gostou de ter levado uma surra de uma mulher? – perguntou sorrindo.

Jream: O que você quer comigo, Brad? Pode falar!- insisti.

Brad: Sabe o que eu quero? Quero que não interfira mais em meus planos, ouviu? Não te quero mais em meu caminho, ok? Então eu vou te deixar, vou levar a Jasmine pra longe de você e daquele namoradinho ridículo dela. – ele disse revirando os olhos.

Jream: Você não vai fazer isso, senão eu te entrego pra polícia! – ameacei-o.

Brad: Jream, meu querido Jream, antes de você fazer isso, você não será mais um ser humano vivo, entendeu? Você não pode com todo mundo que está ao meu redor! Se eu quiser posso mandar qualquer pessoa te matar agora mesmo, mas sabe, eu não quero fazer isso porque ainda quero a Jasmine longe do namoradinho dela. Então, acho bom não tentar nada contra mim. – ele disse, sorriu, acenou e saiu andando, em seguida mais uns dois caras entrou na sala me pegando pelo braço, eu não sabia o que ia acontecer, mas fiquei me debatendo, então um dos caras colocou um pano em minha boca e eu apaguei.

 

Continua...


Notas Finais


espero que tenham gostado :) bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...